Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Lições da Vida de Jesus-Lucas 3

Lições da Vida de Jesus
 Leitura Bíblica-Lucas 3

Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Embora haja muitos que não gostam, não toleram nem se interessam pela pregação genuinamente bíblica, a pregação plenamente baseada na Bíblia, cujo pregador esteja repleto do poder do Espírito Santo e suas palavras revelem interesse na salvação das pessoas, atrai multidões à Cristo e conduz à igreja de Deus ao crescimento e reavivamento espiritual.

Pecadores de todos os tipos, pessoas rejeitadas e respeitadas, simples e cultas, ricas e pobres, homens e mulheres, cobradores de impostos e soldados afluíam para ouvir a poderosa pregação de arrependimento, mudança e consagração de vida, proclamada por João no deserto (vs. 1-18).

Por que precisamos aprender do Batista? Pois, segundo Albert Mohler Jr. a pregação contemporânea sofre de...

1. ...perda de confiança no poder da Palavra;
2. ...obsessão por tecnologia;
3. ...embaraço diante do texto bíblico;
4. ...esvaziamento de conteúdo bíblico;
5. ...focalização em necessidades sentidas; e,
6. ...ausência de evangelho.

Frieza, legalista, moralista, superficialidade, etc... caracterizam a pregação que domina o púlpito de muitas igrejas. Em outras, são as mensagens de autoajuda, motivacionais, irrelevantes, cheias de historinhas vazias, sem poder do alto (alguns intentam impor com a voz autoritária ou gritando), etc.
Nossa sociedade clama que pregadores aprendam a depender do Espírito Santo como fez João Batista.

Toda sua pregação focava a Cristo a ponto de envolver-se com Ele e Sua obra (vs. 4, 16-22). Fico pensando se o sermão que não está focado em Cristo, se o pregador está cheio de qualquer coisa, menos do Espírito. “Se o pregador se abstém de comunicar a Cristo, ele não está pregando” (Ronald Ward).

Além dessas lições, a genealogia inserida na tese do Dr. Lucas possui uma mensagem teológica que leitores superficiais e desatentos não percebem (vs.23-38).

Há clara descontinuidade entre seres humanos e animais. A listagem genealógica descreve a origem da raça humana e expressa uma grande diferença do homem para o animal. Em termos simples, porém profundos, a genealogia termina assim: “Adão, filho de Deus”. Nada de Big Bem, evolução, amebas, chipanzés, gorilas, etc.

Tendo sua origem em Deus, o ser humano só é realizado ao deixar o pecado e voltar-se para Ele. Nisto consistia a pregação de João Batista; portanto, deve caracterizar a nossa. Jesus é o “elo de ligação” entre nós e Deus. Compartilhe!

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz

Curta e compartilhe:

 “Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Comentários bíblicos dos livros de Genesis a Malaquias  você encontra em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...