Receba mensagens em seu Email

domingo, 23 de julho de 2017

ISAÍAS 64 – Comentários Pr Heber Toth Armí

ISAÍAS 64 –
Comentários Pr Heber Toth Armí


Nossa vida, família, igreja, bairro, cidade, país e mundo carecem muitissimamente de reavivamento espiritual. Quão bom seria caso todos tivessem tal consciência e o buscasse com toda perseverança.

Observe com oração estes pontos:

• Baseando-nos na revelação de Deus nas Escrituras, devemos clamar por Sua manifestação (vs. 1,2; Êxodo 19:16-18; Salmo 18:7-15; Isaías 10:17; 31:9).
• Os atos de salvação divinos excedem às expectativas humanas, Deus age extraordinariamente na vida dos que se rendem a Ele (vs. 3-6).
• Devemos clamar por misericórdia e interceder pelo povo perceber o caráter de Deus (vs. 7-9).
• Todos devem clamar a Deus em toda situação, não reclamar da situação (vs. 10-12).

Neste capítulo, “Isaías estava sedento da presença manifesta de Deus. Isaías estava plenamente consciente de que nenhum poder terreno e nenhum recurso humano poderia trazer alento para o seu povo, a não ser a presença de Deus. Esta é também a necessidade da igreja hoje. Não nos contentamos com templos bonitos. Não nos satisfaz um bom orçamento financeiro. Não nos contentamos com pessoas influentes na sociedade frequentando a igreja. Somente a presença manifesta de Deu pode levantar-nos para uma vida maiúscula e superlativa. Somente a presença de Deus pode encher-nos de entusiasmo espiritual. Precisamos desesperadamente de uma visitação extraordinária de Deus em nossa vida, em nossa família, em nossa igreja”.

Após despertar-nos com estas palavras, Hernandes Dias Lopes acrescenta três verdades sobre a presença de Deus: O clamor pela presença de Deus...

• ...só pode partir de corações sedentos por Deus. Ah, que Deus desperte nosso coração desta letargia espiritual! Que Deus nos acorde desse sono da morte! É tempo de buscarmos o Senhor! É tempo de voltarmo-nos para Deus de todo o nosso coração!
• ...tem o propósito de sermos inflamados pelo fogo divino. O profeta Isaías clama pela presença de Deus porque tem consciência da necessidade de ser aquecido pela presença manifesta de Deus como gravetos são inflamados pelo fogo.
• ...tem como propósito a vindicação da própria glória de Deus. Isaías ora para que os céus se fendam e clama pela presença manifesta de Deus, não apenas para que o povo de Deus seja despertado, mas também para que as nações reconheçam a glória de Deus e temam o seu nome.

Sinceramente, precisamos buscar mais a Deus! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

sábado, 22 de julho de 2017

Isaías 63 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 63
Comentário Pr Heber Toth Armí


O autor do livro em análise “é o maior dos profetas e oradores hebreus. O esplendor da linguagem, a vivacidade das figuras de linguagem, além da versatilidade e beleza do estilo de seu texto são inigualáveis. É justificado ter recebido o título de ‘príncipe dos profetas do Antigo Testamento’”, expressou-se Merril F. Unger.

Jesus virá segunda vez. Não como um bebê dependente de pais humanos, mas como Rei dos reis e Senhor dos senhores a fim de resgatar deste mundo aos que foram resgatados do pecado. Os perversos, arrogantes e imorais que rejeitarem ao plano da redenção divino não suportarão a glória de Cristo e morrerão enquanto os salvos forem elevados às moradas celestiais.

A linguagem dos seis primeiros versículos deste capítulo de Isaías coincide com a linguagem escatológica de João em Apocalipse 14:17-20. Vale a pena conferir os dois textos. Eles revelam um caráter simétrico nos dois Testamentos: Justiça e amor. Deus oferecendo salvação aos que se inclinam para aceitá-la, mas punição aos amantes dos diversos tipo de pecados.

Os versos 7-19 é uma magnífica prece. “Assim como a oração em Dn 9 ela começa falando sobre o relacionamento de aliança entre Deus e Seu povo. A lealdade do Senhor à aliança é mencionada em primeiro lugar e, logo em seguida, os louvores a Ele devidos. A oração propriamente dita, em forma de pedidos, entra em foco do v. 15 até o fim do capítulo”, (John MacArthur).

Do capítulo em apreço destacamos algumas preciosas lições:

• Jesus vencerá a batalha do Armagedom. Está profetizado! Assim será! Quem faz aliança com Ele e permanece fiel, será salvo no dia da vingança (ver Joel 3:13; Apocalipse 19:11-21).
• As figuras utilizadas por Isaías como “lagar”, “pisar”, etc. mostram que Jesus eliminará radicalmente o mal, para que prevaleça somente o bem. Essa é promessa positiva e devemos aguardá-la, para que o sacrifício de Cristo valha a pena para nós.
• Devemos alegrar, jamais entristecer ao Espírito Santo. Ele é essencial para transformar-nos!
• Precisamos orar para preparar-nos para esse dia. Devemos olhar ao passado na história sagrada e ver como Deus foi Pai bondoso, misericordioso e paciente para, então, erguer nossos esperançosos olhos ao futuro – com confiança!

Ao compreendermos melhor a Deus, clamaremos mais por Sua intervenção! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Isaías 62 – Comentários Pr Hebert Thot Armí

Isaías 62 –
Comentários Pr Hebert Thot Armí


O Messias já veio a este mundo. Morreu para resgatar do pecado todo ser humano que a Ele aceitar. Subiu ao Céu, e logo voltará!

Os fieis perseguidos no período do cristianismo parecem abandonados, mas logo Jesus voltará. “Sião que durante os anos do exílio parecia esposa abandonada de seu marido, voltaria em breve a ser de novo desposada pelo Senhor” (Siegfried Julio Schwantes).

“O Apocalipse compara a reconciliação final da humanidade com seu Deus, depois de todos os milênios de alienação, às ‘bodas do Cordeiro’ e pronuncia uma bênção sobre ‘aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro’ (Apoc. 19:7 e 8)”, afirma Schwantes.

Após mil anos no céu, os salvos juntamente com a Trindade e Seus anjos descerão à Terra na Nova Jerusalém para fazer dessa Cidade Santa a capital do Universo.

“A sugestão tem sido feita de que o belo poema do cap. 62 se compõe de três estrofes”, observa Schwantes. Os quais ensinam-nos importantes verdades:

• Deus não desiste da humanidade, Ele investiu no Israel do passado para abençoar pecadores de todas as eras. Deus não sossegará enquanto Jerusalém não receber um novo nome: Hefzibá, minhas delícias. Ao se casar, a noiva recebe um novo nome. O antigo nome “Desolada” será substituído por “Beulá” ou “Desposada” (vs. 1-5).

• Deus dará guardas fieis para que Seu povo viva em paz, feliz e sem perigo. Isso se dará na Nova Jerusalém, na Nova Terra – promessas que foram ampliadas após o desprezo dos judeus pelo Messias (vs. 6-9; Apocalipse 14, 21-22).

• Deus quer que os que creem em Suas promessas orem, anseiem por elas. Deus também quer que Seus planos sejam proclamados em todos os lugares do nosso Planeta (vs. 10-12).

O fato de Deus ter cumprido muitas de Suas promessas é a garantia do cumprimento das que ainda restam.

A seguir está o coro do hino de autoria de C. Austin Miles (363 HASD). Procure-o e cante-o durante o dia todo para ativar mais tua segurança das promessas de Deus!

Vivo no alto da montanha,
Sob um céu de puro azul,
Junto à fonte de águas vivas,
Que nunca secará,
E me alimento cada do
Desse bom maná do Céu,
Pois habito em Terra de Beulá.

Alegremo-nos! Reavivemo-nos! Testemunhemos! – Heber Toth Armí #rbhw #rpsp #ebiblico

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Isaías 61 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 61
Comentário Pr Heber Toth Armí

Promessas feitas, promessas cumpridas. Assim é com Deus, podemos confiar nEle. Ao iniciar Seu ministério na Terra Jesus foi ao templo, abriu a Bíblia em Isaías 61 e leu os primeiros versículos.

Depois declarou: “Hoje, se cumpriu as Escrituras que acabais de ouvir” (Lucas 4:18-19).

Ao citar os primeiros versículos do capítulo em questão, Jesus “estava dizendo aos ouvintes que aquela seria a Sua agenda ministerial neste mundo, a qual foi cumprida em todos os detalhes. Um dos itens da agenda era proclamar libertação aos cativos em pecado .... Jesus pagou um preço muito alto para nos resgatar. Ele praticou o maior ato de empatia do Universo .... Por meio de Cristo, somos salvos do pecado e habilitados para a prática de boas obras” (Rubens S. Lessa).

Porém, nem tudo ainda se cumpriu. “Os judeus que foram salvos durante o ministério de Cristo e aqueles que foram salvos durante a era da igreja, ainda não cumprirão essa promessa da salvação das nações, que acontecerá no tempo do fim” (John MacArthur). Todavia, temos em Cristo a garantia de total cumprimento.

• Jesus reconstruirá a cidade há muito tempo destruída, mas a maior restauração se dá nos seres humanos (vs. 4-9; ver João 14:1-3; Hebreus 11:16; Filipenses 3:20-21; I Coríntios 15:51-54).
• A transformação no ser humano começa aqui, com a mudança de caráter, de vida, dos que aceitam a Cristo e Sua justiça (vs. 10-11; II Coríntios 5:17, 21; Gálatas 2:20).

Sobre as vestes de justiça, José Maria Barbosa Silva comenta:

“Estamos certos quando acreditamos que precisamos de novas vestimentas para melhorar nossa imagem. O problema é querer encontrar essa roupa em qualquer loja, porque não há tecido, corte nem modelo que cubra verdadeiramente nossas necessidades espirituais. Em lugar de ficar procurando, empurrando cabides de um lado para outro na seção de roupas da melhor loja de departamentos do Céu, o linho fino branco é a única vestimenta apropriada para os convidados do Rei. E há somente um fornecedor...: O próprio Deus”.

• A questão é: Trocaremos nossa justiça, que não passa de trapos de imundícia (Isaías 64:6), pelas vestes de justiça divina?

“Deus tem pressa em nos dar vestes novas; são as vestes brancas e imaculadas de sua justiça” (Wilson Sarli). Temos pressa em recebê-las? – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Isaías 60 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 60 –
Comentários Pr Heber Toth Armí


Deus promete restaurar tudo o que o pecado destruiu. Apenas precisamos aceitar Sua luz a tal ponto de refleti-la ao mundo.

1. Jerusalém perdeu sua glória devido ao pecado que resultou em exílio do povo, mas Deus promete restaurá-la, a tal ponto de atrair gente de todas as nações que queira sair das trevas da imoralidade, perversidade e de toda iniquidade (vs. 1-4).
2. A glória de Jerusalém se dará pela presença do glorioso Deus. Jesus é desejado de todas as nações, profetizado pelos patriarcas e profetas, tipificado pelos reis da linhagem de Davi. Jesus é o rei Universal, que irá restaurar tudo o que pecado arruinou (vs. 5-22).

A introdução do capítulo em questão é ampliada nos restante do capítulo. “O restante de Isaías 60 desenvolve o tema introduzido nos versos 1-3: Os povos do mundo são atraídos para Jerusalém, que é abençoada por causa da presença gloriosa de Deus. Deus tinha um propósito universal quando escolheu Abraão e seus descendentes: por meio de Abraão todas as famílias da Terra seriam abençoadas (Gên. 12:3; 18:18; 22:18). Então, a aliança de Deus com Abraão, em último hipótese, tinha a intenção de ser uma aliança com toda a humanidade por meio de Abraão. Ele e seus descendentes seriam o canal para a revelação de Deus ao mundo” (Roy Gane).

• Deus quer atrair pessoas à luz de Jesus.

Apesar da Sua aversão ao pecado, Ele usa diversas estratégias visando alcançar e atrair pecadores. Jesus veio ao mundo, Sua vida e palavras brilharam como poderosa luz. Instituiu a igreja após Sua vitória sobre o reino das trevas para que cada membro iluminasse onde quer que esteja.

“O plano divino de redenção assegura o pleno estabelecimento de Sua verdade na vida de cada crente. Seus seguidores serão luzes fixas no mundo, revelando quem Cristo é e o que Ele pode fazer por aqueles que O amam. A vida, iluminada com a presença de Cristo, dispersa a escuridão moral que Satanás lançou sobre o mundo. Cristo chama Seu povo de luz do mundo. Eles O seguem, a luz original do mundo (veja Mat. 5:14-16; João 1:4 e 9; 8:12)”, aplica Gane.

• Sejamos luzes neste mundo tenebroso!

“Glorioso Deus, brilha em nós para refletirmos a luz de Jesus!” – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

terça-feira, 18 de julho de 2017

Isaías 59 Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 59
Comentários Pr Heber Toth Armí

Salvação é um negócio de Deus. Seus planos em relação ao Planeta danificado pelo pecado visam à salvação do pecador.

Deus quer salvar-nos do pecado, porém agarramo-nos ao pecado – infelizmente (vs. 1-2). Pecado separa-nos de Deus. Separados dEle, estamos distantes da verdadeira satisfação, alegria e vida.

Os versos 3-15 retratam a sociedade que está em pecado. Leia e veja se é de sua comunidade que o profeta está falando. Leia estes versos repetidas vezes em várias versões bíblicas. Sublinhe. Procure o significado das principais palavras no dicionário. Estude profundamente.

Para mim, parece a síntese do jornal de cada semana, uma análise sintática de nossa triste realidade social, moral e espiritual.

• E para você?
• Qual a conclusão que você chegou?
• Compartilhe conosco!

Apesar da triste constatação, a despeito de não sermos o que deveríamos ser, ainda que não correspondamos com o que Deus espera de nós, embora nossos pecados causem um abismo ou um muro intransponível entre nós e Deus... ninguém precisa afogar-se no mar do desespero. Absolutamente!

Sim, o que vimos até aqui é verdade. O pecado é crudelíssimo. Nossos pecados nos levam ao afastamento de Deus; e, por fim, à morte eterna. Todavia, o texto não terminou. Há esperança. Existe solução para uma sociedade caótica. Há como resolver o problema oriundo de nossos terríveis pecados.

O próprio Deus entra em cena. Nada pode nos separar de Seu amor. Por isso, Ele Se torna o nosso Ajudador, Intercessor e Redentor. Ele é nosso único meio de Salvação. Nele, temos um Salvador (vs. 16-21; ver Romanos 8:37-39).

• Nada pode separar-nos do amor de Deus, nem mesmo a morte, nem mesmo as hostes satânicas, nem mesmo o pecado. Nada mesmo!
• O que nos é impossível (aproximar-nos de Deus em pecado), para Deus é possível (aproximar-se do pecador).
• Graças a essa possibilidade, Jesus é Emanuel, Deus conosco.

Somos salvos pelas obras – não nossas –, as de Cristo. Nossas obras só nos condenam. Precisamos aceitar, pela fé, a justiça de Cristo. Para que sejamos libertos do pecado e aguardemos confiantemente pela vida eterna, Deus dá o Espírito Santo àqueles que aceitam a Seu Filho (v. 21; ver Efésios 1:13-14).

“Senhor, graças Te dou porque mesmo com meus pecados, Tua mão não está encolhida para me salvar” – Heber Toth Armí #ebiblico #rbhw #rpsp

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Isaías 58 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 58
Comentário Pr Heber Toth Armí


Meras formalidades, rituais externos, cultos mecânicos, cerimônias vazias de significados, louvor de boca para fora, indiferença no momento da pregação, despreparo na apresentação da mensagem bíblica, falta de espiritualidade fora da igreja, hipocrisia, e muito mais – diversos tipos de práticas religiosas desprovidas da aprovação divina.

Orar, jejuar, dizimar e até guardar o sábado sem um real relacionamento e submissão exclusiva a Deus durante as 24 horas, dos sete dias das 52 semanas do ano, é inaceitável ao Soberano do Universo.

Deus disciplina Seus filhos para que eles cresçam, amadureçam e aprendam a viver a religião corretamente. O propósito de Deus era que os judeus voltassem do exílio babilônico com uma visão mais abrangente do que significava ser verdadeiramente religioso conforme Seus conceitos.

Muitas vezes, precisamos ser disciplinados por Deus. “O exílio desmonta nossas perspectivas complacentes, e nos capacita a perceber que a restauração pode ser encontrada somente no caráter oculto de Deus, bem longe de nosso pragmatismo e controle... O exílio pode também nos preparar ao longo do caminho para recebermos benefícios sem precedentes” (James Houston).

O capítulo em pauta ensina-nos muitas coisas importantíssimas:

• Se Deus não revelar por meio de Seus servos os nossos pecados pelo poder do Espírito Santo, muito dificilmente reconheceremos nossos pecados e transgressões (v. 1).
• Deus mostra que práticas espirituais, como jejum, com interesses egoístas, não resultam na submissão que Deus espera dos Seus filhos (vs. 2-3).
• Os que utilizam a religião para subestimar ou dominar aos outros, ou mesmo praticam alguns rituais para maquiar suas contendas, rixas e arrogâncias, não serão aceitos por Deus (v. 4).
• Mais que usar a religião como máscara, precisamos de relacionamento com Deus que gere transformação, mudança de vida, atitude e comportamento visíveis (vs. 5-7).
• Religião com resultados reais e extraordinários é aquela que brota do coração influenciado por Deus para representar Seu amor numa sociedade decadente (vs. 8-12).
• Guardar o sábado é insuficiente para Deus, precisamos saber como viver as 24 horas de cada sábado. Sucesso, bênçãos e proteção terão aqueles que honrarem ao Criador de fato e de verdade no santo dia instituído pelo próprio Legislador (vs. 13-14).

Há muitos religiosos absolutamente enganados! Este capítulo deveria ser muito estudado e propagado.

“Senhor, disciplina-nos para aprender – se for necessário! Reaviva-nos!” – Heber Toth Armí #rbhw #ebiblico #rpsp

domingo, 16 de julho de 2017

ISAÍAS 57 Comentários Pr Heber Toth Armí

ISAÍAS 57
Comentários Pr Heber Toth Armí


Estamos partindo para a conclusão do estudo do livro de Isaías. Após dedicarmos vários dias estudando cada um de seus magníficos capítulos, estamos chegando ao ápice de suas profecias de esperança.

O melhor para a nossa vida acontece quando estamos na companhia de Deus; contudo, por Suas promessas somos incentivados a espera coisas melhores que ainda virão. Aguardemos!

A última parte do livro do profeta Isaías, de acordo com Gary V. Smith, começou no capítulo 56, o qual ele intitulou: “O destino dos servos de Deus”, e, o subdividiu da seguinte forma:

• Os justos experimentarão a futura salvação de Deus (56:1-59-21);
• Deus trará salvação, transformará Sião e destruirá aos malvados (60:1-63:6);
• Lamento e resposta: o destino dos servos e dos rebeldes (63:7-66:24).

O capítulo em questão fala muito ao nosso coração, que neste mundo turbulento, anseia intensamente por uma paz aparentemente inacessível.

Analise estes pontos relevantes para nossa vida no século XXI:

1. A injustiça e a indiferença dominam a sociedade atual como foi nos dias de Isaías, mas Deus está atento aos justos e os livra antes que o mal toma conta totalmente do nosso planeta. Apenas quem preza pela justiça divina e pela retidão no procedimento encontra paz e descanso para o coração (vs. 1-2).

2. A religião falsa é confrontada pelo Deus verdadeiro. Os que trocam o certo pelo duvidoso, que fundamentam suas crenças na tradição e não na revelação, que pautam sua adoração pelos conceitos falhos da opinião humana... são confrontados pelo único Deus vivo. Querendo a salvação dos desviados, após confrontar, Ele mesmo incentiva: “O que confia em mim herdará a Terra e possuirá o Meu santo monte” – isto é, salvação (vs. 3-13).

3. Os obstáculos que impedem o sublime e majestoso Deus de habitar no coração dos seres humanos são nossos pecados, principalmente o orgulho e a arrogância; mas, os humildes desfrutam desse privilégio – estes, diferentemente dos estúpidos arrogantes, têm o coração cheio de paz, satisfação e tranquilidade (vs. 14-21).

Onde Deus habita, há confiança em Suas promessas, apego a Seus planos, e isso resulta em paz, tranquilidade e satisfação. Um coração sem Deus viverá sempre em busca de algo, impaciente.

Deus vivifica o espírito dos abatidos e o coração dos contritos. Deixe Ele te avivar! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

sábado, 15 de julho de 2017

Isaías 56 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 56 –
Comentários Pr Heber Toth Armí


A revelação sobrenatural não visa orientar aos judeus unicamente. Os judeus eram os instrumentos de Deus para alcançar a todas as pessoas.

O Deus do juízo oferece a salvação a todos os perdidos. A graça é um presente a todos os desgraçados do pecado. E, antes do juízo, Deus alerta, desperta e incentiva a todos a permanecerem firmes na justiça.

1. Salvação e justiça estão prestes a serem evidenciadas no mundo (v. 1).

2. Bem-aventurado quem se apega às bases de aliança que revela compromisso com Deus (v. 2):

• Se guarda de profanar o sábado, o qual é um sinal e bênção da graça divina;
• Guarda a sua mão de cometer algum mal – afasta-se radicalmente do pecado.

3. Nem o estrangeiro, nem o mutilado sexualmente, nenhum ser humano terá razão para suas desculpas para a desobediência, falta de compromisso e perdição (v. 3).

4. Deus quer abençoar até aqueles que pensam que não restam graça, bênção e salvação para eles. Só precisam aceitar e não rejeitar as bênçãos da revelação graciosamente oferecidas por Deus (vs. 4-5).

5. Cada pessoa, de todas as raças e lugares (v. 6), precisa...

• Achegar-se a Deus;
• Servir exclusivamente ao Senhor;
• Guardar o sábado sem nunca profaná-lo;
• Abraçar a aliança divina – um compromisso sério com Cristo.

6. As promessas divinas são para judeus e não judeus. A igreja de Deus deve ser conhecida como Casa de Oração para todos os povos, Ele anseia reunir pessoas de todas as nações (vs. 7-8).

• Não deveria existir igrejas para negros e outras para brancos;
• Igreja não deveria ser conhecida como Casa de Shows, milagres, etc.
• Não deveria ser lugar de bagunça, desordem, teatro, exibição, busca por poder, etc.
• Deveria ser Casa de Oração para todos os povos.

7. Deus alerta quanto à presença de falsos líderes religiosos, para que Seu povo não seja desviado do caminho da salvação (vs. 9-12). Sempre existiram líderes espirituais que parecem:

• Atalaias cegos: Não enxergam a verdade bíblica corretamente.
• Cães gulosos e preguiçosos: São insaciáveis gananciosos, e folgados.
• Pastores irresponsáveis: Ensinam somente o que lhes interessam, visando explorar o rebanho.

A Bíblia nunca foi um privilégio divino concedido exclusivamente aos judeus. É um presente do céu para toda a humanidade. Portanto, busque a bem-aventurança deste capitulo! – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Isaías 55 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 55 –
Comentários Pr Heber Toth Armí

Os ensinamentos deste capítulo são fantásticos, sua profundidade é incrível, e, seu conteúdo possui uma abrangência incapaz de ser totalmente assimilada pela inteligência humana.

Deus convida...

• ...sedentos e famintos (miseráveis) ao melhor banquete do Universo; assim, Ele oferece vida e alegria a quem merece morte – ainda tudo de graça (vs. 1-2).

• ...pessoas indiferentes e sem importância para um relacionamento transformador, restaurador e enobrecedor (vs. 3-5).

• ...a buscá-lO enquanto ainda há oportunidade; pois, a festa está marcada e chegará o tempo que será tarde demais para responder ao convite – a porta da graça se fechará! (v. 6).

• ...aos que se dispõe a atender Seu convite a uma preparação. Assim como alguém faz todos os preparativos, roupas, cabelos, banho, perfume, etc. para uma festa, na festa de Deus, preparativos também são importantes, embora diferentes (v. 7). Mas, Ele dá as diretrizes:

1. Deixar os próprios caminhos pessoais: gostos, interesses e planos;
2. Abandonar radicalmente os maus pensamentos;
3. Converter-se plenamente ao Senhor compassivo que faz o convite;
4. Viver para o Salvador que oferece o perdão transformador.

A salvação é para todos, mas nem todos aceitam o convite divino para salvar-se. Aqueles que aceitarem se surpreenderão, pois ao abandonarem seus miseráveis planos, pensamentos ruins e ambições mesquinhas, verão que os planos de Deus trazem resultados que nossa mente é incapaz de assimilar (vs. 9-13).

As Palavras de Deus não são meras palavras. Seu convite é mais que especial. É questão de vida ou morte.

Aqueles que confiarem plenamente nas Palavras divinas experimentarão os efeitos impactantes dessas importantes Palavras: Paz e alegria indescritíveis, prazer e satisfação na alma, além de experiências miraculosas – extraordinárias desde agora, mas principalmente na glória (vs. 12-13; I Pedro 1:8).

Jesus é o Verbo divino, a Palavra encarnada (João 1:1-18). “Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito” (Isaías 53:11). “Assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra e a fecundem, e a faça brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come”, assim desceu Jesus para avivar e restaurar os miseráveis e indignos pecadores (Isaías 55:10-11).

“Querido Deus, aceito todos os teus convites. Ajuda-me a preparar para uma eternidade contigo...” – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Isaías 54 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 54 –
Comentários Pr Heber Toth Armí


Casar é fácil. O difícil é permanecer casado. Inclusive Deus usa diversas estratégias para permanecer casado, do contrário, o divórcio teria acontecido há muitos séculos.

Graças a Sua compaixão, insistência e amor incondicional, porque do jeito que lidamos com Ele sobejam os motivos para abandonar-nos. Quantas vezes...

• ...deixamos de priorizar Deus em nossa vida?
• ...somos infiéis a Ele a despeito de Sua fidelidade exemplar?
• ...lidamos com tudo, até tempo para “perder tempo” temos, mas não para orar a Deus ou ler a Sua Palavra cheias de amor por nós?
• ...dividimos nosso amor a Deus com outras coisas, não sendo fieis exclusivamente a Ele – será que realmente O amamos?
• ...adulteramos, traímos a Deus, desrespeitamos Sua pessoa e não damos o real valor ao compromisso com Ele... e mesmo assim Ele não desiste de nós?

A antiga igreja judaica foi considerada esposa infiel. Ela sofreu as consequências de sua infidelidade, o amor aos pecados e aos deuses falsos. A Jerusalém do passado parece um espelho da igreja cristã no presente. Portanto, temos muito que aprender, pois Deus promete desfazer Sua esterilidade espiritual e promover sua alegria (vs. 1-4).

1. O marido por excelência, com ternura e paciência, é o Criador e Redentor, o Santo de Israel, o Deus de toda a Terra – o teu e o meu Deus (v. 5).

2. O marido modelo deixa sua esposa sofrer as consequências da falta de compromisso sério e leal para, então, ao aprender a lição, poder abençoá-la para sempre – haverá uma grande festa nupcial universal (vs. 6-10; Mateus 22:1-14; Apocalipse 3:20).

3. A cidade de Jerusalém será definitivamente restaurada, totalmente embelezada, cheia de pedras preciosas, onde não entrará nada que macule a felicidade dos salvos; ela descerá do céu, adornada como uma noiva para seu marido (vs. 11-17; Apocalipse 21-22).

Ampliando, “não se faz menção aqui de qualquer conexão entre esta profecia e a do capítulo 53; não obstante, existe entre elas uma profunda afinidade intrínseca. A salvação da comunidade redimida descrita aqui é o futuro do sofrimento do Servo do Senhor. Os habitantes da cidade de Deus são Sua ‘posteridade’ (53.10). A paz e a justiça em que eles se regozijam foram adquiridas por Ele (53.5,11)” (J. Ridderbos).

Portanto, renovemos o compromisso com Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Isaías 53 Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 53
Comentários Pr Heber Toth Armí


O poema iniciado em Isaías 52:13 inclui todo o capítulo 53. Estes versos poéticos são proféticos, os quais, embora sejam poucos, creio que sua mensagem é mais abrangente que os quatro evangelhos juntos.

É possível pregar o evangelho, a esperança da salvação aos perdidos, a partir destes 15 versículos. Já estudei durante várias horas este poema das penas do profeta Isaías. Dos ensinamentos que extraí, selecionei algumas lições que me resultaram em oito sermões, os quais preguei numa semana santa.

Com atenção e oração, medite nestas cinco estrofes:

• Deus abre o poema. Deus é o sujeito nos primeiros versos, ou primeira estrofe (Isaías 52:13-15). A salvação do perdido é invenção de Deus. Ele planejou. Ele doou o servo para sofrer pelo pecador. Ele executou o plano de nossa redenção. Deus toma a iniciativa para resolver nossos delitos, problemas e transgressões. Sua estratégia impactaria até mesmo os grandes da Terra.

• Os judeus incrédulos rejeitariam declaradamente ao plano de Deus. Os judeus que rejeitaram o Messias estão descritos na segunda estrofe (Isaías 53:1-3). A incredulidade e a dúvida fundamentam suas crenças sobre opiniões pré-concebidas. Fazem das meras opiniões fortes convicções. Os preconceitos frente à verdade os levam a pautar suas decisões sobre a mentira, que não passam de areia movediça. Assim, rejeitam a única solução de que tanto precisam. Quanta idiotice! Isso não se deu apenas com os judeus, muitos atualmente agem da mesma forma frente aos planos de Deus: “...dele não fizemos caso”.

• Um remanescente, cheio de fé, interpreta corretamente o que os incrédulos interpretaram de forma errada. O crente sincero tem parte no poema (vs. 4-6). A humildade abre os olhos para a pura e dura realidade do pecador, mas também recebe o dom da fé para enxergar a solução preparada por Deus. Vê em Jesus o substituto.

• O profeta Isaías não fica mudo diante de verdades tão impactantes. Em poucas palavras ele ensina teologia, cristologia, soteriologia, hamartiologia, escatologia, entre outras coisas mais que valem a pena aprofundar-se (vs. 7-10).

• Deus iniciou, agora irá concluir o poema. Suas palavras revelam solenidade, mas plenas de satisfação (vs. 11-12). Seu plano daria certo, embora soubesse que nem todos aceitariam o sacrifício de Seu Filho: “... levou sobre si os pecados de muitos...”.

Você aceitou? – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

terça-feira, 11 de julho de 2017

Isaías 52 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 52 –
Comentários Pr Heber Toth Armí

Acordar da mornidão espiritual, curar-se da letargia religiosa, levantar-se da preguiça, sacudir a poeira da hipocrisia, partir para a ação e cumprir a missão de anunciar o Messias – eis o que Deus espera de cada crente em todo lugar.

Neste capítulo acontece o terceiro imperativo divino quanto a despertar. “Mais uma vez, Sião recebe a ordem para despertar do sono do cativeiro e se vestir de suas roupagens formosas” (William MacDonald).

Os ouvintes de Isaías de todas as épocas precisam de um reavivamento genuíno. Quem está dormindo, está perdido, precisa ser acordado e imbuído do azeite do Espírito ou das vestes gloriosas da justiça de Cristo (vs. 1-2; Mateus 25:1-13; Romanos 13:11-14).

Não titubeie, saia de cima do muro, não flerte com o pecado. Acorde e levante-se para o que Deus tem para você.

• O plano de Deus, através do Servo, Jesus Cristo, é resgatar, redimir e salvar o pecador. Seu alvo é santificar o imundo pecador. Seu método é oferecer a graça para quem está na desgraça. Ele mostrará Suas poderosas e maravilhosas ações (vs. 1-6).

• O plano de Deus é impactante. Ele quer que os despertos e reavivados levantem a voz e proclamem o que Ele fez e ainda fará pelo mundo. Jesus entrou na batalha, pisou na lama imunda de pecado deste mundo para nos resgatar. “O Eterno arregaçou as mangas. Todas as nações agora enxergam o seu braço forte e santo. Todos, de um lado da terra a outro, o estão vendo em ação, agindo para salvar”. Não precisamos ajudar a Deus, precisamos ajudar àqueles que ainda não notaram as ações salvíficas de Deus em nosso Planeta (vs. 7-10).

• O plano de Deus é ousado, radical e enérgico. Ele, às vezes, precisa ser duro, assim quando precisa acordar alguém que está em um sono profundo. Ele sacode, e grita: levanta da cama: “Fora daqui! Fora daqui! ... Purifiquem-se no processo da adoração...” (vs. 11-12).

• O plano de Deus está baseado em Seu Filho que sofreu na batalha do grande conflito para libertar todo aflito. Ele cumpriu Seu objetivo, mas sofreu como ninguém, pagou o preço mais alto pelos escravos para os tornar livres (vs. 13-15).
Despertemos!

Troque teus planos pelos planos de Deus, são melhores que os teus! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Isaías 51 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 51
Comentário Pr Heber Toth Armí


Promessas são valiosas, principalmente num contexto em que se elas forem cumpridas, nossa vida seria mais feliz, realizada e satisfeita.

Charles H. Spurgeon desafia-nos: “Tome a promessa de Deus, pois ela é suficiente, e mais do que suficiente, mesmo que todas as fontes da terra se sequem”.

As promessas de Deus visam à esperança da humanidade. Suas promessas inspiram até os mais desesperados, se confiarem nEle. Elas norteiam a direção que devemos não apenas olhar, mas também seguir. Por isso, sua importância para nós.

1. Deus formou um povo para Si de Abraão, o pai da fé, o precursor da promessa de bênção a toda nação, tribo língua e povo, que é Jesus, o Messias. Ele cumpriu promessas feitas no passado, e cumprirá as que ainda faltam serem concretizadas (vs. 1-3).
2. Deus revela, abre o futuro, promete bênçãos aos perdidos, desesperados e condenados. Ele diz que libertará os cativos, iluminará o mundo e trará salvação aos povos (vs. 4-6). Ao Seu povo, especificamente Ele declara:

“Ouçam agora, vocês que sabem a diferença entre o certo e o errado, que guardam o meu ensinamento no coração: Não deem atenção às zombarias e, quando foram insultados, não deixem que isso os abale. Esses insultos e zombarias estão carcomidos de traças, vêm de cérebros afetados por cupins, mas minha forma de endireitar as coisas é duradoura, minha salvação é perene” (vs. 7-8).

3. As promessas de Deus despertam o povo que pensa que Deus está indiferente no presente em relação passado (vs. 9-11). Contudo, mal sabem os crentes que os indiferentes são eles mesmos, não Deus. Por isso, Deus estimula a crença, a fé e a confiança dos temerosos e aflitos a dependerem dEle (vs. 12-16).
4. As promessas de Deus visam libertação, mesmo depois de um momento de correção sem muitos resultados almejados. Ninguém se importa pelas nações como Deus. Ninguém consola os arruinados como Deus. Ele age para salvar, ainda que tenha que enfrentar fortes oponentes (vs. 17-23).

Quem está dormindo não vê Deus acordado. Deus quer nos despertar e faz o maior barulho para que acordemos. Ele quer nos atrair a Ele e a Seus grandiosos e maravilhosos planos. Permitiremos ser acordados por Deus? (Romanos 13:11-14).

Deus nos desperta com promessas! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

domingo, 9 de julho de 2017

Isaías 50 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 50
Comentário Pr Heber Toth Armí


O Messias é o foco do profeta Isaías. Se ele “pretendesse transmitir apenas informações, ele daria todos os detalhes com relação ao Messias de uma só vez. Mas, a fim de ensinar, persuadir e dar ao seu público um encontro com o Servo do Senhor, ele desenvolve um rico tecido de temas recorrentes, como em uma sinfonia. Ele desdobra a mensagem de Deus em passos para que cada aspecto seja entendido em relação ao restante do quadro. Isaías é um artista cuja tela é o coração do seu ouvinte” (Roy Gane).

“A ‘essência’ deste capítulo na Bíblia Sagrada dá este sentido, de maneira muito concisa: Cristo mostra que o abandono dos judeus não deve ser imputada a Ele, pela Sua capacidade de salvar, pela Sua obediência naquela missão e pela Sua confiança na ajuda do Pai. O profeta conclui com uma exortação à confiança em Deus, não em nós mesmos” (Matthew Henry).

O Senhor não desampara a humanidade. A vinda do Messias está predita em todo o livro de Isaías. Está chegando ao seu auge. Debruce na Palavra de Deus e confira o cumprimento das profecias!

Procura-se alguém para um determinado cargo. O candidato precisa preencher todos os requisitos, além de estar disposto a assumir o cargo. Veja:

1. Subordinação: Deus o Pai.

2. Expediente: Tempo integral.

3. Cargo: Salvador da humanidade.

4. Objetivo do Cargo: O trabalho consiste em salvar a humanidade, presente e futura, do pecado. Deve executar o trabalho sob condições terríveis. Ao fim da tarefa, a vida será sacrificada de forma muito cruel em benefícios alheio.

5. Detalhamento das atividades:

• Liderar um grupo de doze homens
• Curar enfermos, ressuscitar mortos, alimentar famintos.
• Pregar, ensinar e trabalhar pelos outros ininterruptamente.
• Levar os fardos e pecados dos pecadores.
• Morrer para que os condenados à morte possam viver.

6. Qualificações e competências:

• Requer-se carpintaria; preferência por pesca.
• Nunca suprimir a verdade; sempre falar com amor.
• Exibir grande dignidade, tanto e compaixão.
• Denunciar a hipocrisia, o pecado e a incredulidade.
• Nunca ser cruel ou rude.
• Tratar cada pessoa como se fosse especial.

7. Data da aprovação: 30 d.C.

Claramente, o único candidato possível para este cargo é Jesus. E se Ele rejeitasse o cargo? Ele aceitou. Não devemos rejeitar Sua autoridade!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...