Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Ezequiel 34 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica : Ezequiel 34

Comentário:  Ross Cole

Em meio à mensagens de julgamento contra as nações, Ezequiel tem uma mensagem para os líderes espirituais, descritos de maneira figurada como maus pastores de ovelhas, que utilizam sua lã e comem a sua carne, mas não providenciam pasto adequado para elas, não procuram as perdidas nem cuidam das doentes (v. 1-10).

Ao condenar o egoísmo dos líderes, Ezequiel adverte que o julgamento está chegando (v. 17), um julgamento que separará as ovelhas das cabras (ver Mt 25:31-46). No dia a dia é difícil saber quais pessoas agradam a Deus, é difícil saber quem são os justos e quem são os ímpios. No entanto, como Ezequiel 33 deixou bem claro, no juízo vindouro tudo será revelado.

O ideal do bom pastor presente no Novo Testamento, é primeiramente apresentado aqui em Ezequiel. O Bom Pastor estava a caminho: o próprio Deus irá cuidar das ovelhas doentes e desgarradas. Ele irá cuidar das pessoas e trazer paz e prosperidade a elas. O Messias virá e será o Bom Pastor sobre todo o povo.

Como pais, professores, pastores, Ezequiel 34 nos adverte da solene responsabilidade de sermos sub-pastores do rebanho do Bom Pastor. Assim como recebemos a graça de Deus, que possamos também concedê-la. Peçamos a capacidade de amar as ovelhas, do mesmo modo como elas são amadas pelo Supremo Pastor.

Ross Cole

Avondale College, Austrália

#rpsp #palavraeficaz

domingo, 24 de janeiro de 2021

Advertências de Deus -Ezequiel 33

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Ezequiel 33

Comentário Pr Heber Toth Armí 

Sem avivamento não existe avanço na missão. Sem derramamento do poder do Espírito Santo não existe motivação para evangelizar. Sem consciência da revelação de Deus e do plano da salvação para os perdidos, não existe responsabilidade na salvação de pessoas.

Quando você quiser ser um cristão mais bíblico, consagre-se mais ao estudo da Bíblia; quando desejar uma igreja mais fervorosa, comece você a buscar mais fervor; quando desejar mais frequência aos cultos, experimente dar o exemplo frequentando todos os cultos da semana. Só assim você poderá ver a mudança que você espera na igreja.

A responsabilidade na religião é grande, portanto devemos prestar muita atenção no capítulo em questão. Leia-o e deixe o Espírito Santo falar ao teu coração:

• Como uma sentinela que ignora sua função e a morte de uma nação é responsabilidade dela, o servo de Deus que não anunciar o perigo aos pecadores serão culpados e condenados pela morte dos injustos; porém, se avisar, e o injusto rejeitar, o servo será inocentado (vs. 1-8).

• O mais difícil é dizer ao povo de Deus quando este está no caminho errado; mas Deus quer que a sentinela tenha coragem e ousadia, pois Deus quer desse povo o arrependimento e a salvação (vs. 9-11).

• O evangelista e o missionário podem parecer sem lógica; entretanto caso alguém se converta e abandonar seus erros e entrega-se a Deus para ser transformado por Ele, certamente terá seus pecados cancelados e receberá a vida eterna (vs. 12-20).

• Muitas vezes Deus envia atalaias ousadas, corajosas e responsáveis não para converter as pessoas, pois Deus sabe quando isso não acontecerá; todavia, quer as pessoas saibam que Ele agiu, enviou profetas para avisar do destino do caminho do pecado ignorado pelos desavisados (vs. 21-33).

Medite atenciosamente:

• Como Deus não tem prazer na morte do perverso, Ele envia mensageiros para tentar mudar a sua sorte. Ou somos perversos ou somos os evangelistas. Ou seja, quem não se preocupa com a salvação dos outros deve se preocupar com a própria salvação.

Igrejas que não evangelizam devem ser evangelizadas. A igreja que não tem alvo missionário deve ser alvo de algum missionário, pois ela está perdida pensando estar salva. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Ezequiel 33 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica : Ezequiel 33

Comentário:  Ross Cole

Muitas vezes as palavras dos profetas são difíceis de conciliar com a crença em um Deus amoroso. Principalmente quando estas mensagens parecem focadas na destruição humana.

Para esclarecer esta falsa concepção, o Senhor usa neste capítulo a imagem do profeta como vigia. Um vigia soa o alarme quando um inimigo se aproxima e, então, a pessoa que ouve o alarme pode optar por fugir ou ficar. O ouvinte, e somente ele, é responsável pelo resultado. Por outro lado, se o vigia não soar o alarme e ficar indiferente ao que está acontecendo, então ele será responsabilizado pelo desastre.

Ezequiel é o vigia. Por mais alarmante que a mensagem possa ser, o objetivo é a salvação e não a destruição. A mensagem não vem da vontade do profeta, é um alerta de Deus para que coisas ruins não aconteçam. As advertências e as promessas de Deus são igualmente condicionais.

Não pode haver meio termo ou indecisão diante da mensagem urgente do profeta. Ela exige uma resposta decisiva.

Agora é o momento de nos decidirmos pelo Senhor. Não percamos tempo!

Ross Cole

Avondale College, Austrália

#rpsp #palavraeficaz

sábado, 23 de janeiro de 2021

Deus quer salvar! -Ezequiel 32

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Ezequiel 32

Comentário Pr Heber Toth Armí 

Pior que começar mal é terminar numa tragédia. É triste ver que as pessoas poderiam, devido à graça de Deus, ter um fim glorioso, mas preferiram um fim vergonhoso. É certo que,

• Quem se exalta será humilhado; quem se humilha será exaltado.

• Nenhum poder é confiável,  a não o poder de Deus.

• Nenhuma grandeza deve ser louvada, a não ser a grandeza de Deus.

• Qualquer pecador, mesmo merecedor da morte, poderia esperar no Senhor para reverter a sua sorte.

Este foi o caso do Egito, que preferiu confiar em sua força, não no Deus que criou o ser humano e ainda lhe deu força, habilidade e inteligência. Tal indiferença atrai terríveis consequências. A negligência a Deus é o cúmulo da arrogância. Portanto, Deus precisa julgar e dar a sentença.

Nobreza, destreza e riquezas não protegeram os egípcios da desgraça do pecado. A tristeza do profeta Ezequiel é um reflexo da tristeza de Deus por causa da dureza do coração egípcio. A alteza da arrogância egípcia produziu a baixeza moral em seus habitantes.

1. Ser grande e poderoso mas só fazer barulho e bagunça, significa perder tempo e oportunidade de fazer o que é certo (vs. 1-2).

2. A desgraça do Egito impactará as nações, servindo de exemplo do que o pecado faz com suas vítimas mesmo depois de tantas oportunidades oferecidas por Deus. Se Deus é contra nós, quem será por nós? Só terão segurança os que estiverem a favor de Deus (vs. 3-10).

3. Deus usará um instrumento para realizar Seus intentos contra o Egito. A Babilônia seria a espada divina, mas Deus não estaria feliz com isso – como se nota no pedido a Ezequiel sobre o lamento ao Egito; contudo, isso Deus tornaria conhecido no mundo (vs. 11-16).

4. Grandes orgulhosos, valentes guerreiros, povos jactanciosos, todos vão para o mesmo buraco: O mundo dos mortos (vs. 17-32).

“Quem está neste lugar? E quem não está? Encontram-se nesse as nações do passado que desafiaram a Deus… Não estão ali nenhum dos fieis a Deus. Uma grande separação ocorreu entre os justos e os injustos. Os que espalham terror agora habitarão juntos (32:32)”, diz Paul R. House.

Deus quer salvar! Por isso, lamenta o fato dos pecadores não aceitarem Seu plano de salvação! Qual decisão tomaremos? – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Ezequiel 32 Comentário: Ross Cole

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica : Ezequiel 32

Comentário:  Ross Cole

O povo da Austrália costumava caçar baleias em busca de carne e óleo. Mas isto já não se faz mais. Hoje os turistas lotam barcos que percorrem o litoral a fim de observarem as baleias em sua migração.

Ocasionalmente, uma baleia inesperadamente encalha em uma das praias da costa. Multidões de cidadãos voluntariamente então se reúnem para mantê-la molhada e tentar conduzi-la de volta ao mar. Se o esforço falhar, o fedor que se segue pode ser insuportável.

A imagem que domina a representação do Egito por Ezequiel (v. 2-16) é a do mau cheiro do cadáver de um grande animal, como uma baleia, exalando em terra firme.

O Egito já havia sido comparado por Ezequiel com uma grande árvore. Agora é comparado com um grande animal que morre e sua carne se espalha pelas montanhas e vales e seu sangue encharca a terra.

Como uma árvore, a função de uma nação é fornecer lugar para os ninhos das aves e abrigo para os animais. Agora que o Egito é como uma baleia morta, ela alimenta as aves de rapina e os animais, servindo aqueles que sempre deveria ter servido, mas de uma forma muito diferente.

Para todos os governantes de outros reinos a mensagem (v. 18-32) é de terror. A espada do Senhor irá conduzir o Egito e seus exércitos para a morada dos mortos. Exércitos de diversas nações são representados como a estar lá, como se trouxessem ao Egito a consolação de que não está sozinho.

Esta descrição não está, de modo nenhum, ensinando que os mortos tem consciência. A linguagem aqui é a de uma alegoria, do mesmo modo que Abimeleque descreve em Juízes 9:7-21 árvores que falam. No entanto, a mensagem é clara. A morte é o grande nivelador. Ela não faz nenhuma distinção. Aqueles que exploram o próximo terão um triste fim.

Evitemos o pecado da auto-exaltação e lembremos-nos que nossos dias nesta terra são limitados. Permanece só o que é feito para Deus.

Ross Cole

Avondale College, Austrália

#rpsp #palavraeficaz

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Desperte - Ezequiel 31

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Ezequiel 31

Comentário Pr Heber Toth Armí 

Quem não quer a desgraça resultante do pecado na sua vida, família e sociedade deve aliar-se a Deus no combate do vírus destruidor chamado pecado. Quanto pior o pecado, pior tende a ficar a situação! Mas todas as situações estão sob o controle de Deus e, antes do caos tomar conta, Deus o interrompe ousadamente. Assim aconteceu com o Egito.

Esta terra tinha sido abrigo e segurança para muita gente em perigo. Por exemplo:

• Assim que Abraão chegou à terra prometida, deparou-se com a fome e busca auxílio no Egito (Gênesis 12:10-20).

• Mais tarde, em outro período de fome, Jacó, neto de Abraão, também foi conduzido ao Egito (Gênesis 46).

• Por fim, os que restaram na terra prometida, buscaram refúgio naquela terra próspera (Jeremias 43:1-7).

Embora o Egito fosse referência devido a sua potência econômica, política e militar e, o profeta Isaías não interpretou que isso significasse segurança; pelo contrário, profetizou:

“Ai dos que partem para o Egito achando que os cavalos poderão ajudá-los, impressionados com números, admirados de tantos carros e cavaleiros…” (Isaías 31:1).

De igual forma, o profeta Ezequiel nos ensina no capítulo de hoje que…

1. A Assíria, muito mais poderosa que o Egito, fora conquistada pela Babilônia; portanto, não era hora do Egito ficar se achando a mais poderosa árvore da floresta, pois logo ela estaria no chão. Deus detesta o orgulho (vs. 1-9).

Vangloriar-se da própria grandeza nos impede perceber a própria cegueira.

Note o antecedente bíblico: “O Egito foi fundado pelos descendentes de Cam, ou seja, a mesma família que construiu Babel e sua torre, Nínive, Sodoma e Gomorra. Um povo idólatra que não temia ao Senhor, cujo rei estava nas mãos de Satanás” (Valter Dobelin).

2. Deus demonstrou severidade com Samaria (Ezequiel 16), Amom, Moabe, Edom (Ezequiel 25) e Tiro, modelo de orgulho (Ezequiel 26-28). Chegara a hora do Egito ser repreendido, assim como fora a Assíria (vs. 10-18).

Orgulho é o entulho que entrava o arrependimento, impedindo assim a conversão ao verdadeiro Deus; Não há nada a fazer com o orgulhoso/arrogante – quando não revela Sua severidade contra tal atitude, Deus o deixa inchar e estourar.

Olhe ao redor… Como está a moralidade em nossa sociedade? O texto inspirado revela que Deus não está de braços cruzados. Quando a imoralidade se multiplica, Deus entra em cena para combatê-la! Desperte!! Prepare-se!!!

Fique alerta! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Ezequiel 31 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica : Ezequiel 31

Comentário:  Ross Cole

A mensagem de aviso de Deus, através de Ezequiel, para o Egito é: Não acredite que a mesma desgraça não possa acontecer com você! Pense na Assíria, uma grande árvore, mais maravilhosa do que qualquer outra no jardim de Deus. No entanto, ela caiu e isso afetou toda a floresta!

As Escrituras não se opõem aos governos humanos. Deus simplesmente pede para que eles ocupem o seu verdadeiro lugar na floresta e evitem o orgulho.

Esta história é familiar para outros reinos. Nabucodonosor também foi cortado como uma árvore. Ferro e bronze foram amarrados ao redor do toco restante para preservar a sua vida. Após sete anos de insanidade, ele foi restaurado ao trono (Dan 4).

Não aconteceu diferente com a casa de Davi. Os reis de Israel e Judá foram depostos e mortos. Contudo, a partir do tronco de Jessé brotaria nova vida (Is 11:1). Isto se aplica ao verdadeiro filho de Davi, Jesus de Nazaré, o Messias. Seu reino jamais terá fim.

Quando os cedros nos atraírem, que a nossa fé permaneça em Jesus Cristo, o único em quem há verdadeira vida, vida eterna.

Ross Cole

Avondale College, Austrália

#rpsp #palavraeficaz

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

O juízo divino - Ezequiel 30

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Ezequiel 30

Comentário Pr Heber Toth Armí 

A Bíblia e a experiência espiritual nos ensinam que qualquer coisa ruim pode acontecer com aqueles que preferem confiar em si mesmos e em conceitos filosóficos humanos em detrimento dos princípios e ensinos divinos.

O Egito é “a sétima e última nação dessa lista de juízo… Os juízos aqui descritos parecem ser os mais severos de todos. Sem o rio Nilo, o Egito morreria. Enquanto seria natural seu povo dar valor à vida, o Egito é a terra da morte. O livro mais conhecido da cultura egípcia é o Livro dos Mortos. Os maiores monumentos dessa nação são túmulos gigantescos em forma de pirâmide. Seus reis construíram palácios pequenos, mas sepulcros enormes, e eram embalsamados para desfrutar o tempo na sepultura! Seguros de si, os egípcios não se impressionavam com a morte. Deus considerou necessário, portanto, julgar essa nação que, na Bíblia, retrata o mundo, em especial o mundo sem Deus” (William MacDonald).

Reflita:

• O dia do Senhor é nublado, escuro e medonho aos amantes do pecado (vs. 1-3).

• O Egito e as cidades vizinhas que se aliaram confiando em seu poder serão destruídos a fim de que reconheçam ao único Deus verdadeiro (vs. 4-8).

• Deus revela detalhes de como se dará o fim do Egito, pois só Ele conhece o fim desde o princípio (vs. 9-12).

• É Deus quem executa o juízo e a sentença; Seu objetivo primário não é destruição de pessoas, mas a restauração da verdadeira religião (vs. 13-19).

• O rei babilônico será instrumento de Deus contra o Egito, pois Ele está soberanamente no controle de tudo o que acontece no Universo (vs. 20-26).

O juízo divino é como uma tempestade, as profecias são como os trovões que a anuncia (vs. 1-5). Povos poderosos não podem escapar à ira da natureza, muito menos da ira divina (vs. 6-19). O maior objetivo de Deus é revelar Seu poder e tornar-se conhecido visando à conversão do mundo (vs. 20-26).

Quatro vezes aparece no texto a expressão: “Saberão que Eu sou o Senhor”. O juízo fará o que Israel negligenciou: Revelar Deus ao mundo!

• E nós, temos investido na missão?

Israel estava no cativeiro porque não priorizou o reino de Deus. O Egito seria devastado porque desprezou a Deus. E nós, aprendemos a lição?

Vamos priorizar Deus? – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Ezequiel 30 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica : Ezequiel 30

Comentário:  Ross Cole

A expressão “Dia do Senhor” é algo que nós, como cristãos, aplicamos especialmente para a segunda vinda de Jesus (2 Tess 2:2). Entretanto, esta expressão ligada a um final definitivo tem seu precedente histórico. Para o Egito, o “dia do Senhor” havia chegado. Amós garante aos seus leitores que não será um dia agradável:

“Será como se um homem fugisse de um leão e encontrasse um urso;

como alguém que entrasse em sua casa e,

encostando a mão na parede, fosse picado por uma serpente.

O dia do Senhor será de trevas e não de luz.

Uma escuridão total, sem um raio de claridade”

(Amós 5:18-20 NVI).

Na época de Ezequiel, o “dia do Senhor” traria nuvens e desgraça a Jerusalém e ao Egito. Não haveria meio de escapar da força da Babilônia.

É preciso muita sabedoria para entender o funcionamento da história e saber de antemão quem serão os vencedores e os derrotados em um determinado cenário e assim decidir quando resistir e quando ficar quieto. Mesmo assim, o desfecho de um conflito é totalmente imprevisível aos olhos humanos. Apesar disso, para os homens é muito mais fácil se apoiar no poder humano visível do que no braço do Deus invisível. Que hoje e sempre possamos confiar na sabedoria e no braço poderoso do nosso Deus e não na força e visão limitados do homem. O destino das nações está nas mãos do Senhor.

Ross Cole

Avondale College, Austrália

#rpsp #palavraeficaz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...