Receba mensagens em seu Email

sábado, 19 de maio de 2018

Atos 25 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 25
Comentário Pr Heber Toth Armí

Religiosos que não têm relacionamento com Jesus são causadores de confusão. Nem bem tinha chegado Porcio Festo de Cesaria em Jerusalém e os judeus já se aproximaram para levar seus problemas.

Por outro lado, religiosos que mantêm relacionamento com Cristo, fazendo Sua vontade e proclamando Seu evangelho a tempo e fora de tempo, estão constantemente tentando manter a paz. Mesmo acusado falsamente, não perde a cabeça; mesmo preso, suas atitudes são nobres e atraem pessoas de renome na sociedade. 

Paulo é um grande exemplo de cristão para todos os tempos. Quem dera aprendêssemos de seu extraordinário exemplo e pudéssemos deixar um legado tão importante para a humanidade como ele deixou.

Analise o capítulo em pauta. Depois, continue a leitura:

• Festo teve Paulo em seu poder, mas agiu de forma frouxa tanto quanto Félix (vs. 1-9).
• Paulo desafiou o procurador em relação à verdade sobre sua pessoa, devido à fraqueza do seu governo (vs. 10-12).
• Festo, desejando esclarecimento do caso “Paulo”, solicitou a ajuda de Agripa (vs. 13-27). “A audiência no belo salão do pretório foi um evento emocionante”, analisa Merrill F. Unger.

Paulo não temia a morte (v. 11), ele aproveitava sua prisão para pregar Jesus àqueles que, talvez, nunca teriam oportunidade de ouvir o evangelho (v. 23). Precisamos, como Paulo, estar bem preparados para testemunhar de nossa fé perante os Agripas, Festos e Césares dos dias atuais com poder e coragem.

“O que a igreja necessita nestes dias de perigo é de um exército de obreiros que, como Paulo, se tenha educado para a utilidade, que tenham uma profunda experiência nas coisas de Deus, e que sejam cheios de fervor e zelo em Seu serviço. Necessita-se de homens preparados, refinados, santificados e abnegados; homens que não se esquivem a provas e responsabilidades, mas que ergam os fardos onde que sejam encontrados; homens que sejam corajosos e fieis, homens que tenham a Cristo formado dentro de si, e que, com lábios tocados pelo fogo sagrado, ‘preguem a palavra’ em meio aos milhares que estão pregando fábulas. Por falta de tais obreiros, a causa de Deus definha, e erros fatais, como veneno mortal, pervertem a moral e minam as esperanças de grande parte da raça humana” (Ellen G. White).

Portanto, reavivemo-nos! Preparemo-nos! Testemunhemos! – Heber Toth Armí #rbhw #ebiblico #rpsp

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Atos 24 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 24 
Comentário Pr Heber Toth Armí

 As pessoas não sabem exatamente o significado de seita. Os incautos não possuem habilidades suficientes para avaliarem a religião verdadeiramente bíblica. O cristianismo verdadeiro já foi considerado uma seita. 

• Tua denominação já foi considerada uma seita?

Jesus disse ser “o Caminho” (João 14:6); portanto, o cristianismo, em certo momento foi identificado pelo título “O Caminho”. Não foi a igreja Católica Apostólica Romana a denominação fundada por Cristo ou pelos apóstolos.

A vertente religiosa identificada como “O Caminho” foi caracterizada de seita pelos oponentes de Paulo (Atos 24:14). É o que ele explica no sermão autobiográfico pregado perante o “excelentíssimo Félix” (leia Atos 24 com atenção e oração).

O poder religioso de Jerusalém com o poder Civil de Roma uniram-se para o julgamento do apóstolo Paulo no tribunal do governador.

Tértulo, um orador profissional, começa seu discurso bajulando o governador e acusando a Paulo por tumulto, promoção de seita e sedição política (vs. 1-8).

Ao se defender, Paulo prova que os argumentos usados para acusa-lo são falsos. Ele contra-argumenta e prova que ele...

• Não era um perturbador da paz social (vs. 9-13);
• Não promovia uma seita (vs. 14-16);
• Não profanou o templo (vs. 17-21).

O governador pendeu para o discurso simples, claro, objetivo e sincero de Paulo, nas para as lisonjas hipócritas de seu oponente Tértulo. Entretanto, mesmo desejando conhecer mais sobre a religião de Paulo, e mesmo diante da ousadia de Paulo, Félix titubeou diante da decisão oportuna e deixou Paulo preso (vs. 22-27).

Paulo não perdia oportunidade de pregar, ele pregava até o mandarem calar (v. 25). Diz Pierra Marcel que “a pregação é a função central, primária e decisiva da igreja”. Sendo que cada crente é membro da igreja de Cristo, a preocupação primária de cada um deve ser a pregação da Palavra de Deus.  

Conquanto que, “o fundador do cristianismo foi o primeiro dos seus pregadores” (John Stott), então, Seus seguidores também devem ser pregadores. 

Assim como “a pregação era central no ministério de Jesus” (John Broadus), também deve ser central em Seu corpo, que é a igreja.

David L. Larsen observou: “Paulo não pregava como Jesus, ele pregava Jesus”. Temos muito que aprender nas páginas dos Atos de Paulo.

“Senhor, naquilo que negligenciamos, corrige-nos. Desperta-nos de nossa indiferença!” – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Atos 23 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 23 
Comentário Pr Heber Toth Armí

 Na Bíblia também tem comédia. A história do capítulo em pauta é bem hilária. Para entendê-la, leia-a várias vezes, principalmente numa versão mais moderna.

O cenário é um tribunal. A situação foi realmente cômica em um lugar de seriedade, solenidade e responsabilidade. A razão de tudo: Um pregador, Paulo. Suas mensagens revolveram a sociedade, chegou até o mais alto escalão do governo.

“O tribuno, para prestar relatório aos seus superiores, tinha de definir que acusações havia contra Paulo. Com esse intuito ele convocou o Sinédrio para interrogar Paulo! Alguns estudiosos aceitam que o tribuno tinha poder para convocar o Sinédrio; outros questionam isso. Seja como for, essa sessão do Sinédrio fui muito estranha e talvez tão ilegal como a que interrogou a Jesus. A narrativa está repleta de ironia. Além de o sumo sacerdote (Ananias) agir de maneira inaceitável (lemos em outras fontes antigas que essa violência era característica desse sumo sacerdote em particular), a reunião terminou numa confusão digna de uma comédia. Os membros do conselho pareciam não ter entendido que a ressurreição de que Paulo falou (23.6) foi a de Jesus, e não um conceito filosófico. A reunião do conselho quase terminou em pancadaria, forçando o tribuno a tirar Paulo dali para garantir sua segurança, sem receber outras informações sobre as acusações que havia contra ele” (Steven Sheeley).

Após toda essa complicação, uma conspiração satânica e assassina foi montada pelos judeus visando pressionar o governo a entregar Paulo (vs. 12-25).

A conspiração foi um fracasso, embora homens do saber estivessem envolvidos nela. Paulo foi transferido da prisão de Jerusalém para a de Cesareia. Uma carta escrita pelo comandante Cláudio ao governador Félix descrevendo o incidente esclareceu o envio do prisioneiro (vs. 26-31).

Em minha opinião, o verso 11 é mais importante deste relato. Ele nos ensina que:

1. Apesar das tramas humanas regidas pelas forças diabólicas, os planos de Deus são os que dão certo na vida de Seus servos.
2. Em meio às incertezas da vida e diante de um futuro tenebroso, Deus anima, conforta e orienta àqueles que se dedicam sinceramente a seguir Sua vontade.
3. Deus vê tudo e sabe como resolver qualquer coisa, por mais complicada que seja, ainda de forma surpreendente (vs. 16-22).

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Atos 22 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 22 
Comentário Pr Heber Toth Armí

A primeira viagem de Paulo foi um sucesso, contudo, a conversão em massa dos gentios acarretaram alguns problemas. Por conseguinte, foi celebrado o primeiro concílio da Igreja em Jerusalém, onde foi relatado a operação de Deus no coração dos gentios. 

Apesar dos problemas e a convocação para um concílio, ficou claro que a igreja, que já era dirigida pelo Espírito Santo, tomou sábias e corretas decisões (Atos 15:1-35). Daí em diante, o livro tornou-se relatório do que Deus fez mediante Seu instrumento “Paulo”. Este apóstolo realizou somente três viagens, as duas últimas ocupam o restante do livro:

• 15:36-18:22 relatos da segunda viagem.
• 18:23-21:14 relatos da terceira viagem.

Retornando da terceira viagem a Jerusalém, Paulo foi preso e carregado como prisioneiro a Roma; contudo, ele aproveitou para pregar do amor de Deus. 

A igreja que é viva prega a Palavra de Deus. Nisto consiste seu crescimento e poder frente às adversidades incessantes. Há, pelo menos, dez grandes sermões em Atos:

• 3 de Pedro: a) Atos 2:14-41; b) 3:11-26; c) 10:27-48
• 1 de Estêvão: Atos 7:1-60
• 6 de Paulo: a) Atos 13:16-41; b) 17:22-31; c) 20:18-35; d) 22:1-21; e) 24:10-21; e, f) 26:2-29.

Os três primeiros sermões de Paulo são evangelísticos, os três últimos são em sua defesa. No capítulo em apreço temos:

1. O primeiro sermão de Paulo em sua defesa. Ele relata...
• O início de sua trajetória (vs. 1-5);
• Sua experiência no caminho a Damasco (vs. 6-11);
• Seu contato com Ananias de Damasco (vs. 12-16);
• Sua visão no templo (vs. 17-21).
2. As palavras de Paulo causaram pânico no público, que desejando matá-lo o espancaram, como fizeram com Jesus. Então, ele apelou a sua cidadania romana (vs. 22-29);
3. Receoso, o comandante romano mandou soltar Paulo, mas o levou perante o Sinédrio (v. 30).

Com isso dá para entender o que Jesus, o idealizador da missão, quis dizer com: “Mantenham-se alerta. Eu os estou incumbindo de um trabalho perigoso. Vocês serão como ovelhas correndo no meio de lobos, portanto não chamem a atenção para vocês. Sejam espertos como a serpente, mas inofensivos como as pombas” (Mateus 10:16).

• A pregação do evangelho deve voltar a ocupar seu lugar na igreja cristã para alcançar o objetivo traçado por Cristo: Invadir o mundo infernal! 

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw

terça-feira, 15 de maio de 2018

Atos 21 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 21 
Comentário Pr Heber Toth Armí

O livro de Atos apresenta 53 referências sobre o Espírito Santo dizendo o quê fazer, como fazer e quando fazer – além de capacitar os crentes a fazer o que se deve fazer. O livro também faz 68 referências às multidões e grandes números de pessoas salvas.

Do início ao fim, Atos trata de avivamento espiritual. Pregar sobre Jesus tomado totalmente pelo Espírito Santo é o segredo de Deus para o avivamento da Igreja. Pena que muitos estão preferindo shows, palestras motivacionais, recortes de jornais, histórias emocionantes em lugar de estudo sério e profundo da Bíblia. 

• O lugar da Palavra de Deus está sendo substituído por qualquer bagatela oferecida por qualquer pessoa.

Muitos cristãos vivem flertando com o pecado, desprezando o que realmente é importante. Considere que, se Paulo pregasse para agradar, encurtasse ou diluísse seus sermões em água açucarada, jamais teria sido perseguido. 

Vamos ao capítulo em análise:

1. Paulo vai de Mileto a Tiro e depois a Cesareia (vs. 1-9);
2. O profeta Ágabo aborda Paulo (vs. 10-14);
3. Paulo chega a Jerusalém (vs. 15-16):
a) Reunião com Tiago e os anciãos (vs. 17-26);
b) Alvoroço no Templo e prisão de Paulo (vs. 27-30);
c) O comandante, o centurião e os soldados romanos tiraram Paulo das mãos dos judeus (vs. 31-36);
d) Paulo pede permissão para falar ao público alvoroçado (vs. 37-40).

O apóstolo Paulo é ousado. Sua presença está causando a maior confusão, mesmo assim ele quer pregar. Ah! Se tivéssemos a mesma palavra, a mesma coragem e o mesmo fervor que ele!

“Nenhum temor de causar escândalo, nenhum desejo de amizade ou de aplausos, poderiam levar Paulo a reter as palavras que Deus lhe dera para instrução deles, advertência ou correção”, comenta Ellen G. White; e, depois declara:

“Dos Seus servos hoje Deus requer destemor na pregação da Palavra e na exposição de Seus preceitos”.

Paulo havia feito o bem, além de oferecer um relatório das atividades missionárias mundiais,

• ...trouxe oferta das igrejas gentia para amenizar a fome reinante em Jerusalém;
• ...demonstrou que não abandonara a religião judaica.

Fica evidente que, pessoas malignas não apreciam as pessoas do bem. Falsos religiosos odeiam aos verdadeiros cristãos. Mas, nem por isso devemos deixar de pregar Jesus.

“Senhor, guia-nos em teus planos!” - Heber Toth Armí #rbhw #ebiblico #rpsp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...