Receba mensagens em seu Email

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Coleção de Indivíduos– I Crônicas 5

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 5
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Coleção de Indivíduos

Elas apresentam resumidamente a história humana. Por trás de cada nome há histórias. Se conhecidas, citando apenas o nome, não é necessário recontar a história. Eis a importância das longas genealogias!

Pelas dificuldades com a escrita antiga, os escritores bíblicos investiram em genealogias desde Gênesis (ver Gênesis 4:17-22; 5; 11:10-26; 19:37; 22:20-24; 25:1-4, 12-18; 36; 46). Genealogias economizam na escrita contando uma longa história.

De tão importantes, o Novo Testamento inicia com genealogia (Mateus 1:1-17). Portanto, como o Espírito Santo inspirou grandes escritores a investir nessa questão, é razoável que cada filho de Deus considere com atenção as genealogias.

Entre de cabeça no capítulo em apreço, o qual chama nossa atenção para os seguintes pontos propostos pelo Comentário Bíblico Adventista:

• A posteridade de Rúben (vs. 1-10);

• A posteridade de Gade (vs. 11-17);

• As conquistas dos filhos de Rúben, Gade e Manassés (vs. 18-22);

• A herança da meia tribo de Manassés (vs. 23-26).

A genealogia é uma coleção de indivíduos, mais que uma coletânea de nomes. Consequentemente, Heredogramas são criados para se conhecer melhor a história de uma família ou de um povo.

Rúben foi o primeiro filho de Jacó – o primogênito. Contudo, não teve o privilégio das bênçãos da primogenitura devido ao desrespeito ao seu pai, tendo um caso com a concubina dele. Ainda que Judá fosse a tribo mais poderosa, e de onde saiu Davi, “os direitos de filho mais velho foram transferidos para José” (v. 2). Apesar de tudo, Deus não abandonou os descendentes de Rúben. Assim, eles cresceram materialmente e obtiveram vitórias sobre inimigos pagãos.

Gade e a meia tribo de Manassés habitaram juntos com a tribo de Rúben, por isso as genealogias destes estão vinculadas.

Embora possuindo força e coragem, estas tribos oraram e confiaram em Deus para vencer seus opositores (vs. 18-22). Porém, quando O desprezaram seguindo outros deuses, cavaram sua própria ruína; arruinaram para sempre seu futuro (vs. 23-26).

1. Desonrar o quinto mandamento significa arruinar o futuro de nossa família.

2. Mesmo possuindo habilidades e recursos, precisamos confiar em Deus;

3. Ignorar a Deus certamente atraíra a desgraça a nossa vida e a quem amamos.

4. Sem comunhão com Deus e sem ação baseada em Suas orientações estaremos irremediavelmente perdidos.

Portanto, clamemos a Deus! Heber Toth Armí /
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

1 Crônicas 05 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica : 1 Crônicas 05
Comentário: Christopher Beason

Esta seção da genealogia enfoca as tribos de Israel a leste do rio Jordão. À primeira leitura, parece que é “mais do mesmo”. No entanto, tomemos um minuto para entender o caráter das tribos de Gade e Manassés.

Com o foco dos versos 11-22 na tribo de Gade, vemos que esses descendentes de Jacó confiavam em Deus. Eles pediram a ajuda de Deus contra os seus primos, os hagarenos. E foram vitoriosos porque colocaram tudo nas mãos de Deus. Nos versos finais do capítulo, de 23 a 26, lemos sobre a tribo de Manassés. O escritor bíblico também os registra como homens de valor.

Então, aconteceu uma mudança. De alguma forma, ao longo de seu caminho, essas tribos foram infiéis a Deus. De alguma forma eles perderam o seu Caminho espiritual. A Escritura diz que eles se prostituíram espiritualmente. Eles agiram como os idólatras cananeus antes deles. Isto, por fim, os levou ao cativeiro assírio.

Ao considerar o caráter dessas tribos, a pergunta de hoje para você e para mim parece óbvia e simples: aprendemos alguma coisa dos que vieram antes de nós? Estamos agarrados às coisas do mundo cujo destino é o cativeiro ou permanecemos fiéis, conservando a vitória da vida por Jesus?

Que possamos permanecer homens e mulheres valentes, cativos somente do Deus do Céu, pelo amor.

Christopher Beason
Network7 MediaCenter
#rpsp

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A oração fez a diferença– I Crônicas 4

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 4
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

A oração fez a diferença

A oração faz total diferença na vida pessoal. O cronista dedicou dois versículos deste capítulo para destacar a importância excepcional deste meio de comunicação com Deus.

Pelo fato de já ter sido dito muito sobre Jabez e ter escrito muito sobre sua oração, esquivarei destes dois versículos: 9-10 (objetivando não cair na mesmice).

O capítulo trata dos descendentes de...

• Judá, tribo da qual viria o Messias (vs. 1-23);
• Simeão, tribo que uniu à tribo de Judá (vs. 24-43).

Você se cansou de ler tantos nomes incomuns? Reflita: “O livro de 1 Crônicas parece ser o livro pelo qual não se deve começar a ler a Bíblia. Uma lista de nomes após outra. Nomes estranhos, um após outro. Mais de um cristão tem pensado: ‘Tedioso, tedioso, tedioso’. No entanto, se alguma vez você já se sentiu sem importância e insignificante, essas listas podem ter mais significado do que você imagina”.

Após declarar isso, Lawrence O. Richard desafia-nos: “Pense nisso. Nomes. Cada nome representando uma pessoa, a maioria desconhecida por nós, mas todas elas conhecidas e lembradas por Deus... A maioria levou uma vida tranquila e comum. No entanto, nenhum nome desta lista está pedido. Nenhum nome está fora de lugar. Quando paramos para pensar nisso, essas listas ‘tediosas’ de nomes são um lembrete de que Deus se importa profundamente com aqueles que são dEle”.

Por conseguinte, Lawrence aplica: “Não são grandes feitos que realizamos que contam, mas o fato de que pertencemos a Ele. Insignificante? Você? Para Deus, nunca! Não há como Deus lhe colocar fora do lugar, como também não havia o risco dEle perder uma só pessoa na linhagem dos seus santos do Antigo Testamento”.

• A genealogia deste capítulo (v. 21) relembra que Judá teve um filho-neto: Er, fruto de fraude, causado por negligência às orientações divinas (Gênesis 38:6-11, 37-30). Nesta família também havia bigamia (v. 5). Estes são dois casos que revelam que na família sagrada, na qual nasceria o Messias, não havia perfeição, mas perversão!

• Contudo, Jesus nasceria na cidade chamada Belém-Efrata, vinculada a dois descendentes de Judá (v. 4; Miqueias 5:2).

Mesmo enfrentando desafios (vs. 38-39), unamo-nos na espera do advento do Messias! Preocupemo-nos em ter nosso nome no livro da vida!

Reavivemo-nos: Jesus é nossa salvação! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

1 Crônicas 04 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica : 1 Crônicas 04
Comentário: Christopher Beason

Na leitura de hoje somos lembrados de nossa herança espiritual.

Os filhos de Judá e de Simeão compuseram a base do remanescente de Israel. Esses descendentes se agarraram à terra de seus pais através da adversidade e do tempo, até hoje. A partir desses descendentes, podemos traçar a árvore genealógica da família de Judá à medida que segue desde uma pequena cidade de Belém, até José, marido de Maria, mãe do nosso Salvador Jesus (Mt 1:1-16).

Um destes filhos tem sua história bem comentada na cultura popular religiosa recente: Jabes [no original hebraico: “Ele causará dores”, nota textual sobre o v. 9, NKJV]. Interrupções de curta duração, como esta história, fazem uma pausa nas genealogias e nos dão uma visão sobre as práticas religiosas nos tempos antigos. Podemos crescer em nossa própria relação com Cristo quando refletimos sobre a oração de Jabes.

Jabez era um homem de honra, mais ilustre do que seus irmãos, mas aparentemente não trouxe essa reputação do berço. O registro aqui mostra que ele causou muita dor a sua mãe no seu nascimento. Não está claro se isso foi emocional, físico ou algum outro sofrimento. No entanto, ele corajosamente pede a Deus para abençoá-lo, dar-lhe mais território e responsabilidade. Ele pede que o Espírito de Deus esteja com ele para que ele não peque. Por fim, diz ele, “que eu não cause dores a outros” (v. 10 NKJV).

Este filho de Judá pediu a Deus, simples, mas fortemente, pela honra espiritual básica e que pudesse viver para o benefício de outros. E Deus concedeu a ele os desejos de seu coração. O que nós estamos pedindo que Deus nos dê?

Christopher Beason
Network7 MediaCenter
#rpsp

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Genealogias de Crônicas– I Crônicas 3

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 3
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Genealogias de Crônicas

O livro de Crônicas é tão inspirado quanto os 27 livros do Novo Testamento. Deixar de estudá-lo significa ignorar alimento espiritual que fortalece a fé, orientar a vida espiritual, além de ser mais um meio estratégico de conduzir-nos ao reavivamento.

A data do livro “é pós-exílica, e os livros [de Crônicas] aparecem no final da terceira parte do cânon hebraico, no local onde está Malaquias” observa Merril F. Unger.

As genealogias de Crônicas relembram a condução da história judaica pelas mãos divinas visando evangelizar ao mundo. Deus é um missionário nato, totalmente envolvido com inúmeras estratégias missionárias.

O capítulo em questão foca a tribo de Judá, “Judá aparece primeiro porque é dessa tribo que viria o Messias (Gn 49.8-12). Traça-se a linhagem de Davi a Zedequias [capítulo 3], e dão-se genealogias adicionais de Judá em 4.1-23” diz Unger.

• As esposas e filhos de Davi (vs. 1-3);
• Filhos de Davi nascidos em Jerusalém (vs. 4-9);
• Linhagem de Davi durante o cativeiro babilônico (vs. 10-16);
• Linhagem de Davi após o retorno do cativeiro (vs. 17-24).

Com nobres propósitos teológicos em mente, o autor de Crônicas, inspirado pelo Espírito Santo, incluiu vários nomes e omitiu outros. Por exemplo, é possível que Davi tivesse outras filhas além de Tamar, porém mencionou apenas ela para relembrar o leitor de que Davi, por suas muitas mulheres, com seus muitos filhos meio-irmãos, esta família real não foi perfeita.

Contudo Deus não se afastou da família de Davi. No final do cativeiro babilônico, é evidente um remanescente desta família:

• Senazar ou Sesbazar, foi quem liderou o primeiro grupo de judeus libertos do cativeiro, e deu início à fundação do Templo de Jerusalém que estava em ruínas (Esdras 1:8-11; 5:15-17).
• Zorobabel, provavelmente o mesmo descrito em Esdras 3:2, 8; 5:2; Neemias 12:1 e Ageu 1:12, 14; 2:2-23. O Comentário Bíblico Adventista declara: “Possivelmente seja o nome do príncipe com o qual Josué, o sumo sacerdote, conduziu os judeus no retorno do exílio, em cumprimento do decreto de Ciro”.

Amigos, nada nos separa do amor de Deus, nem o cativeiro, nem nossa desobediência, nem mesmo nosso pecado. E como entender Isaías 59:2? Lendo primeiramente Romanos 8:32-39 e, depois Lucas 18:26-27

Deixe Deus cuidar de tua família. Ele a quer salva!

Reavivemo-nos! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

1 Crônicas 03 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica : 1 Crônicas 03
Comentário: Christopher Beason

Um homem segundo o coração de Deus. É assim que é feita referência à linhagem de Davi neste capítulo, o que nos leva à compreensão da graça duradoura do Céu. Davi é mencionado na leitura de ontem como o sétimo filho de Jessé. Em Atos 13:22 Deus chama Davi como sendo um homem segundo o Seu coração e vontade.

Será que podemos nos referir como “segundo o coração e vontade de Deus” a uma linhagem de quatro filhos vindos de um relacionamento nascido em um adultério? Olhe para a paciência de Deus, à medida que a descendência de Davi se desdobra. Salomão, filho ilegítimo de Bate-Seba e Davi, encontra-se na árvore genealógica de Jesus (Mateus 1:6).

O exame dessa linha adúltera só pode nos levar a uma conclusão. Olhe para Cristo para ver que enquanto nossas circunstâncias podem parecer manchar nossa linhagem, é em Cristo que é definido o nosso legado. Davi, em suas próprias palavras, descreve como a nossa confissão deve ser: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Salmo 51:10).

Que esta seja a nossa oração hoje.

Christopher Beason
Network7 MediaCenter
#rpsp

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Deus age na história– I Crônicas 2

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 2
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Deus age na história

A Palavra de Deus é inspiradora até quando se trata de genealogia. Alguns ignoram grandes partes da Bíblia pensando que nestes textos ignorados Deus não nos está dizendo nada. Será?

Numa época em que escrever era difícil, em que aquilo que deveria ser escrito deveria ser bem pensado e condensado, será que o Espírito Santo faria o escritor bíblico vaguear por palavras e parágrafos extensos sem finalidade alguma?

“Quantos sermões baseados em versículos de Crônicas ouvimos por ano? Temos diante de nós um dos livros mais negligenciados da Bíblia. Vários livros, artigos e comentários sobre o AT nem sequer o mencionam. Pastores, evangelistas e leigos leem apenas trechos desses dois livros [I e II Crônicas]. Muitas congregações cristãs leem Crônicas apenas em ocasiões especiais como a consagração de uma casa ou templo novo”.

Após fazer estas reflexões, Nupanga Weanzana, diz:

“Não obstante, Crônicas é a Palavra de Deus tanto quanto o restante da Bíblia e, portanto, não deve ser esquecido”. Se você se convenceu de estudar, leia o segundo capítulo de Crônicas e, então, observe:

1. Os descendentes de Abraão, filhos de Isaque, enfatizando Jacó/Israel. Edom, oriundo de Esaú (ver capítulo 1:34-54), embora o primogênito, vendera seu privilégio de linha messiânica por um prato de lentilhas (ver Gênesis 25:29-30; Hebreus 12:16); contudo, Deus agiu e continuou Seu plano com a linhagem de Jacó (vs. 1-2).

2. Os descendentes de Judá: Judá, não sendo o primogênito de Jacó, mas a tribo que permitiu Deus trabalhar mais com ela, foi de onde Deus escolheu Davi, o qual herdou o trono que seria do Messias, chamado de Filho de Davi, da tribo de Judá (vs. 3-55).

Os livros de Reis terminam falando do fim de Israel no cativeiro assírio e do castigo dos judeus no cativeiro babilônico. Após 70 os judeus voltaram a Jerusalém; a revelação visa mostrar que...

• Os judeus tem uma nobre origem;
• A esperança no Messias não deveria morrer.

“Os livros das Crônicas começando com Adão e Jacó, informando à comunidade restaurada em Judá que Deus ainda tinha planos para eles” (Bíblia de Estudo Andrews).

Deus não só conhece a história ou o futuro da história, Ele age na história. Deus está guiando à humanidade para Seu filho Jesus.

Compartilhe Jesus! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

1 Crônicas 02 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica : 1 Crônicas 02
Comentário: Christopher Beason

Aqui estão três nomes que chamaram minha atenção no capítulo 2, lembrando-me do juízo, gritos de alerta e bondade de Deus:

No verso 3, o escrivão escreve as palavras de maneira direta. Er, o filho de Judá, era tão mau aos olhos de Deus, que Ele o matou (Gn 38:7). Imagine alguém ser tão mau a ponto de Deus eliminá-lo de terra!

No verso 7, Acã (Acar), que alcançou a fama em Josué 7, roubou dos despojos da destruição de Jericó e ele e sua família pagaram alto preço. A citação de sua história nos lembra que mesmo um pecado aparentemente pequeno pode, literalmente, destruir a nossa família.

Nos versos 34 e 35, encontramos a ocorrência de adoção em nossa linhagem. Tendo sido adotado e tendo apenas filhas, eu gosto especialmente dessa parte da nossa leitura. Sesã também tinha apenas filhas. Nenhum filho para continuar a linhagem. Então ele tomou Jara, um dos seus servos e fez dele seu filho. Adotou-o, para que se casasse com sua filha e gerasse para ele um herdeiro. Jara deve ter sido um servo incrível para receber a honra de passar da condição de servo para filho.

Estes três nomes indicam várias recompensas para as nossas ações. Quais serão as suas ações hoje?

Christopher Beason
Network7 MediaCenter
#rpsp

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Estudando Crônicas -I Crônicas 1

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 1
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Estudando Crônicas


“Quem pensa conhecer as Escrituras Sagradas, mas ignora Crônicas, engana-se a si mesmo” declara Eusébio Sefrônio Jerônimo em sua tradução a Vulgata.

O que aprendemos desta série de nomes que aparecem citados na introdução do livro de Crônicas? Por que o Espírito Santo permitiu que esses mais de 500 nomes dos primeiros 9 capítulos deste livro entrasse nas páginas sagradas dadas por Deus à humanidade?

Os livros de Crônicas “têm sinais de ser uma revisão de livros anteriores e canônicos do Antigo Testamento, sobretudo com base em I e II Samuel e I e II Reis, de acordo com os interesses e ideias do autor. O autor exibe interesse especial pelo templo de Jerusalém, com sua adoração e ritos. Também demonstra interesse especial pela doutrina da retribuição divina” (Russell Norman Champlin).

É possível perceber o que Deus quer ensinar-nos neste primeiro capítulo dando especial atenção ao livro inteiro de Crônicas, tendo em mente todo o compêndio de Deus inspirado pelo Espírito Santo. Observe com atenção estes 54 versículos:

1. Eles tratam de personagens históricos de Adão até o patriarca Abraão, o pai da nação do povo de Deus num mundo paganizado e deteriorado pelo pecado (vs. 1-27);

2. Eles também tratam dos filhos de Abraão, de cuja linhagem viria o Messias, o Salvador do mundo caído na ruína do pecado (vs. 28-54).

Ao estudar Crônicas, tenha em mente que estas genealogias são importantes a israelitas e gentios, aos judeus e às nações do mundo inteiro, pois, “Crônicas trata do verdadeiro Povo Eleito, descendente de Abraão, destinado a ser a linhagem pela qual viria o Messias” – observa Merril F. Unger.

Tendo como referência o livro de Gênesis, o cronista cita:

• Adão, como pai de todas as nações (vs. 1-27). Verifique Gênesis 5, 10-11.

• Abraão, como pai da nação do povo de Deus, escolhido para uma missão mundial (vs. 28-54). Verifique Gênesis 25 e 36.

Abraão teve outros filhos além de Isaque. Com Agar ele teve Ismael, de onde surgem os árabes (vs. 28-31). Com Quetura/Cetura ele teve mais seis filhos, de onde surgem muitas outras nações (vs. 32-33). Mas, a ênfase está em Isaque, porque a Bíblia não é História do mundo, mas a história da salvação da humanidade.

Estude Crônicas! Reavive-se!
Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

1 Crônicas 01 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica : 1 Crônicas 01
Comentário: Christopher Beason

Ao começarmos a ler o livro de Crônicas podemos supor que esta é apenas uma infeliz longa lista de nomes.

Se você pensar assim, como eu também pensei, olhe de novo. Atente para o primeiro nome: Adão. Este é um livro sobre a humanidade, sobre nós e sobre o nosso Deus!

O início das Crônicas nos leva a lembrar o plano da redenção. Podemos, por este plano, reclamar nosso direito de primogenitura à justificação e através da purificação da redenção, somos lembrados dos processos de santificação que nos levam ao sacerdócio.

Ao ler esta lista de nomes, desde Adão até Aarão; e de Jessé até nosso Salvador Jesus, vemos o plano e a promessa de Deus.

Leia os nomes de novo e você verá que Deus não se esqueceu de Ismael ou de Esaú (Edom), a “ovelha negra” da nossa linhagem espiritual. Ismael foi o filho banido de Abraão e Esaú, o filho impulsivo de Isaque, mas eles estão aqui listados.

Cada um de nós está incluído no plano de Deus. Como família de Deus, podemos traçar aqui, nestes primeiros capítulos de Crônicas, as falhas de nossa família e herança sacerdotal.

Através da maravilhosa graça de Deus, reivindique hoje o seu direito de primogenitura e, como Adão, seja resgatado e feliz em Jesus.

Christopher Beason
Network7 MediaCenter
#rpsp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...