Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Deus atende à prece de Sansão– Juízes 16

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – Juízes 16
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Deus atende à prece de Sansão

Quatro capítulos são dedicados a Sansão, um dos doze juízes; sendo que alguns receberam menos de quatro versículos, Sansão é importante na literatura bíblica visando fornecer importantíssimas lições às crianças, jovens e adultos.

Precisamos urgentemente aprender de seus erros para não cometê-los. Isso é sabedoria! Anote a lição sobressaliente:

• Deixar-se dominar por sentimentos e pecados ao invés de permitir a regência da vida pelos princípios do Céu, encurtam a vida nesta Terra – ainda que no final haja arrependimento.

Do ponto-de-vista de um judeu, observe esta descrição sobre Sansão:

“Enquanto seus inimigos o torturavam, ele não abriu a boca. Mas agora estão atacando o Todo-poderoso. Estão ridicularizando o Deus de Israel, que deu Seu nome ao povo de Israel. Intolerável. É uma questão de [...] santificar o santo nome. Sansão envolve com os braços a coluna da direita e da esquerda. E murmura uma prece” (v. 28).

Elie Wiesel continua sua descrição: “Deus atende à prece de Sansão. ‘Tamut nafshi Plishtim’, grita o condenado. Que eu morra com os filisteus. Que meu fim seja também o deles. Sansão sacode as colunas. E com um estrondo ensurdecedor, o edifício desaba. E, diz o texto, ‘os que ele matou em sua morte foram mais que os que matou em sua vida’. Então, só então, os irmãos e os membros de sua tribo aparecem e tratam de providenciar o funeral. Finalmente Sansão é amado. Todos o acompanham até a sua última morada. Entre Saraa e Estaol, depositaram-no para repousar na tumba de seu pai, Manoá” (vs. 20-31).

Assim cumpriu-se totalmente a profecia divina que Sansão libertaria Israel apenas parcialmente (13:5). Assim, Salvador real e absoluto é Jesus Cristo; Ele morreu para libertar-nos completamente do pecado.

Finalizando, “a história de Sansão comprova que a força e o poder humanos, mesmo quando ampliados sobrenaturalmente, não garantem o sucesso ou a invencibilidade. É a pureza de caráter, o amor a Deus e a dedicação ao dever que resultam na vitória. Hoje se exalta demasiadamente o vigor, a beleza, a juventude e a audácia, tudo isso mesclado com a indulgência sensual. O estatuto da vida de Sansão é extremamente importante para a sociedade moderna” (Roy E. Gane).

Na história de Sansão o verdadeiro herói é Deus; e, em tua história?

Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Juízes 16 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica: Juízes 16
Comentário Justo Morales 

A derrota de Sansão não aconteceu porque ele confiou na mulher errada. Ele não foi enganado quando contou o segredo de sua força. Ele fez isso consciente de que, provavelmente, esta informação seria usada contra ele. Ele tinha vivido em rebeldia por tanto tempo e violado seu voto de nazireu tantas vezes, que já não percebia as consequências do seu pecado. Como inúmeras vezes antes, ele pensou que Deus iria livrá-lo de seus inimigos. Mas com esse ato final da rebelião, ele desperdiçou a bênção de Deus pela última vez. Não havia virtude em seu longo cabelo, mas este era um sinal de que ele pertencia a Deus (ver PP, 416).

Sansão tinha o maior potencial de todos os juízes e os heróis da Bíblia. Se ele tivesse sido fiel à sua vocação divina, o propósito divino poderia ter sido realizado para a exaltação de Deus e para a honra de Sansão. Mas Sansão cedeu à tentação e provou ser indigno da confiança de Deus, e sua missão terminou em derrota, escravidão e morte (ver PP417). A história da vida de Sansão mostra que, apesar dele, o Senhor realizou seu propósito.

Como será nossa história de vida? Deus realizará o Seu propósito através de nossos esforços ou apesar deles?

Justo Morales 
Southern Adventist University

#rpsp

domingo, 26 de maio de 2019

A misericórdia divina – Juízes 15

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – Juízes 15
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

A misericórdia divina na vida de Sansão

Aqueles que empenham-se em conhecer a Bíblia descobrirão que suas ações forâneas às orientações da Bíblia resultam em destruição da vida.

Leia, estude, medite e reflita nos princípios divinos da história de Sansão. Não permita que os prazeres deste mundo faça que tua vida seja uma pura ilusão, desembocando num mar de frustração, amargura e decepção.

1. Não é sábio envolver-se com pessoas que não têm princípios, tais pessoas têm comportamentos tão cruéis que é de arrepiar os cabelos: A mulher de Sansão já havia sido dada a outro homem quando ele voltou “arrependido” reconciliar-se com ela e sua família. Irado, ele queimou plantações dos filisteus com 300 raposas; furiosos, os filisteus queimaram a mulher que era de Sansão e o pai dela. Sansão também se vingou deles por isso (vs. 1-8).

2. Um homem de muitas habilidades, orgulhoso, prepotente e arrogante, geralmente não têm amigos; vive uma vida solitária e só se mete em confusão. Os filisteus odiavam a Sansão e, inclusive os judeus o consideravam como inimigo. Os homens da tribo de Judá amarraram a Sansão e o entregaram aos filisteus (vs. 9-13).

3. Deus é misericordioso com Seu povo mesmo quando este está vivendo sob a regência do pecado, indiferença e comprometido com o mal. O Espírito do Senhor apossou-se de Sansão, o qual soltou-se das cordas, tomou uma queixada de jumento e arrasou com mil homens inimigos do povo de Deus (vs. 14-20).

É impressionante neste relato a misericórdia divina. Quando alguém louva a si mesmo pelas vitórias que Deus concedeu, Deus permite que necessidades o alcance objetivando levá-lo a reconhecer sua dependência do Autor da vida e das habilidades (vs. 15-19).

Síntese:

• Os sentimentos nos enganam.
• A vingança não é solução, causa mais confusão.
• A vitória e a salvação originam em Deus, sempre!

“Fisicamente falando, Sansão foi o homem mais forte da Terra; mas no domínio de si mesmo, na integridade e firmeza foi um dos mais fracos. Muitos tomam erradamente as paixões fortes como caráter forte; mas a verdade é que aquele que é dominado por sua paixão, é homem fraco. A verdadeira grandeza do homem é medida pela força de sentimentos que ele domina e não pelos sentimentos que o dominam” (Ellen G. White).

Reavivemo-nos! Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Juízes 15 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica: Juízes 15
Comentário Justo Morales 

Enquanto o capítulo anterior expõe o fracasso de Sansão como homem de Deus, este capítulo destaca seu fracasso como líder. Seu confronto com os filisteus não foi motivado por um desejo de acabar com o domínio deles sobre os israelitas, mas por seu desejo egoísta de mostrar-lhes o quão forte ele era. Em contraste com os juízes anteriores, que foram para a batalha em nome do Senhor, nem por uma vez Sansão invoca o nome de Deus, mesmo quando o Espírito de Deus o capacita a derrotar seus inimigos (15:14). Ele se gaba de sua vitória, sem dar crédito a Deus (15:16).

Muitos de nós vivemos como Sansão viveu. Recebemos o chamado para sermos líderes entre o povo de Deus. Fomos abençoados com as habilidades, ou os meios para realizar grandes feitos para o Senhor. Mas de modo semelhante a Sansão nos tornamos auto-suficientes, confiando em nossas próprias habilidades, ou posição para realizar as obras de Deus. Em nosso sucesso, podemos não perceber o quanto queremos estar no controle, em vez de permitir que Deus assuma a liderança.

Não se esqueça de orar hoje para que Jesus esteja no controle de sua vida e que o Espírito do Senhor venha poderosamente sobre você.

Justo Morales 
Southern Adventist University

#rpsp

sábado, 25 de maio de 2019

Aprenda para não cometer erros– Juízes 14

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – Juízes 14
Comentários: Pr. Heber Toth Armí


Aprenda para não cometer erros.

Quando permitimos que o coração fale mais alto que a Palavra de Deus em nossa vida, nossas emoções dominam levando-nos para fora do belíssimo plano que Deus sonhou para nós.

Reflita nesta reflexão escrita pelo Dr. Siegfried J. Schwantes sobre Sansão:

“Sansão acabou caindo nas mãos do inimigo, porque jamais caiu em si mesmo. Dominou o leão no caminho de Timnate, mas nunca dominou o próprio eu. Gostava de propor enigmas, mas só tarde resolveu o enigma de sua vida. Fixou os olhos no brilho ofuscante de uma falsa Dalila e acabou cego. Buscou uma liberdade falsa, e terminou escravo. Não quis trilhar a senda da retidão e findou dando voltas e mais voltas empurrando as moendas do cárcere. Incendiou com o auxílio das raposas as searas inimigas, mas permitiu que a raposinha dos vícios destruísse sua própria vida. Carregou os portões de Gaza sobre os ombros, mas foi esmagado sobre os pecados de Gaza. Brincava de deixar-se amarrar, e amarrado ficou. Gostava de folia e seu penúltimo ato foi servir de palhaço, perante algozes. Felizmente arrependeu-se na undécima hora e procurou redimir uma vida fracassada com um último arroubo de esforço de fé. Venceu, mas quão gloriosa teria sido sua carreira, tivesse aceito a diretriz divina para sua vida”.

Caso queiras aprender para não cometer os mesmos erros, invista tempo com a Bíblia, atente às diretrizes divinas para sua vida:

• As raízes dos problemas no matrimônio surgem antes do casamento, são observáveis no namoro (vs. 1-7). Desconsiderar sábios conselhos paternais, e, investir em jugo desigual, resultam em caos total (Deuteronômio 7:3-4).

• As causas dos problemas no casamento podem sabiamente e racionalmente serem identificadas no namoro (vs. 8-17). Chantagem emocional, falta de confiança e traição resultam em maldição.

• As razões dos problemas no namoro estouram no casamento; a arte de estragar casamento reside em não saber lidar com problemas no namoro (vs. 18-20). Guiar-se pela emoção e não pela revelação é o trampolim da autodestruição.

Relacionamentos que Deus nunca planejou para Seus filhos são causas de muitas desgraças familiares e, também, da verdadeira religião. Casamentos impróprios aos olhos de Deus dão-nos uma vida que nunca planejaríamos para nós.

O divórcio de Sansão se deu na lua-de-mel para chamar nossa atenção. Fiquemos atentos! Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Juízes 14 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica Juízes 14
Comentário Justo Morales


Este capítulo revela o caráter de Sansão e prepara o palco para o resto da narrativa de sua vida. Sansão é um homem controlado por impulsos, fisicamente forte, mas fraco de espírito. Seu desejo de casar com uma mulher filisteia vai contra a vontade de seus pais, contra a lei bíblica e contra seu status consagrado de nazireu. Mas nenhuma dessas bênçãos importa a Sansão, que está apenas interessado no que lhe agrada (14:3).

O Senhor realizou o seu propósito através de Sansão, apesar de seu fraco caráter. Por duas vezes, o Espírito do Senhor vem sobre ele com o poder de realizar feitos maravilhosos. Este confronto inicial entre Sansão e os filisteus prenuncia os acontecimentos, através dos quais, o Senhor proverá livramento para o seu povo. No entanto, a infeliz proximidade de Sansão com os filisteus acabou provando ser sua ruína.

Sansão sabia para o que havia sido chamado, mas este conhecimento não influenciou suficientemente o modo como ele viveu a sua vida. Deus poderia ter realizado muito mais através de Sansão, se ele tivesse escolhido render sua vontade a Deus! A mesma escolha está diante de nós, hoje: sermos escravos de nossas paixões, ou permitirmos que Deus nos molde como vasos sagrados através de Seu Espírito.

Permitamos ao Espírito Santo moldar-nos segundo o Seu querer.

Justo Morales
Southern Adventist University

#rpsp

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Sansão um libertador– Juízes 13

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – Juízes 13
Comentários: Pr. Heber Toth Armí


Sansão um libertador

Se você lê o livro de Juízes procurando perfeição, logo se deparará com a decepção. Depois de tudo o que Deus já havia feito até o capítulo 12 de Juízes, note o primeiro versículo do capítulo 13:

“O povo de Israel voltou a agir mal diante do Eterno. Por isso, o Eterno os entregou ao domínio dos filisteus por quarenta anos”.

A seguir, o texto prepara-nos para o nascimento de Sansão; Dale Ralph Davis intitula o capítulo assim: “Nasce Sansão o salvador”. Salvador?

Sim! Roy E. Gane diz que “Sansão foi um libertador especial a quem Deus escolheu antes do Seu nascimento”. Por quê? Porque embora eles O tivessem abandonado, “Deus, em Sua grande misericórdia, não abandonara os israelitas”.

Todo nascimento de uma criança neste mundo é um milagre divino; porém, o nascimento de um bebê por uma mulher estéril (impossibilitada de engravidar) é bem mais impactante e mais miraculoso. Sansão, nitidamente, foi fruto de um milagre (vs. 2-3). Contudo, isso não resolve o problema da nação em pecado.

Sansão foi um milagre de mãe estéril. Manoá e sua esposa receberam não só a visita de um anjo, mas orientações divinas dele. Ao crescer, Sansão foi abençoado por Deus... e foi guiado pelo Espírito Santo. Eis o início da história do homem mais forte do mundo; do qual, através dele Deus começaria a livrar Israel das mãos dos filisteus (vs. 4-25).

• Acaso Deus omitiu alguma orientação?

• O que mais Deus deveria fazer?

• Faltou algo a Sansão para permanecer nos caminhos do Senhor?

• Os pais de Sansão foram totalmente consagrados?

• Sansão tornou-se o líder mundial mais consagrado e poderoso?

Sansão era narizeu antes de nascer. “Deus instituiu o chamado ao narizeado para ajudar a reforma e sociedade hebraica (Amós 2:10-12). A promessa de ser temperante era parte fundamental dessa reforma. Hoje, quando a maior parte do mundo está embriagada com o vinho de Babilônia (a contrafação espiritual) e também degenerada com o vinho pelos hábitos de comer e beber, a vida de abstinência é especialmente recomendada” (Gane).

• Hoje, Deus quer pessoas que se consagrem a Ele!

• Não importa se o ambiente é favorável ou não, a decisão de servir a Deus está em tuas mãos!

• Temos muito a crescer!

“Reaviva e reforma-nos, Senhor!” Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

JUÍZES 13 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica JUÍZES 13
Comentário Justo Morales


Não houve nenhum juiz igual a Sansão, e seu chamado também foi incomum. Na verdade, seu chamado veio através de seus pais, antes de ser concebido. Embora a esposa de Manoá lhe houvesse retransmitido a mensagem do Anjo, de forma completa e precisa, Manoá ainda duvidava. Não se tratava aqui de acreditar ou não em sua esposa, mas como Gideão, em ter certeza de que ele estava preparado para a tarefa diante dele. Manoá esperava mais instruções do que as concedidas. Para ele, certamente deveria haver mais coisas a saber para criar este menino, do que a obediência às simples ordens de Deus. Manoá precisava de um sinal e o Senhor o deu de uma forma surpreendente (vs. 19-20).

É reconfortante saber que Deus está disposto a trabalhar conosco, mesmo quando duvidamos de Suas palavras. Quer nos sintamos inadequados, ou simplesmente inseguros a respeito de Sua vontade, o Senhor encontrará uma meio de nos fornecer a tranquilidade e a orientação de que precisamos.

Faltou a Manoá o discernimento espiritual para reconhecer a Deus quando Ele apareceu diante de si. Mas, desde o começo, ele sabia o suficiente para orar por orientação e o Senhor respondeu a sua oração.

Justo Morales
Southern Adventist University

#rpsp

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Juízes vêm, juízes vão– Juízes 12

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – Juízes 12
Comentários: Pr. Heber Toth Armí


Juízes vêm, juízes vão

Tem coisas que sem oração não tem solução. A questão é mais séria do que muitos imaginam. Vida sem consagração é cheia de confusão.

Observe:

“O livro de Juízes começa com as tribos israelitas cooperando entre si (Juí. 1:1-3 e 22 – ‘casa de José’ = Efraim e Manassés’). Eles cooperaram liderados por Baraque (Juí. 5:14, 14 e 18) e Gideão (Juí. 7:23-25). Mas o problema entre as tribos cresceram desde a apatia (Juí. 5:15-17) até a contenda (Juí. 8:1-3) e finalmente a guerra (Juí. 12:1-6). Os israelitas se tornaram seus próprios inimigos!” (Roy Gane).

Brigas entre amigos, ou melhor, entre irmãos. A vida longe de Deus é de constante tensão, provocações e confusões. Houve guerra civil no povo de Deus. Nas palavras de Merril F. Unger, “o resultado foi disputa e guerra entre irmãos, morte e amargas e duradouras rixas, tão características de crentes que perderam o senso de unidade do Corpo de Cristo (1Co 12.13; Ef 4.1-6)”.

Jefté não teve a paciência e tolerância de Gideão (Juízes 8); consequentemente, morreram de Efraim, naquele tempo, 42.000 pessoas. Apesar disso, Gane afirma: “A despeito de suas faltas, Jefté foi um homem piedoso e zeloso perante o Senhor”; focando o Novo Testamento, ele atesta: “Levando em conta a época e as circunstâncias de sua vida, Deus registrou Jafté como um herói de fé (Heb. 11:32-34)”.

Após a morte de Jefté – que julgou por 6 anos –, levantaram-se outros juízes para governar a Terra Prometida:

• Ibsã, de Belém, que julgou Israel por 7 anos; porém, pouco se sabe sobre ele (vs. 8-10);

• Elom, de Zebulom, que julgou a Israel por 10 anos e foi sepultado em Aijalom (vs. 11-12);

• Abdom, de Piratom, que teve 40 filhos e 30 netos, que cavalgavam 70 jumentos. Julgou Israel por 8 anos e foi sepultado em terras amalequitas (vs. 13-15).

Juízes vêm, juízes vão; porém, a imoralidade em Israel continuava em ascensão. Isso é consequência da apatia do povo de Deus em relação à consagração.

Atenção:

1. Se for para guerrear, faça-o em prol da verdade;

2. Se for para lutar, que seja contra a imoralidade;

3. Se for para destruir, que seja a perversidade/iniquidade.

4. Se for para promover, que seja o sonho pela eternidade.

Consagremo-nos! Reavivemo-nos! Santifiquemo-nos!
Heber Toth Armí /


@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

JUÍZES 12 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica JUÍZES 12
Comentário Justo Morales


Em vez de agradecer a Jefté por derrotar os opressores de Israel, os efraimitas ficaram com inveja do sucesso que Jefté obteve sem eles. Previamente, vimos que os efraimitas tinham um senso exagerado de auto-valorização (Jz. 8:1) e desta vez, seu orgulho ferido os levou a um confronto desnecessário. Jefté ajuntou o exército gileadita e foi à guerra contra Efraim. Os efraimitas não foram apenas derrotados na batalha, eles foram abatidos aos milhares a sangue frio (vs. 5-6).

É tentador pensar que os efraimitas receberam o que mereciam. A questão, entretanto, não é o que mereciam, mas se era vontade de Deus que eles fossem punidos. Como Jefté, muitas vezes somos rápidos em condenar nossos irmãos quando eles nos prejudicam e não hesitamos em acertar as contas com o nosso irmão ou irmã que nos ofendeu.

Quando seguidores de Cristo brigam, Satanás ganha. Quando permitimos que o orgulho governe nossos corações, não importa quão certo pensemos estar, somos um tropeço para o testemunho de Jesus. A entrega pessoal diária do eu não só protege nossos corações do pecado, mas também impede de nos tornarmos uma arma usada por Satanás para atacar a nossos irmãos e irmãs.

Justo Morales
Southern Adventist University

#rpsp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...