Receba mensagens em seu Email

domingo, 31 de março de 2013

Lições de Vida


Leia a Bíblia - Hoje I Crônicas 11
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)

Deus administra a história. Ele tem objetivos ao permitir que I Crônicas 11 esteja incluído em Sua Santa Palavra. Cada parte do livro inspirado pelo Espírito Santo têm propósitos que só o podemos descobrir se tivermos os olhos espirituais, pois as coisas espirituais não se discernem com os olhos carnais. Destaco algumas curiosidades:

1) Davi é o personagem principal de I Crônicas, e todo um cuidado foi tomado desde o capítulo 1 até chegar ao capítulo 11, onde Davi é apresentado na teologia do cronista.

2) A aliança que Deus faz com Davi é o momento mais decisivo do texto, e isso permeia não só todo o livro de Crônicas, mas... Davi é mencionado mais de mil vezes na Bíblia - triplo de Abraão e mais que Moisés, até mais que Jesus (Gene Getz).

3) O autor inspirado prepara o povo de Deus de todas as época para entender a referência a Jesus nos Evangelhos "Jesus, filho de Davi", que aparece pelo menos doze vezes (Idem).
4) A partir deste capítulo o livro enfoca o Deus que faz uma aliança eterna com Davi, a qual sua influência chega até nós.

Temos muitas coisas espirituais, teológicas e soteriológicas a extrair para nossa vida a partir destes textos que apontam para o Deus de Davi, o Deus de Israel, o nosso Deus. Leia a Bíblia tendo como teu professor o Espírito Santo!

Quando Deus guia alguém, nada e nem ninguém pode atrapalhar ou impedir o cumprimento destes planos a não ser a própria pessoa. 

Enquanto Saul perdeu completamente os planos de Deus para ele, Davi se apossou literalmente dos planos divinos. Assim, Saul foi derrotado (I Crônicas 10) enquanto que "Davi tornava-se cada vez mais forte; porque o SENHOR dos Exércitos era com ele" (I Crônicas 11:9). 

O governo de Davi foi glorioso, porque o glorioso Deus estava com ele. Davi tornou-se rei de acordo com a promessa de Deus (vs. 1-3; cf. I Samuel 5:1-3).

Isso mostra que se você apegar-se a Deus e as Suas promessas, ninguém irá interferir nos planos que Deus tem para você. 

Interessante que a cada dia Deus te oferece Seus planos e Satanás também oferece os dele. Se você não vai dormir com Deus, você não levantará com Ele. Consequentemente os planos de Satanás serão realizados em tua vida. 

Viver os planos de Deus depende de teu compromisso com Ele. Enquanto os planos de Deus forem os teus planos, Satanás não conseguirá concretizar os dele. Mas, para isso, você precisa renunciar ao EU, à tua vontade, e até aos teus planos, e, orar, consagrar, pedir orientação de Deus e depender dEle.

Você precisa saber que os planos de Deus são maiores e melhores que os teus, e bem maior que os de Satanás. Você precisa aceitar os planos de Deus para a tua vida a andar com Ele a fim de que vivas estes planos! Como será tua semana, com ou sem os planos de Deus?

Uma igreja de valentes vence cada dificuldade, se houver harmonia e dependência de Deus para tudo. Davi com Seus valentes conquistaram Jerusalém e faz dela a capital do seu reino (I Crônicas 11:4-9). 

Os campeões de Davi são listados com adjetivos: Os mais poderosos (vs. 10-19), estes eram os líderes dos homens de Davi; e, os poderosos (vs. 20-47), aqui são listados trinta dos seus melhores guerreiros

Na igreja deveria existir estes dois grupos, pois "nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes" (Efésios 6:12). A batalha espiritual é mais acirrada que as batalhas com pessoas enfrentadas pelos valentes de Davi. 

Precisamos ser cristãos poderosos e não vacilantes. Fortes e não trôpegos. Firmes e não titubeantes. Como cristãos, não devemos nos isolar do grupo, da igreja. Não devemos combater entre nós. Não devemos nos destruir, mas nos unir. Unidos a Deus e uns aos outros assumiremos a posição de invencibilidade (Efésios 6:13). Não devemos esperar ser derrotados, acabados, destruídos para começar dedicar tempo e energia à oração.

Precisamos dobrar nossos joelhos agora e erguer nossa voz ao Céu desde já, unidos a Cristo e a outros cristãos, antes que sejamos despedaçados pelo inimigo. Vamos à luta? Já amanheceu, um novo dia e uma nova semana começou! Precisamos vencer!

Projeto RPSP- I Crônicas 11


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 11--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/11


Deus havia prometido a Davi que ele se tornaria rei de Israel. O cumprimento dessa previsão surgiu como resultado das bênçãos de Deus, mas também foi necessária à cooperação humana.


Davi era um líder magnânimo. Em uma campanha, quando três de seus soldados arriscaram suas vidas para trazer-lhe um pouco de água, ele se recusou a beber. Ele não iria satisfazer sua sede com perigo de vida de seus homens. Embora perseguido por Saul, ele se recusou a matá-lo, quando as circunstâncias permitiram fazer isso. Por estas razões, Davi era amado por seus soldados e pela maioria das pessoas de Israel.


Davi não teve nenhum problema com a concorrência. Ele confiava em suas habilidades de soldado, e estava à vontade para valorizar os melhores soldados que o cercavam. Em 1 Crônicas 11, vemos uma lista dos melhores guerreiros de Davi. Também nos é dito sobre os "Trinta" e "Três" guerreiros, que foram honrados no tempo de Davi.


Davi nos ensina como é importante esperar pelas promessas do Senhor e também fazer o melhor para que os planos de Deus aconteçam em nossas vidas. Nós também aprendemos com ele que o sucesso depende muito da qualidade dos nossos relacionamentos com as pessoas.

Querido Deus, podemos ser gentis e educados com os que nos rodeiam, mas acima de tudo, que eles possam sentir que nós os amamos.

Jobson Santos
Rede Novo Tempo
Ministério da Oração

sábado, 30 de março de 2013

Lições de Vida


Leia na Bíblia I Crônicas 10
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
A prática do pecado leva à desgraça. O pecado cobra de suas vítimas um preço que elas não estão dispostas a pagar.

O pecado conduz à derrota pessoal e familiar. Saul se desesperou por perder a batalha, seus filhos morreram e ele suicidou-se (I Crônicas 10).

 Quem ama o pecado, pode não amar e nem desejar a desgraça, a derrota e a morte; mas esse, certamente, será seu destino.

O caso de Saul está na Bíblia:

(1) para nos mostrar o que o pecado faz na vida de uma pessoa escolhida por Deus para uma função especial;
(2) Para mostrar que Deus odeia o pecado e o julga;
(3) Para nos ensinar que Deus não quer que tomemos o caminho pelo qual percorreu Saul;
(4) Para apontar a tragédia final da vida de toda pessoa que se afasta de Deus; e,
(5) Para fazer-te tomar uma atitude dramática frente ao pecado para que não tenhas um fim trágico.

Deus deseja o melhor para você, mas não adiante apenas Deus desejar e você não. Se você é indiferente para com os planos, princípios e orientações de Deus, Ele não pode fazer nada a não ser deixar você colher as consequências de suas escolhas. Portanto, escolha a vida, escolha a Deus; escolha se entregar a Jesus que se entregou a você. 

Deixe o amor e a justiça de Cristo te alcançar a fim de que sejas transformado e reflita Seu amorável e justo caráter aos que estão próximos a você; faça tua vida valer a pena!

Morra para a velha vida, morra para os sentimentos negativos, morra para a independência de Deus a fim de que não morras como Saul (I Crônicas 10:1-6).

Submeta-se a Jesus, comprometa-se com teu Criador e viva uma vida de felicidade aqui na terra e a eternidade lá no Céu! Abandone todos os teus planos egoístas, mesquinhos e auto-destrutivos, substitua-os pelos planos de Deus que visa o melhor para você.

Cresça no teu relacionamento com o Autor da vida a fim de que sejas inundado de paz, alegria, felicidade, etc e não com os sentimentos negativos, raivosos, insubmissos, iracundos, odiosos e perversos de Saul. A escritora Ellen G. White declara que "não haverá modificação de caráter quando Cristo vier".

O poder de transformação de caráter está disponível agora, não depois. É aqui e agora que devemos permitir que Deus opere um grandioso e maior milagre que alguém pode receber, a transformação do caráter.

Quem não experimentar a transformação de caráter pelo poder e a graça de Deus no presente, não irá experimentar a transformação física que ocorrerá nos salvos na Segunda Vinda de Cristo.

Meu amigo leitor, nunca diga que você aguarda ser transformado na questão comportamento, questão moral, quando Jesus voltar; essa é uma armadilha de Satanás para te desviar do caminho da vida eterna. Permita que Deus opere essa transformação agora mesmo, Ele pode! Você quer?

O pecado pode tirar coisas importantes de tua vida. Se você estiver em pecado, quanto mais você lutar para ganhar, mais você perderá. Quanto mais você lutar pela vida, mais enfrentará a morte. Quanto mais lutar pelo sucesso verás mais o fracasso. 

Veja alguns princípios de I Crônicas 10:

1. O pecado tem poder de destruir e acabar com a tua família (vs. 1-2)
2. O pecado tem poder de destruir e acabar com a tua vida (vs. 3-7)
3. O pecado tem poder de destruir e acabar com tua salvação (v. 8-10)
4. O pecado tem poder de destruir e acabar com a tua fé (v. 13)
5. O pecado tem poder de destruir e acabar com teu emprego (v. 14)

Que a razão do fracasso de Saul, sua desobediência e infidelidade a Deus, não seja o caminho que você esteja trilhando; se for, abandone-o já para que o curso de sua vida seja outro; não o que Satanás deseja, mas o que Deus planeja; não o fracasso, mas o sucesso! Aceite a graça, o amor e a salvação que Cristo te oferece hoje e tenha um lindo e maravilhoso sábado na presença de Deus!

Projeto RPSP- I Crônicas 10


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 10--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/10


Saul, o primeiro rei de Israel, recebeu a unção do Espírito de Deus e poderia ter dado um bom exemplo ao povo de Israel. Infelizmente, permitiu que o orgulho e a desobediência assumissem o controle da sua vida.

Saul foi corajoso. Ele lutou e ganhou muitas batalhas para o Senhor, mas a luta no monte Gilboa foi trágica. Lá, ele e seus três filhos morreram.

Olhando exclusivamente para este incidente, talvez pudéssemos pensar: "Por que Deus permitiu que tal tragédia acontecesse"? No entanto, vendo o contexto, percebemos que Deus fez tudo o que podia para salvar Saul da desgraça.

Saul havia, persistentemente, rejeitado a liderança do Espírito de Deus e perseguia pessoas inocentes, como Davi, por ciúmes. Ele foi tão longe, no caminho da desobediência, ao ponto de consultar uma médium a fim de obter orientação. Como resultado de suas próprias escolhas, Deus não pôde mais protegê-lo.

A narrativa do cronista diz que: "Saul morreu dessa forma, porque foi infiel ao Senhor, não foi obediente à palavra do Senhor e chegou a consultar uma médium em busca de orientação, em vez de consultar o Senhor" (1 Crônicas 10:13-14, NVI). Um pequeno ato de desobediência levou a outro, até que, finalmente, Saul aventurou-se a consultar uma médium - algo estritamente proibido por Deus (Deuteronômio 18:10-12).

A desobediência traz a morte. Toda vez que nos afastamos da vontade de Deus nos machucamos e trazemos desastre sobre nós e nossos entes queridos.

 Querido Deus, dá-me a compreensão de que Suas leis foram dadas para me proteger. Ajuda-me a ser agradecido e obediente.
Jobson Santos
Centro de Mídia Adventista
Brasil

sexta-feira, 29 de março de 2013

Lições de Vida


Leia a Bíblia- I Crônicas 9
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Os planos de Deus na vida de alguém podem ser destruído pelo mau comportamento, ou seja, pela prática do pecado. Tem gente que poderia estar bem se não fosse seu afastamento de Deus. Você poderia estar melhor se comprometesse mais com Deus. O povo de Deus foi levado para o cativeiro por causa da infidelidade (I Crônicas 9:1). Portanto, se tua vida não está como você sonha, seja humilde para rever onde está o erro e busque corrigir. É preciso ser sincero consigo mesmo; então seja humilde, pois, se até o sol com sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar, por que não apagar o brilho das obras humanas para que as obras de Deus brilhe em nós com maior força? Não permita que as circunstâncias apaguem o brilho de Deus em tua vida. Não seja infiel para não correr o risco de ir para o cativeiro, para as trevas do pecado e da imoralidade. Diz Ellen G. White que “Nosso povo tem tido grande luz, e ainda muito de nossa força ministerial é consumida nas igrejas, ensinando aqueles que deveriam ser mestres; iluminando os que deveriam ser ‘a luz do mundo’” (Evangelismo, pág. 382). Amigo leitor, o pecado está ofuscando o brilho celestial de tua vida? Os planos divinos não estão dando certo porque você teima em ser infiel a Deus? Ou você está é luz para os que estão nas trevas do pecado? Você está iluminando a vida de quem está a tua volta? Seja fiel a Deus, viva os planos do Céu, seja a luz do mundo sem permitir que a infidelidade a Deus te leve para as trevas do pecado!

Quem escolhe o pecado apenas passa pela vida sem deixar boas lembranças. Quem prefere o pecado a Deus deixará um legado de destruição e morte à sua família. É isso que Saul, que teve a oportunidade de ser o primeiro rei do povo de Deus, deixou para sua família (I Crônicas 9:39-44). Apenas por causa do comportamento de Jônatas que a graça a e misericórdia de Deus permitiu que alguns membros dessa família perpetuassem. Então, veja só... você pode ser uma bênção ou uma maldição para tua família. Você pode estar destruindo ou edificando a vida de tua família. Você está escrevendo a história de tua família com tristeza e miséria no pecado ou com paz e alegria de um relacionamento com Deus. O que você planta hoje vai colher amanhã, o pior é que a colheita é maior do que a semeadura. Se você planta pecados, certamente vai colher desgraças e misérias, escravidão e morte; entretanto, se você leva tua família à fonte da vida que é Deus, as bênçãos divina darão segurança, paz, alegria e felicidade às gerações que vierem depois de você. Compare a família de Davi, que foi segundo o coração de Deus com a família de Saul, que era agressivo, mau e raivoso. Três perguntas devem reger tua maneira de lidar com a família: 1) O que você sonha para tua família? 2) O que você está fazendo para alcançar este sonho? e, 3) À luz da Bíblia, aquilo que você está fazendo vai levar tua família para onde você sonha? Pense, analise, reflita e tome uma atitude positiva!

Deus restaura. Deus reconstrói a vida destruída por causa da infidelidade e do pecado. Deus é misericordioso, compassivo e gracioso. Deus é poderoso para tirar das cinzas da destruição um povo miserável afundado na escravidão, sem recursos e sem esperança e fazê-lo voltar à sua terra como nação. As pessoas das tribos que retornaram do exílio e residiam em Jerusalém foram classificadas por genealogias (I Crônicas 9:1-34). Neste texto, é confirmado a escolha divina de Davi e não de Saul para reinar em Israel. Além disso, o capítulo revela àqueles que voltavam do exílio que eles tinham valor e funções específicas no ministério religioso. Deus restaura a auto estima do povo restaurando as funções que tivera no passado. E para haver restauração é preciso focar o aspecto espiritual, orientado por Deus. Ninguém é restaurado sem passar pelas orientações do Deus que restaura. Ninguém pode vencer sem atentar para os princípios do Deus que dá a vitória. Deus é redentor, mas antes de redimir qualquer pessoa da miséria em que se encontra, Ele quer redimir a miséria espiritual, a podridão da alma. Deus deve reger tua vida, tua história, a fim de que a restauração física e social aconteça. Deus é Redentor, entretanto, precisa ser o Senhor de tua vida, o dono de teu coração. Pergunto, Ele já é dono do teu? Ele já é Senhor de tua vida?

Projeto RPSP- I Crônicas 9


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias.
Hoje vamos ler:  I Cônicas 9-Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/aa/1cr/9



Na conclusão desta parte de Crônicas e da nossa árvore familiar espiritual, a ênfase retorna ao templo e às pessoas ao seu redor. Ela fecha o círculo deste olhar de nove capítulos sobre o plano de redenção e nosso legado humano.

Começamos com uma visão ampla no registro à referência a "todo o Israel". Em seguida, muda o foco rapidamente para Jerusalém e às pessoas que lá viviam. Muitos de seus cidadãos e dos arredores faziam parte dos serviços de governo ou do templo, que eram inicialmente muito ligados.

Em Jerusalém se encontravam aqueles que deveriam dar o exemplo para os outros. Os sacerdotes, os levitas, os porteiros viviam lá. Eles tinham deveres que nos lembram de nossa própria responsabilidade para a obra de Deus hoje. Eles eram encarregados de manter santo e ordenado o ministério do templo, tratando dele com cuidado, administrando o bens, tanto os móveis quanto do dinheiro, e garantindo que o culto, com a sua essência de sacrifícios e música, estivesse pronto em cada momento.

Estes que trabalhavam no templo viam o plano da redenção representado de uma forma muito real a cada dia na vida do santuário. Eles tinham muito cuidado ao desempenhar esse trabalho sagrado.

Que nós, também, possamos ter semelhante cuidado em a nossa vida diária, na maneira como os outros observam nossa resposta ao plano de Deus de redenção.

Christopher Beason
Network7 MediaCenter

quinta-feira, 28 de março de 2013

Lições de Vida


Leia a Bíblia: Hoje estaremos lendo  2 Crônicas 8
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Divórcio é um pecado moral que deteriora a sociedade. Além de ter sido casado com duas mulheres Saaraim divorciou-se de ambas para ter filhos com outras (I Crônicas 8:8). Esse fato, segundo D. L. Moody "é um exemplo precoce da deterioração moral dentro de Israel". Já em nosso mundo a imoralidade matrimonial não é nada precoce, este pecado está mais do que maduro. O casamento foi instituído por Deus, o divórcio por causa da perversidade dos seres humanos. O casamento é agradável a Deus, o divórcio Deus odeia. O divórcio nunca esteve nos planos de Deus, pois destrói a família que plano de Deus para a base moral da sociedade e a preservação dos princípios espirituais na igreja. Nestes dias em que os alicerces do casamento estão abalados, precisamos de um reavivamento na família para não sermos um péssimo exemplo para nossa família como Saaraim foi para a tribo de Benjamim. Na questão familiar, os princípios morais de Deus precisam ser restaurados. A Bíblia precisa reavivar a família, orientar a relação marital e orientar os pais na educação dos filhos. Lutemos por uma sociedade melhor, mais feliz, com mais harmonia na família. Isso só é possível deixando a Palavra reger os laços familiares e convidando Deus para habitar em teu lar. Você se dispõe?

Deve-se tomar extremo cuidado com a influência que a sociedade pagã exerce sobre o povo de Deus. Veja isso na genealogia em I Crônicas 8. "Na época dos juízes e sob a influência cananita foi freqüentemente aplicado ao próprio Jeová, costume que parece ter prevalecido na família de Saul. Ver Baal (30) e Meribe-Baal (34). Os escribas de épocas posteriores acharam este costume tão chocante que, em vez de Baal, escreviam bosete, vergonha'' (como Is-Bosete, Mefibosete, em vez de Meribe-Baal, Jerubesete em vez de 'Jerubaal' ou El, 'Deus' (como Eliada, 2Sm 5.16; 1Cr 3.8) em vez de Beeliada (1Cr 14.7), ou Já (como Isvi em vez de Esbaal)" [Novo Comentário da Bíblia]. Atualmente, pessoas famosas do mundo, atores de filmes e novelas, cantores de músicas satânicas, etc. muitos deles alcoólatras, fumantes, viciados em drogas tem seus nomes reproduzidos na vida dos filhos dos filhos de Deus. Se o nome é copiado, por que não dizer que o comportamento destes ícones do pecado não são copiados também? Em vez de focarmos na vida de pessoas ímpias, deveríamos focar na vida das pessoas piedosas da Bíblia. Eu sou muito grato a Deus por minha mãe ter escolhido um nome Bíblico para mim (vs. 12, 17, 22). Três vezes aparece meu nome neste capítulo. Tem 25 vezes o meu nome na Bíblia, hoje sou um homem da Bíblia. Medito nela dia e noite. Há uma forte influência na vida de um filho o simples fato de seu nome ter uma origem, um significado; seja este positivo ou negativo. Fica a dica!

Algumas preciosas lições possíveis de I Crônicas 8:

1. Você pode construir muitas coisas neste mundo, até cidades (v. 8:12), mas o mais importante é construir um bom caráter para influenciar aos que estão próximos a você. Isso será o melhor legado para a próxima geração e é a única coisa que você levará para o Céu daqui da terra.

2. Você pode fugir de qualquer situação ou de certas ameaças por meio de pessoas perigosas (v. 13), mas o mais importante é fugir do pecado para Deus.

3. Você pode até ser valente, corajoso, audacioso (v. 40), mas de nada valerá se você não for corajoso para se arrepender de seus pecados e combatê-los a ponto de destruí-los de tua sociedade.

Você pode encontrar mais e extrair mais lições preciosas da Palavra de Deus, compartilhe o que você aprendeu! Experimente aplicar em tua vida cada um dos princípios extraídos da Palavra de Deus. Você deixará grandes marcas na história se assim o fizer!

Projeto RPSP- I Crônicas 8


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 8--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/8

Texto de hoje do blog da Bíblia: http://revivedbyhisword.org/en/bible/1ch/8/

Das genealogias que lemos nos últimos capítulos, esta é a mais simples.

Benjamim, o filho mais jovem de Israel [Jacó] é o avô distante do primeiro rei de Israel, Saul. Seu filho, Jônatas, o amigo do futuro rei Davi, recebe aqui uma menção honrosa, juntamente com seu neto com deficiência, Mefibosete (Meribe-Baal). Além disso, os filhos e netos de Saul foram todos homens valentes conhecidos por sua habilidade em batalha e no tiro com arco.

No entanto, houve muitos altos e baixos na caminhada desta família com Deus. Saul se matou no ponto mais baixo de sua vida quando percebeu que havia perdido a batalha e seria capturado pelos filisteus. Por outro lado, Jônatas morreu em um ponto alto em sua vida, apoiando seu amigo Davi e foi homenageado. Seus descendentes são descritos como homens de coragem e bravura.

Israel, enquanto nação, também subiu e desceu na sua caminhada com Deus. Quando eles se aproximavam de Deus, tornavam-se extremamente abençoados. Em seguida, eles se apoiavam em seu próprio entendimento e se afastavam de Deus. Chegando a um ponto baixo, eles se voltavam e se aproximavam novamente de Deus.

Sem dúvida, a maioria de nós já teve jornadas espirituais com altos e baixos que se assemelham à de Israel. O que podemos aprender da viagem desta família de arqueiros e de Israel? Como Israel, podemos nos recuperar através do arrependimento e da confiança no poder do Seu Espírito.

Se nos apoiarmos sobre o Espírito Santo, nos tornaremos capazes de viver cada vez mais perto de Jesus. Além disso, seremos capazes de reconhecer mais claramente quando deixarmos o Seu lado e, com firme confiança nEle, corrigir nossas ações para retornar rapidamente à Sua graça.

Que possamos ser arqueiros poderosos de Jesus em nossa luta contra o inimigo e que nossas flechas sempre acertem o alvo certo.

Christopher Beason
Network7 MediaCenter

quarta-feira, 27 de março de 2013

Lições de Vida


Leia a Bíblia

Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Será que precisamos mesmo de reavivamento espiritual? A igreja está tão carente de um reavivamento? Quando é evidente a necessidade de reavivamento bíblico?
1. Quando aqueles que se dizem cristãos se conformam com o pouco conhecimento bíblico que possuem.
2. Quando os que se dizem convertidos se acomodam com verdades bíblicas aprendidas no passado.
3. Quando os que ainda leem a Bíblia escolhem sempre os textos mais fáceis para meditar e refletir.
4. Quando não se tira mais tempo para estudar toda a Bíblia ou a leitura de quaisquer livros ou literaturas ocupam o lugar da Bíblia.
5. Quando os convertidos ao cristianismo páram em sua busca intensa por descobrir mais verdades bíblicas.
6. Quando os que dizem amar a Deus leem a Bíblia para apenas para preparar sermões ou para apontar o erro dos outros.
7. Quando os batizados ficam satisfeitos com a massa de flores bíblicas murchas que levaram para o batismo.
Segundo estes sete pontos, os cristãos precisam ou não de um reavivamento bíblico e espiritual? Então, seja você a mudança que você quer ver na igreja! Influencie mais com teu exemplo do que com tuas palavras. Seja sal e luz do mundo, pois um bom exemplo vale mais do que mil palavras! Ao ler I Crônicas 7 fiquei meditando se os que amam a Bíblia leem tais capítulos. Eu li, e você?

A religiosidade atual do cristianismo está precária; os cristãos estão lendo o mínimo possível da Palavra que sai da boca de Deus, quando muito leem Salmos. Além disso, um número muito grande deles está praticando só o que interessa. Isto é preocupante, pois não se alimentar de toda Palavra de Deus pode facilmente levar à prática do que é contrário à vontade dEle. As genealogias são quase que totalmente abandonadas por leitores da Bíblia. Mas o que é Genealogia? Para que servem as genealogias? As genealogias ensinam alguma coisa? "Nenhuma nação foi, em tempo algum, mais cuidadosa em conservar as suas genealogias do que os judeus. Depois do cativeiro, tiveram as genealogias uma importância ao mesmo tempo civil e religiosa, pois por elas provavam os direitos que tinham as diferentes famílias às respectivas heranças, e se fornecia prova da descendência do Messias. Eram os sacerdotes obrigados a apresentar uma genealogia exata de suas famílias, antes de serem admitidos ao exercício de suas funções" (Moacir da Cunha Viana). Em I Crônicas 7 apresenta as genealogias de Issacar, Naftali, meia tribo de Manassés, Efraim e Aser. Faltaram nestas genealogias Dã e Zebulom. Não é dada nenhuma explicação, alguns sugerem que Dã praticou idolatria e foi omitida por isso. Isso lembra os livros de registros de Deus no Céu, onde podemos ter um registro que nos impede de entrar lá.

A carência de reavivamento se deve, em parte, à falta de dar atenção a toda Palavra que sai da boca de Deus e anunciá-las a todas as nações antes que venha o fim. Toda a Palavra de Deus certamente inclui genealogias e profecias, as quais muitos cristãos tem ignorado seu estudo e sua mensagem. Cada cristão verdadeiro deve estar empenhado em estudar cada livro, cada capítulo e cada versículo dos 66 livros da Bíblia. Há quem disse que as páginas onde se encontram os livros dos profetas menores estão em branco por não serem tocadas, lidas e estudadas; e, da mesma forma as genealogias. Claro que exigem de nosso tempo e mais dedicação, certas partes da Bíblia; mas são estas partes que ao serem estudadas fortalecem o intelecto e a vida espiritual. Para os judeus, as genealogias eram tão importantes que durante as guerras e perseguições elas eram cuidadosamente postas em segurança e de tempos a tempos eram renovadas. Como povo de Deus e povo da Bíblia devemos valorizar as partes bíblicas ignoradas por muitos cristãos. Toda a Bíblia é inspirada por Deus e útil para ensinar, repreender, corrigir e instruir em justiça (II Timóteo 3:16). O apóstolo Paulo ainda declara que tudo o que foi escrito no passado "para nosso ensino foi escrito" (Romanos 15:4). Leia a Bíblia, toda ela, capítulo por capítulo, do começo ao fim e tenha sucesso no reavivamento! Leia hoje I Crônicas 7.

Projeto RPSP- I Crônicas 7


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 7--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/7


Poderíamos facilmente ler os nomes no capítulo de hoje, que fala dos descendentes de Issacar, Benjamim, Naftali, Manassés, Efraim e Aser, e seguir em frente.

Poderíamos ler os nomes dos guerreiros e homens valentes, os nomes dos que tiveram apenas filhos, e dos que só tiveram filhas; os nomes daqueles que morreram e outros que choraram. Contudo, existe um tema simples que nos é familiar neste capítulo, isto é, a família.

 Observe os versículos 4 e 5, onde temos uma referência a pais, esposas e filhos. Aqui as palavras família e valor estão envolvidas com a menção de seus grandes números.

Nos versos 15 a 18 vemos que Zelofeade era neto de Gileade e teve apenas filhas; e que a irmã de Gileade, Hamolequete teve três filhos. Nos versos 21 a 23, ouvimos sobre uma invasão trágica aos nativos de Gate. Esses homens mataram os filhos de Efraim, quando eles tentavam roubar o seu gado. Efraim chorou por muitos dias a perda de seus filhos. Então, ele e sua esposa tiveram outro filho, a quem Efraim chamou Berias, que significa tragédia.

 O versículo 24 faz referência a uma mulher poderosa, Seerá. Ela foi de auxílio fundamental para que Salomão reconstruísse as regiões canaanitas de Bete Horom (2 Crônicas 8 e Josué 16). Parece também que ela construiu sua própria cidade e a nomeou Uzém Seerá. Sua liderança e a referência a ela neste rol predominantemente masculino de nomes denota que ela foi uma mulher altamente considerada por Deus. 

Nessas histórias provavelmente podemos encontrar alguns fatos relacionados com a nossa própria família. Existe um guerreiro, um homem ou uma mulher de valor em nossa família? Existe alguém com filhos e filhas, ou que teve somente filhos ou somente filhas? Certamente todos nós experimentamos a morte e luto de alguém próximo.

 Isso é o que significa ser família, identificar-se com os fardos e as alegrias de outros. Nós somos parte da família de Deus e a genealogia aqui listada nos lembra de que nossa reunião de família no Céu será um grande evento! Eu quero estar lá. Você também não quer?
Christopher Beason
Network7 MediaCenter

terça-feira, 26 de março de 2013

Lições de vida-


Leia a Bíblia -I Crônicas 6
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
A liderança espiritual é designada por Deus e merece respeito, consideração e reconhecimento (I Crônicas 6). Não deveria e ainda não deve ser qualquer pessoa um líder espiritual. Deus é um Deus de ordem e, portanto, organizado. Neste capítulo a linhagem do sumo sacerdote é traçada pelo autor bíblico com cuidado (vs. 1-15, 50-53), é distinta de outras famílias levíticas (vs. 16-30); pois só filhos de Arão tinham a permissão de oferecer sacrifícios no templo (vs. 49). A liderança espiritual deve ser escolhida com cuidado e oração. Não é qualquer um que se denomina pastor que deve ser considerado tal. Geralmente quem se declara líder espiritual comete um terrível erro, segunda a Bíblia. A liderança espiritual deve ser escolhida com oração e aprovada pela igreja. Atualmente têm pessoas se declarando pastores sem cursar de teologia; pior ainda, sem ter lido toda a Bíblia. Tem gente que não é nada de espiritual e se consideram líderes espirituais. Estes desonram e desmoralizam os verdadeiros líderes espirituais. Como experimentar reavivamento espiritual com falta de verdadeiros líderes espirituais? Precisamos voltar aos princípios bíblicos não só na escolha de líderes espirituais, mas também no respeito aos verdadeiros líderes espirituais. Como ser reavivado desrespeitando, difamando e criticando a liderança espiritual? É impossível! Mas, é possível que existam muitos que não respeitam os verdadeiros líderes de Deus!

Infelizmente nos dias atuais a liderança espiritual tem sido um péssimo exemplo para os membros da igreja. Hoje, nas igrejas que se dizem cristãs, ou evangélicas, e principalmente nas pentecostais qualquer um pode ser líder religioso. Por isso vemos tantos exploradores de ovelhas (membros); líderes que estão mais interessados nos recursos do que na salvação de seus liderados. Não se deve deixar-se influenciar por qualquer um que se levanta para liderar. Necessitamos urgentemente de verdadeiros homens de Deus e mulheres consagradas para liderarem o povo nestes dias que antecedem a volta de Jesus. Se precisássemos submeter a uma cirurgia de risco e se soubéssemos que o médico que realizaria a cirurgia não cursou medicina, mas se declarou médico, aceitaríamos? Aceitaríamos que qualquer pessoa nos aplicasse anestesia e nos abrisse para mexer no coração? Se você considera a vida aqui neste mundo importante, quanto mais deveria considerar a vida eterna. Se você não confia tua vida a qualquer pessoa, quanto mais deveria valorizar a questão da salvação para a vida eterna com Cristo no Céu. Se até os músicos deveria ser bem selecionados para a adoração no templo, quanto mais os que vão orientar e alimentar o povo? (I Crônicas 6:31-48, 54-81). Como deveríamos avaliar qualquer música ou cantor que se diz cristão ou gospel, deveríamos ainda mais avaliar aqueles que estão pregando a Palavra de Deus! Pois a vida eterna está em jogo!

Se tem muita gente que hoje não valoriza a liderança espiritual instituída por Deus para guiar, orientar e alimentar Seu povo, o capítulo 6 de I Crônicas revela que Deus honra, valoriza e vela por Seus líderes aqui na terra. Neste capítulo as famílias de Arão e Levi receberam atenção especial em meio à genealogia das famílias do povo de Deus. Embora todos somos pecadores, somos todos iguais, mas quando Deus chama pessoas para serem líderes espirituais estes devem ser respeitados. Até mesmo dentro do ofício de liderança espiritual há uma hierarquia, pois o autor deste capítulo, inspirado pelo Espírito Santo, observa que somente os descendentes de Arão foram nomeados sacerdotes (v. 49) e os levitas lhes auxiliavam nas diversas funções do templo (v. 48). As funções espirituais são considerados mandamentos de Deus (v. 49) e os que exercem tais funções devem considerar isso tanto quanto aqueles que não exercem devem respeitá-los como sendo orientação divina. Todos os seres humanos precisam de modelos para viver. Aprendemos pela obervação, pela contemplação. Precisamos clamar por um reavivamento na vida dos pastores. É necessário pedirmos a Deus que nos dê pastores segundo o Seu coração. Se desejamos ver a igreja reavivada precisamos de pastores reavivados e liderados que aceitem tais pastores como líderes de Deus! Eu sou pastor, preciso me consagrar e preciso da oração de todos os que se dispuserem a orar! Unamos as mãos em busca de reavivamento espiritual!

Projeto RPSP- I Reis 6


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 6--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/6


Neste capítulo, que tem foco especial nos levitas, podemos recolher ao menos duas idéias a partir desta ladainha da nossa árvore genealógica espiritual.

Até o final do capítulo vemos que levitas não receberam parte da terra quando ela foi dividida entre as demais tribos. Em vez disso, Deus os distribuiu nas cidades de Israel, permitindo-lhes ser influentes na vida de cada cidadão. Esta distribuição mostra como Deus tem um lugar especial para os seus obreiros, Seus servos comprometidos com o trabalho em tempo integral do ministério e também se preocupa com eles de um modo especial.
Isto acrescenta peso ao significado da árvore genealógica mencionada aqui. Ela traça cuidadosamente a linhagem de Cristo, especialmente o sacerdócio, primeiro de Adão a Arão e até Davi. Esta prova adicional de confiabilidade do antigo registro é mais uma confirmação de que as promessas de Deus são verdadeiras, de que Ele tem um plano e que nesse plano temos esperança e redenção.

Isto nos serve como um lembrete, hoje, para que demos a mesma atenção aos envolvidos no ministério com nosso apoio dos dízimos e ofertas como Israel fazia para os levitas.

No versículo 15 encontramos uma referência ao cativeiro do povo de Deus nas mãos de Nabucodonosor. Isso indica que as Crônicas foram escritas relativamente perto dos últimos registros do Antigo Testamento*.

O desafio de hoje é duplo:
O que mais podemos fazer para apoiar e encorajar aqueles na linha de frente do ministério?

À luz do plano de redenção, reconhecemos as promessas que Deus fez para nos dar ânimo e àqueles que nos rodeiam hoje?

Christopher Beason
Network7 MediaCenter

segunda-feira, 25 de março de 2013

Lições de vida


Leia na Bíblia - I Crônicas 5
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)

Se a oração enobrece e torna alguém ilustre (I Crônicas 4:9-10) o pecado faz exatamente o oposto até com pessoas promissoras a ocupar uma posição importante de liderança (I Crônicas 5:1). Os filhos de Rubens que literalmente deveriam ser considerados os filhos do primogênito de Israel não puderam ser contados como tais, pois Rubens perdeu esse direito devido à profanação na cama de seu pai. Não importa o pecado, ele tira vantagens de quem o comete e seus descendentes sofrem as consequências. Muitos membros da igreja não só perderam seus cargos de liderança, mas até seus nomes foram retirados dos livros eclesiásticos. As pessoas precisam entender que pecado tira o nome de pessoas promissoras dos registros do Céu. Se você está sofrendo as consequências do pecado arrependa-se antes que as últimas consequências te alcancem, que é perder o Céu e experimentar a morte eterna. Há dois caminhos, a oração que vence o pecado ou o pecado que vence a oração. A decisão que você tomar fará total diferença em tua vida, você terá ou uma vida de oração que te fará vencer o pecado ou você terá uma vida de pecado que te destruirá o futuro, até mesmo os planos de Deus a você. Cuidado para não perder a primogenitura, símbolo das ricas bênçãos espirituais de Deus a você! Fuja do pecado, abrigue-se na oração! Leia a Bíblia!

Quem, ao invés de reclamar, clamar a Deus, experimentará vitórias até em questões improváveis (I Crônicas 5:19-22). O Pastor Mark A. Finley declara que "O cúmulo da loucura cristã é negligenciar o cuidado da vida espiritual e acreditar que tudo está bem". Tem gente que não vence nenhuma batalha contra o pecado; outros, nem mesmo trava uma batalha contra esse mal que assola a vida deles; e, o pior é que acham que é normal e que tudo está bem. Tem gente que não progride na vida espiritual, não cresce na graça e não se firma na fé e ainda acha que está tudo bem. Muitos estão derrotados, acabados e destruídos e acham que é assim que deve ser mesmo. Porém, não é isso que vemos na Bíblia. Diz o texto de hoje: "E fizeram guerra aos hagarenos, como a Jetur, e a Nafis e a Nodabe. E foram ajudados contra eles, e os hagarenos e todos quantos estavam com eles foram entregues em sua mão; porque, na peleja, clamaram a Deus que lhes deu ouvidos, porquanto confiaram nele...Porque muitos caíram feridos, porque de Deus era a peleja; e habitaram em seu lugar, até ao cativeiro" (vs. 19, 20 e 22). Você vencerá se você clamar a Deus! Você dará a volta por cima da situação prevalecente se você perseverar na oração fervorosa. Você verá, se você clamar com fé, que você pelo poder de Deus pode dominar as circunstâncias que te dominam. Tua vida, certamente seria diferente se você orasse mais! É pela tua dedicação à oração que revela o quanto você confia em Deus!

A infidelidade a Deus é a causa de muitas desgraças. A decisão de cada um de pecar resulta em crises, angústias, sofrimentos e destruição (I Crônicas 5:24-26). Precisamos erguer-nos como povo de Deus contra o pecado que arruína a vida pessoal, familiar, religiosa e comunitária. É tempo de odiarmos o pecado se não queremos ser destruídos. É tempo de arrependermos de nossos pecados se não queremos ser derrotados por eles. É tempo de voltarmos a Deus se não queremos ser destruídos pelo mal. É hora de consagrarmos ao Deus que pode nos dar vitórias sobre todo e qualquer pecado. É hora de vivermos com integridade e sinceridade diante de Deus e dos homens. É tempo de abandonarmos as críticas, as acusações, o orgulho, as imoralidades, as perversidades, as bebedeiras, as baladas, os filmes, sites e revistas impróprios. É tempo de abandonarmos o mal comportamento, o temperamento agressivo, a arrogância, a estupidez, a cegueira espiritual. É tempo de vivermos os sábios princípios da Palavra de Deus, de dedicar menos tempo às coisas seculares e mais tempo as coisas espirituais. Quem deseja começar isso hoje mesmo é quem realmente deseja experimentar um forte reavivamento e reforma pelo poder do Espírito Santo baseado na Palavra de Deus! Tenha um bom dia!

Projeto RPSP- I Crônicas 5


Projeto Reavivados por Sua Palavra-
Leitura de um capítulo da Bíblia todos os dias
Hoje vamos ler:  I Cônicas 5--Leia ou ouça em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/5



Esta seção da genealogia enfoca as tribos de Israel a leste do rio Jordão. À primeira leitura, parece que é “mais do mesmo”. No entanto, tomemos um minuto para entender o caráter das tribos de Gade e Manassés.

Com o foco dos versos 11-22 na tribo de Gade, vemos que esses descendentes de Jacó confiavam em Deus. Eles pediram a ajuda de Deus contra os seus primos, os hagarenos. E foram vitoriosos porque colocaram tudo nas mãos de Deus. Nos versos finais do capítulo, de 23 a 26, lemos sobre Manassés. O escritor bíblico também os registra como homens de valor.

Então, aconteceu uma mudança. De alguma forma, ao longo de seu caminho, essas tribos foram infiéis a Deus. De alguma forma eles perderam o seu Caminho espiritual. A Escritura diz que eles se prostituíram espiritualmente. Eles agiram como os idólatras cananeus antes deles. Isto, por fim, os levou ao cativeiro assírio.

Ao considerar o caráter dessas tribos, a pergunta de hoje para você e para mim parece óbvia e simples: Aprendemos alguma coisa dos que vieram antes de nós? Estamos agarrados às coisas do mundo cujo destino é o cativeiro ou permanecemos fiéis, conservando a vitória da vida por Jesus?

Que possamos permanecer homens e mulheres valentes, cativos somente do Deus do Céu, pelo amor.
Christopher Beason
Network7 MediaCenter
Trad JAQ
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...