Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Atos 7 Comentários de Andrew McChesney

Reavivados por Sua Palavra

Leitura Bíblica  - Atos 7
Comentários  de  Andrew McChesney

Considere os paralelos entre o julgamento de Estêvão e o julgamento de Jesus apenas algumas semanas antes. Ambos, Jesus e Estêvão, foram trazidos perante o Sinédrio, na mesma sala. Ambos foram acusados de blasfêmia. Ambos enfrentaram testemunhas que mentiram a mando dos juízes. Ambos foram convidados a responder às acusações.

Jesus ficou em silêncio. “Como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a Sua boca” (Is. 53:7 NVI). Somente quando o sumo sacerdote enfurecido gritou: “Exijo que você jure pelo Deus vivo: se você é o Cristo, o Filho de Deus, diga-nos!”, é que Jesus respondeu: “Tu mesmo o disseste” (Mt 26:63, 64 NVI). O Sinédrio, em seguida, condenou Jesus à morte.

Estêvão, entretanto, não permaneceu em silêncio. Ele ofereceu um sermão, uma lição de história da nação israelita. Ele contou como os israelitas tinham sempre resistido ao Espírito Santo e disse a seus acusadores que estavam fazendo o mesmo. Ele acusou seus juízes de matar o próprio Messias a Quem aguardavam.

A reação dos líderes religiosos serve como um aviso de quão rapidamente alguém pode mudar de atitude, quando não está submisso ao Espírito Santo. No julgamento de Jesus, os líderes religiosos não se atreveram a executar a sentença de morte sem a aprovação de Roma. No julgamento de Estêvão no entanto, eles não tiveram estes escrúpulos: “Quando eles ouviram isso, foram atingidos direto no coração e, então, rangeram os dentes contra ele. … gritaram em alta voz, taparam os ouvidos e lançaram-se todos juntos contra ele, arrastaram-no para fora da cidade e o apedrejaram” (Atos 7:54, 57-58 NKJV).

Compare isso com a reação da multidão de homens judeus devotos a quem Pedro, em um sermão semelhante ao de Estêvão, acusou-os de crucificar Jesus: “E quando ouviram isso, foram atingidos direto no coração e disseram a Pedro e aos demais apóstolos: ‘Irmãos, que faremos?'” Então Pedro disse-lhes: ” Arrependam-se” (At 2:37, 38 NKJV). Ser atingido “direto no coração” pode ter dois efeitos muito diferentes: conversão ou assassinato.

“Querido Deus, mantenha o meu coração aberto ao Seu Santo Espírito. Que eu nunca resista à Sua amorosa e suplicante voz. Quando o Espírito Santo me atingir direto no coração e me convencer do pecado, que a minha resposta nunca seja ‘tapar meus ouvidos’, mas cair de joelhos em arrependimento. Amém.”

Andrew McChesney
Editor de notícias da Adventist Review


http://www.palavraeficaz.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...