Receba mensagens em seu Email

quarta-feira, 25 de março de 2015

I Coríntios 11 Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Lições de Vida

Leitura Bíblica-I Coríntios 11
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Bíblia ou costume? Revelação divina ou cultura? O que é importante? A Bíblia ou a cultura deve determinar o comportamento da humanidade?
O que Deus quer dizer-nos neste capítulo?

“Vocês não devem permitir que o costume anule a reverência” (v. 26). Logo, cultura e costume devem dar lugar às verdades reveladas.

1. Discutir se homem tem mais ou menos autoridade que mulher, quem deve usar véu (cobrir) ou descobrir (tirar o chapéu) a cabeça, cabelo comprido ou longo – isso tudo tem a ver com cultura, costume diferente de um lugar para outro ou épocas; a igreja de Deus não deve perder tempo com discussões periféricas (vs. 1-16).

2. Cuidado para não transformar a Ceia que visa comunhão em desunião, com costumes (práticas) pagãos – cultos pagãos envolviam comilanças e bebedeiras, a santa ceia simboliza o sacrifício de Cristo. “Trata-se de uma refeição espiritual, uma festa de amor”, diz Paulo (vs. 17-34). Cristão que não participa da Ceia, abraça o pecado!

A revelação divina precisa determinar o comportamento, não a cultura secular ditar o que é relevante ou não a ser praticado pelo cristão. A Bíblia SEMPRE deve estar acima da cultura, NUNCA a cultura acima da Bíblia.
Jesus é autoridade sobre homens e mulheres!

Sobre este capítulo – debatido por muitos cristãos, inclusive teólogos, que focaliza costumes culturais –, John MacArthur comenta:

“Alguns [...], em nome do cristianismo, têm ido tão longe a ponto de ensinar princípios que tentam redefinir ou mesmo alterar verdades bíblicas para acomodá-las aos padrões de pensamento contemporâneo do mundo. Para tanto, sem dúvida, tiveram de acreditar que Paulo, Pedro e outros autores das Escrituras adicionaram algumas coisas de suas próprias opiniões à verdade revelada de Deus ou que os apóstolos algumas vezes ensinaram costumes culturalmente determinados em vez de padrões divinamente revelados”.

Deus quer comunhão, não discussão. Corretamente praticada, a Santa Ceia promove reavivamento e reforma de vida em cada aspecto humano, principalmente nos relacionamentos. Esta cerimônia relembra o passado (morte de Cristo), chama cada participante à reflexão no presente (achar-se digno), e, aponta para o futuro (até Jesus voltar).

Homem ou mulher: Se for brigar na igreja, que seja pela união baseando-se na revelação!

“Senhor, una-nos em Tua Palavra e fortaleça-nos na esperança de Teu retorno. Amém” 

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...