Receba mensagens em seu Email

terça-feira, 3 de março de 2015

Romanos 5 Comentários Pr. Heber T. Armí

Lições de vida -
 
Lições da Bíblia-Romanos 5
Comentários Pr. Heber T. Armí 
Deus, misericordiosamente, compadece-Se do miserável pecador. O misericordioso Deus olha amorosamente à miserabilidade da raça humana e oferece-Lhe um poderoso Salvador.
Por meio da justificação pela fé Deus oferece o melhor aos que Lhe fizeram o pior. Por isso, nós, pecadores miseráveis e condenados, devido ao sacrifício do Filho de Deus, podemos ser declarados justos e mudar nosso status: De condenados para salvos.
Simplesmente, nosso pecado é contabilizado na conta de Jesus; e, Sua justiça, em nossa conta. “Ao aceitar, pela fé, o que Deus sempre desejou para nós – consertar nossa situação com ele, tornar-nos prontos para ele –, alcançamos tudo isso com Deus por causa de nosso Senhor Jesus”. Ao entender isso, cairemos de joelhos em gratidão e louvores a Ele (vs. 1-4).
“Mas ainda há muito mais”, escreveu Paulo, “continuamos a expressar nosso louvor, mesmo que estejamos cheios de problemas...” (vs. 3-5). “Agora que já desfrutamos esta maravilhosa amizade com Deus, não nos contentaremos com meras declarações formais, mas cantaremos louvores a Deus, por meio de Jesus, o Messias” (v. 11).
Assim, dos versos de 1-11 destacamos que, em Cristo...
 1. Somos abençoados: regozijemo-nos em meios aos problemas do presente;
2. Somos bem-aventurados: sonhemos com a plenitude da redenção no futuro.
O que acontece quando alguém se entrega a Jesus? “Embora o pecador tenha vivido antes sob a ira de Deus, agora, sendo crente, ele está sob a benção de Deus” (John MacArthur). Adão abriu a porta que deu acesso ao pecado e suas consequências; por outro lado, Jesus abriu a porta que deu acesso à vida e bênçãos de Deus (vs. 12-20).
O capítulo encerra com estas palavras: “Tudo o que o pecado pode fazer é nos ameaçar com a morte. Já a graça, uma vez que Deus está consertando as coisas por meio do Messias, nos convida à vida – uma vida que continua para sempre”.
“Sintetizando, até que se chegue ao pé da cruz, não se pede perdão dos pecados. Fora desse lugar nunca se chegará a conhecer os pecados. Pior ainda, ninguém reconhecerá ser pecador longe da cruz. Diante da cruz o pecado adquire sua verdadeira e horrorosa dimensão” (Dr. Raul Quiroga).
A graça superou o pecado a fim de libertar o pecador da sentença de morte! 
Heber Toth Armí

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...