Receba mensagens em seu Email

quarta-feira, 11 de março de 2015

Romanos 13 Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Lições de Vida
Romanos 13
Pr. Heber Toth Armí

Não é possível ter práticas morais sadias e atitudes corretas enquanto nosso conceito de Deus estiver errado. Sabendo disso, Paulo apresentou conceitos teológicos até o capítulo 11 de Romanos, depois o resultado prático da teologia.
Precisamos, todavia, ter cuidado para não fazer da Bíblia um manual de regras e mandamentos ou, meramente um compêndio de ética e moral.

João Calvino ressalta: “As Escrituras deveriam ser lidas com o propósito de encontrar Cristo nelas. Quem não faz isto, mesmo que se esforce a vida toda para entendê-las, jamais chegará ao conhecimento da verdade”.
O capítulo em questão tem duas divisões:

• Atitude do cristão frente aos governadores da nação: Submissão, não rebelião (vs. 1-7). O cristão convertido, instruído e transformado pelo poder do Espírito Santo deve submeter-se às autoridades governamentais, não sonegar impostos e, honrar os políticos – ainda que sejam tão corruptos como foram os romanos.   Observe o exemplo do Mestre: “O governo sob que Jesus viveu era corrupto e opressivo; clamavam de todo lado os abusos — extorsões, intolerância e abusiva crueldade. Não obstante, o Salvador não tentou nenhuma reforma civil. Não atacou nenhum abuso nacional, nem condenou os inimigos da nação. Não interferiu com a autoridade nem com a administração dos que se achavam no poder. Aquele que foi o nosso exemplo, conservou-Se afastado dos governos terrestres. Não porque fosse indiferente às misérias do homem, mas porque o remédio não residia em medidas meramente humanas e externas. Para ser eficiente, a cura deve atingir o próprio homem, individualmente, e regenerar o coração” (DTN, 358).

• Atitude do cristão diante dos cidadãos deste mundo: Amor altruísta, não egoísta (vs. 8-14). O cristão age e vive diferente do pagão. O amor permeia cada atitude na vida diária. “A conduta do crente cristão que nasceu de novo é regida pela lei dos Dez Mandamentos, a Lei Moral de Deus. Mas não para serem cumpridos de maneira puramente formal, como fizeram os judeus nos tempos antigos, mas de forma original, que agora é a forma cristã, baseada no amor. O que ama cumpre os mandamentos, e quem não os cumpre não ama” (Mario Veloso).

É Cristo, ao ser sacrificado na cruz por assumir nossos pecados, que transforma-nos por meio do poder do Espírito Santo!

Torne-se cristão reformado, reavivado!

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...