Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 2 de março de 2015

Romanos 4 Comentários de Norman McNulty

Reavivados por sua Palavra
Leitura Bíblica  - Romanos 4
Comentários  de  Norman McNulty

Depois de ler os três primeiros capítulos de Romanos, podemos estar nos perguntando como crer para receber o dom gratuito da justiça. Neste capítulo, Paulo introduz o poderoso exemplo de Abraão, para que possamos seguir o exemplo de sua vida de fé. Nos três primeiros versos, lemos que Abraão não foi justificado pelas obras – fica claro que “Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça” (v 3 ARA). Paulo está citando Gênesis 15:6. Este é um conceito tão importante nas Escrituras que vemos quase as mesmas palavras em Gálatas 3:6 e Tiago 2:23.

O que queremos entender é qual foi a crença ou fé que Abraão teve que levou Deus a declará-lo justo. Em Gênesis 15:1-6, Abraão lembra a Deus que Ele havia prometido fazer de seus descendentes uma grande nação (Gn. 12). Além disso, ele lembra a Deus que ele não tem filhos e que seu servo Eliezer poderia ser seu herdeiro. Deus, então, diz que um de sua própria carne seria seu herdeiro. Humanamente isso era impossível, mas, em seguida, Deus mostra a Abraão as estrelas no céu, e lhe promete que a sua descendência será tão numerosa como elas (Gen. 15:2-5). Quando Abraão vê as estrelas, ele é lembrado de que Deus é o Criador e que a Sua palavra pode criar algo a partir do nada. Ele acredita que Deus pode criar vida a partir do ventre morto de sua esposa. E Deus declara que ele é um homem de fé.

Paulo nos ajuda a ver mais claramente que Abraão não obteve a salvação por seus esforços, mas que a justiça lhe foi creditada e ele foi declarado justo antes mesmo de ter sido circuncidado (vs. 4-15). Paulo confirma a fé que Abraão tinha em Deus, dizendo que ele estava plenamente convencido de que Deus “era poderoso para cumprir o que havia prometido. Em conseqüência, ‘isso lhe foi creditado como justiça’ ” (vs. 21, 22, NVI).

O que podemos concluir disso é que “confiar” em Deus é estar inteiramente seguro de que o que Ele prometeu, Ele é capaz de realizar em nossas vidas. Esta certeza está baseada no poder criativo da palavra de Deus. Todos nós, que estamos totalmente convencidos de que Deus pode mudar as nossas vidas, da mesma forma que Abraão estava convencido de que Deus poderia mudar a dele, seremos declarados justos por Deus, ao Ele conceder-nos a experiência do novo nascimento. Assim como o Pai ressuscitou Jesus dentre os mortos, Ele pode nos ressuscitar para uma nova vida de caminhada pela fé (vs. 24).

Norman McNulty
Neurologista, TN, EUA


Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/rom/4/



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...