Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Hebreus1 Comentários de Felix H. Cortez

Reavivados por Sua Palavra


Leitura Bíblica   Hebreus  1
Comentários  de  Felix H. Cortez

O livro de Hebreus me faz lembrar o tempo em que eu namorava a bela garota que viria a ser minha esposa. Por dois anos morávamos longe um do outro. As chamadas telefônicas, apesar de caras, eram muito preciosas para nós (Internet e e-mail ainda não estavam disponíveis). Assim, sempre que eu recebia a notícia de que Alma estava ao telefone, eu descia correndo as escadas desde o terceiro andar de onde eu morava para ter certeza de que não perderia a ligação telefônica.

Esse é, de fato, o ponto principal que Hebreus enfatiza: “… nestes últimos dias [Deus] falou-nos por meio do Filho” (Hb 1:2 NVI)! Quão maravilhoso deve ter sido para os israelitas fiéis ouvirem essa notícia. A última vez que Deus havia falado com eles tinha sido vários séculos antes através de Malaquias.

A mensagem de Deus é importante por duas razões: pelo Mensageiro e pela mensagem em si. Os versos 3-4 focam no Filho, o mensageiro. Há aqui sete afirmações sobre Ele. Algumas se referem a Suas realizações impressionantes (criação, sustentação do mundo, etc.), mas outras se referem ao fato surpreendente de que o Filho é UM com Deus. Essa unidade é essencial, pois só aquele que é Deus poderia explicar as coisas que estão no fundo do coração de Deus.

Os versos 5-14 tem foco na mensagem. O autor informa que “nestes últimos dias” Deus cumpriu suas promessas de estabelecer o seu reino por entronizar Jesus em sua “mão direita” (vs. 8, 13; cf 2Sm 7:13; Dn 2:28; Hb 10:12). Os versos 5-14 referem-se também à entronização de Jesus sobre os anjos. Os versos 5-7 declaram que Jesus é o Filho real, em cumprimento à aliança davídica (2Sm 7:14) e os anjos são servos que rendem adoração e obediência ao Filho. Os versos 8-12 mencionam que o Filho que criou o mundo, possui o trono e o cetro de Deus e é eterno. Finalmente, os versos 13-14 afirmam que o filho senta-se à “direita” de Deus e os anjos são “enviados” para servir aos Seus propósitos.

É profundamente comovente pensar que Deus utilizaria o próprio Filho para falar a nós e nos convidar a voltar para Ele. Se Ele não poupou nenhum esforço e custo para enviar-nos Sua mensagem, nada mais justo do que recebermos a Sua mensagem com gratidão e alegria.

Felix H. Cortez
Universidade Andrews
Estados Unidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...