Receba mensagens em seu Email

sábado, 30 de junho de 2012

Êxodo 25


Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Êxodo 25
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando emhttp://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/25

A  construção do Tabernáculo

Foi comunicada a Moisés, enquanto se achava no monte com Deus, esta ordem: “E Me farão um santuário, e habitarei no meio deles” (Êxodo 25:8), e foram dadas instruções completas para a construção do tabernáculo.

Deus providenciou entre o Seu Povo tudo que foi necessário para a construção do tabernáculo (“Fala aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada”, Êxodo 25.2).

A construção do tabernáculo foi possibilitada pelas ofertas voluntárias do Seu povo. O tabernáculo somente seria uma realidade se o povo ofertasse voluntariamente em obediência e amor.

A obra de Deus avança somente pela benção de dEle sobre as obras de obediência do Seu povo. O povo de Deus não pode esperar as bênçãos nas suas vidas, lares ou igreja se não está empenhado na plena obediência à vontade do Criador.

Os Elementos do Tabernáculo

A arca era o principal móvel de todo o tabernáculo, era revestido de ouro, continha as tábuas da lei , o pote de maná e a vara de Arão.

Revestido de ouro: Representando a glória de Deus. Simbolizava também o TRONO DE DEUS, onde havemos de comparecer.
 Tábuas da Lei: Aqui guardadas nunca mais se quebraram, demonstrando que Deus vela pela sua PALAVRA.
Pote de Maná: Simboliza o alimento inesgotável que provem de Deus e não se deteriorará com o tempo.
 A Vara de Arão: A vara que floresce eternamente. Simboliza o ornamento de uma nova vida. Tipifica também um ministério profundo.

O PROPICIATÓRIO: Propriciatório: Do hebraico Kapporet (do verbo Kipper), que significa cobrir e também expiar ou perdoar Não servia apenas de tampa, mas também era o local de expiação do pecado do povo de Deus. Lugar onde os pecados eram cobertos, o lugar da propiciação.

Propiciatório: Demonstrava que o lugar era propício ao homem que se arrepende.
Ouro Puro: Tipifica a pureza e o valor do sacrifício de Cristo. Também representava a sua realeza.
Querubins: Representava a presença de Deus.
 Aspersão: Simboliza o sangue de Jesus que foi espargido uma única vez pelos nossos pecados.

A mesa
Representa o sustento espiritual. Tipifica Cristo que sustenta com alimentação espiritual. “Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu”
”Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu...Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo” (João 6: 31 ao 33).

O candelabro
Representa a luz do ESPÍRITO SANTO, a igreja que brilha nas trevas. Sua coluna central tipifica Cristo, aquele que nos sustenta e as hastes laterais simboliza os cristãos ligados a Cristo. (Hebreus 9: 23).

Fonte: De meus arquivos: Estudo Bíblico sobre o Santuário

Palavra Eficaz- Provérbios 12:10


Meditação Diária
COMO VOCÊ TRATA OS ANIMAIS?

O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel. Prov. 12:10.

Você sabia que o caráter de uma pessoa pode ser medido pela maneira como trata os animais? “O justo”, afirma Salomão, “atenta para a vida dos seus animais.” Na verdade, o justo atenta para a vida. Sabe que a vida é uma expressão do amor de Deus. No caso dos animais, é uma vida dependente.

Quando Deus criou o ser humano, disse-lhe: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.” Gên. 1:28.

O verbo dominar não significa apenas subjugar com propósitos egoístas, mas cuidar e proteger. A vida humana é uma vida inteligente, e os animais são seres irracionais.

A maneira como tratamos os animais expressa, de certo modo, a maneira como tratamos a vida e os seres humanos que estão sob a nossa responsabilidade. As pessoas merecem compaixão. Merecem justiça. Seja justo. “O justo atenta para a vida.”

No lado oposto da justiça está a injustiça, que se deriva em crueldade. O perverso é déspota até quando é compassivo. Olha para baixo. Como se, pelo fato de precisarem de ajuda, as pessoas fossem menos humanas do que ele.

Se pudéssemos levar ao laboratório os sentimentos do perverso, veríamos que a crueldade não passa de uma autopunição inconsciente pelo desassossego que seu coração sente. O perverso não é feliz. Não sabe explicar por que, mas sente que falta algo e se culpa por isso e se maltrata com atos de crueldade para com os demais. Acredita que isso aumentará a dor que ele inconscientemente acha que merece.

Se pudesse olhar em outra direção, veria que ser feliz é simples. Não tem complicação nenhuma. É apenas reconhecer-se como criatura. Reconhecer que existe um Deus. Seguir os Seus conselhos e enfrentar as lutas da vida com a certeza de que não está sozinho.

Viva hoje uma experiência de amor e de justiça. Faça o bem a quem supostamente precisa de você, porque: “O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel.”Escrito por Alejandro Bullón/






Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Palavra Eficaz-Salmo 56:4


Meditação Diária

 NADA TEMEREI

Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? Sal. 56:4.

O verso de hoje apresenta uma luta estranha no coração do salmista. “Nada temerei”, declara ousadamente. Mas no verso anterior ele diz: “Em me vindo o temor”. Afinal de contas, Davi está ou não com medo? A resposta é: Está e não está. Ele era um ser humano. Sua mente via a iminência do perigo e temia. Não era tão néscio para fazer de conta que tudo estava bem, quando não estava. A autêntica fé não leva ninguém a desafiar o perigo. Se o fizesse, a pessoa cairia na presunção.

Na mente do salmista acontecia algo dramático. O medo instintivo o assaltava, mas não o dominava. “Em Deus ponho minha confiança”, declara ele. Num determinado momento, o medo e a confiança se agarravam numa luta corporal pelo controle da mente.

Todos os dias acontece o mesmo conosco. Sabemos que podemos confiar. O Senhor nos tem dado abundantes provas de Seu amor protetor. Queremos confiar, mas o temor parece mais forte do que as próprias forças.

Existe momento em que nos sentimos confusos. Respondemos de modo mais estranho aos desafios que a vida apresenta.

Por que acontece isso conosco? Talvez porque ainda não descobrimos o segredo que Davi descobriu. “Em Deus, cuja palavra eu exalto” (Sal. 56:4), afirma ele. O destaque nessa frase é a Palavra de Deus. Ela é eterna. Não falha. É confiável. “Seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a Palavra de nosso Deus permanece eternamente.” Isa. 40:8.

Todo aquele que conhece a Palavra de Deus, confia nEle. A fé não cresce de forma mística, romântica ou filosófica. É um crescimento concreto e prático. “Vem... pela palavra de Cristo.” Rom. 10:17.

O resultado final de confiar em Deus e na Sua Palavra é dizer como Davi: “Que me pode fazer um mortal?” Sal. 56:4.

Portanto, hoje, parta para a luta da vida confiando nas promessas divinas. Haverá pedras no caminho, com certeza, mas você terá a orientação oportuna de Deus para passar por cima das dificuldades. Diga: Em Deus, cuja Palavra eu exalto, ponho a minha confiança e não temerei. “Que me pode fazer um mortal?”  Escrito por Alejandro Bullón/






Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Êxodo 24

Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Êxodo 24
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando emhttp://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/24

PROPÓSITO ETERNO - Êxodo 24-27

Você sabia, que no Céu há um santuário? Verdade! Existe um templo celeste, que é a habitação de Deus. Quer saber como é o santuário celeste? Faça a leitura bíblica de hoje (Êxodo 24-27). Se olharmos para aquele santuário do Israel antigo, lá no deserto, saberemos como é o santuário existente no Céu, pois os dois são semelhantes.

As leituras bíblicas de ontem e de anteontem falaram das regras que Deus tinha dado (Êxodo 18-23). Mas tal dádiva havia sido apenas o começo. O Senhor ficou olhando para aquele povo no deserto: sem livros para ler e aprender as coisas boas, sem muitos instrutores aptos para ensinar o que é correto, sem referencial... Eles precisavam de algo mais. Aquelas pessoas haviam saído da escravidão, recentemente, e elas estavam com a mente limitada a entender apenas o que fosse concreto. E as regras que Deus tinha passado eram abstratas, para a compreensão deles. Como eles iriam ter o senso da existência de um Deus real, se esse Deus era invisível? Como iriam parar de pecar, se o pecado e as conseqüências do pecado podem ser tão abstratos?

Mas as idéias de Deus são fantásticas. Se onde Ele habitava, lá no reino do Céu, tinha um santuário, que tal se tivesse um santuário daquele, também, no deserto? Ali não era o lugar onde Ele queria habitar, entre o Seu povo? Isso mesmo! Deus chamou Moisés, e lhe disse: “Moisés, ajunte os seus trabalhadores, porque vocês vão fazer uma obra muito importante...” “E farão um santuário para mim, e eu habitarei no meio deles” (Êxodo 25:8). 

Moisés deve ter se perguntado sobre como deveria ser esse santuário. Será que deveria ser como os templos do Egito? Não! Deus não gostava dos templos do Egito! Então, como deveria ser? Antes que o mestre de obras pensasse muito, o Engenheiro respondeu: “Façam tudo como eu lhe mostrar, conforme o modelo do tabernáculo e de cada utensílio” (verso 9). Entendeu? Deus chamou Moisés ao monte, e mostrou-lhe uma planta - uma maquete - do santuário que já existia no Céu. Moisés olhou e eles fizeram um parecido, aqui na Terra.

Uma vez que Moisés hoje está ressuscitado, fico pensando como deve ser para ele, poder ir até o santuário celestial e ver a versão original da réplica que ele construiu para ser usada lá no deserto. Valeu ou não valeu a pena?
Amigo, Deus tem uma missão de vida para você, que não termina aqui na Terra. O sonho do Senhor é que o Seu propósito, para a sua vida, dure eternamente. Se você aceitar este divino e eterno propósito, será muito feliz!Pr. Valdeci Júnior

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Falando ao coração


Deus está esperando por você


Você pode fazer o que quiser. Negar a existência de Deus; afirmar que Ele é fruto da imaginação de almas fracas, que não têm coragem para enfrentar a vida. Pode pensar o que quiser. Mas, lá no fundo do seu coração, sempre haverá um vazio estranho, que nada poderá preencher: nem o dinheiro, nem o prazer, nem a fama. Mas o mais maravilhoso de tudo é que Deus não cobra nada de você. Ele o ama sem se importar com o que você pensa a respeito dEle; Deus o ama sem se importar com suas realizações ou fracassos.
O dia em que você entender isso, desaparecerão de sua vida a solidão, a dúvida, a ansiedade e o medo. Deus não cobra nada, porque Ele é amor, e o amor não cobra, apenas espera. E Deus está esperando por você.
(Ouça a gravação que fiz da mensagem acima, acompanhada de uma linda música. Série Falando ao Coração – nº. 059) http://www.redemaranatha.com.br/?p=1262

Palavra Eficaz-Salmo 57:3


Meditação Diária

AUXÍLIO DOS CÉUS

Ele dos Céus me envia o Seu auxílio e me livra; cobre de vergonha os que me ferem. Envia a Sua misericórdia e a Sua fidelidade. Sal. 57:3.

Não é difícil quebrar correntes que escravizam. Não é impossível soltar grilhões que paralisam. Sabemos onde está o problema e achamos remédio para esse tipo de opressão.

Mas como lutar contra correntes que não vemos? Como livrar-se de grilhões que, disfarçados de complexos ou traumas, paralisam as emoções?

A obra de livramento que o salmista menciona hoje é algo que não está sob o controle humano. “Dos Céus me envia o Seu auxílio e me livra”, disse ele.

O livramento divino abrange todas as áreas da vida. Deus precisa livrar o ser humano das fraquezas, das intenções tolas do coração pecaminoso, da ignorância, do preconceito e da rebeldia.

O salmista afirma: “Acha-se a minha alma entre leões.” Verso 4. A maioria desses leões estava dentro dele mesmo, atormentando-o em todo o tempo. Os complexos impedem de crescer. Sufocam, asfixiam e levam a cometer insensatez.

Davi afirma que achou auxílio, vindo dos Céus. Esse auxílio chegou ao aflito, na forma de “misericórdia” e “fidelidade”. As duas coisas são atributos divinos que podem ser achados na pessoa do Senhor Jesus Cristo.

Quando o ser humano pára de fugir e deixa-se encontrar pelo Senhor Jesus, os grilhões que o impediam de ser feliz são finalmente destruídos.

Davi viveu essa experiência de forma dramática. Este salmo foi escrito enquanto o salmista se escondia de Saul, numa caverna. Naquela ocasião, Saul estava nas suas mãos. O coração de Davi, com certeza, carregava mágoa porque estava sendo perseguido injustamente. Se matasse o rei inimigo, estaria “agindo certo”, mas o grande inimigo do futuro rei de Israel não era Saul, era ele mesmo. Precisava vencer seus traumas e a mágoa que carregava no coração.

Dos Céus veio auxílio em forma de misericórdia e fidelidade para livrá-lo do veneno interior que sua alma destilava.

Esse milagre também pode acontecer com você hoje, se clamar no seu coração: “Ele dos Céus me envia o Seu auxílio e me livra; cobre de vergonha os que me ferem. Envia a Sua misericórdia e a Sua fidelidade.” Escrito por Alejandro Bullón/






Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Êxodo 23

Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Êxodo 23
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando emhttp://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/23


Comentários do Pastor Jobson SantosÊxodo 23
As leis deixadas para o povo de Israel por Moisés, sob a direção divina, eram leis destinadas a abençoar o povo.

Algumas leis eram facilmente percebidas como necessárias, outras nem tanto. A lei do descanso da terra, por exemplo, era singular. Os agricultores deveriam semear os campos por seis anos e no sétimo ano deixar a terra descansar.

Quais seriam os benefícios do ano do descanso da terra? Provavelmente o desenvolvimento espiritual, pessoal e social. As pessoas podiam se dedicar ao aprendizado de novas profissões, aos hobbies, à música e a arte. Seria uma oportunidade de ver que é possível sobreviver com uma vida mais simples, em maior contato com a natureza e seu autor. Infelizmente não se tem notícia de que a lei do descanso da terra tenha sido praticada em algúm periodo da nação de Israel. O povo teve dificuldades de praticar essa lei tão elevada em seus propósitos.

Três vezes ao ano o povo era conclamado para festivais de gratidão. Na Páscoa, no início da Colheita e no final da Colheita o povo tinha o privilégio de se reunir na presença do Senhor. As festas duravam sete dias e eram períodos de muita alegria e confraternização.

Mais importante do que as dádivas era o doador: “Eis que envio um anjo à frente de vocês para protegê-los por todo o caminho e fazê-los chegar ao lugar que preparei. Prestem atenção e ouçam o que ele diz. Não se rebelem contra ele, pois não perdoará as suas transgressões, pois nele está o meu nome” (Êx 23:21). Jesus, o Anjo do Senhor, estava pessoalmente empenhado revelar o caráter amoroso de Deus ao povo.

Se o povo seguisse a todas as instruções do Senhor, Ele tiraria as doenças do meio deles e lhes concederia um vida longa e saudável (Êx 23:25, 26). As doenças existentes em nosso meio, hoje, indicam que talvez não estejamos seguindo as orientações de Deus como deveríamos.

Você sente que Deus quer abençoar você? Então compreenda que uma das maneiras de Deus lhe abençoar é através das leis amorosas dadas por Ele. Para você ser beneficiado pela bondade de Deus decida colocar em prática tudo o que Ele lhe pede.

Senhor não quero estar distante do teu ideal para mim, ajuda-me a obedecer em confiança e gratidão./Jobson Santos/
https://mail.google.com/mail/images/cleardot.gif


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Conhecimento Bíblico

Quem é a “Rainha dos Céus”, mencionada por Jeremias?


Astarote
Vamos ao que escreveu o profeta Jeremias: 

‘Quando queimávamos incenso à Rainha dos Céus e lhe oferecíamos libações, acaso, lhe fizemos bolos que a retratavam e lhe oferecemos libações, sem nossos maridos’? (Jeremias 44:19). 

Ainda: ‘Os filhos apanham a lenha, os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha, para se fazerem bolos à Rainha dos Céus; e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira’. (Jeremias 7:18).

‘Rainha dos Céus’ era o título que se dava á ‘deusa mãe’, muito venerada no mundo antigo pela sua vinculação com a sexualidade e com as fontes da vida. Na Mesopotâmia, recebia o nome de Ishtar e era identificada com o planeta Vênus. Em Canaã a chamavam de Astarote. A menção dos filhos, dos pais e das mulheres dá a entender que se tratava de um culto familiar?.

O fato de Deus não querer que o seu povo não adorasse a ‘rainha dos Céus’ indica que não devemos adorar nenhuma criatura no lugar do criador.(Êxodo 20:1-6; Deuteronômio 4:15-19; Atos 17:29-31).

Fonte: http://evidenciasprofeticas.blogspot.com

Palavra Eficaz-Salmo 60 11


Meditação Diária



DEPENDER DE DEUS

Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem. Sal. 60:11.

Na parábola do filho pródigo, depois de ter esbanjado tudo, o filho procura ajuda com um fazendeiro rico que o manda cuidar dos porcos. Final triste para um judeu. Os judeus não podiam sequer passar perto de um porco. A lição é que o socorro humano, por melhor que seja, é vão. É como um simples comprimido para a dor de cabeça, quando o problema é um tumor cerebral.

Isso não significa que devamos rejeitar os recursos humanos. Médicos, advogados, arquitetos e enfermeiras são necessários. Tecnologia, remédios e dinheiro são úteis. Mas devem ser vistos como instrumentos de solução e não como a solução em si.

O ser humano se decepciona por depositar sua confiança nas próprias forças e não em Deus. Acontece individual e coletivamente. Aconteceu com Israel. O povo de Israel se esqueceu de Deus nos tempos de bonança. Achava que os bons ventos nunca passariam, que a colheita sempre seria farta e o sol sempre brilharia.

Deus não discute quando a criatura se apodera da vida e vive como se o Criador não existisse. O Senhor observa em silêncio a insensatez humana. A vida se encarrega de ensinar ao ser humano que “vão é o socorro do homem”.

Quando o salmista escreveu este salmo, Israel vivia um momento desses. As coisas não andavam bem. O salmista começa dizendo: “Ó Deus, Tu nos rejeitaste e nos dispersaste; tens estado indignado; oh! Restabelece-nos.”

Deus abandona o ser humano? Nunca! É o homem que abandona a Deus. Depois, sofre, chora e se lamenta. O peso da incerteza toma conta de seu coração. Todos os seus esforços são vãos. Também, pudera. Porventura, não é pó? Não foi tomado dele e a ele voltará? Pode alguém construir um edifício sólido com pó?

O salmista aprendeu essa lição ao ver a tragédia de seu povo. Todos precisamos aprender. Às vezes com lágrimas, com gemidos, sem saber aonde ir nem o que fazer. Mas todos, mais cedo ou mais tarde, precisamos aprender a depender de Deus.

Hoje, antes de sair de casa, diga a Jesus no seu coração: “Senhor, ‘presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem’. Escrito por Alejandro Bullón/






Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Êxodo 22

Reavivados por Sua Palavra- 
Leitura Diária- Êxodo 22
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/22

Comentários do Pastor Jobson SantosÊxodo 22

As leis civis de Israel nos ensinam muito acerca do caráter de Deus. Observamos que Ele é justo e compassivo e assim devemos ser também.

Se uma pessoa roubasse algo deveria restituir o dobro. Mas se ela roubasse um animal e já o tivesse sacrificado então deveria restituir quatro vezes o valor do animal no caso de ser uma ovelha e cinco vezes no caso de ser um boi. Essa lei evidencia uma punição maior para os maiores delitos, ou as piores intenções (Êx 22:1-4).

Se uma pessoa causasse um prejuízo a outra deveria pagar com o melhor do seu campo ou da sua vinha. Ou seja, se o ofensor tivesse condições deveria fazer a melhor restituição possível. As vezes não temos a intenção de causar dano a alguém, mas se o fizermos devemos assumir a responsabilidade pelo que causamos.

Se alguém começou um fogo e este se espalhou e causou prejuízos na propriedade alheia, deverá fazer restituição pelo dano causado. Através desta e de outras leis semelhantes vemos a proteção sobre a propriedade individual. Essa lei também nos convida para exercermos prudência e cautela em nossa ações.

“O ladrão terá que restituir o que roubou, mas, se não tiver nada, será vendido para pagar o roubo“ (Êx 22:3). Através desta lei vemos que o roubo não era autorizado mesmo em caso de extrema necessidade. A comunidade deveria prover trabalho e alimento para as pessoas mais carentes, mas isso não deixava os pobres na liberdade de roubar, o que se constitui uma grave falha de caráter.

As pessoas mais frageis numa comunidade geralmente são os órfãos e as viúvas. Deus recomendou que em caso de se emprestar dinheiro para eles, que não fossem cobrados juros como numa transação comercial normal. O pobre não deveria ser privado das condições mínimas de sobrevivência, como não ter um cobertor para o frio da noite.

Se o pobre for tratado de maneira desumana e clamar a Deus, o Senhor intervirá em sua defesa pois é compassivo e misericordioso. Assim também os cidadãos de bem devem agir. Quem deve ser ajudado e protegido? Os mais frágeis!

A nobreza de uma comunidade pode ser julgada pelo modo como tratam os elementos mais indefesos dentre eles.

Querido Deus, ajuda-me a fazer mais do que a minha obrigação pelos mais necessitados ao meu redor. Ajuda-me a me colocar no lugar deles e a fazer o melhor por eles.
/Jobson Santos/https://mail.google.com/mail/images/cleardot.gif


terça-feira, 26 de junho de 2012

Uma Oração


Oração por proteção no casamento

Senhor, eu convido Tua presença para habitar nosso casamento. Peço-te que protejas meu marido (esposa) e a mim de qualquer tipo de ruptura na comunicação entre nós. Capacita-nos a compartilhar nossos pensamentos e sentimentos, e a dialogar sempre. Ensina-nos a confiar um no outro a ponto de compartilhar todas as nossas maiores esperanças, sonhos, medos e lutas. Ajuda-nos a passar o tempo comunicando-nos Contigo todos os dias, para que a comunicação entre nós seja sempre satisfatória. Ensina-nos a expressar abertamente o amor que sentimos um pelo outro, e afasta de nós toda indolência e egoísmo capazes de nos impedir de fazê-lo. Ajuda-nos a não proferir palavras destruidoras, mas apenas palavras edificadoras.

Livra-nos da tentação de mentir um ao outro sobre qualquer coisa, ou de enganar um ao outro. Ajuda-nos a ser totalmente sinceros e francos a respeito de tudo. Ensina-nos a falar com honestidade, sabedoria, instrução e entendimento. Não queremos estar sempre aprendendo e jamais conseguindo chegar ao conhecimento da verdade.

Ensina-nos a ouvir um ao outro e a identificar os sinais, para haver melhor entendimento entre nós. Ajuda-nos a encontrar atividades para realizar juntos e amadurecer juntos, jamais separados.

Capacita-nos a transmitir amor, apreciação e respeito um ao outro, o tempo todo. Ensina-nos a reconhecer o plano do inimigo de furtar, roubar e destruir o nosso casamento. Capacita-nos a identificar os métodos do inimigo e a entender as tentativas dele de provocar brigas e discussões entre nós. Ajuda-nos a ter autoridade instantânea sobre todos os ataques do inimigo sobre nós – principalmente quanto à comunicação. Ajuda-nos a reconciliar as desavenças com amor, transigência e consideração. Capacita-nos a estar sempre em comunhão contigo e fortalece a união entre nós. Oro em nome de Jesus.
(Escrita por Storme Omartian)

Nossa Defesa


Jesus Cristo nos ensinou como defender de nossos inimigos e também nos deixou lições maravilhosas que devemos colocar em pratica em nosso viver diário se quisermos ter uma vida feliz.

Defesa contra os Inimigos
“Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.”
Lucas 6:28

Orar pelas pessoas que nos tratam com desprezo é uma maneira de fazer o bem.
“Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; “Lucas 6:27

Jesus explicou que os cristãos não recebem créditos por permutar atos de bondade com pessoas “boas”.
 E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa  tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.  Lucas 6:33

Jesus falou para abençoar aqueles que nos perseguem
Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis. Romanos 12:14

Deus é bom mesmo com os perversos
Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Lucas 6:35

Caso você se sinta perseguido ou injuriado por alguém, procure segurança  e siga o ensinamento de Jesus: ore por essa pessoa
 E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.Lucas 23:34

A oração é nossa melhor defesa. “Pagar o bem com o bem é humano; pagar o mal com o bem é divino”.

Palavra Eficaz-Provérbios 11:25


Meditação Diária

OLHE ALÉM DE VOCÊ

A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. Prov. 11:25.

Nunca ninguém perde por ser bom. É verdade que vivemos num mundo de traição e ingratidão. Muitas vezes, as pessoas pagam o bem com o mal, mas o princípio bíblico continua sendo o mesmo. Mais cedo ou mais tarde, se você for generoso, receberá a recompensa de sua generosidade. Hoje, tudo pode parecer derrota. Mas, se tiver paciência, logo, logo, na volta da esquina, do outro lado da curva – porque a vida é uma estrada de muitas curvas – você verá a recompensa de sua generosidade.

De acordo com a declaração de Salomão no verso de hoje, a prosperidade é a recompensa das pessoas generosas. O substantivo “prosperidade”, no original hebraico vem do verbo Dûssan, que literalmente significa “ser feito gordo”, no sentido de receber muitas bênçãos, riquezas, saúde e dinheiro. E embora todos esses benefícios sejam realidade na vida da pessoa generosa, a maior bênção está descrita na segunda parte do texto: “Quem dá a beber será dessedentado.”

Na Bíblia, sede é usada como símbolo dos anseios do coração humano. A sede da alma não se mitiga com dinheiro ou coisas materiais. Existe no íntimo do ser um profundo e incompreensível desejo de estar bem com a vida. O ser humano demora para entender que esse desejo é o anelo natural de estar em paz com Deus.

Uma pessoa egoísta acha que está no centro do Universo. Busca tudo para si. Não tem capacidade de enxergar fora do seu pequeno mundo de ambições pessoais. Essa maneira de enxergar a vida a transforma num redemoinho de traumas e complexos que não a deixam ser feliz. Todas as águas do mundo não são suficientes para acalmar a sede de seu coração.

Mas quando a pessoa pára de beber sozinha e preocupa-se em dar de beber, descobre que finalmente achou o que tanto procurava. O que você recebe é proporcional ao que você entrega.

Faça de hoje um dia de generosidade, não apenas com as coisas que possui, mas também com os seus sentimentos, porque “a alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado”.  Escrito por Alejandro Bullón/






Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Êxodo 21


Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Êxodo 21
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando emhttp://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/21



  Este capítulo inicia os julgamentos ou as leis civis das nações.Estas leis foram uma grande benção para Israel e pode ser  bênçãos nas nossas vidas hoje se soubermos aplicar a nossa realidade. 
Quando o homem se afasta de Deus, ele corrompe as suas próprias leis.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Palavra Eficaz-Salmo 29:2


Meditação Diária
RECONHEÇA-O

Tributai ao Senhor a glória devida ao Seu nome, adorai o Senhor na beleza da santidade. Sal. 29:2.

O louvor é o instrumento divino para ajudar-nos a enfrentar as tormentas da vida. Os salmos nos mostram isso. A vida de Davi era uma vida de perseguição e luta. Quantas vezes, sentiu-se abandonado e se perguntava: “Por que acontece tudo isso comigo?” Se o poeta Victor Hugo vivesse nos dias de Davi, talvez lhe responderia: “O olho do homem enxerga melhor a Deus através das lágrimas.” Quando tudo anda bem, damos por “entendido” que Deus está presente. É preciso passar por dificuldades para ver o Senhor como uma realidade.

No salmo de hoje, Davi louva a Deus pela tormenta. A tempestade, o céu escuro, os relâmpagos e os trovões, em vez de assustá-lo, levam o seu espírito a adorar. Aliás, o salmista achava motivo para adorar a Deus em tudo. No Salmo 8, ele adora por causa da Lua e das estrelas. No Salmo 19, ele adora por causa do firmamento. E aqui, no Salmo 29, porque ouve o barulho ensurdecedor do trovão.

Uma vida vitoriosa precisa ser uma vida de louvor. O louvor é a gratidão pela certeza da existência do Sol, mesmo que seja de noite ou a tormenta pareça dominar as circunstâncias.

No verso de hoje, encontramos dois imperativos: tributai e adorai. Essas palavras se complementam. Uma leva a outra.

Tributar é reconhecer a Deus como tal; e adorar é submeter-se à Sua vontade. Ele é Deus e nós somos criaturas. O salmista, num salmo curto de apenas onze versos, reconhece a Deus como Senhor dezoito vezes, e em sete ocasiões menciona a “voz do Senhor”. Sua adoração não é composta só de palavras carregadas de emoção. É a disposição de obedecer à “voz do Senhor”. E quando você está disposto a obedecer a Deus não tem porque temer diante das tormentas da vida. Jesus é o seu piloto e levará seu barco ao porto seguro.

Quais são os desafios que você tem pela frente hoje? Sente-se pequeno diante das circunstâncias? Reconheça a Deus como seu Deus. Aceite ser guiado por Ele, e você verá, mais cedo do que imagina, o sol brilhando outra vez. E não se esqueça: “Tributai ao Senhor a glória devida ao Seu nome, adorai o Senhor na beleza da santidade.”Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Êxodo 20

Reavivados por Sua Palavra- 
Leitura Diária- Êxodo 20
Leia ou ouça o capítulo  de  Êxodo clicando emhttp://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/20


Qual é princípio básico da lei de Deus? A Bíblia diz em Romanos 13:10 “O que ama ao seu próximo não lhe faz nenhum mal. Pois o amor é o cumprimento total da lei.” 

A lei de Deus resume-se em amor. A Bíblia diz em Mateus 22:37-40 “Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.”

Jesus ajuda-nos a clarificar a nossa relação com a lei de Deus. A Bíblia diz em Mateus 5:17-18 “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só til, até que tudo seja cumprido.”

A lei de Deus oferece direcção na vida, não justificação. A Bíblia diz em Gálatas 2:15-16 “Nós, judeus por natureza e não pecadores dentre os gentios, sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, mas sim, pela fé em Cristo Jesus, temos também crido em Cristo Jesus para sermos justificados pela fé em Cristo, e não por obras da lei; pois por obras da lei nenhuma carne será justificada.” 

É nosso dever obedecer a lei de Deus. A Bíblia diz em Eclesiastes 12:13 “Este é o fim do discurso; tudo já foi ouvido: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é todo o dever do homem.”
Qual é a relação entre a lei e o pecado? A Bíblia diz em 1 João 3:4 “Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia.” 

É necessário guardar todos os mandamentos? A Bíblia diz em Tiago 2:10-11 “Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos. Porque o mesmo que disse: Não adulterarás, também disse: Não matarás. Ora, se não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da lei.”

Podemos conhecer a Deus sem guardar os mandamentos? A Bíblia diz em 1 João 2:4-6 “Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nele; aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.”

Qual é o propósito da lei? A Bíblia diz em Romanos 3:20 “Porquanto pelas obras da lei nenhum homem será justificado diante dele; pois o que vem pela lei é o pleno conhecimento do pecado.”

Podemo-nos salvar observando a lei? A Bíblia diz em Romanos 3:27-31 “Onde está logo a jactância? Foi excluída. Por que lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé. Concluímos pois que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei. É porventura Deus somente dos judeus? Não é também dos gentios? Também dos gentios, certamente, se é que Deus é um só, que pela fé há de justificar a circuncisão, e também por meio da fé a incircuncisão. Anulamos, pois, a lei pela fé? De modo nenhum; antes estabelecemos a lei.” 



domingo, 24 de junho de 2012

Irai-vos e não pequei


O cristão que tem a vida em Jesus não pode se esquecer do que a Bíblia diz sobre a ira.

 ”Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos”. Eclesiastes 7:9

 A discrição do homem fá-lo tardio em irar-se; e sua glória está em esquecer ofensas.” Provérbios 19:11

 “Melhor é o longânimo do que o valente; e o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade.” Provérbios 16:32

A ira produz contenda.
A Bíblia diz em Provérbios 30:33 “Como o espremer do leite produz queijo verde, e o espremer do nariz produz sangue, assim o espremer da ira produz contenda.”

A ira ou a raiva podem levar à morte. A falta de perdão produz o estresse emocional que pode precipitar arritmias ventriculares e levar à morte súbita. A ira ou a raiva é o estado emocional que com maior frequência se associa à isquemia miocárdica e arritmias mais graves. A falta de perdão produz depressão e esta pode levar ao infarto do miocárdio. A falta de perdão produz ansiedade, que pode produzir problemas coronários, desarmonia do sistema nervoso e desarranjo na área da concentração ou memória. Cuidado com a semente da ira! Vá jogando fora todas as mágoas, rancores e sentimentos de vingança e revanche. Peça que Jesus passe o Seu sangue em cada área de sua vida onde houver traços ou tendências de rivalidade.

Domine a ira rapidamente.
“Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; nem deis lugar ao Diabo.” Efésios 4:26-27

Não retalie quando o ofenderem.
  “Não retribuindo mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; porque para isso fostes chamados, para herdardes uma bênção.” 1 Pedro 3:4

Uma pessoa com mau gênio é um tolo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...