Receba mensagens em seu Email

domingo, 3 de junho de 2018

Romanos 12 Comentário Pr Heber Toth Armí

ROMANOS 12 Comentário Pr Heber Toth Armí 

 Vida cristã não é igual à vida pagã. A conversão não deixa o cristão na mesma situação: Uma mudança radical deve acompanhar o arrependimento, confissão e entrega a Cristo.

Obtenha uma visão abrangente do livro em questão e tire tuas próprias conclusões. 

J. Sidlow Baxter diz que quando lemos esta carta de Paulo aos romanos “uma, duas ou três vezes, uma coisa se torna evidente – o tratado é progressivo, ordenado em três partes principais. Não há uma interrupção maior nos capítulos 1 a 8; mas logo que chegamos aos capítulos 9, 10 e 11 percebemos que Paulo passou de Sua aplicação geral do evangelho para uma consideração particular de sua relação com o povo de Israel. Quando chegamos ao capítulo 12, também tomamos consciência de que ele muda deste aspecto para uma consideração do evangelho em sua associação com o caráter e a conduto do indivíduo. A estrutura tríplice da epístola torna-se mais clara pelo fato de Paulo finalizar cada uma das três partes com uma forte doxologia (8:38-39; 11:33-36; 16:25-27)”.

Referente ao capítulo em análise, Baxter observa que “nos dois primeiros versículos encontramos o apelo à consagração com vistas a uma transformação interior, pois esta é a raiz de toda santidade cristã”.

Para Hernandes Dias Lopes, o capítulo oferece os seguintes pontos:

1. Relacionamento com Deus (vs. 1-2):

• Corpos consagrados;
• Mentes transformadas.

2. Relacionamento com nós mesmos (vs. 3-8):

• O cristão tem uma avaliação honesta de si mesmo;
• O cristão tem uma compreensão correta de seus dons espirituais.

3. Relacionamento com os irmãos (vs. 9-16):

• Sinceridade;
• Afeição;
• Honra;
• Afeição;
• Entusiasmo;
• Paciência;
• Generosidade;
• Hospitalidade;
• Boa vontade;
• Simpatia;
• Harmonia;
• Humildade.

4. Relacionamento com os inimigos (vs. 17-21):

• Não devemos retaliar;
• Não devemos criar conflitos desnecessários;
• Não devemos vingar-nos das pessoas que nos fazem mal;
• Não devemos guardar mágoa, mas perdoar;
• Não devemos ser derrotados pelo mal, mas vencer o mal com o bem.

O evangelho que não vai além da mera informação, que não extrapola a teoria, é uma ilusão, uma frustração. Cristianismo que não gera transformação não alcançou seu real objetivo na vida do suposto cristão.

Tem muito crente encharcado de informação na mente, mas a conduta é deprimente. Jesus não morreu em vão, Ele morreu para possibilitar nossa transformação. Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...