Receba mensagens em seu Email

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Jó 37 COMENTÁRIOS Pr. Heber Toth Armi

Jó 37

COMENTÁRIOS Pr. Heber Toth Armi

Aqui encerra as discussões humanas. Fica mais que provadas que a sabedoria, filosofia e teologia sem a revelação direta de Deus são insuficientes para lidar com a verdade, a realidade e a espiritualidade.

Até agora, nenhum dos amigos sábios de Jó conseguiu dar uma resposta convincente sobre seu terrível sofrimento. Nem mesmo o jovem Eliú, com sua intrepidez, indo um pouco além dos veteranos, conseguiu colocar um ponto final na questão do sofrimento de Jó.

Abaixo estão os tópicos deste último discurso elaborado detalhadamente por John E. Hartley:

Quarto discurso de Eliú (36:1-37:24)
1. Introdução (36:1-4);
2. Métodos disciplinadores usados por Deus:
a) O ensino principal (36:5-15);
b) Advertência a Jó (36:16-25).
3. A grandeza de Deus:
a) Glória visível de Deus na tempestade (36:26-37-13);
b) Advertência a Jó (37:14-20).
4. O esplendor divino (37:21-24).

Warren W. Wiersbe destaca os seguintes tópicos da preleção de Eliú sobre o poder de Deus. Ele fala sobre o... 

• Outono (36:27-37:7);
• Inverno (vs. 6-10);
• Primavera (vs. 11-13);
• Verão (vs. 14-18).

“No entanto”, continua Wiersbe, “Eliú estava fazendo muito mais do que dar uma palestra científica sobre as quatro estações. Seu desejo era que Jó refletisse sobre a grandeza de Deus e as maravilhas da natureza e percebesse quão pouco sabia, de fato, sobre Deus e sua operação no mundo”.

Eliú enfatiza a grandeza de Deus para fazer Jó se calar. Consequentemente apresenta uma “beleza” que flui de Deus, mas essa beleza é “temível”. Por isso, ele diz: “Poderoso Deus, tão longe do nosso alcance!”

Na verdade, Deus está acessível a nós a través de Jesus  (lembrando que a teologia é progressiva e Eliú possuía poucos raios da verdade, ele engatinhava no conhecimento de Deus). 

Ao findar Eliú o seu discurso podemos destacar que...

• Não há descoberta da verdade independente de Deus. Deus é a fonte do conhecimento pleno, somente podemos saber o que é certo mediante Sua revelação.
• As opiniões humanas diferem da revelação divina; a compreensão humana é falha diante da revelação divina, assim, os supostos sábios querem intimidar os fracos com argumentos retumbantes.

Por insuficiente informação verdadeira, atualmente muitos como Eliú veem o juízo, o encontro com Deus e o Seu agir como algo perigoso. Estude por si mesmo(a) e veja que é diferente! – Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...