Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Lições da Vida de Jesus-Mateus 20

Lições da Vida de Jesus

Leitura Bíblica- Mateus 20
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Verdades divinas contrariam vontades humanas. O pecado impulsiona aos sentimentos. Tais sentimentos precisam dos reajustes de Cristo a fim de que mudemos nossos pensamentos e comportamentos; do contrário, nunca experimentaremos nenhum verdadeiro reavivamento.

1. Temos facilidade de questionar coisas boas e privilégios concedidos pela graça divina; Jesus simplesmente revela que, do ponto de vista divino, os últimos serão primeiro, e os primeiros, os últimos (vs. 1-16).

2. Nem todos os que passam tempo com Jesus se salvarão: Judas é um triste, mas verdadeiro exemplo dessa fatalidade. A morte e a ressurreição de Cristo só agem em quem se entrega a Jesus mais do que fez Judas (vs. 17-18).

3. Nem todos os nossos mais nobres e sublimes anseios, nem mesmo nossas mais positivas e boas intensões são aceitáveis Àquele que conhece profundamente nosso coração; mães e filhos podem ver negadas suas orações dirigidas a Cristo caso estejam impregnadas de ambições (vs. 20-28).

Os ensinamentos de Cristo são mais valiosos que o ouro e, deveriam ser buscados mais do que se busca o salário de um mês de serviço. Na mente humana, aquilo que Deus faz pode parecer injusto se não estiver embebecida com as puras lições espirituais reveladas na Bíblia. Veja esta pergunta de Jesus aos que cobram seus “direitos”:

“Você vai se mostrar mesquinho por eu ter sido generoso?”. O autoconhecimento é importante a fim de não questionar a Bíblia e as Palavras de Jesus. Assim como os críticos revelam seu caráter mais do que o caráter de quem está criticando, quem questiona a generosidade de Deus revela mesquinhez.

Precisamos que Jesus abra nossos olhos espirituais a fim de que tenhamos discernimento e percepção da realidade. Precisamos aprender a enxergar as coisas como Deus as vê. Diante dos dois cegos que clamavam por misericórdia, “Jesus parou e chamou-os: ‘O que vocês querem de mim?’. Eles disseram: ‘Senhor, queremos ter os olhos abertos. Queremos ver’” (vs. 29-31).
O salmista suplicou: “Abre meus olhos, para que eu possa ver o que me mostrares das coisas maravilhosas que fazes” (Salmo 119:18). Se Jesus não abrir nossos olhos:

1. O acharemos injusto, não generoso;
2. Acharemos que somos mais justo do que Ele;
3. Reclamaremos “direitos” quando não temos nem mesmo direito de reclamar.

Reflita!
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

 “Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Comentários bíblicos dos livros de Genesis a Malaquias  você encontra em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...