Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Zacarias 1 Comentário Pr Heber Toth Armí

Zacarias 1
Comentário Pr Heber Toth Armí

 Qual é a nota tônica do livro de Zacarias? Merril F. Unger analisa: 

“Esse livro é único entre os profetas menores pela ênfase messiânica e pela revelação de eventos ligados ao primeiro e segundo adventos de Cristo. É tido como o escrito mais messiânico e verdadeiramente apocalíptico e escatológico de todo o AT”.

Diante disso, creio que não valorizamos suficientemente seu estudo; por outro lado, por mais apelativos que sejamos em prol do estudo desse livro, nunca seremos exagerados.

Sobre os seis primeiros versículos, o teólogo Paul R. House afirma: “Dificilmente seria possível escrever um resumo mais claro de todas as Escrituras desde Deuteronômio 27 até Zacarias 3”. 

• Por que não empenharmos no estudo desse importantíssimo livro durante esses próximos 14 dias e aceitar de todo coração viver à altura do ideal de Deus traçado por Zacarias?

Se afirmativo, comecemos agora mesmo: A primeira coisa que temos a fazer é nos arrepender; um arrependimento total que resulte num reavivamento sobrenatural e numa reforma geral da vida (vs. 1-6). 

• Você aceita dar esse passo com determinação?

Arrependimento é a desistência da velha vida, isto é, morte. O Dr. Wilson Paroschi diz que, “embora a salvação seja um ‘dom de Deus’ (Efés. 2:8), ela o é somente para aqueles que morrem para si mesmos, que se entregam sem reservas a Cristo, e que estejam dispostos a viver por Ele”. 

• Você aceita mesmo dar o primeiro passo: Arrependimento verdadeiro?

O capítulo continua apresentando a primeira das oito visões do livro (vs. 7-17): Um homem cavalgando um cavalo vermelho. O que isso significa? William MacDoanald responde: “Deus está descontente com os gentios que vivem confortavelmente enquanto seu povo enfrenta dificuldades. O Senhor punirá as nações e restaurará seu povo”.

O mesmo capítulo apresenta a segunda visão do profeta (vs. 18-21): Os quatro chifres e os quatro ferreiros. O que isso significa? O Comentário Bíblico Adventista responde:

1. Os chifres são claramente definidos como os poderes que dispersaram a Judá, a Israel e a Jerusalém.
2. Os artesões representavam os agentes usados pelo Senhor na restauração de Seu povo e da casa do Seu culto.

Deus sempre agiu visando o melhor para Seu povo; tudo o que Ele fez foi para restaurá-lo. Hoje, não é diferente! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...