Receba mensagens em seu Email

sábado, 20 de agosto de 2016

Esdras 3 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Esdras 3
Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Existem livros bíblicos que não recebem o mesmo tratamento que outros. Assim, crentes deixam de receber nutrientes que Deus deixou em Sua Palavra para instruir-nos e fortalecer nossa fé.

Quem ouviu ou pregou sermões expositivos extraídos do livro de Esdras? Eis diante de nós um livro relevante, onde há um Deus aparentemente distante, mas atuante em meio às crises que desafiam nossa existência. Deus libertou da Babilônia e protegeu os libertos na caminhada de quase 1500 km até Jerusalém.

Este capítulo, intitulado “altar e templo” é assim sintetizado por Derek Kidner:

1. Primeiro o primeiro (vs. 1-6a);
2. Preparativos para o templo (vs. 6b-9);
3. Clímax e anticlímax (vs. 10-13).

Apesar do perigo, desafios e supostas ameaças, o medo não deve determinar nenhuma decisão e atitude do povo de Deus. Contudo, não importa a situação, Deus deve ser sempre o primeiro. Devemos adorá-lO sempre.

As práticas eclesiásticas não são negligenciadas quando o medo é sufocado pela determinação de servir ao Senhor.

Apesar da escassez e crises econômicas, Deus nunca deve ser deixado em segundo plano – pior ainda é substituí-lo por coisas insignificantes ou apegar-se ao dinheiro como mais importante que Deus.

Quem idolatra dinheiro expulsa Deus de sua vida. Por outro lado, quem é liberto da escravidão do pecado é generoso em suas ofertas para a obra divina.

Quando Deus é levado a sério, Sua obra é feita sob o cuidado de supervisores. Para Deus, sempre o melhor!

Quando há sério investimento de tempo e recursos na obra de Deus, a satisfação, alegria e entusiasmo na adoração toma conta do coração dos crentes: há louvores, pulos de alegria, cânticos alegres e choros nostálgicos – consequentemente, “o barulho podia ser ouvido de longe”.

Choro e alegria? Sim! É assim que vive os extremos de duas gerações: Nostalgia dos velhos e alegria dos novos. Os jovens celebravam porque teriam novamente um templo. Os velhos choravam por lembrarem-se do Templo de Salomão.

• É perigoso ignorar o passado, mas também o é viver apenas do passado.
• É necessário aproveitar a experiência dos anos vividos com a força da juventude!
• É preciso existir harmonia entre a nova geração e a velha guarda – esta lição era importante no passado tanto quanto é no presente!

Reavivamento depende de tuas prioridades!  Heber Toth Armí / –#rpsp #rbhw #ebiblico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...