Receba mensagens em seu Email

quarta-feira, 27 de abril de 2016

2 Samuel 24 Comentários– Heber Toth Armí

Leitura Bíblica – II Samuel 24 
Comentários– Heber Toth Armí

O livro de II Samuel terminou no capítulo 20. Desde o capítulo 21 são apenas apêndices, os quais não deixam de ser inspirados e tão relevantes a nós como qualquer outra porção bíblica.

Concluindo nosso estudo nos livros de Samuel importa destacar esta aplicação expressa por Rosalie Haffner Lee:

“O relato da vida de Davi serve para relembrar-nos que, não importa quão estranha seja a nossa vida, quanto nos afastamos do plano de Deus para nós, ou quão penosas as circunstâncias em que nos encontramos, o amor e a misericórdia de Deus são maiores do que o nosso pecado, e a Sua salvação é mais ampla do que a nossa necessidade”.

Davi fez muitas coisas erradas. Assim como nós, ele não precisava ingressar numa escola de pecado para aprender a praticá-lo; como nós, ele também precisava permitir ser instruído pelo Mestre Divino a fim de amadurecer espiritualmente.

No último capítulo de II Samuel, notam-se os seguintes pontos:

• Primeiro, Deus permitiu que Satanás provasse Davi. Davi cedeu e caiu na sutil armadilha diabólica (v. 1; ver I Crônicas 21:1).

• Segundo, Davi permitiu que Satanás aplicasse orgulho e autoconfiança ao seu coração (vs. 2-9).

• Terceiro, Davi vê a propagação coletiva de seu pecado individual aprendendo que, qualquer pecado, por mais sutil que seja, é extremamente maligno; então, ele reconheceu e confessou sua culpa por ter desviado o povo de Deus com suas atitudes (vs. 10-17).

• Quarto, Deus orientou Davi através de Seu profeta Gade a erigir um altar para sacrificar nele; fazendo isso, cessaria a praga sobre Israel. Em breve, no lugar deste altar, seria erigido um templo ao Senhor (vs. 18-25).

Neste último apêndice, o autor inspirado mostra que, como pecador, Davi pode facilmente ser comparado a nós; e, também revela que Deus é incomparável. O Deus incomparavelmente misericordioso do passado é o mesmo no presente. Só precisamos ser humildes para aprender dEle como Davi aprendeu:

“Cria em mim, ó Deus,
Um coração puro
E renova dentro de mim
Um espírito inabalável.
Não me repulses de tua presença,
Nem me retires o teu Santo Espírito”.

Diante de nossa situação de miseráveis pecadores perante o Deus descrito nas páginas sagradas, seria orgulho e arrogância não fazer da oração de Davi nossa oração. Reavivemo-nos! /Heber Toth Armí /


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...