Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Deuterônômio 24 Comentários: John Ash

Reavivados por Sua Palavra

Leitura Bíblica: Deuterônômio 24
Comentários: John Ash

Deus diz em Malaquias 2:16, “Eu odeio o divórcio.” E Jesus ressaltou que a permissão de Moisés para divórcio no casamento só havia sido permitida “por causa da dureza de coração de vocês”. E então Ele acrescentou: “Mas não foi assim desde o princípio” (Mat. 19:8, NVI). Na verdade, existem alguns outros motivos legítimos para o divórcio, além de imoralidade sexual (ver 1 Coríntios 7:15; Êxodo 21:10-11). Mas o mais importante a se ter em mente é que tanto Moisés quanto Jesus claramente colocaram a culpa para o divórcio na falta de relacionamento com Deus.

A característica mais marcante da maioria das diversas leis, do restante deste capítulo, é o interesse de Deus nas pessoas marginalizadas da sociedade, especialmente os pobres, os necessitados, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas.

A lei da respiga descreve o preceito bíblico para o bem-estar dos famintos: dar a eles oportunidade de trabalhar, deixando no campo os grãos caídos pelo excesso e algumas espigas não colhidas. Não tome para si tudo que é de seu direito, mas deixe alguma coisa para os pobres e estrangeiros.

“Querido Deus, a maioria de nós não têm campos e vinhas nos dias de hoje, portanto ajude-nos a encontrar uma maneira de aplicar o princípio da generosidade.”

John Ash

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...