Receba mensagens em seu Email

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Números 33 Comentários: Fred Knopper

Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica: Números 33
Comentários: Fred Knopper

As instruções de Deus para seu povo escolhido eram que eles livrassem a terra prometida de TODOS os seus habitantes e destruir TODA a sua idolatria. Deus não disse para expulsar alguns dos habitantes e destruir alguns dos ídolos. Suas instruções eram precisas e diretas. Livrem-se de tudo!

A não observância das instruções explícitas de Deus iria levar a problemas futuros. Ele disse isso bem antes que acontecesse. "Se vocês não expulsarem os habitantes da terra e permitirem que alguns vivam com vocês, eles vão lhe causar problemas intermináveis e vão afastá-los de mim. Eles vão ser tão irritantes para vocês quanto uma farpa no seu olho e um espinho no seu lado "(Núm. 33:55, versão Clear Word).

Deus não se satisfaz com uma atitude dividida, laodiceana. Sua tolerância ao pecado é zero. Não existe transição entre o certo e o errado: ou escolhemos pecar, ou escolhemos não pecar. Não podemos pertencer metade ao Senhor e metade ao mundo. Não somos filhos de Deus a menos que o sejamos totalmente. "(Caminho a Cristo, p. 44). No final, quando Deus erradicar o pecado, Ele vai fazê-lo com a mesma atitude expressa aqui em Números 33. Seu processo de limpeza será completo; nem mesmo uma pequena percentagem do pecado permanecerá. “Para o pecado, onde quer que se encontre, ‘nosso Deus é um fogo consumidor’. Heb. 12:29. O Espírito de Deus consumirá pecado em todos quantos se submeterem a Seu poder. Se os homens, porém, se apegarem ao pecado, ficarão com ele identificados. Então a glória de Deus, que destrói o pecado, tem que destruí-los" (O Desejado de Todas as Nações, p. 107). Estas palavras dirigidas a nós expressam o mesmo sentimento que Deus demonstrou ao seu povo escolhido em Números 33.

As palavras empregadas neste capítulo não podem ser mal entendidas ou mal interpretadas. Mas em qualquer momento que Deus dá instrução, há sempre uma escolha a ser feita. Será que os que ouvem a instrução seguirão o caminho de Deus ou preferirão seguir suas próprias inclinações? " Só com risco de infinita perda é que podemos condescender com o pecado, por pequenino que seja. O que nós não vencermos, vencer-nos-á a nós, operando a nossa destruição" (Caminho a Cristo, p. 32, 33).

Quando os filhos de Israel atravessaram o Jordão e começaram a limpar a terra, eles falharam em seguir as instruções específicas de Deus. Eles seguiram algumas, mas não TODAS. Infelizmente, “sem consideração para com seu alto destino, preferiram o caminho da comodidade e da condescendência própria; deixaram escapar sua oportunidade para completarem a conquista da terra; e por muitas gerações foram afligidos pelos remanescentes desses povos idólatras, que, conforme predissera o profeta, eram como "espinhos nos vossos olhos", e como "aguilhões nas vossas ilhargas" (Patriarcas e Profetas, p. 544).

O que essas histórias de há muito tempo significam para nós hoje? Talvez devêssemos nos perguntar: Existem alguns ídolos na minha vida que precisam ser completamente removidos antes de Jesus voltar?

Fred Knopper

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...