Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Deuterônômio 20 Comentários: John Ash

Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica: Deuterônômio 20

Comentários: John Ash

Ao olhar para várias passagens do Antigo Testamento e, especificamente para este capítulo, pessoas se perguntam se Deus é a favor ou contra a guerra. Por que a santa Palavra de Deus estabelece diretrizes para a guerra?

São medidas de emergência de Deus coque refletem as profundezas a que a humanidade caiu. As guerras são a suprema manifestação do egoísmo humano, ganância, orgulho e espírito competitivo e tem causado sofrimento indescritível ao longo da história. Deus odeia a guerra, mas neste capítulo Ele dá orientações para diminuir alguns de seus lamentáveis resultados.

Um dia, o supremo Pacificador nasceu em Belém. Sua vida foi quando tinha pouco mais de trinta anos. Foi Ele quem disse: "Eu e o Pai somos um" (Jo. 10:30). Ele também disse: "Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem" (Mat. 5:44)

As guerras têm estado entre nós já há longo tempo. O conflito que foi iniciado no céu por Lúcifer contra o caráter e governo de Deus é a única maneira de entender como realmente Deus é e a razão por trás de todas as guerras desta terra (Apocalipse 12:7-10). A segunda batalha significativa que Satanás perdeu foi na cruz quando ele não conseguiu derrotar Jesus. A final e mais significativa batalha será travada contra o remanescente que guarda o mandamento de Deus. O resultado? Deus e Seu povo triunfam. Satanás é o perdedor.

Talvez nós não precisemos ir à guerra, mas precisamos eliminar toda a vingança, rebeldia e ódio que se arrastam de maneira insuspeita, como uma serpente, em nosso comportamento.
John Ash
União Missão Chinesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...