Receba mensagens em seu Email

sábado, 21 de novembro de 2015

Rebelião- Números 16

Leitura Bíblica - Números 16

Rebelião
Comentários: Pr.  Heber Toth Armí

Com visão psiquiátrica, filosófica e psicológica Augusto Cury observa que “no Antigo Testamento, às vezes Deus parece autoritário e mal-humorado. Mas uma análise acurada de suas reações, dentro do contexto histórico, revela uma paciência ímpar, uma tolerância sólida”.

Será? Observe:

1. Deus faz a terra engolir líderes vivos dentre Seu povo (vs. 31-33);

2. Deus envia fogo e consome 250 seguidores de Coré quando ofereciam incenso (vs. 34-40);

3. Deus envia uma praga no dia seguinte aos que reclamaram do ocorrido no dia anterior e, consequentemente, mais 17.700 pessoas morreram (vs. 41-50).

É possível que conheçamos muito subjetivamente ao Deus da Bíblia, ou apenas preferimos contemplar um lado de Seu caráter.

Ampliando, “uma das coisas mais impressionantes sobre a Bíblia é o vigor com que os dois testemunhos destacam a realidade e o terror da ira de Deus” (J. I. Packer).

A verdade sobre o Deus da Bíblia foi manipulada; Ele está mais para um idoso vovô bonachão do que um Deus santo, soberano e intolerante à perversidade.

O que o contexto revela para explicar a reação de Deus? Releia atentamente os 15 capítulos que antecedem a este; reflita na tamanha rebeldia/rebelião e ingratidão do povo... Agora note:

1. Cheios de soberba, líderes confrontam Moisés e Arão questionando-os, acusando-os, criticando-os. Humilde e calmamente Moisés curvou-se em terra e convocou a buscarem a solução em Deus, pois a situação estava tensa e complexa havia vários dias (vs. 1-11).

2. Prepotentes e indiferentes rejeitaram o pedido de Moisés; outro grupo opôs-se veementemente a Moisés e Arão (vs. Vs. 12-19).

3. Sem conversa... sem solução; Deus, então, partiu para a ação objetivando impedir a propagação daquela aberração comportamental (vs. 20-50).

Se, quem brinca com fogo se queima, imagina quem provoca a Deus! Deus quer pessoas consagradas a Ele, não dedicadas à impiedade. Deus quer pessoas maduras na fé, não podres na imoralidade/iniquidade. Aprenderemos a lição?

• Deus condena a perversidade. Pessoas rebelando-se contra Ele são como agressivas células cancerígenas no corpo de Cristo; portanto, Deus, “cirurgicamente” elimina-as para que Sua vontade seja feita tanto na Terra como no Céu.
• Deus graciosamente libertou Seu povo do pecado para viver em sanidade/santidade...
• Deus é mais intolerante ao pecado que a pessoa mais intolerante à lactose e glúten!
Reavivemo-nos! Heber Toth Armí


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...