Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Levítico 6 Comentários: Roy Gane

Reavivados por Sua Palavra

Leitura Bíblica: Levítico 6
Comentários: Roy Gane

As instruções em Levítico 6:8 a 7:38 suplementam informações sobre sacrifícios dos capítulos anteriores. O fogo sagrado que consumia os sacrifícios, aceso pelo próprio Deus (Lv 9:24), deveria continuamente queimar no centro da adoração israelita. Centelhas de origem humana não poderiam adequadamente representar o sacrifício do Salvador. Para salvar-nos do fogo divino da “segunda morte” (Ap. 20), Cristo foi consumido em nosso lugar pelo sofrimento da separação do Seu Pai (Mt 27:46), o que aquele fogo representava.

A oferta pelo pecado era santa, mas se algo do sangue dessa oferta respingasse na roupa de um sacerdote ou do ofertante durante o abate da vítima, o sangue deveria ser lavado da roupa, indicando que ele carregava uma espécie de impureza do pecador (compare com Lev. 11:25, 28, 35; Números 31:23-24). De fato, o tabernáculo/templo era contaminado quando aspergido pelo sangue da oferta pelo pecado, consequentemente o tabernáculo tinha de ser purificado no Dia da Expiação (Lv 16).

Em outro lugar, Levítico proíbe trazer impureza em contato com a santidade de Deus (Lv 7:20-21). Mas, na remoção dos pecados do povo, ao libertar o ofertante “do seu pecado”, Deus assume a responsabilidade dessas faltas por meio do sacrifício santo, simbolizando Cristo. O bom sangue de Cristo retira e afasta de nós os nossos pecados, assim como o sangue em nossos corpos remove os resíduos.

Somos lavados pelo sangue do Cordeiro!

Roy Gane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...