Receba mensagens em seu Email

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Deus quer a conversão

Leitura Bíblica- Êxodo 9

Deus quer a conversão
Comentários Bíblicos Pr. Heber Toth Armí

O foco primário de Deus não é humilhar/destruir Seus opositores/inimigos, mas salvar a todos; se desejarem, inclusive Seus inimigos podem salvar-se (do contrário, Deus os destruiria em frações de segundos).

O tema que permeia a Bíblia é o grande conflito entre Deus e Satanás. É notável um conflito cósmico entre Deus e Seu povo de um lado, e poderes do mal e seus seguidores do outro. Aqui, representado por Moisés e Faraó!

Entretanto, em cada praga, Deus quer despertar interesse espiritual em Faraó e nos egípcios. Deus quer a conversão de grandes líderes políticos, eles que não querem render-se a Ele. Consequentemente, as pragas continuam:

• Doença mortal/pestes nos animais domésticos (vs. 1-7);
• Tumores/úlceras malignas (vs. 8-12);
• Saraivada/chuva de pedras (vs. 13-35).

Deus dava evidências e mais evidências de Seu grande poder, Sua incomparável capacidade e Sua grandeza, mas Faraó, em sua torpeza mental, mantinha firme a sua defesa: "Não deixarei ir o povo!"

Deus não obriga ninguém a servi-lO; contudo, quer que todos O conheçam. Observe as nítidas evidências do Seu soberano propósito:

1. Doenças e catástrofes naturais não eram acidentais ou circunstanciais, eram providenciais e intencionais: Faraó verificou que enquanto os animais egípcios estavam mortos, os animais dos israelitas estavam vivos – todavia, Faraó continuou inflexível (vs. 6-7);

2. Até os magos/feiticeiros ficaram cheios de úlceras, desprovidos de proteção; contudo, Faraó exaltou-se diante do Deus Todo-poderoso (vs. 11-12);

3. Deus esclarece Sua missão: “Você sabe que eu já poderia ter eliminado você [Faraó] e seu povo com doenças mortais, sem deixar ninguém para contar a história. Mas eu o mantive vivo por uma única razão: Fazê-lo reconhecer o meu poder, para que a minha reputação se espalhe por toda a terra” (vs. 13-19).

Após a chuva de pedras, “atemorizado com o poder do Senhor, Faraó confessa: Esta vez eu pequei; o Senhor é justo, porém eu e o meu povo somos ímpios (9:27) e suplica pela misericórdia de Deus, prometendo que agora deixaria o povo ir (9:28). Porém, mais uma vez, volta atrás em sua permissão. Passa a impressão de ser sincero em suas palavras durante a crise, mas parece mudar de ideia conforme as circunstâncias”, pondera Abel Ndjerarerou.

Cuidemos para que não sejamos como Faraó em nosso compromisso com Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...