Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

As dez pragas

Leitura Bíblica- Êxodo 8
As dez pragas 
Comentários Bíblicos Pr. Heber Toth Armí

Deus entende o que há no coração de cada um de nós. Ele entende até o pagão. Pena que muitos de nós não entendemos nem quereremos entender o amor que há no coração do Criador.

As dez pragas revelam a paciência divina frente à arrogância humana. Há misericórdia no fato de Deus ter enviado a praga da morte dos primogênitos em décimo lugar, (poderia ter sido a terceira, ou ainda a primeira). Cada praga era um chamado estrondoso de um Deus amoroso.

Após a praga das águas converterem em sangue (no capítulo anterior), mais três pragas vieram na sequência:

1. Das rãs (1-15);
2. Dos piolhos (vs. 16-19);
3. Das moscas (vs. 20-32).

Observe os seguintes detalhes nos versos 20-32 destacados por Douglas Stuart:

• Anúncio da praga (vs. 20-23);
• A praga e sua devastação (v. 24);
• Primeira concessão de Faraó: Oferta de festa religiosa, mas dentro do Egito (v. 25);
• Moisés rejeita a primeira oferta de Faraó (vs. 26-27);
• Segunda concessão de Faraó: Permissão para uma viagem temporária ao deserto (vs. 28-29);
• Eliminação da praga, seguindo o cumprimento da promessa por parte de Faraó (vs. 30-32).

Os feiticeiros duplicaram até a praga das rãs. Na praga dos piolhos reconheceram que era, de fato, “o dedo de Deus”; contudo, Faraó ignorou (v. 19). Feitiçaria e ignorância não dão lugar para Deus. Fique longe disso!

A feitiçaria/magia/bruxaria/etc. está vinculada aos deuses falsos; à bem da verdade, é o diabo quem está por trás exercendo poder. Muitos creem que só Deus faz milagres ou atos sobrenaturais, assim Satanás ilude àqueles que buscam milagres a qualquer preço. Cuidado, atualmente a feitiçaria está mais ousada do que antes, está nos púlpito de muitas igrejas.

Faraó possuía um coração duro. Quando cedia, logo se arrependia de ter cedido, voltando atrás no que havia dito (vs. 15, 19, 32). Aquele que não cede sinceramente à revelação divina firma-se na falsidade como se fosse verdade. Distorções teológicas endurecem o coração e embrutecem a mente...

Observe no texto a misericórdia divina. “Antes de ser infligida cada uma das pragas, Moisés devia descrever sua natureza e efeitos, para que o rei pudesse salvar-se da mesma se o quisesse” (Ellen G. White).

Que Deus maravilhoso! Inclinemos nossa face perante Ele para adorá-lO. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...