Receba mensagens em seu Email

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Vamos depender de Deus?

Leitura Bíblica- Gênesis 48–

Vamos depender de Deus?
Comentários Bíblicos Pr. Heber Toth Armí

Na infância, adolescência, juventude não se nota religiosidade em Jacó; somente na velhice percebe-se ele como alguém espiritual. A experiência deve formar-nos espiritualmente, não deformar-nos.

Há sete referências a Deus neste capítulo. Seis foram expressas por Jacó (vs. 3, 11, 15, 20-21), uma por José (v. 9). Deus é...

1. O Todo-poderoso;
2. O que apareceu em Luz a Jacó;
3. O que abençoou a Jacó;
4. Aquele que deu os filhos para José;
5. Aquele que concedeu oportunidade a Jacó de ver José novamente com seus filhos;
6. Pastor;
7. Atuante, presente e abençoador.

Seria diferente a vida de Jacó se desde a infância tivesse colocado Deus no centro de suas realizações... E quanto a nós? Como seria diferente nossa história se Deus fosse sempre mais importante que tudo?

Neste capítulo, destacam-se os seguintes pontos:

• José vai com seus dois filhos visitar o pai que está acamado, doente; ao ouvi-los chegar, Jacó esforçou-se e sentou-se na cama a fim de abençoar aos três, o filho José e, os netos: Efraim e Manassés (vs. 1-4);

• Jacó eleva seus netos da parte de José a status de filhos; “os filhos de José deveriam ser com as devidas formalidades incluídos entre os filhos de Israel” (Ellen G. White). Eles seriam príncipes como os demais filhos (vs. 5-12);

• Jacó, já idoso e limitado pela visão, trocou as mãos invertendo a bênção do primogênito para o caçula e do caçula para o primogênito; José tentou adverti-lo, mas não cedeu. Assim, a maior bênção que deveria ser dada a Manassés foi dada a Efraim: Mas ambos foram devidamente abençoados (vs. 13-20);

• José recebe a promessa/certeza de Jacó de que Deus estará com ele e fará sua descendência retornar a Canaã; e declara que a maior parte da terra foi destinada a José (vs. 21-22).

Passar tempo com Deus molda nosso caráter. Jacó não tinha mais o espírito de dependência própria, nem confiança no poder e sagacidade humanos.

Quando Deus é o centro de nossa vida, nossas atitudes serão regidas por Ele, às vezes sem compreendê-las.

Quando Deus é prioridade em nossa vida falaremos dEle o tempo todo.

A maturidade espiritual abre os olhos da fé ainda que os olhos físicos estejam obscurecidos.

Vamos depender de Deus? Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...