Receba mensagens em seu Email

domingo, 2 de agosto de 2015

Gênesis 22- Comentários

Reavivados por Sua Palavra-
Leitura Bíblica: Gênesis 22
Comentários do Pastor Jobson Santos

Abraão era um profeta, Deus falava com ele por meio de sonhos e visões. Numa dessas conversas Deus pediu-lhe algo completamente inesperado: “Tome o seu único filho, a quem você ama, e o sacrifique como um holocausto”.

Abraão amava o filho. Esse é o privilégio de cada pai e de cada mãe. Amar o filho como ele é. Amar o filho protegendo-o, servindo-o, brincando com ele, respeitando-o, doando-se por ele.

Abraão também amava a Deus. Durante aproximadamente 30 anos o havia servido e adorado e recebido dEle orientação, conforto, promessas, cumprimentos e livramentos. Não tinha motivos para duvidar das boas intenções de Deus para com ele e sua família.

Mesmo sabendo dos ternos sentimentos de Abraão pelo filho Deus lhe pede que o mate. Isso mesmo! Que razões teria Deus para fazer tal pedido? Que razões teria Abraão para atender a um pedido tão incomum?

O ingrediente essencial em qualquer relacionamento é a confiança. No relacionamento com Deus não é diferente. “Quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hebreus 11:6, NVI). Abraão havia tido muitas certezas de que Deus queria apenas o seu bem. Então decidiu obedecer, mesmo sem entender todos os porquês.

A viagem de três dias foi penosa para Abraão. Deixando os servos para trás apenas ele e o filho subiram a montanha, a mesma que Jesus um dia subiria carregando uma cruz. Então Isac pergunta: “onde está o cordeiro para o holocausto?” - “Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto, meu filho”

E Deus proveu. No momento em que Abraão estava para sacrificar o rapaz, o anjo do Senhor o chamou do céu e lhe disse: “Não toque no rapaz. Não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus, porque não me negou seu filho, o seu único filho.” Então Abraão viu um carneiro preso pelo chifre e o sacrificou em lugar de seu filho.

Aquela experiência mudou a vida de Abraão e de Isac. Permitiu-lhes compreender um pouquinho os sentimentos do próprio Deus quando também entregou o seu filho, o seu único filho, na cruz. Não foi fácil para Deus entregar o seu filho aos maus tratos da humanidade rebelde e dos anjos caídos. Mas Deus entregou a Jesus por amor.

No dia de hoje experimente entregar a Deus algo que Ele está lhe pedindo. Entregue cheio de confiança e gratidão. Entregue, mesmo que com sacrifício. Dê essa alegria a Deus e sinta o seu amor por Ele crescer na proporção da sua entrega. /Jobson Santos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...