Receba mensagens em seu Email

sábado, 1 de agosto de 2015

No Deserto

Leitura Bíblica: Gênesis 21 
No Deserto

“Vendo Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual dera à luz a Abraão, caçoava de Isaque, disse a Abraão: rejeita essa escrava e seu filho; porque o filho dessa escrava não será herdeiro com Isaque, meu filho… Disse, porém, Deus a Abraão: não te pareça isso mal por causa do moço e por causa da tua serva; atende a Sara em tudo o que ela te disser; porque por Isaque será chamada tua descendência. Mas também do filho da serva farei uma grande nação, por ser ele teu descendente” (Gênesis 21: 9, 10, 12 e 13).

Deus cumpre as suas promessas. Essa afirmação pode parecer simples e algo que estamos acostumados a ouvir constantemente. A história de Abraão é prova disso. Sara gerou Isaque na sua velhice no tempo determinado por Deus mesmo quando ambos duvidaram que isso pudesse acontecer. Fruto da relação entre Abraão e sua serva Agar, Ismael já era moço quando Sara disse a Abraão que rejeitasse tanto o filho quanto a serva, e os enviasse ao deserto.

Errantes pelo deserto e quando já não havia mais água, Agar colocou o menino debaixo de algumas árvores e se afastou, pois não queria vê-lo morrer (v.15). Se você tem filhos pode imaginar a dor daquela mãe naquele momento; sem ter o que fazer deixou seu filho para que não o visse morrer. Porém, como apontado no versículo em destaque, Deus não rejeitaria aquela mulher e nem seu filho, pois sua promessa é que faria também de Ismael uma grande nação.

“Então o Anjo de Deus chamou do céu Agar e lhe disse: que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino ai onde está,” (v. 17). Que maravilha é ouvir a voz de Senhor quando estamos no deserto. Deus se mostra a nosso favor e cumpre aquilo que prometeu. O deserto é o lugar onde Deus fala. Essa porta para o deserto pode se abrir de diversas maneiras em nossa vida: sonhos frustrados ou cultivados por anos e fracassados; perdas inesperadas ou repentinas; problemas de saúde; fracassos profissionais e familiares; planos não concretizados e tantas outras maneiras. Entretanto precisamos nos lembrar de que o deserto é onde Deus fala!

Todo aperfeiçoamento ou restauração passa por um deserto. Deus nos atrai para o deserto para ouvirmos a sua voz e Ele falar ao nosso coração (Oséias 2:14). Devemos crer e esperar no Senhor sempre, pois Deus não é homem para que minta e nem filho de homem para que se arrependa e sempre cumpre o que promete (Números 23:19).


Experimente orar ao invés de se preocupar. Experimente entregar nas mãos de Deus as aflições e deixar Ele agir. O deserto pode parecer doloroso ou interminável, mas precisamos sempre nos lembrar que o deserto é onde Deus fala./Tiago Felipe/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...