Receba mensagens em seu Email

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Gênesis 14- Comentários Bíblicos

Projeto Reavivados por Sua Palavra-

Leitura Bíblica Gênesis 14

A convivência entre duas famílias começa a sofrer desgastes entre os servos. O espaço físico se torna pequeno enquanto havia tanta terra. Abraão toma a iniciativa e propõe, pacificamente, uma separação física para que as famílias continuassem crescendo harmoniosamente. Ló escolhe a melhor parte, que lhe pareceu aos olhos, e descobre mais tarde que escolheu a pior. O senhor promete a Abraão a terra de Canaã e depois faz a uma promessa maior, a de um filho. Assim como Deus propôs um pacto com Abraão e o cumpriu, mediante os Seus cuidados e ações sobrenaturais, o Senhor também nos chama para vivermos um pacto com Ele. Assim como Abraão confiou e obedeceu, também devemos confiar e obedecer ao Todo Poderoso./Pr. Manassés Queiroz, Gênesis,13 a 15/

Comentários do Pastor Jobson Santos

O que aprendi com Gênesis 14:

Numa guerra de quatro reis contra cinco os reis das cidades de Sodoma e Gomorra foram derrotados e levados cativos. Ló também foi levado cativo, juntamente com todos os seus bens.

Quando Abrão soube que a vida do seu sobrinho estava em perigo reuniu 318 homens treinados para a guerra, os quais haviam nascido em sua casa, e saiu em perseguição ao exército inimigo.

Esta experiência nos mostra que Abrão possuia um número muito grande de pessoas aos seus cuidados. Talvez muitas dessas pessoas se uniram a casa de Abrão porque perceberam que ele, mesmo sendo rico, dava valor às pessoas. Tanto que ele decidiu se arriscar para salvar a vida do seu sobrinho. Deus ama aqueles que valorizam as pessoas acima das coisas.

Abrão agiu rápido, agiu com coragem e Deus esteve com ele. Aliado a três outros lideres importantes Aner, Escol e Manre, obtiveram a vitória sobre os inimigos e resgataram com vida muitas pessoas, incluindo Ló e o rei de Sodoma.

Neste momento um personagem muito importante aparece em cena, Melquisedeque, sacerdote do santíssimo Deus. Ele traz pão e vinho e pronuncia uma bênção.

“Abençoado seja Abrão pelo santíssimo Deus, Criador dos céus e da terra. E abençoado seja o santíssimo Deus que entregou os seus inimigos em suas mãos”.

O reconhecimento da grandeza de Deus, o louvor e a gratidão são a base da verdadeira adoração. Foi isso que Melquisedeque veio ensinar.

Ao reconhecer que sem Deus, ele não teria conseguido aquela estupenda vitória, Abrão entregou a Melquisedeque o dízimo de tudo o que havia sido resgatado.

Quando devolvemos o dízimo reconhecemos que foi o Senhor que nos deu aquele ganho material, que sem Ele nada teríamos conseguido aquela vitória, expressamos nossa gratidão de uma maneira palpável. E os recursos ajudam a manter o nome de Deus vivo nessa terra. Que privilégio!

Em muitos momentos, apenas orar não é suficiente. Precisamos arregaçar as mangas, ir para a batalha, cheios de coragem e fé porque o santíssimo Deus espera isso de nós.


Que vitória impossível você necessita em sua vida, hoje? Sinta que Deus está com você, que ele está interessado em seu bem estar. Que essa certeza faça a diferença em seu dia hoje./Pr.Jobson Santos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...