Receba mensagens em seu Email

domingo, 26 de julho de 2015

Gênesis 13-Comentários bíblicos

Reavivados por Sua Palavra

Comentários do Pastor Jobson Santos
O que aprendi com Gênesis 13:

Pela misericórdia de Deus Abrão voltou com
vida do Egito, após ter mentido a respeito de sua esposa Sara ser apenas sua irmã. Faraó ficou muito desgostoso com Abrão pelo constrangimento causado e o despediu as pressas.

Ao retornar para Canaã Abrão passou por diversas localidades até chegar a um lugar entre Betel e Ai em que já estivera antes. Betel trazia-lhe boas recordações como um lugar em que havia desfrutado de uma comunhão mais íntima com o Senhor.

Em cada lugar em que Abrão assentava acampamento ele erguia um altar para adorar a Deus. Nessa localidade entretanto, além de retornar a um lugar em que havia previamente erigido um altar, lemos que Abrão invocou o nome do Senhor. Provavelmente ele tenha convidado as pessoas das redondezas para um culto público de adoração a Deus.

Apesar de seus defeitos de caráter Abrão tinha um hábito bem estabelecido, buscar a Deus diariamente. Ele procurava ouvir a voz de Deus e obedece-la com o melhor de suas habilidades.

A comunhão com Deus tem o grande benefício de nos tornar semelhantes a Ele no caráter. Abrão, por exemplo, tornou-se uma pessoa altruista. Tanto que permitiu a seu sobrinho Ló escolher em que região habitar, quando tornou-se necessário que os dois se separassem para evitar maiores atritos entre os servos deles.


Aparentemente Ló levou a “melhor” terra,  pois escolheu uma região fértil e plana. Mas Abrão não se preocupou com isso. Agiu com bondade e deixou com Deus as consequências.

Ao final vemos que a generosidade de Abrão, aprendida em seus momentos de comunhão com Deus, salvou a sua vida e de sua família. Manteve-o afastado de lugares cheios de iniquidade, como Sodoma.

Deus estava feliz com seu servo Abrão. Ele estava aprendendo que é “bom ser bom”. Sempre.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...