Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

... transformador de vida Salmos 85


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 85
Reavivamento espiritual transformador de vida

Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)

O Salmo 85 aborda de forma transparente o presente do povo que professa o nome de cristão, mas não provam seu cristianismo pelos seus frutos na vida diária. A igreja cristã em geral, no mundo inteiro, carece de um reavivamento que transforme a vida espiritual de seus membros. Leia a mensagem inspirada do Salmo 85 e depois tire um tempinho para meditar nestes pontos a seguir:
1. A razão pela qual, muitas vezes, a igreja deixa de desfrutar os benefícios das bênçãos de Deus como paz, alegria, esperança, segurança e certeza quanto ao futuro se deve ao fato de que seus membros se acomodaram em sua vida de indiferença e compromisso sério com Deus que se ira e se indigna por causa do pecado.
2. A razão pela qual a igreja passa por situações indesejadas é devido ao atual generalizado desinteresse pelo genuíno estudo da palavra de Deus; também há o desenvolvimento de uma religião ritualística ou de entretenimento, e, a caminhada nos perigosos pântanos do pecado.
3. A razão pela qual Deus permite a aflição na vida dos membros de Sua igreja é para que eles despertem do sono espiritual, se arrependam e peçam misericórdia, depois de sofrer por seus pecados; e, então mantenham sua comunhão restaurada por Deus.
Em fim, “certamente que a salvação está perto daqueles que O temem, para que a Sua glória habite em nossa Terra” (v. 9).

De onde você está, o salmo 85 te leva a refletir no passado, revela a situação do presente e projeta no futuro um verdadeiro, mundial e profuso reavivamento e reforma espirituais. De seus 13 versos inspirados destacam-se três preciosíssimas verdades:
1. O presente árido, relapso, morno (ou frio) e infrutífero do atual povo evangélico no mundo moderno não deve bloquear as impactantes lembranças dos grandes reavivamentos espirituais do passado; os quais acarretaram benefícios materiais (v. 1), morais (v. 2) e espirituais (v. 3) ao povo de Deus.
2. O presente marcado pela indiferença espiritual não deve levar ao remanescente fiel à indiferença na busca intensa pelo profuso reavivamento espiritual prometido para hoje. Deus se ira contra a apostasia (v. 6) e se indigna com o pecado de Seu povo (v. 5); porém, não seja por isso que todos deixem de reconhecer a necessidade de íntima comunhão com Deus através da constante oração (v. 7).
3. O presente caótico da espiritualidade no cristianismo atual não será obstáculo a ninguém que desde agora se consagra a Deus e se prepara pedindo sobre si o reavivamento para o futuro. Tal futuro já chegou, só experimentará a glória celeste quem vive a promessa desse evento com humildade (v. 9), paz (v.08) e justiça (v. 11) recebidas da intimidade com Cristo (vs. 10, 12-13).
Pense nisso, e repasse essa mensagem a fim de que pelo menos você e alguns de seus contatos experimentem, desde já, o reavivamento espiritual prometido para este tempo!

Ao enfrentar problemas, desafios e tensões o povo de Deus deve saber o que fazer. O pecado é o principal agente do mal, da destruição e do sofrimento. Leia o Salmo 85, reflita, medita e depois continue lendo esta meditação. Este texto ensina aquele que teme a Deus a orar de forma otimista, não porque é melhor do que os outros, mas porque tem um Deus melhor do que os outros. Quem conhece o Deus vivo sabe que Ele socorre o aflito, e Seu eterno amor nunca falha em perdoar, restaurar e purificar. Orar restaura a vida, fortalece a fé e aproxima o pecador de Deus. Entre as vantagens (vs. 1-3) desse tão sagrado ato de orar (vs. 4-9) estão a justiça e a paz que recebe todo aquele que ora (vs. 10-13). Em Cristo o amor e a verdade se encontraram, a justiça e a paz se beijaram; o Deus justo olha do Céu e vê nos que aceitam a Cristo a fidelidade brotar na Terra. Ao receber o perdão e a justificação em Cristo o cristão passa a ser a mesma combinação que caracterizou a Cristo: Amor e verdade, justiça e paz. Envolva-se com Cristo, entregue-se a Ele, viva para Ele e refletirás o Seu precioso caráter justo e verdadeiro além de viver o Seu amor e possuir a Sua paz. Há um sermão que preparei sobre esse maravilhoso Salmo. Aprofunde-se mais, estude com atenção e pregue em tua igreja; faça click aqui: http://portal-biblico.blogspot.com.br/2012/09/precisamos-do-reavivamento-que-restaura.html

RPSP -Salmos 85

Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 85
Comentários:  Beatrice Neall
Este Salmo dos filhos de Coré fala do retorno de Israel do cativeiro na Babilônia. Devido a contínua rebelião de Seu povo o Senhor permitiu que colhessem os resultados de seus pecados. “O Senhor, o Deus dos seus antepassados, advertiu-os várias vezes por meio de seus mensageiros, pois ele tinha compaixão de Seu povo e do lugar de Sua habitação. Mas eles zombaram dos mensageiros de Deus, desprezaram as palavras dele e expuseram ao ridículo os seus profetas, até que a ira do Senhor se levantou contra o seu povo, e já não houve remédio” (2 Cr . 36:15-16 NVI ).

Agora o salmista se alegra porque Deus perdoou o Seu povo, cancelou  os seus pecados, e cessou a Sua ira (v. 3) .

Mas ainda havia problemas enquanto as pessoas voltaram a ocupar a terra e tentavam reconstruir o  templo. O salmista pede, então, que Deus restaure o Seu favor. Em seguida, ele acrescenta: “Não nos renovará a vida?” (v. 6 NVI) – a mesma oração que o  povo de Deus faz hoje, ao desejar um avivamento.

Ele pede a Deus para abençoar a nação como fizera no passado, para que a Sua glória habite na terra (v. 9).

A estratégia de Satanás sempre foi separar justiça e misericórdia. Porém através das maravilhas do plano de salvação Jesus levou sobre Si nossos pecados e nos credita a Sua justiça, demonstrando que Deus é misericordioso e justo. “O amor e a fidelidade se encontrarão; a justiça e a paz se beijarão” (v.10; ver Desejado de Todas as Nações, p 762).

Com alegria, o salmista vê a fidelidade brotando da terra e a justiça descendo do céu (v. 11). Mais uma vez a fidelidade de Deus à Sua aliança traria bênção e fartura à terra (v.12).

Senhor, juntamente com o salmista suplicamos hoje pelo reavivamento: Aviva-nos, Senhor! Somente assim conseguiremos enfrentar as imensas dificuldades que virão ao se aproximar cada vez mais o tempo do fim.
Beatrice Neall

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Saudades do templo- Salmos 84


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 84
Saudades do Templo
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
O Salmo 84 é um poema de louvor esplendoroso e emocionante; o qual pode ser sintetizado a partir de suas três preciosas bem-aventuranças:
1. Bem aventurados os que habitam na casa de Deus (v. 4);
2. Bem aventurados os que dependem da força de Deus (v. 5);
3. Bem aventurados os que confiam plenamente em Deus (v. 12).
Ainda que passem pelo vale de Baca, ou vale de choro e lágrimas, certamente os pecadores na presença de Deus se sentem bem-aventurados. Por quê? São bem-aventurados porque os que habitam na casa de Deus podem louvá-Lo continuamente sem ser interrompido pela correria rotineira do dia a dia que afastam a alma de Deus (vs. 1-4); porque os que depositam a sua força em Deus terão o coração acalmado após passar pelos vales de tristezas da vida até chegarem a Sião, símbolo do Céu (vs. 5-7); porque quem confia em Deus plenamente sabe que Ele ouve a oração, contempla e protege o ungido, dá a graça e a glória sem negar bem algum aos que andam com Ele (vs. 8-12). Um encontro com Deus em Sua Casa é diferente de ter um encontro em Ele em tua casa. Do contrário, seriam sem sentido as palavras do Salmo. A verdade é que ter um encontro com Deus é mil vezes melhor que estar nos lugares mais excitantes, exuberantes e emocionantes do mundo. É ali que se recebe serenidade para agir com bondade na adversidade; capacidade para permanecer em silêncio como resposta às palavras provocativas; e, certeza de que logo o Senhor dos Exércitos, reinará desde Sião a todo o Universo.

Não confunda a tua casa com a Casa de Deus e nem a casa de Deus com a tua casa. Tua casa é tua casa, a Casa de Deus é a Casa de Deus. As duas coisas não são de forma alguma a mesma coisa; portanto, em cada casa você deverá ter atitudes diferentes. Da mesma forma com que você não faria o que quisesse na casa do Presidente da República – caso você tivesse acesso, e nem deixaria teus filhos fazerem o que quisessem, na casa de Deus também não, pois ela é muito mais importante que a casa do presidente. Pode ser que muitos não a considerem assim, mas o salmista considera bem aventurado aquele que mora na casa de Deus (Salmo 84:4). Além disso, ele demonstrou valorizar muito mais estar no pátio da Casa de Deus do que em qualquer outro lugar (v. 10). É por isso que o Salmo inicia com estes melodiosos versos: “Quão amáveis são os teus tabernáculos, ó Senhor dos Exércitos. A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo”. Todos os que estão indiferentes, apáticos e distantes dos cultos na Casa de Deus aqui na Terra deveriam repensar se realmente querem ir para o Céu por amor a Deus ou para fugir do Inferno. Depois de refletir nisso, desperte a tua alma para um reavivamento e reforma espirituais na tua vida! A igreja é a ante-sala do Céu!

Ao passar pelos reveses desta vida aguardando a chegado ao Céu é preciso aplicar à alma algumas verdades durante a jornada. Verdades estas extraídas exclusivamente do Salmo 84, veja:
1. Almeje a presença de Deus mais do que a qualquer outra coisa, por mais importante e atraente que seja (vs. 1-2);
2. Tenha ao Deus onipotente como a tua única fonte de poder e força, não como tua última opção (vs. 4-5);
3. Tenha como teu alvo final da vida comparecer perante Deus para morar com Ele no Céu quando Jesus vier, sem nunca perder o foco com os desafios no vale e poços do percurso (vs. 6-7);
4. Tenha um plano contínuo de oração para que obtenhas de Deus proteção e unção nesta jornada (v. 8);
5. Jamais troque as glórias e a graça do Céu pelas desgraças e infortúnios do Inferno preferindo deixar o caminho da santidade para acampar nas tendas da impiedade (vs. 10-12).
As agruras desta vida nada mais servem ao cristão, senão fazer suspirar e ansiar pela revigorante presença de Deus e almejar morar perante Ele em Sua Casa Celestial; por isso, mesmo em meio ao sofrimento é bem-aventurado quem põe em Deus sua confiança. Onde está a tua confiança? Qual é o teu maior sonho? Tua maneira de viver neste mundo revela que você está indo para o Céu?
Heber Toth Armí

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz

“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP Salmos 84


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 84
Comentários:  Beatrice Neall
O Salmo 84, como outros salmos, tem sido fonte inesgotável de inspiração para poetas e compositores, como a feita por Brahms: “Como é agradável o lugar da tua habitação” [“How lovely is thy dwelling place!”].

Este é “um Salmo dos filhos de Coré”. Como é maravilhoso que os descendentes do grande rebelde, Coré, não tenham seguido os seus passos! Pelo contrário, eles amavam o serviço que faziam no Templo de Deus. Eles consideravam o “santuário-templo”, como o lugar da habitação de Deus e desejavam “contemplar a Sua face”.

Eles também amavam estar no templo. Os corais organizados pelo músico Davi tinham muito prazer em estar nos aposentos especialmente construídos para eles, adjacentes ao santuário de Deus: “Como são felizes os que habitam em tua casa; louvam-Te sem cessar!” (v. 4, NVI).

Neste salmo são expressos os sentimentos dos peregrinos, que se dirigem a Jerusalém e que, ao passarem pelo Vale de Baca, “lugar de choro”, se refrigeram com a lembrança do cuidado de Deus e são  fortalecidos a prosseguir a caminhada (v. 7). Eles seguem na expectativa de estar no lugar onde um dia vale mais do que mil em outros lugares (v. 10).

O Salmo conclui com lindas expressões de gratidão a Deus, reconhecendo que o Senhor é luz, proteção e tem prazer de fazer o bem e favorecer e honrar os Seus amados (v. 11). E como é feliz aquele que nEle confia (v. 12).

Senhor, amamos nos reunir na Tua casa para Te adorar. Ali, na companhia dos irmãos, compartilhamos as bênçãos da Tua presença. Transforma o nosso coração para que estejamos em plena harmonia conTigo e sintamos o pleno prazer de estar em Tua presença.

Beatrice Neall
Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/84/

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Fortaleça a Tua fé- Salmos 83


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 83
Fortaleça a Tua Fé
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Terrorismos, vandalismos, imoralidades, perversidades, angústias e opressões políticas e religiosas, familiares e de supostos amigos tem causado distúrbios na paz, harmonia e felicidade na tentativa de destruir o caminho do bem, do amor e da verdade. O Salmo 83 abre sua mensagem sugerindo uma oração devido ao silencio de Deus, porém encerra pedindo Sua intervenção sobrenatural a fim de que todas as nações se envergonhem e pereçam; mas antes, porém, que saibam que o Altíssimo reina sobre toda a Terra. A verdade é que sempre na história do povo de Deus houve inimigos cruéis e astutos que conspiraram contra sua existência (vs. 1-8). Profeticamente, as dez nações descritas no salmo apontam para a totalidade das nações mundiais que se unirão contra o povo de Deus no tempo do fim, já que esta confederação não consta na história do antigo Israel conforme descrita no Salmo. Diante de uma conspiração descomunal no tempo do fim contra o remanescente de Deus, cabe muito bem as palavras de Martilho Lutero referentes a Jesus que “voltará no último dia com grande poder e gloriosa majestade, e com o exército completo de anjos... Será um juízo glorioso e uma majestade indescritível com todos os anjos presentes e Ele no meio”. Nesse dia os que queriam aniquilar o povo de Deus serão aniquilados pelo próprio Deus (vs. 9-18). O tempo de posicionar-se ao lado de Deus é hoje!


Às vezes, Deus parece em silêncio. No entanto, o Salmo 83 apela a mim e a você a ter fé na Sua existência apesar da situação. A crer que Ele age poderosamente ainda que as forças do mal pareçam mais atuantes. Uma história ilustra tais fatos: Durante a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha, algumas pessoas pobres e perseguidas se refugiaram numa caverna escura e fria. Depois de terem abandonado aquele lugar medonho, achou-se inscrito numa das paredes: “CREIO NO SOL, MESMO QUE ELE NÃO BRILHE. CREIO EM DEUS, MESMO QUE ELE ESTEJA EM SILÊNCIO. CREIO NO AMOR, MESMO QUE ELE ESTEJA OCULTO”. Asafe, o salmista, nos desperta a orar quando pensamos ou sentimos que Deus está ausente, embora Ele esteja sempre presente! No Salmo, aprendemos a buscar por ajuda do alto, não por autoajuda. Asafe descreve a brutalidade dos inimigos do povo de Deus e suplica ao Altíssimo que se mostre Soberano “sobre toda a terra” (v. 18). Historicamente, inimigos de Deus sempre se uniram dispostos a destruir o Seu povo, a fim de que o nome que está acima de todo nome seja exterminado da Terra (vs. 1-8). Então, como profeticamente se fala de um ecumenismo, o qual unirá a todas as nações contra o grupo de crentes fieis, é importante começar a orar pelo Armagedom (vs. 9-18); o qual é a intervenção divina que trará plena libertação ao remanescente fiel no tempo do fim (Joel 2:1-11). Ainda que no presente Deus pareça em silêncio, Ele silenciará a todos os que O incitam tocando os preciosos membros de Sua igreja! Reaviva a tua fé ainda que pareça que Deus não esteja em ação.

O fim do grande conflito visa mais a restauração do nome de Deus do que o povo de Deus. Entretanto, o fato é que a fim de vindicar o Seu sagrado e santo nome, Deus terá de restaurar o Seu povo. É por isso que a salvação não tem nada de mérito ou méritos humanos, mas Deus faz isso por amor de Seu nome; todavia, como Deus é amor, por amor também restaurará o Seu povo. O Salmo 83 menciona três vezes a palavra “nome”. Uma em relação a Israel e duas ao “nome do SENHOR”. A primeira, embora cite Israel, o fato de destruir esse povo naquela época tinha a ver com a destruição do nome do SENHOR. No entanto, o povo de Deus, almeja que Ele reivindique Seu caráter e deseja contribuir com isso. Então, ele ora pedindo que encham-se de vergonha a face dos inimigos de Deus, a fim de que busquem o nome do Senhor (v. 16). Caso não o façam, oram para que confundam-se e assombrem-se perpetuamente; envergonham-se e pereçam, para que saibam que Deus, a quem pertence o nome do Senhor, é o Altíssimo sobre toda a Terra (vs. 17-18). Deus não deixará inimigos destruir Seu povo porque Ele não quer que Seu nome seja destruído da face da Terra; do contrário, Satanás faria festa e cantaria vitória. Deus preza pelo povo que honra e valoriza Seu santo nome. Você quer fazer parte deste povo louvando agora e honrando durante todo o dia o nome de teu Deus?

Heber Toth Armí
Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”


Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP- Salmos 83


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 83

Comentários:  Kimberly Bobenhausen
Os inimigos do povo de Deus se uniram em uma coalizão contra eles, para oprimí-los. Alguns desses inimigos tinham parentesco com os israelitas: os moabitas e os amonitas, descendentes de Ló, sobrinho de Abraão, os descendentes de Ismael, o filho de Abraão, Ismael e os edomitas, descendentes de Esaú, filho de Isaque. A intenção deles era calar a voz de Israel para sempre; aniquilá-los tão completamente que eles não fossem mais lembrados.

O Comentário Bíblico Adventista sugere que este Salmo se refere à dificuldade que Josafá enfrentou quando seus inimigos se uniram em uma confederação contra ele. Qual foi a resposta de Josafá a este ataque?

II Crônicas 20 conta a história.O rei e seu povo cairam de joelhos diante de Deus, reconheceram Sua soberania e apresentaram a Ele o seu problema, pedindo a intervenção divina. Então, com a bênção de Deus, marcharam para enfrentar os inimigos com louvores a Deus, cantando: “Rendei graças ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre” (2Cr 20:21b).

Quando o exército de Josafá chegou ao campo do inimigo, eles os encontraram todos mortos por terem lutado uns contra os outros. O inimigo foi derrotado sem que o povo de Deus tivesse que fazer qualquer coisa.

Alguma vez você já sentiu que o mundo inteiro está contra você? Talvez amados familiares e queridos amigos tenham trazido pesar à sua vida. Ou mesmo talvez a vida em geral tenha se tornado tão difícil a ponto de você se sentir sufocado sob o peso dos problemas.

Assim como o Senhor lutou pelos Israelitas, Ele vai lutar por você, hoje. Submeta-se a Ele com uma canção em seus lábios, e você verá a salvação do Senhor.

Kimberly Bobenhausen

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O Supremo Juiz -Salmos 82


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 82
O Supremo Juiz
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Um Salmo polêmico, intrigante e muitas vezes mal interpretado. O Salmo 82 tem sido discutido por muitos, que mensagem há nele? É preciso reconhecer que o próprio Deus reconhece que há outros deuses (veja o primeiro mandamento em Êxodo 20:3). No entanto, o Salmo em consideração visa revelar o supremo poder de Deus. Deuteronômio 10:17-18 nos informa que Deus é Deus além das pessoas, pois Ele é Deus dos deuses. Em Deuteronômio 4:19-20 os israelitas são advertidos a serem fieis unicamente ao Deus que tirou-os do Egito e não a seguir nenhuma divindade pagã. Em Colossenses 1:16 diz que em Cristo foram criados criados tronos, dominações, principados e potestades. E, em Efésios 6:12 diz que a luta do cristão não é contra carne e sangue, mas contra os principados, potestades, os poderes deste mundo tenebroso e as forças espirituais da maldade nas regiões celestes. Tanto em Isaías 14 como em Ezequiel 28 certos líderes políticos de grande influência estão sendo julgados por Deus, mas se percebe que por trás desses grandes nomes está Lúcifer, o príncipe das trevas, o qual influencia os poderosos da Terra à prática do mal. É assim que Deus julgará os grandes da Terra, que ocupam o lugar do Supremo Juiz, mas deixam-se influenciar pelo autor do mal. É por isso que Asafe denuncia os juízes corruptos que oprimem o povo, lembrando-lhes do papel dado por Deus, e de que serão julgados pelo Supremo Juiz por terem julgado o mundo.

Os poderosos da Terra, que deveriam ser regidos pelo verdadeiro Supremo Juiz, permitem serem regidos pelo Príncipe das trevas, que perverteu a Lei de Deus para explorar os filhos de Deus. Para entender a mensagem do Salmo 82 é imprescindível equiparar os seguintes textos (Êxodo 20:3; 21:6; 22:8-9; Deuteronômio 4:19-20; 10:10-18; Colossenses 1:16; Efésios 6:12; Isaías 14 e Ezequiel 28). O Salmo 82 revela que a sociedade que é regida por poderosos corrutos verá todos os fundamentos da Terra serem sacudidos. Homens no poder, que deveriam depender do poder de Deus e de Sua Lei para reger o mundo, preferem ser influenciados pelo poder do mal; por isso, Deus, o Supremo Juiz se levantará e tomará as devidas providências sobre aqueles que se consideraram os maiorais do mundo, influenciados por Satanás; que deveriam ter defendido a causa do fraco e do órfão e não o fez (v. 3), proteger a causa dos pobres e oprimidos, mas foram a causa de suas misérias e opressão (v. 4). Estes que, permitidos por Deus, assumiram lugar de representantes da justiça na Terra, o lugar de Deus (Tiago 4:11-12; I Coríntios 4:3-5), que o Salmo declara que não são eternos (v. 7) e nem santos (v. 2), serão condenados a fim de que o fiel remanescente de Deus seja liberto de suas mãos. Asafe, o autor do Salmo, deixa claro que é o Deus Criador, o Eterno, o verdadeiro Soberano que se levantará no futuro para julgar àqueles que se consideram deuses, pois Ele é proprietário de todas as nações. Louve a esse Deus!

Alguém que ocupa posição de liderança na sociedade, seja político, juiz, legislador, promotor de justiça, advogado ou mesmo líder religioso, deveria reconhecer que assumiu o lugar, a autoridade e a jurisdição de um Juiz Supremo, que deve reconhecer a importância da oração para comunicar-se com esse Juiz Supremo, O qual foi Quem permitiu terem cargos de tão grande responsabilidade na aplicação das leis humanas. O Salmo 82 traz essa mensagem. Neste Salmo Deus adverte aos poderosos da Terra, aos juízes do mundo, que estão no lugar de Deus, mas que são seres mortais, e que num futuro em breve terão de prestar contas perante Deus. Os mais poderosos da Terra devem saber que Deus é Deus, ninguém se compara a Ele, e não é nenhum homem na Terra, por mais poder que tenha, que terá a última palavra. Desde presidentes que exercem influências mundiais tanto quanto o papa que exerce influência espiritual no mundo inteiro terão de dar satisfação de seus cargos de grandiosíssima responsabilidade. Deus não deixará impune a nenhum corrupto, por mais importante que tenha sido na história. Os faraós do Egito, que se consideravam deuses, serão julgados por Deus; os reis dos grandes impérios do mundo que também se consideravam deuses, serão julgado por Deus. Os Herodes, os Césares, etc., todos serão julgados por Deus. Louvado seja Deus!
Heber Toth Armí

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

domingo, 27 de outubro de 2013

RPSP-Salmos 82

Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 82
Comentários:  Kimberly Bobenhausen
O primeiro verso deste Salmo evoca a imagem de um tribunal. Deus preside a grande assembleia e profere o veredito. Curiosamente, são os juízes de Israel, que estão sendo acusados. O Justo Juiz repreende os juízes por favorecer os ímpios, e implora a eles para que protejam as necessidades e os direitos daqueles que são indefesos.

Ao ler a advertência divina para que se defendam os órfãos e os fracos e para que se resgatem os necessitados, meus pensamentos são levados até o tempo da vida de Jesus e Seus ensinamentos.

Lucas nos diz: "Ele foi a Nazaré, onde havia sido criado, e no dia de sábado entrou na sinagoga, como era seu costume. E levantou-se para ler. Foi-Lhe entregue o livro do profeta Isaías. Abriu-o e encontrou o lugar onde está escrito: ‘O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele Me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor’”(Lucas 4:16-19 NVI).

Este mesmo Jesus que aconselhou seu povo nas Escrituras do Antigo Testamento agora mostra através do exemplo de Sua vida sem pecado como tratar os indefesos, as viúvas e os órfãos, e os pobres.

Eu vejo Jesus carinhosamente defender a viúva que deu somente duas moedinhas de oferta. Eu vejo Jesus acenando para as crianças enquanto ordena aos discípulos: "Deixem vir a Mim as crianças." Eu vejo Jesus olhando para baixo, para Sua mãe de coração partido e confiando-a aos cuidados de João.

Que belas demonstrações de amor! Exemplos de como Jesus tratava as pessoas e como Ele quer que as tratemos.
Kimberly Bobenhausen


Exortação a louvor e obediência-Sl 81


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 81
Exortação a louvor e obediência
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Asafe faz um convite para você celebrar a Deus no Salmo 81. Não celebrar de qualquer jeito; pois, a ideia de que para Deus qualquer coisa serve, não cabe na mente do salmista. Se os cantores mundanos que cantam perversidades e imoralidades para pessoas imperfeitas, ensaiam tanto, quanto mais deveria ser feito a Deus! Então, o convite inspirado é para cantar a Deus com alegria; para isso, deve-se fazer uso dos recursos disponíveis. O louvor deve ser inspirado nos salmos, acompanhado de diversos instrumentos musicais (vs. 1-4) em todos os dias de culto. O salmista vai além do mero cantar; ele nos faz pensar em nosso relacionamento com Deus a fim de que o louvor não seja apenas uma cerimônia religiosa desprovida de significado, mas uma motivação que brota do coração pela redenção operada por Deus (vs. 5-12). O próprio Deus revela que anseia que Seu povo O ouça, pois Ele gosta de ouvir aqueles que O ouvem. Entretanto, se você não tem ouvido a Deus é importante que saibas que ainda não é tarde para arrepender-se das coisas que te impedem de estar mais perto dEle. Ele espera o momento de tua confissão sincera. Da mesma maneira que Israel foi liberto da escravidão do Egito, Deus pode te libertar do pecado, da letargia espiritual e da hipocrisia. Basta ouvi-Lo, Ele te abençoaria mais e você teria maiores motivos para louvá-Lo (vs. 13-16). Certamente a tua vida seria bem melhor se você fosse mais sincero ao cantar hinos a Deus! Experimente!

Se o ditado popular “quem canta seus males espanta” está correto; então, “louvar a Deus atrai grandes bênçãos”. O Salmo 81 inicia com um convite ao leitor a cantar alegres louvores a Deus, fazendo uso até de instrumentos musicais para aumentar a exultação. Porém, como cantar alegremente e com sinceridade sem sentir essa alegria e felicidade de verdade? É impossível ter verdadeiras razões para celebrar mesmo após a conversão sem relacionamento contínuo com Deus, sem ouvir-Lhe a voz e sem experimentar os frutos satisfatórios da comunhão (vs. 5-16). Após tantas tentativas frustradas aos que vivem apenas rituais religiosos ou a formalidade na religião (vs. 8, 11), Deus deixa Seu povo entregue à teimosia de seus caprichos, a fim de que sigam suas próprias vontades. Tais pessoas deveriam prestar atenção quando Deus diz: Se meu povo tão somente me ouvisse, se andasse nos meus caminhos, eu resolveria suas dificuldades, o protegeria dos adversários, o sustentaria e o saciaria entre os que Me odeiam (vs. 13-16). A teimosia diante de Deus é pior que a teimosia diante das pessoas, pois torna em hipocrisia o louvor e a religião. Você é teimoso(a)? Se sim, então mude de atitude a fim de que experimentes ricas bênçãos e exalte o nome de Deus através de alegres louvores. Não permita que a teimosia espiritual te prive das bênçãos celestiais, as quais te motivarão a celebrar a Deus alegremente!

No Salmo 81, você é convidado a cantar alegremente a Deus (vs. 1-2); mas pergunto: Você canta o suficiente e o faz com alegria? Por que ao cantar a Deus parece que as pessoas estão tristes, sem motivação e sem vigor, em contraste com os cantores do mundo? Por que parece que os mundanos, que caminham para o inferno, cantam mais animados num show à noite inteira e os que creem terem sido libertos do pecado têm dificuldades de louvar a Deus com entusiasmo e alegria nem por meia hora? A verdade é que, quem não tem prazer em ouvir a Deus não terá prazer em cantar a Ele (v. 8, 11). Quem não tem comunhão com Deus não terá motivação para render-Lhe glórias! Quem não está disposto a seguir Seus mandamentos não terá o coração disposto a louvar com entusiasmo (vs. 3-4). Às pessoas assim, que fazem como bem lhes parece, sem dar ouvidos Àquele que liberta, livra e salva, é deixada por Deus a andarem segundo os seus próprios entendimentos, os quais os levam a ruína (vs. 7, 13-14). Mas, aqueles que dão ouvidos aos mandamentos de Deus, à Sua voz e se relacionam verdadeiramente com Ele têm grandes motivos de sobejos para louvar, adorar e exaltar ao Senhor (13-16); por isso, Deus, tristemente, diz: “Se o meu povo tão-somente me ouvisse...”. Aqueles que não querem dar ouvidos a Deus é porque pensam que sabem mais do Ele. Você já imaginou se você ouvisse mais a Deus? Certamente você cantaria mais a Ele! É na submissão a Deus e no ato de ouvir-Lhe à voz que reside a vitória sobre o inimigo atroz. Obtenha vitórias ouvindo mais a voz de Deus através de Sua Palavra!
Heber Toth Armí
Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”


Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

sábado, 26 de outubro de 2013

RPSP- Salmos 81


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 81
Comentários:  Kimberly Bobenhausen

Há uma bela promessa apresentada na leitura de hoje: “Se o meu povo apenas Me ouvisse, se Israel seguisse os Meus caminhos, com rapidez eu subjugaria os seus inimigos e voltaria a minha mão contra os seus adversários!” (verso 13 NVI).

Deus quer nos salvar. Você pode ouvir o anseio em sua voz? Apesar dos israelitas terem rejeitado a Deus, ele ainda os chama de “Meu povo.” Em Mateus 23:37 Jesus implorou a Seu povo: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram” .

Você já ouviu a voz de Jesus, implorando que você permita compartilhar com Ele a sua vida? Que você O permita consolar e proteger você como uma mãe galinha cuida de seus pintinhos?

Jesus muitas vezes se refere a si mesmo como aquEle que cuida de nós. Ele próprio Se chama: “O Bom Pastor”. Ele diz: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; Eu as conheço e elas Me seguem” (João 10:27).

Pintinhos. Ovelhas. Jesus quer cuidar de você . Ele quer proteger e cuidar de você. Ele deseja lhe manter perto dEle e ficar entre você e seus inimigos.

A minha oração hoje é que eu e você nos rendamos ao Seu amor. O Salmo 91:4 nos assegura: “Ele o cobrirá com as Suas penas, e sob as Suas asas encontrarás refúgio.” Amém.
Kimberly Bobenhausen


Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/81Fonte: http://reavivadosporsuapalavra.org/

Pedindo restaurações-Salmos 80


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 80
Mudando o rumo da vida
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Quando o povo se afasta de Deus para viver como bem lhe parece, buscando seu próprio interesse, certamente – como aconteceu com Israel no passado –, enfrentará, lá na frente, problemas de ordem espiritual, relacional, moral, emocional, social e econômico. Devido à indiferença do povo para com Deus, o resultado é obvio: destruição total. Asafe, no Salmo 80, constata que:
1. Quando o povo prefere o pecado antes que a Deus, não há resposta para orações (v. 4);
2. Quando o povo se afasta da proteção divina, Deus ainda preserva a vida; porém, viver sem Ele implica em sufocar-se em choros e sofrimentos (v. 5);
3. Quando o povo se afasta da comunhão com Deus perde a comunhão com o próximo e surgem inimizades, brigas, desprezos, humilhações e zombarias na sociedade, na igreja e na família (v. 6);
4. Quando o povo se afasta da direção de Deus, pessoas invadem a propriedade, privacidade e a vida alheia (v. 12);
5. Quando o povo se afasta de Deus perde as Suas bênçãos; nada dá certo, planos dão errado e os sonhos se vão pelo ralo (v. 16).
Baseado neste salmo há duas lições que todos precisam aprender, mais cedo ou mais tarde; são elas:
1) A vida sem Deus é um complexo emaranhado de aflição e desespero; e,
2) Em meio à dor e desespero é preciso reconhecer que só Deus pode restaurar qualquer situação. Então, antes que seja demasiado tarde, faça como o salmista: Volte-se a Deus e clame por restauração total (vs. 1-3, 7, 17-19).

Deus não está ávido para julgar tanto quanto está para salvar; portanto, quem O conhece não deveria estar ávido para pecar, mas ávido para buscá-Lo! Como seria bom se o mundo e até mesmo a igreja se conscientizasse de sua situação e elevasse a Deus esta oração: Ó Pastor de Israel, dá ouvidos; tu, que guias a José como um rebanho, que te assentas entre os querubins, resplandece perante Efraim, Benjamim e Manassés. Desperta o teu poder, e vem salvar-nos”. E, como seria maravilhoso se os afastados do rebanho do Senhor, tomassem a atitude de buscar a Deus e dizer-Lhe: “Faze-nos voltar, ó Deus; faze resplandecer o Seu rosto e seremos salvos”. Inicialmente estes versos iniciais do Salmo 80 se aplicam à restauração física de Israel, entretanto esta mensagem se aplica também à restauração espiritual; pois, devido à precária situação espiritual é que sobreveio o exílio ao povo de Deus. Interessante que no mesmo Salmo, por mais duas vezes se repete as palavras do verso 3, apenas com alguns acréscimos “Deus dos exércitos” (v. 7) e “Senhor Deus dos exércitos” (v. 19). Assim, a ideia é que o Deus todo-poderoso é Rei sobre todo o Universo, da Terra ao Céu e, para salvar o perdido, ainda que seja apenas um, Ele possui um exército para guiá-lo e protegê-lo durante o processo de salvação (veja Salmo 103:20-21 e Hebreus 1:14 onde se faz referência aos anjos que ministram em favor da salvação). Assim, se você buscar a Deus com Seu exército, não há como você se perder!

Contra fatos não se argumenta, você terá de aceitar ou rejeitar os ensinamentos do Salmo 80. Este mundo não tem absolutamente nada de bom, perdurável e nobre para oferecer a quem quer que seja; e, se por acaso houver, será para desviar pessoas da salvação. E, desviar-se do caminho da salvação implica em rejeitar de Deus a Sua proteção e bênçãos. A partir daí surgem rixas, discórdias, brigas, ciúmes, invejas, ódio, mágoas, conflitos e coisas semelhantes a estas no trabalho, no lazer, na igreja, entre vizinhos, amigos e familiares. No referido Salmo, o povo de Deus, atualmente identificado como igreja, é comparado a uma vinha. E, Deus é Quem cuida da vinha que Ele mesmo plantou com a Sua destra. Às vezes, Ele tem de podá-la a fim de restaurá-la. No entanto, como temos livre escolha de ser ou não ramos da Videira Verdadeira – que é Cristo; ainda que Deus queira restaurar-nos, Ele só o fará se a Ele clamarmos por restauração. Temos de clamar pela atuação de Deus em toda área da vida, a fim de que haja transformação em todos os aspectos, seja físico, social, financeiro, emocional e principalmente espiritual. Coloque Deus em primeiro lugar e todas as outras coisas serão transformadas. Ore imediatamente a Deus como fez Asafe: “Seja a Tua mão sobre o povo de Tua destra... então não nos apartaremos de Ti; vivifica-nos, e invocaremos o teu nome. Faze-nos voltar, ó Senhor dos Exércitos; faze resplandecer o Teu rosto, e seremos salvos” (vs. 17-19).

Heber Toth Armí
Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”


Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

RPSP- Salmos 80


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 80

Comentários:  Kimberly Harris
Este Salmo, assim como o anterior, foi escrito num período de angústia nacional e é também um apelo para que Deus intervenha. Contudo adota um tom diferente, repleto de lembranças de tempos melhores. Fala de Deus como o Pastor e guardião da Sua vinha. O Salmo expressa a submissão de um povo que agora está disposto a permitir que Deus os lidere, oriente, treine e cuide do Seu rebanho.

 Neste salmo, há uma referência à glória do Shekinah, logo no primeiro verso: "Tu, que tens o teu trono sobre os querubins, manifesta o teu esplendor!" (NVI).

Alusões ao resplendor de Deus podem ser vistas também nos versos três, sete e no último verso em que o salmista suplica: "Faze resplandecer sobre nós o teu rosto" (v. 19, NVI). Os filhos de Israel tinham conhecimento acerca da época em que a Glória de Deus habitava no meio deles. Através do santuário, eles tiveram habitando no meio deles a presença física, literal, de Deus. Que calor o conforto podem ser encontrados nesse pensamento!

Para os hebreus, Deus era compreendido como uma luz. Ele era o fogo que ardia naquela sarça perante Moisés, no deserto. Ele era a luz que brilhava a partir da nuvem de fogo, que conduziu os hebreus através do deserto. Ele era o brilho visto no rosto de Moisés, depois que ele esteve com Deus. Você já imaginou o privilégio de seguir uma nuvem de fogo através do deserto? Ter a luz divina enchendo a sua casa ao você parar à noite para descansar ?

Essa mesma presença de fogo está disponível a nós, aquecendo nossas casas e nosso coração. Depois que Jesus subiu ao céu, ele nos enviou este fogo. "Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava" (Atos 2:1-4, NVI).

 É por meio do Espírito Santo que somos reconduzidos à Glória do Shekinah. É por meio do Espírito Santo que somos reconectados ao Deus dos hebreus, ao Deus que anseia viver em nosso meio. A minha oração é que Deus acenda o fogo do Espírito Santo em minha vida e em sua vida, hoje!
Kimberly Harris

Pedido de Ajuda- Salmos 79


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 79
Pedido de Ajuda
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Socorro! Preciso de ajuda! Deve ser o clamor de toda pessoa. Porém, infelizmente por considerar-se forte e hábil demais para depender de Deus, a maioria da humanidade – até mesmo pessoas dentre o povo de Deus, decide andar pelos próprios caminhos e seguir suas próprias vontades, desprezando interesses do Salvador. O Salmo 79 é um exemplo do que acontece se não sossegar na presença protetora de Deus, pensando saber lidar com a vida à sua própria maneira com base na própria capacidade. O Salmo anterior (78) é um alerta, a qual não sendo atendida, leva à destruição! No Salmo 79, após considerar o sofrimento, a dor e a destruição da cidade, do templo e a mortandade (vs. 1-7), Asafe intercedeu pelo povo evocando a misericórdia, a ajuda, a libertação e o perdão com base no amor de Deus (vs. 8-12). O último verso da oração do salmista é a atitude que todos deveriam tomar antes da desgraça chegar; porém mesmo na desgraça de afastar-se da graça, é possível confiar na misericórdia de Deus, encher o coração de esperança, suplicar ajuda, perdão e libertação e por fim decidir ser fiel, submisso e devoto a Deus como um rebanho a Seu pastor, de geração em geração. É preciso que por mais orgulhosos que sejamos, reconheçamos com franqueza nossa fraqueza e clamemos diariamente a Deus: “Socorro, preciso de ajuda!” Pois só vale a pena ter a Jesus como Pastor sendo uma ovelha submissa de Seu rebanho!

Pecado destrói. Pecado mata. Antes que ele acabe com você, acabe com ele. Pecado não perdoa; mas Deus perdoa, não o pecado, mas o pecador. Abra a tua Bíblia no Salmo 79 e peça que o Espírito Santo te ajude a abrir a mente e o coração para a verdade tão ignorada que o pecado arruína tudo. Se tua vida está arruinada, é porque você se afastou de Deus. Jerusalém está arruinada, o Templo destruído e, o povo chacinado por causa da invasão de pagãos que não conhecem a Deus. Há dor e sofrimento diante de tanta morte. A dor e a angústia nem sempre são de arrependimento, mas por perder a terra, ter a cidade destruída e o Templo invadido por ímpios (vs. 1-3). O fato da herança de Deus não ter dado ouvido à Sua voz no Salmo 78, o povo que deveria ser honrado ouve a voz de escárnio de seus vizinhos no Salmo 79. Tem muita gente que arma suas próprias ciladas, cria seus próprios problemas, arruína a própria vida e depois acha que Deus tem que fazer alguma coisa para consertar toda a desgraça por não tê-lO dado atenção. Eu acho que Deus é muito bom, compassivo demais, perdoador ao extremo. Só Ele mesmo para tolerar tanta rebeldia, ingratidão e indiferença de nossa parte e nossas acusações a Ele por não termos feito o dever de casa: buscá-Lo todos os dias o dia todo! Ainda bem que eu não sou Deus, do contrário não deixaria vivo nem a mim mesmo. É por isso e, por muitos outros atributos, que Ele merece a nossa sincera e total devoção. Adore-O e louve-O sempre!

A aflição, a dor e a angústia são pedagogos da oração. Têm cristãos que quando está tudo bem não oram bem, precisam passar por momentos maus para dedicarem bem à oração. Se não fossem necessários momentos difíceis para que Seus filhos orassem mais, certamente Deus não permitiria o sofrimento; mas, como Ele tem filho que só se volta a Ele quando perde alguma coisa, ou sofre algum dano, então Ele permite. Entre os escombros da cidade de Jerusalém e do templo, os que sobraram lamentaram o caos resultante da invasão dos ímpios - esse é contexto do Salmo 79. A lição é clara: Quando as cidades são decretadas “estado de calamidade pública”, ou “estado de emergência”, devido a catástrofes naturais ou qualquer outra coisa, muita gente que nem se lembrava de Deus dobra seus joelhos em oração. O pior é que inicialmente Deus é questionado; mas, enfim, no fim da oração o pecado é reconhecido. Asafe, estende sua alma a Deus em prol, primeiro de justiça contra os inimigos de Israel (vs. 6-7, 12); então, em prol do povo infiel (vs. 5, 8-10). Ele pede perdão coletivo, ajuda sobrenatural e vingança ao Seu povo. No verso 9 há um pedido de salvação, reconhecendo que Deus é o único que pode interver e libertar infratores, desobedientes e indiferentes. Há esperança para mim e para ti. No desespero, corra à única fonte de esperança. Ao pecar, fuja das consequências para Àquele que assume o lugar do pecador e morre em seu lugar: O Messias, nosso Salvador!
Heber Toth Armí
Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...