Receba mensagens em seu Email

sábado, 31 de agosto de 2013

Lições de Vida- Salmos 24


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 24-#rpsp
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
A quem você honra, respeita e submete? A quem você se entrega? Quem é teu senhor? Alguns são servos do pecado, outros do dinheiro, outros dos prazeres sexuais, outros das bebidas e tem aqueles que têm as drogas como senhor de sua vida. No entanto, a melhor coisa é ter a Jesus como Senhor, como o Pastor de Sua vida; ser de Cristo é viver experiência incomparável. Ao ler o Salmo 24 não há como não se lembrar ou relacionar com os dois Salmos anteriores. O Pastor do Salmo 22, que dá a vida pelas Suas ovelhas é o Bom Pastor ressurreto que cuida de cada uma delas no Salmo 23. Esse mesmo Pastor é agora visto no Salmo 24 como o Pastor-Senhor, o Rei da Glória que tem tudo preparado, o plano da salvação, para oferecer a Suas ovelhas. Ninguém fez por amor o que Jesus fez por você! Ninguém pagou o teu resgate com sangue como Jesus fez por você! Ninguém deu a sua vida por você como Cristo Jesus fez! Se Lhe custou tanto é porque as consequências de teus atos eram terríveis, excessivamente grandes; ainda que não o percebas. Jesus foi o único ser perfeito que viveu nesta Terra, que inocentemente foi suspenso numa cruenta cruz para que pudesse levantar aqueles que estão caídos em suas misérias, desgraças e pecados. Jesus deu a vida para que você pudesse libertar-se da morte. Por isso, Jesus é o Rei da Glória, que oferece a glória celestial para aqueles que aceitam Seu sacrifício, Sua morte e Seu plano de salvação. Você aceita?

Quem é você? Por que Jesus teve que viver neste mundo de pecado e sofrer sendo Ele santo e puro? Por que Jesus teve que morrer? É certo que Cristo morreu, mas tão certo quanto Ele morreu é que Ele não permaneceu morto. A salvação do ser humano não se centra apenas na morte de Cristo, mas depende também de Sua ressurreição. Se Ele não tivesse ressuscitado, não haveria glória. Não haveria nenhuma esperança; pelo fato dEle ter morrido, ressuscitado e entronizado no Céu à direita do Deus Pai, pode oferecer a mim e a você um futuro de glória; pois Ele é Senhor de tudo, até aquilo que o diabo havia tomado para si. Mas, quem habitará com Ele quando Ele vier em Seu reino? Salmo 24:1-6 responde que são aqueles que:
1. São limpos de mãos, não praticam iniquidade;
2. São puros de coração, não abrigam nenhum pecado;
3. São sinceros e verdadeiros, pois não entregam sua alma à falsidade;
4. São fieis e honestos, que não juram dolosamente.
Agora olhe ao redor; com tais exigências (vs. 5-6), quem poderá estar no Céu? Quem se salvará? Olhe para você; você cumpre tais exigências? Se você for sincero, reconhecerás tua indignidade; mas foi por isso que Jesus morreu: para te libertar do pecado e transformar teu coração a fim de que recebas “do Senhor a bênção e a justiça do Deus da sua salvação”. O grande plano espiritual de salvar da morte o pecador é de interesse de todo aquele que reconhece a necessidade de um Deus poderoso para livrá-lo da morte. Você aceita?

Quem é Jesus? Jesus, o Emanuel, Deus conosco, tornou-se homem e morreu em nosso lugar. Após Sua morte, Ele ascendeu aos Céus, à destra de Deus Pai (Salmo 24). Nas palavras de Paul Wascher Jesus fez "com que pela primeira vez, em toda a história da criação, um homem subisse às portas dos Céus clamando, o que encontramos no versículo 7: ‘Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos ó portais eternos, para que entre o Rei da Glória’”. “Então, todo o céu atrás daquelas portas entra em estado de choque, em silêncio e espanto. Finalmente, um corajoso levanta a cabeça e pergunta: ‘Quem é este Rei da Glória? Quem se atreve a falar com estes portais?’... De repente, o Senhor, o Messias, o Filho de Deus, o Homem, clama: ‘O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR, poderoso nas batalhas...’”. Amigo leitor, Jesus é Senhor do Universo. Tudo pertence a Ele. Tudo o que existe no Céu e na Terra Lhe pertence (v. 1). Ele pode fazer o que quiser, do jeito que quiser e quando quiser (v. 08). Nós não temos direito nem mesmo de questionar o que Ele faz; na verdade temos a responsabilidade de aceitar ou não o que Ele fez, faz e fará pelos que O aceitam. Ele oferece um meio de levar você para o Céu, por meio de Seu sacrifício e Sua intercessão. Ele oferece o perdão e te cobre com Sua justiça; então serás transformado, teu coração será puro, tuas mãos limpas e tua alma restaurada. Assim poderás entrar no Céu. Esse é o plano! Você aceita? (Heber Toth Armí#rpsp

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP- Salmos 24

Reavivados por Sua Palavra #rpsp
Leitura Bíblica  - Salmos 24
Comentários: Richard McNeil
Em uma época em que as influências da teoria da evolução estão por toda parte tentando influenciar o nosso pensamento alguns tem se questionado a respeito de nossas origens.

O salmista Davi deixa bem claro que a terra e tudo o que nela existe pertence ao Senhor. Foi Deus quem nos criou. Não evoluimos a partir de uma existência sem compreensão racional. Davi reforça o quadro da criação, apresentado em Genesis, do Deus que se movia sobre as águas, mas dá um passo além e proclama que Deus tem uma jurisdição ainda maior sobre nossas vidas.

Davi se põe a pensar a respeito de quem vai estar com Deus. Ele tem certeza de que o nosso Deus é o Criador, o Todo-poderoso, capaz de vencer qualquer batalha e Rei acima de todos os reis! Mas a questão de quem é digno de estar na presença de Deus persiste.

O salmista dá a resposta em termos decepcionantes: aquele que é limpo de mãos e puro de coração, aquele que não é influenciado por pensamentos vãos. O problema é que nenhum de nós está totalmente limpo! Somos todos propensos ao egoísmo, a pensamentos vãos que nos levam a batalhar um contra o outro.

Somos verdadeiramente a geração de Jacó, temos um caráter misto capaz de tentar enganar e manipular. Felizmente a vida de Jacó não terminou desse modo. Jacó foi transformado e recebeu um novo nome. Seu nome foi mudado para Israel. Da mesma forma, embora sejamos uma geração perdida podemos ser encontrados, embora procuremos seguir por nossos próprios caminhos agora decidimos caminhar pelo caminho estreito do Senhor.

Que a nossa oração hoje seja: “Senhor dá-nos mãos limpas e um coração puro, tão necessários para que possamos ser dignos de reinar contigo para sempre. Amém!”
Richard McNeil

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Lições de Vida Salmos 23


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 23- #rpsp
Elaborado pelo Pastor Heber Toth Armí

A PROFUNDIDADE EVANGÉLICA E TEOLÓGICA DO SALMO 23

INTRODUÇÃO: Texto Bíblico principal: Salmo 23
1. O salmo 23 é o mais lido, conhecido e decorado de todos os salmos.
2. O salmo 23 é o que recebeu mais comentários de todos os salmos.
3. O salmo 23 é o Salmo que recebeu vários títulos; por exemplo: “Salmo Pastoril”, “Cântico Pastoril”, “A pérola dos Salmos”, “O Salmo do Pastor”, “O Salmo do Bom Pastor”, “O Salmo da boa ovelha”, “O Salmo dos mártires”, etc. O que se pode extrair dele?

I. SE JESUS FOR O TEU PASTOR VOCÊ NUNCA ESTARÁ SÓ – Salmo 23:1, 4
1. Se fores ovelha do Pastor Jesus, terás sempre Sua presença. Pode faltar um carro novo, uma casa nova, o emprego dos sonhos, etc., mas Jesus nunca te faltará.
2. Se fores ovelha sincera, serás guiada pelo Pastor Jesus; ainda que passes pelo deserto, Sua presença nunca te faltará.
3. Se fores ovelha do rebanho do Pastor Jesus você pode orar “Pai nosso” (Mateus 6:9), pois Deus como um pai está sempre ao teu lado. Ele é um Deus pessoal, nunca distante!

II. SE JESUS FOR O TEU PASTOR VOCÊ SERÁ MANTIDO POR DEUS – Salmo 23:2, 5
1. Se fores ovelha do Pastor Jesus, serás conduzida por onde há alimento e água que mitiga a fome e sacia a sede da alma.
2. Se fores ovelha sincera, o Pastor Jesus não te deixará sem o que é essencial e vital.
3. Se fores ovelha do rebanho do Pastor Jesus você pode orar: “O pão nosso de cada dia nos dá hoje” (Mateus 6:11), porque Deus supre as tuas necessidades.

III. SE JESUS FOR TEU PASTOR VOCÊ SERÁ PROTEGIDO POR DEUS – Salmo 23:3, 6
1. Se fores ovelha do Pastor Jesus, terás paz e tranqüilidade a ponto de sentir refrigerar a alma atribulada, estressada, angustiada e aflita.
2. Se fores ovelha sincera, o Pastor Jesus te protegerá das tentações que podem te destruir na caminhada em direção à casa do Pai.
3. Se fores ovelha do rebanho do Pastor Jesus você pode orar: “Não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal” (Mateus 6:13), porque é Deus quem te protege das forças demoníacas.

IV. SE JESUS FOR O TEU PASTOR VOCÊ ANDARÁ PELA JUSTIÇA DE DEUS – Salmo 23:3-4
1. Se fores ovelha do Pastor Jesus, serás guiada pelas veredas da justiça sendo transformada pelo amor pessoal de Sua constante presença, até mesmo no vale de sombra e da morte.
2. Se fores ovelha sincera, não temerás mal nenhum porque saberás que nunca estarás longe do amor e da bondade do Pastor que sabe o caminho que te conduzirá à casa do Senhor.
3. Se fores ovelha do rebanho do Pastor Jesus você pode orar: “Venha teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no Céu... perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos a nossos devedores” (Mateus 6:10, 12), pois estarás sendo moldada ao trilhar pelas veredas da justiça.

CONCLUSÃO:
1. O Salmo 23 é belo por natureza, pois fala de nossas necessidades naturais sendo supridas por um Deus amoroso.
2. O Salmo 23 é completo, pois apresenta a vida cristã desde quando se aceita Jesus como guia e líder da vida até o fim da jornada espiritual: O Céu – a casa do Senhor. A casa do Senhor é no Céu: “Pai nosso que estás no Céu” (Mateus 6:9).
3. O Salmo 23 é amplo, pois está revelado na oração do “Pai nosso”, o modelo de oração ensinado por Jesus, o Divino Mestre Pastor.

APELO:
1. Aceite Jesus como teu Pastor e seja Sua boa ovelha, fiel e obediente.
2. Permita a excelente vontade do Pastor te conduza, ainda que tenhas que passar pelo vale da sombra e da morte.
3. Aceite viver no rebanho das ovelhas do Divino Pastor Jesus que Ele te conduzirá à casa do Senhor, para que ali faças a tua morada.

Elaborado pelo Pastor Heber Toth Armí
http://portal-biblico.blogspot.com.br/2011/05/profundidade-evangelica-e-teologica-do.html

RPSP- Salmos 23

Reavivados por Sua Palavra #rpsp
Leitura Bíblica  - Salmos 23
Comentários: Randy Roberts

O Salmo 23 é o mais conhecido de todos os Salmos. Suas palavras e imagens nos asseguram que não estamos sós, que nosso Pastor está sempre conosco. Na verdade, o nosso Pastor é o tema central. Em pelo menos treze lugares o salmo faz referência ao nosso Pastor. “Ele me faz repousar… Ele me conduz… Ele me guia… Tu estás comigo… a tua vara e o teu cajado me protegem… eu habitarei na casa do Senhor para sempre”.

Este salmo faz três afirmações sobre o nosso Pastor… e nós. Primeiro diz que não temos necessidades que nosso pastor não possa satisfazer. “O Senhor é o meu pastor, da nada terei falta” (Salmo 23:1, NVI). Qualquer desafio ou dilema que enfrentamos, a resposta para a nossa dificuldade é encontrada em nosso Pastor.

Em segundo lugar, o salmo diz que não andamos por vales que Ele não vá conosco. “Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo” (Salmo 23:4, NVI). Em outras palavras, não importa o desafio que você tenha que enfrentar hoje, você não precisa enfrentar sozinho. Não há vale em que o pastor não vá com você.

E, finalmente, o salmo diz que nós não enfrentaremos o futuro sem a sua presença. “habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.” (Salmo 23:06, ARA). A boa notícia que o evangelho nos oferece, através da graça de Jesus, é a promessa da eternidade em Sua presença. Essa promessa pode sustentar-nos através de qualquer escuridão.

Não temos necessidades que nosso pastor não possa satisfazer.

Não andamos por vales que nosso pastor não vá conosco

Não enfrentaremos o futuro sem a presença do nosso Pastor.

Não admira que o salmista diga: “O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.” (Salmo 23:1, NVI).
Randy Roberts
Pastor Titular
Igreja da Universidade de Loma Linda
Traduzido por JDS

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Lições de Vida-Salmos 22


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 22-#rpsp
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Abandono! Solidão! Rejeição! Não tem coisa pior! Alguém abandonado por amigos; um marido que abandona a mulher; uma mulher que abandona seus filhos... Pense o que você quiser, Jesus se sentiu abandonado, desamparado e rejeitado por Deus! O Salmo 22 contém a base para a frase mais sofrida de Jesus: “Pai, por que me desamparaste”(v. 1); esse é o sofrimento espiritual. O sofrimento de Jesus é muito bem descrito nesse salmo. O sofrimento físico, infligido ao seu corpo, está escancarado nos versos 14-16. Porém, além dos sofrimentos físicos e espirituais, os versos 6, 8, 12, 13, 18 e 19 apontam para o sofrimento moral de Cristo; é possível que este doa mais que o físico. Certamente que as feridas morais e emocionais demoram mais a cicatrizar que as físicas. Em Cristo elas foram causadas pelo sarcasmo, ironia, ódio, desprezo, crueldade e zombaria dos circunstantes ao pé da cruz, como se percebe nos relatos dos evangelistas. O Salmo 22 descreve o completo sofrimento de Cristo; inicia com o sofrimento espiritual, passa pelo sofrimento moral e termina com o sofrimento físico. Porém, nos versos 19 ao 22 o salmo fala de livramento e nos versos 27 ao 31 fala da vitória de Cristo. Esta sequência revela que o livramento e a vitória de Cristo resultaram do sofrimento. Assim, como a trajetória de Cristo, se queremos a vitória temos de aprender que antes da coroa é preciso passar pela cruz. Como sem luta não há vitórias, sem cruz não há salvação!

A cruz é o centro da história, deve estar cravada no centro de nosso coração como Cristo esteve cravado nela. Foi por causa de nossos pecados que Cristo teve que morrer. O Salmo 22 é chamado de “o salmo da cruz” assim também deve ser chamado o povo que segue a Jesus; não apenas porque Ele morreu na cruz, mas por Ele ter dito que somente quem toma a Sua cruz verdadeiramente o segue. Cruz não é símbolo de sofrimento, mas de morte. Ninguém que tomava a cruz ficava vivo por muito tempo. Quem toma a cruz para seguir a Jesus morre para o pecado, para este mundo e para as vontades do eu pecaminoso. A salvação passa pela cruz de Cristo, quem toma a cruz é conduzido pelo caminho da eternidade. Olhe para a cruz, imagine ali Jesus; o horrendo caráter do pecado só pode ser avaliado diante da cruz de Cristo, o inocente que morreu como o pior criminoso; o amoroso que morreu como o mais odiado (vs. 6-7, 13, 16). Até mesmo Deus parece ter rejeitado a Jesus; sim, quando Ele assumiu nosso pecado foi rejeitado. A crucifixão de Cristo foi e será a maior demonstração de repúdio ao pecado. Em contrapartida, tomar a cruz de Cristo, ter as mesmas experiências, ao deixar que Ele viva em nós, nos apoderamos de Sua vitória conquistada por nós ali naquela cruz (vs. 23-31). A partir daí nossa vida será pautada por Sua vontade revelada mesmo sem depender de circunstâncias favoráveis para viver a vontade divina; então viveremos para a glória de Deus!

Os que seguem ao Mestre Jesus em todos os aspectos da vida, passam por experiências semelhantes. O intrigante Salmo 22 relata simultaneamente as experiências de Davi e as de Jesus. Ambos se sentiram abandonados por Deus. Inimigos os atacaram implacavelmente. Ambos clamaram por livramento. Logo após, regozijaram-se, sabendo que o Senhor defende o oprimido. Não tem como ser diferente, quem vive com Cristo vive diferente em relação ao mundo. Quem vive diferente, vive na contramão da maioria; enfrenta a pressão da anarquia para seguir em frente. Quando Cristo vive no coração inteiro do cristão, é Cristo que vive em seu lugar. O eu já não vive mais, pois isso a pessoa já não é como as demais. Jesus é o Rei eterno, o Filho de Davi que assumiu o trono para reinar entre Seu povo (vs. 27-29). Desta forma, o Salmo em questão inicialmente aponta para o rei Davi; e de forma mais ampla, aponta para o Rei Jesus. Mesmo neste mundo de crise extrema ainda há salvação. Este mundo, com suas maldades, injustiças e iniquidades, destroem a alma de quem quer que seja; se até mesmo o próprio Filho de Deus não se livrou sobrenaturalmente, quem somos nós para viver justamente e em paz num mundo injusto e mal? Ainda que você enfrente oposição por se posicionar ao lado de Cristo, certamente a mesma vitória que Cristo teve, você também terá. Ele pagou o preço a fim de que você tenha a recompensa! Por isso, agora mesmo viva para buscar a louvar ao Senhor!

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP- Salmos 22

Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 22
Comentários: Delbert Baker
Este salmo tem uma dupla, e até mesmo tripla, aplicação. Por um lado, vemos Davi repartindo a sua própria experiência de dor e angústia. Visto a partir da perspectiva messiânica, este Salmo expressa o que Cristo passou no lugar do pecador e como alcançou uma grande vitória na cruz. O Salmo pode ainda ser compreendido a partir da perspectiva relacional e experiencial, a qual nos traz valiosas informações sobre a melhor forma de lidar com difíceis experiências da vida.

O Salmo 22 tem sido chamado de “O Salmo da Cruz” por causa de suas referências óbvias aos sofrimentos experimentados pelo Messias. Os escritores do Novo Testamento aplicam diversos versos desse Salmo aos sofrimentos de Cristo e Sua crucificação. Toca o coração imaginar a agonia de Cristo, apesar de sua confiança em Deus, quando Seu Pai O abandonou por causa da sua identificação com os pecadores e do seu propósito de levar sobre sí o peso do pecado que lhes pertencia.

O Salmo é um convite à reflexão acerca dos sofrimentos de Cristo e Seu amor por nós. Somos incentivados por Ellen White a rever frequentemente as cenas finais da vida de nosso Redentor. ”Far-nos-ia bem passar, diariamente, uma hora a refletir sobre a vida de Jesus, da manjedoura ao calvário. Devemos tomá-la ponto por ponto, e deixar que imaginação se apodere de cada cena, especialmente, as finais. Ao meditar assim em seu grande sacrifício por nós, nossa confiança nele será mais constante, nosso amor, vivificado e, seremos mais, profundamente imbuídos de seu espírito”. (White, DTN, p. 83).

Há muita autenticidade neste Salmo. Nele, o salmista expressa sua enorme dor. Ele fala acerca de como ele tem necessidade de ter Deus perto de sí, porque o seu problema o está sufocando e não há nenhum sistema de apoio humano para socorre-lo. Ele descreve como está carente e ferido. Adversários terríveis se opõem a ele de tal forma que sua energia e vitalidade se esgotaram. Seus inimigos são muitos e têm grande força. O que ele pode fazer? Onde ele deveria buscar ajuda? O que nós fazemos? Onde buscamos ajuda? Então ele avança para o reconhecimento de que há apenas uma fonte de apoio a quem recorrer — o próprio Deus!

O salmista faz um fervoroso apelo suplicando a presença e a proteção de Deus. Por quê? Porque ele sabe que se Deus está próximo e envolvido, então, independentemente do resultado, ele ficará bem. Ele não esconde a sua tristeza e depressão, mas suplica: “Tu, porém, Senhor, não fiques distante! Ó minha força, vem logo em meu socorro!” (verso 19) Então, embora ainda esteja no meio do problema, ele acrescenta: “E tu me respondeste” (verso 21). Isto é realmente surpreendente.

Talvez tenhamos que passar por situações semelhantes um dia na vida. Quando tudo aparentemente estiver fora de controle, o crente que coloca em prática os princípios do Salmo 22 pode declarar a vitória antes da vitória realmente acontecer. Como? Através da fé! Os filhos de Deus não  precisam ver para crer, Deus lhes prometeu a vitória e isso é suficiente para eles. Este é o exemplo Messiânico, o exemplo de Cristo, e essa pode ser a nossa experiência.
Delbert Baker

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Lições de Vida - Salmos 21


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 21-#rpsp

Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Há quem não consegue cantar; não celebra a salvação, não louva a Deus. Parece que nunca obtivera vitórias de Deus; pois, até mesmo todo um exército vitorioso de uma guerra irrompe em canção – nem que seja o Hino Nacional de sua nação. Disse Philip Yancey de alguns cristãos que, “alguns de nós parecemos tão ansiosos em fugir do inferno que nos esquecemos de celebrar a nossa viagem para o Céu”. O Salmo 21 tem verdades importantes: Davi, depois de enfrentar lutas em sua caminhada com Deus e alcançar a vitória em sua jornada rumo à morada celestial, celebra, canta e exalta a força do Senhor; ainda convoca outros a cantarem e a louvarem o poder de seu Deus (vs. 1, 13). Você já recebeu alguma coisa de Deus? Ele já respondeu alguma de tuas orações? Já te deu algo de que não merecias? Então cante louvores a Ele! Merrill F. Unger oferece-nos uma visão cristológica deste salmo, diz que no salmo “Prevê-se a glória majestosa de Cristo, 1-7, e celebra-se sua vitória sobre seus inimigos, 8-12. Então o Israel redimido cantará um hino, 13”. Se rei ou não, quem confia no Senhor e em Seu amor nunca vacilará (v. 7), mas sempre cantará e louvará o poder do Salvador (v. 13). Cante, louve, exalte, glorifique, adore, honre e celebre o Deus que age, que salva, que liberta e concede vitória a todo aquele que nEle confia!

Há um contraste entre quem busca a Deus e quem O ignora. O futuro de um é bom; do outro, ruim. Para quem confia em Deus há vida eterna; mas para quem O ignora há um fim eterno, morte sem volta. O salmo 21, depois de mostrar que aquele que procura o favor divino será abençoado, terá sucesso e uma coroa de ouro fino (v. 3), vida longa (v. 4), glória, honra, majestade (v. 5) e satisfação na presença de Deus (vs. 6-7) passa a contrastar com o fim dos que ignoram o favor dos Céus. Diz o salmista que os inimigos dos filhos de Deus e, consequentemente, também de Deus, serão capturados e aniquilados (vs. 8-12). Nenhum deles restará; quem aborrece a Deus não ficará impune. O juízo é fogo que consome – não como dizem os deturpadores da doutrina do inferno alegando ter vida no inferno. Não importa o que façam os maus para se escaparem “O Senhor os devorará na Sua indignação, e o fogo os consumirá” (vs. 9). Deus destruirá a semente do mal para sempre; quem preferir o pecado ao perdão terá sua posteridade destruída da face da Terra (v. 10). Não haverá escape para ninguém que pratica o mal (vs. 11-12). Alguém sabiamente afirmou: “Se o inferno fosse um lugar assim como muitos pseudo-teólogos dizem em seus sermões, a Bíblia estaria se contradizendo; o inferno não é um lugar, o inferno será um evento”. A Bíblia fala da destruição total dos pecadores que não buscarem solução real para o problema e as consequências do mal.

Agradecer a Deus depois de responder uma oração é dever de todo cristão. Louvor é expressão de gratidão pela resposta obtida da oração. A gratidão gera adoração em quem reconhece Deus como Autor das respostas de petições. Ellen G. White insta a cada cristão: “Cultivai a gratidão. Louvai a Deus pelo Seu admirável amor em dar a Cristo para morrer por nós. Nada lucramos em pensar em nossas mágoas. Deus convida-nos a meditar na Sua misericórdia e no Seu amor incomparável, a fim de que sejamos inspirados com o louvor” (A Ciência do Bom viver, pág. 492). No Salmo 21 Davi, na composição desta canção, agradece a Deus por responder sua oração. Deus lhe deu vitória sobre seus inimigos. Esse Salmo é uma resposta de gratidão ao salmo 20 no qual se eleva a Deus petições do coração. Assim, quem ousa orar deve ousar agradecer. Deus concede os desejos do coração do rei (21:2-12) e o rei concede a Deus a devoção de Seu coração (vs. 1, 13). Aprenda com Davi, faça uma aliança com Deus; diga-Lhe:
Cada vez que perceber uma necessidade, que eu expire uma petição, não reclamação!
Cada vez que perceber a necessidade em alguém, que eu interceda em oração!
Cada vez que perceber pecado em meu coração, que eu pratique a confissão!
Cada vez que perceber pecado do meu irmão contra mim, que eu conceda o perdão!
Cada vez que perceber a Tua mão na direção, que eu exulte em adoração!
Cada vez que perceber Tuas bênçãos, que eu expresse gratidão!!!

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP- Salmos 21


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 21
Comentários: Delbert Baker
Este salmo completa o ciclo de súplica e obtenção, pedido e resposta iniciado no Salmo 20. Ele era utilizado após a vitória solicitada no Salmo 20 ter sido obtida. A vontade de Deus tinha sido seguida, as orações por vitória haviam sido oferecidas, a conquista tinha acontecido. Agora o povo de Deus fielmente, vai a Deus e Lhe oferece louvor e ações de graças pelo sucesso alcançado.

O Salmo 21 diz que o crédito de cada vitória deve ser atribuído a Deus. Além disso, deve haver o reconhecimento da parceria entre o divino e o humano. A vitória, o sucesso e suas ramificações, é mais do que apenas lutar e vencer. É muito mais. Perguntemo-nos: O que aconteceu? De que modo fizemos a nossa parte? Quais as lições a aprender? Que correções futuras precisam ser adotadas?

Dar toda a glória a Deus não é fácil, porque queremos a glória para nós mesmos. Deus deve receber a glória, porque Ele é a origem de todas as coisas boas e dignas de nota. Além disso, atribuir toda a glória a Deus constrói o nosso caráter.

O Salmo também aborda a questão de terminarmos bem a tarefa iniciada. Devemos completar cabalmente a tarefa diante de nós. Os versos 8-12 admoestam o rei a concluir cada tarefa com determinação. Complete a tarefa que está diante de você, termine-a bem e, em seguida, ofereça a Deus toda a glória.

Delbert Baker

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Lições de vida


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 20-#rpsp
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Não se deve separar nenhuma de nossas atividades de Deus. Teologicamente tudo está vinculado e relacionado: tanto em dias de paz como em dias de peleja, tanto em batalha como em vitória, tudo na vida deve estar inter-relacionado com Deus. O Salmo 20 revela que uma das lições mais evidentes que a vida de Davi nos legou é a de relacionar todas as atividades corriqueiras com Deus e Seu sagrado nome. Evidentemente precisamos de Deus tanto para se obter sucesso no trabalho, como Davi precisou para ganhar suas batalhas. É por isso que quem anseia se dar bem na vida precisa apreciar a oração. O Salmo em apreço é oração pelos reis de Israel, pois a coroa real, política e poder, não impedem ninguém de sofrer neste mundo em que é visível o grande conflito entre o bem e o mal. Até os mais poderosos os homens do mundo deve ser inclinado não apenas à oração mecânica, momentânea e monótona; mas à oração constante. Sem oração não há dependência de Deus, e, sem dependência dEle não há vitórias. Atualmente a igreja é uma instituição sob ataques, não só pelos incrédulos, como também pelos demônios. A igreja é o povo de Deus em um mundo maligno. Ela está numa trincheira onde a batalha é acirrada e os perigos são muitos. Precisamos clamar por ela, não reclamar dela. Precisamos interceder por ela, não criticá-la. Precisamos lutar por ela, não contra ela. Precisamos erguer bem alto a bandeira (o nome) de Deus neste mundo em que reina o pecado!

O nome indica muita coisa, especialmente no passado, o qual estava ligado com o caráter. No Salmo 20 três vezes se faz menção ao sagrado e santo nome de Deus, em cada contexto do salmo em que aparece uma referência ao nome dEle, extrairemos princípios práticos para a nossa vida:
1. Salmo 20:1 – O salmista faz referência ao nome do Deus de Jacó;
2. Salmo 20:5 – O salmista vincula o nome de Deus à vitória humana;
3. Salmo 20:7 – O salmista relaciona o nome de Deus com promessas.
A partir daí é possível captar a teologia do salmo 20. Esses três versos deste salmo real, declaram a fé que o rei, em meio às adversidades e batalhas da vida, tem no nome de Deus. Numa cultura em que reinava o politeísmo – a crença em vários deuses – o salmista revela sua crença monoteísta – um único Deus está arraigado à vida diária das pessoas que creem e dependem dEle. Nestes três versos o salmista revela que o Deus do presente é o mesmo Deus do passado (de Jacó) e o mesmo Deus do futuro (faremos menção ao nome do Senhor). O mesmo Deus que agiu no passado é o Deus que age no presente e agirá no futuro. O mesmo Deus que ofereceu salvação e vitória no passado está à nossa disposição hoje. O Deus que conhece o teu passado e o teu futuro quer te dar a vitória no presente: Confie em Seu poderoso nome agora mesmo!

O tamanho de tua confiança em Deus se revela na profundidade, sinceridade e intensidade de tuas orações. O salmista no Salmo 20 expressa a esperança de que Deus vai guiar ao rei e atender aos seus pedidos. O salmista pede que Deus responda o clamor do rei (vs. 1, 9); que o mantenha seguro (v. 1), que envie-lhe ajuda e o fortaleça (v. 2); aceite suas ofertas (v. 3), conceda os desejos do seu coração (v. 4) para que a vitória do Senhor seja celebrada com alegria e responda todas as suas orações (v. 5). Deves ter em Deus a confiança demonstrada pelo salmista. O texto deixa explícito que a vitória de qualquer rei não dependia de sua cavalaria, mas de sua consagração e dependência do poder divino (vs. 3, 7). Nas palavras de Merril F. Unger “A oração pela vitória do rei terreno, 1-2, prefigura a vitória maior da salvação de Cristo, sendo que todo holocausto, 3, tipificava a morte de Cristo. A celebração da gloriosa salvação, 4-8, atinge o clímax num clamor do piedoso no tempo da tribulação, 9”. Os preparativos para os cristãos na batalha final entre o bem e o mal ou a dependência da providencia de Deus diante das adversidades da vida é uma vida de oração. A qual, nesta batalha, não deve ser ignorada pela falta de tempo, mas, executada por causa da falta de tempo. As atividades da vida podem fazer tirar nossos olhos de Cristo, mas pela oração mantenha teus olhos fixos nEle, pois Ele é o General, o Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP Salmos 20


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 20
Comentários: Delbert Baker
Os Salmos 20 e 21 se complementam e são conhecidos como os Salmos de Guerra. O Salmo 20 era uma música de encorajamento cantada antes da batalha e o Salmo 21 era uma música de celebração cantada depois da batalha. Se o povo estivesse vivendo no centro da vontade de Deus tinha a garantia de que podia contar com Deus para protege-lo. Deus estava disposto e era capaz de entregar o resultado que o Seu povo precisava. Não havia dúvida ou hesitação, mas uma forte confiança a qual elevava o ânimo dos soldados na batalha.

 Deus era o comandante-em-chefe acima do Rei, que era o general e líder dos soldados que saíam à peleja. A beleza deste Salmo é o conceito da presença e da vitória de Deus, mesmo antes da batalha começar. Essa confiança se manifestava numa certeza que era contagiante.

Os ingredientes para a vitória naquela época são aplicáveis ​​aos crentes de hoje. Diante da realidade da grande guerra entre o bem e o mal, devemos nos apegar às promessas de Deus encontradas em  Sua Palavra e proclamar a nossa confiança num resultado positivo. Os tempos e a cultura são diferentes, mas os princípios para a vitória permanecem os mesmos. Ao nos envolvermos na guerra contra os principados e potestades (Efésios 6:10-18) coloquemos em prática os mesmos princípios apresentados nos Salmos 20 e 21.

A oração de intercessão: No versículo 1, somos lembrados acerca do poder da oração intercessora. Quando a liderança está envolvida, ou estiver prestes a se envolver em empreendimentos ousados para Deus, crentes fiéis são necessários a fim de orarem em prol da vitória deles. Quando os crentes oram de acordo com a vontade de Deus, podem esperar que grandes coisas aconteçam.

Ao enfrentarmos angústias e perplexidades busquemos a Deus em oração, individual e coletivamente. À medida que invocamos Seu nome, citando a Sua Palavra e reivindicando Suas promessas, temos todo o direito de reivindicar a vitória, assim como os israelitas do passado fizeram.

A força do santuário: A ajuda vem do santuário onde Deus está ministrando em nosso benefício. Estas palavras transmitem um sentimento de certeza. Há um conhecimento acerca do que Deus é e do que Ele está fazendo. Temos um amigo nos lugares celestiais e Ele está preocupado conosco e com nosso bem-estar. Ele também está interessado nos desejos do nosso coração e em nossos propósitos acalentados que coincidem com o Seu plano divino. Podemos ter confiança de que Deus nos conduzirá a um final feliz!
Delbert Baker
Traduzido por JDS

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Lições de Vida- Salmos 19


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 19-#rpsp
Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
A fonte da verdade é de extrema necessidade para todo e qualquer ser humano, ainda que muitos a ignora e considere a si mesmo a fonte de sua verdade. No entanto, reflita comigo: Já imaginou o que seria de nós sem nenhuma revelação sobrenatural da verdade? Mesmo tendo, cada um pensa que pode pensar como quer! Já imaginou o que seria da humanidade sem a Bíblia, suas instruções e promessas que superam as de quaisquer outros livros? O que seria dos seres humanos sem uma revelação sobrenatural de Deus aos seres humanos que inventam deuses em cada cultura? O salmo 19 contêm muitas verdades sobre a revelação de Deus. Leia todo o salmo e compare:
Aspectos:   Natureza: Funções:
1. Lei 1. Perfeita 1. Restaurar
2. Testemunho 2. Fiel 2. Dar sabedoria
3. Preceitos         3. Retos 3. Alegrar
4. Mandamento 4. Puro       4. Iluminar
5. Temor    5. Límpido 5. Ser estável
6. Juízos 6. Verdadeiros       6. Ser justos
Aprofunde-se no estudo deste preciosíssimo salmo, e tua vida ganhará sentido, vigor e será transformada para melhor caso você aplicar cada um de seus princípios a tua vida!

“O pior cego é aquele que não quer ver”, diz o ditado popular. O grande cientista Isaac Newton destacou que “Há mais indícios seguros de autenticidade na Bíblia do que em qualquer história profana”. Porém muitos não querem ver esta verdade. No entanto, se você ler com atenção o Salmo 19 verás que a natureza e a Bíblia revelam a existência de Deus. Não estamos sem evidências de um sábio Criador. A Bíblia, porém, ultrapassa em valor à revelação natural; ela é revelação sobrenatural. A Bíblia é o Livro dos livros, ela nos dá certezas num mundo de tantas incertezas. A Bíblia é perfeita em contraste com a imperfeição e falhas naturais do raciocínio humano. O testemunho de Deus é fiel em agudo contraste com o incerto, inseguro, hesitante, mutável e não confiável raciocínio humano. As pessoas que se firmam na Palavra de Deus não ficam vagando pelo nevoeiro da opinião humana. A Bíblia provê iluminação no centro da escuridão, ética e espiritual. Um dos presidentes históricos dos Estados Unidos declarou ousadamente que é “Impossível governar bem o mundo sem Deus e sem a Bíblia”. Outro homem famoso que também foi presidente dos Estados Unidos declarou: “Creio que a Bíblia é o melhor presente que Deus deu ao homem. Todo o bem da parte do Salvador do mundo nos é transmitido mediante este livro”. Leia a Bíblia e tua vida, tua conduta e teu comportamento não serão os mesmos.

Só quem lê, estuda e medita nela sabe o valor que ela tem. D. Pedro II, Imperador do Brasil, sem covardia e com segurança afirmou: “Que regra mais pura e santa, que caminho mais seguro para o homem público, para o político, do que a verdade vinda do Céu, pregada e ensinada pela boca de Deus e registrada no livro dos Evangelhos? Leia-se, pois, medite-se o livro santo”. Analisando com atenção, qualquer pessoa em sã consciência perceberá que a vida por si só já é confusa e caótica; então, procurar a verdade fora da revelação do mais sábio Ser do Universo é loucura. Buscar sentido fora da Palavra de Deus só aumenta a confusão do coração e da vida humana. Ruy Barbosa, um grande intelectual, expressou-se “Nunca senti pelas vilanias humanas mais enjoos, e pela sorte de nossa terra mais desanimo. Felizmente a fé em Deus se vai ascendendo à medida que se me apaga a confiança nos homens. No meio de tantos desconfortos e iniquidades tenho-me entregado estes dias exclusivamente à leitura do Evangelho, a eterna consolação malferidos nos grandes naufrágios... Uma excelente edição que eu trouxera comigo do livro Divino, permitindo-me este recurso animador, graças ao qual me sinto, em certos momentos, como que ressuscitar, capaz de ainda servir para alguma coisa aos meus semelhantes”. Então, leia mais a Bíblia e encontre satisfação em sua vida. Você pode viver melhor e experimentar reavivamento espiritual.


Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus

RPSP-Salmos 19


Reavivados por Sua Palavra
Leitura Bíblica  - Salmos 19

Comentários: Delbert Baker
O Salmo 19 é considerado um dos grandes Salmos. É um dos Salmos mais populares a respeito da revelação e da comunicação de Deus. Ele fornece um caminho para melhor conhecer e compreender a Deus de forma pessoal e prática. Destaca-se por sua beleza e simplicidade. Nele, Davi retrata a Deus como o Autor e Sustentador de Seu mundo e de Sua Palavra.

Em poucos versos este Salmo resume a revelação de Deus para nós, mostrando tanto a Sua revelação geral (revelada no mundo natural) como a Sua revelação especial (revelada na Bíblia). Ambas as revelações mostram que Deus é amor e indicam que Ele quer se revelar. Cabe a nós tomarmos tempo para estudar e compreender a Sua revelação.

Nos versículos 1-6 Davi eloquentemente descreve a glória incomparável de Deus como revelada no mundo natural. Nos versículos 7-10 ele expõe os benefícios que podem ser encontrados na lei de Deus. Então, nos versículos 11-13, ele demonstra os efeitos dessas revelações gerais e especiais no caráter e na conduta.

Deus tem amorosamente se revelado através da natureza e de Sua Palavra. Perante esse comunicação não verbal e verbal os homens terão que prestar contas.

No versículo 14, Davi registra a sua singela oração final. Ele havia meditado acerca da revelação geral e especial de Deus e agora ele ora para que suas palavras faladas e as meditações do seu coração sejam aceitáveis ao majestoso Deus.

Delbert Baker
Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Psa/19/

domingo, 25 de agosto de 2013

Lições de Vida- Salmos 18


Lições de Vida
Leia na Bíblia- Salmos 18-#rpsp

Comentários do Pr. (Heber Toth Armí)
Toda pessoa que experimenta a intervenção poderosa de Deus não se contém, pois de seu íntimo brotará as mais lindas palavras de adoração misturadas com melodia musical.

É exatamente isso que acometeu ao rei Davi, ao sentir na pele o que Deus fez por ele. Davi compôs um salmo de louvor e adoração diretamente a Deus a fim de expressar seu reconhecimento e gratidão (Salmo 18). Se Davi teve grandes motivos para assim fazer, quanto mais nós que recebemos tanto da misericórdia divina e ainda entendemos melhor do que Davi o alto preço de nossa libertação.

Jesus derramou Seu precioso sangue, assumiu nossa culpa e entregou a Sua vida impoluta a fim de nos libertar do pecado e nos oferecer o privilégio da salvação. Depois de tudo o que Deus fez através de Jesus por todos nós é lamentável ouvir os cristãos cantando sem empolgação, sem entusiasmo e sem dar atenção Àquele que é digno de todo louvor.

Hoje é tempo de tomar atitude: louve e adore ao Teu Deus Criador, Libertador e Redentor.

O canto de louvor a Deus afugenta as trevas satânicas, revigora o espírito e fortalece a alma, mas é preciso cantar de verdade, de coração! Deus merece! Cante louvores a Deus agora de manhã juntamente com os pássaros! Deus é digno de todo louvor, ninguém é digno como Ele!

O que você já fez por Deus diante de tudo o que Ele fez por você?
Lendo o Salmo 18, vemos o quanto Davi é agradecido e temente a Deus.

Todos os dias, todas as horas, todos os minutos, todos os segundos, devemos agradecer ao Nosso Criador, pois Ele é misericordioso conosco a cada segundo ou milésimo que passa. Às vezes temos de orar como Davi: Eu sei que o número de meus inimigos tem crescido, mas sei também que tu, Senhor, não irá me desamparar. Só peço forças e sabedoria pra continuar nos Teus caminhos. Posso até tropeçar, mas o Senhor me jamais deixará cair. Mesmo que caia, eu sei que o Senhor irá me levantar.

Precisamos como Davi reconhecer que Deus é nossa força, nos livra e nos salva das forças do inimigo, se de fato nos dedicarmos somente a seguir SEus caminhos. Só a Ele devemos honrar.

Assim como Davi que, ungido pelo Deus eterno, passou por perigo de morte, todos nós podemos passar e passaremos, mas precisamos estar andando com Deus para entregar a Ele todos os dias nosso espírito. Inicie hoje um novo capítulo de tua história dependendo inteiramente de Deus.


Como Deus livra a quem precisa de livramento? Veja no Salmo 18 como Davi descreve Deus ao livrá-Lo de adversidades.

Nesta adoração pública, ele louva a Deus por livrá-lo de todos os seus inimigos, e usa palavras metafóricas para considerar sua vitória uma recompensa de Deus à sua maneira justa de viver:
A aparência do Deus que livra, baseada nos versos 8 a 11 é: [1] Sai fumaça e fogo de Sua boca, [2] Densa escuridão O envolve; e, [3] Seres angelicais O acompanham.

As ações do Deus que livra, baseadas nos versos 7, 12 a 15, são: [1] Ele abala a Terra e estremece as montanhas; [2] Se move em granizo e brasas chamejantes; [3] Troveja dos Céus; [4] Atira Suas setas e espelha inimigos; e, [5] Revela a terra e o mar.

Assim o Deus todo poderoso usa diversos recursos para socorrer aqueles que O buscam e nEle confiam. Assim Ele salva, tirando os angustiados que se afundam nas águas profundas (v. 16), levando os desesperados a um lugar seguro (vs. 17-19) e elevando o aflito acima das nações (vs. 43-49).

Além de salvar, Deus também recompensa quem depende dEle para salvar-se (vs. 20-28); e por fim, reaviva quem estava morrendo, lhe revigora e lhe dá forças para vencer (vs. 29-42).

Busque esse Deus, Ele quer que você seja íntimo dEle, confie nEle e seja reavivado por Ele. Assim terás um bom dia e uma boa semana de sucessos e vitórias!

Curta e compartilhe:
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
“Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Ministério de Oração  -A serviço do Reino de Deus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...