Receba mensagens em seu Email

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

P a l a v r a E f i c a z: MD-Salmo 31:14-15


Meditação Diária
A Valentia

Mas eu confiei em ti, Senhor; e disse: Tu és o meu Deus. Os meus tempos estão nas tuas mãos; livra-me(Salmo 31:14-15).

A valentia de um crente não se pode comparar com a de uma pessoa que faz coisas arriscadas. A valentia de um crente se deve a sua grande confiança em Deus, advinda da intimidade com o Todo-poderoso. Essa confiança lhe dá ousadia em situações perigosas, não para criar a reputação de uma pessoa corajosa, mas para agradar ao Senhor.

Certos membros de uma tribo de canibais pediram a um missionário que os acompanhasse a uma região afastada para ver o chefe, o qual estava moribundo, e lhe pregar o Evangelho. O missionário temeu que fosse uma armadilha do chefe para matá-lo. Contudo, após ter orado, teve paz de que era a vontade de Deus que ele fosse com aqueles homens. Lembrou do versículo de hoje: “Os meus tempos estão em tuas mãos; livra-me”. Isso lhe deu ânimo. Como consequência dessa visita, o chefe e alguns líderes da tribo foram salvos pela fé em Jesus Cristo.

A valentia nas provas da vida cotidiana resulta da intimidade com o Senhor Jesus. Quando lemos os versículos 9 a 13 do Salmo 31, conhecemos os apuros pelos quais Davi passou. “Fui opróbrio entre todos os meus inimigos, até entre os meus vizinhos, e horror para os meus conhecidos; os que me viam na rua fugiam de mim” (v. 11). Ao colocar tudo nas mãos de Deus encontrou a coragem e a força para poder suportar aquilo. O fato de ter experimentado a bondade e a proteção do Senhor motivou Davi a exortar outros: “Esforçai-vos, e ele fortalecerá o vosso coração, vós todos que esperais no Senhor” (v. 24).

Experimente Jesus através da leitura e meditação diária da Palavra de Deus, desfrute de suas promessas e tenha uma vida  renovada e vitoriosa.

Projeto RPSP-Juízes 17

Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 17
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/17

Comentários do Pr.  Heber Toth Armí
Sansão foi o último juiz de Israel. Este foi preparado por Deus desde antes de nascer, mas usou seu livre arbítrio e as habilidades dadas por Deus para seu próprio benefício... assim a situação de Israel foi só piorando. Onde não há líder espiritual firme nos princípios da pura Palavra de Deus a corrupção religiosa contamina a vida de todas as pessoas.
Em Juízes 17:6 o Espírito Santo fornece uma informação ao leitor: "Naqueles dias não havia rei em Israel; cada qual fazia o que lhe parecia direito aos seus olhos". Isso logo depois da história de Sansão, que caiu em pecado por seguir o que parecia bom e prazeroso aos seus olhos. Quem faz o que parece direito faz o que é errado. Quem faz o que agrada a si mesmo não agrada a Deus. Quem busca prazer egoísta fere o coração de Deus. Quem procura ganhar a sua vida, perdê-la-á! Quem segue seu coração, perde a salvação! Pense nisso em cada atitude vivida hoje! Busque vida, leia a Bíblia!

Quando o povo se afasta de Deus perde o discernimento espiritual. Juízes 17 nos mostra que o povo de Deus se perverteu tanto que distorceu a religião a ponto de não fazer diferença entre a aliança de Deus e a religião cananeia. Além disso, o texto deixa claro que, a veneração de imagens e ídolos está no âmago do desmoronamento ético e teológico. Sem a Bíblia como base, podemos acreditar em qualquer coisa e pensar que receberemos aprovação e bênção de Deus, mas estaremos iludidos. O "achismo" ocupou o lugar do "Assim diz o Senhor" entre o povo de Israel, pois Mica achou que por ter conseguido um levita para ministrar seu santuário e seus ídolos teria a aprovação e a bênção de Deus. Atualmente as pessoas fazem o que acham certo e creem que estão certas, porém, na maioria das vezes o que creem não é bíblico e não terão a bênção que esperam. A religião fundamentada no "eu acho", "eu penso" ou "eu creio assim" não é fundamentada no "Assim diz o Senhor"; portanto, ela é falsa! O achismo nunca será o mapa da verdadeira religião, mas da falsa. A Bíblia é o mapa da verdadeira religião, da verdade e do caminho ao Céu. Por isso deixo a dica de hoje: Substitua o que você acha pelo que está escrito nas Sagradas Escrituras. 

Depois de ler Juízes 17 concluí o seguinte: Onde não há líder espiritual para expor a Palavra profética - A Bíblia, a sociedade se corrompe e a religião se perverte (Juízes 17). A história de Mica revela como é fácil adotar práticas religiosas da cultura em que vivemos. Mica construiu um santuário particular com prata roubada, incluindo-se uma estol a e vários ídolos. Ele instituiu seu filho para atuar como sacerdote até que achou um levita peregrino de Belém. Mica, em sua sinceridade deturpada acreditou ter o favor de Deus devido ao que fez. A lição é, se a sinceridade não estiver baseada na revelação de Deus, seremos conduzido à tremenda ignorância espiritual. Fazer a vontade de Deus de acordo com a conveniência pessoal degrada a religião e deturpa o conceito de Deus... Eu acredito, baseando-me na leitura de hoje, que a minha sinceridade precisa estar focada no lugar certo. Não adianta nada eu ser sincero naquilo que é errado. Por mais sincero que eu esteja no erro, acreditando estar certo, o erro nunca será certo e o mal nunca será bem. A vida sem Deus prova que, na maioria dos erros está a sinceridade na tentativa de acertar, mas não acerta. Precisamos da revelação de Deus! Precisamos ler mais a Bíblia e aplicá-la em nossa vida! Tenha um lindo dia na presença de Deus hoje!Heber Toth Armí
************************************
Outro comentário sobre Juizes 17


Texto de hoje do blog da Bíblia:
Nas narrativas anteriores nos foi dito repetidamente que "os filhos de Israel fizeram o que era mau diante do Senhor". Jz. 17:6 e 21:25 descrevem a que ponto chegou a situação: "cada qual fazia o que achava mais reto." Foram tão longe na sua rebeldia que não diferenciavam mais o que era certo e o que era errado. Os últimos capítulos de Juízes apresentam um exemplo de como isso ocorreu e quais as consequências morais (e não apenas políticas) para a nação de Israel.

A maioria das traduções da Bíblia dão a este capítulo o título: "A idolatria de Mica." Nós já sabemos a partir de narrativas anteriores que a idolatria era prática generalizada em Israel durante o período dos juízes. O que é notável nessa história é o modo absurdo como os personagens acham que não estão fazendo nada de errado. O ídolo, no centro desta falsa adoração (17:3-4) é dedicado ao Senhor! E mais, o santuário do culto ilegítimo que Mica estabelece está localizado na região montanhosa de Efraim, a mesma região em que o santuário legítimo em Siló está localizado (Jos. 18). Até mesmo o levita na história parece não saber (ou se importar) que a criação de um centro ilegítimo de adoração com imagens de escultura é um problema e ele está muito feliz em ir em frente com isso (17:11). Ao empregar um verdadeiro levita, Mica considera que seu santuário não é apenas legítimo, mas agradável ao Senhor: "Sei, agora, que o Senhor me fará bem, porquanto tenho um levita como sacerdote!" (17:13).

As ações equivocadas de Mica trarão terão sérias consequências para a nação de Israel nas gerações seguintes. E o mais trágico é que ele não tem consciência disso. O Senhor diz: "O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o  conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de Mim; visto que esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos"(Oséias 4:6). 

Isso, certamente, é uma lição para nós,  que somos uma geração escolhida. Deus nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz para ser um sacerdócio real para Ele, uma nação santa, o povo adquirido, para fazer o que é certo e defender a sua Lei (1 Ped. 2:9 e Ap 14:12).  
Justo E. Morales

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Projeto RPSP- Juízes 16


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 16

Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/16

Texto de hoje do blog da Bíblia:

Mais uma vez Sansão não mostra qualquer consideração por sua vocação divina e põe em perigo a sua vida e missão. A última vez que ele cobiçou uma mulher filistéia as consequências foram desastrosas (Jz. 14:2 e subsequentes). Apesar disso e sabendo que ninguém se atreveria a detê-lo, ele descaradamente vai para o coração do país filisteu para satisfazer seu desejo sexual e se coloca em apuros. Tal como antes, apesar de sua rebelião, o Senhor lhe dá o poder para salvar a si mesmo. Porém esse é o problema com Sansão: ele usa o poder de Deus apenas para si. De todos os seus grandes feitos de força, nenhum deles teve como objetivo salvar um único israelita da opressão.

A derrota de Sansão não aconteceu porque ele confiou na mulher errada. Ele não foi enganado quando contou o segredo de sua força. Ele fez isso consciente de que, provavelmente, esta informação seria usada contra ele. Ele tinha vivido em rebeldia por tanto tempo e violado seu voto de nazireu tantas vezes que já não percebia as consequências do seu pecado. Como inúmeras vezes antes, ele pensou que Deus iria livrá-lo de seus inimigos. Mas com esse ato final da rebelião, ele desperdiçou a bênção de Deus pela última vez.

Não havia virtude em seu longo cabelo, mas este era um sinal de que ele pertencia a Deus. Quando o símbolo foi sacrificado na satisfação da paixão, as bênçãos das quais o cabelo comprido era um símbolo também foram levadas (ver PP566).

Sansão tinha o maior potencial de todos os juízes e os heróis da Bíblia. Se ele tivesse sido fiel à sua vocação divina, o propósito de Deus poderia ter sido realizado para a exaltação de Deus e para a honra de Sansão. Mas Sansão cedeu à tentação e provou ser indigno à confiança de Deus, e sua missão terminou em derrota, escravidão e morte (ver PP567). A história da vida de Sansão é que apesar dele o Senhor realizou seu propósito.

Como será nossa história de vida? Deus realizará o Seu propósito através de nossos esforços ou apesar deles?

Justo E. Morales
(PP= Patriarcas e Profetas)

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Portal Bíblico: AS PROFECIAS MAIAS E O FIM DO MUNDO NA BÍBLIA

AS PROFECIAS MAIAS E O FIM DO MUNDO NA BÍBLIA

INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Daniel 2:1-47

1. O fim do mundo será em 21 de dezembro de 2012? Muito se tem comentado do fim do mundo, parece que há grandes indícios de acontecer.
2. O mundo tem seu destino firmado nas profecias dos índios maias? Entre tantas datas marcadas para o fim do mundo a profecia maia está em alta na atualidade.
3. O mundo vai acabar mesmo? Como? Ainda que poucos saibam o quê realmente acontecerá no futuro, é possível saber o suficiente para evitar o desespero; mas para isso é necessário uma revelação segura: A Bíblia.

I. NADA E NEM NINGUÉM PODE ANTEVER O FIM DO MUNDO, POIS SÓ DEUS CONHECE OS MISTÉRIOS DO FUTURO – Daniel 2:1-19

1. A história de Nabucodonosor revela que ninguém pode prever o futuro: Nem um grande rei, nem magos, nem adivinhos e nem os mais sábios dos homens podem sequer saber o que um homem sonhou à noite. Portanto, os maias não podem prognosticar nada certo para o futuro.
2. A história nos mostra que o maior rei do maior império não tinha controle do futuro: Diante da ansiedade de saber o que sonhara e sua interpretação, Nabucodonosor ameaçou a todos os sábios, magos, adivinhos, astrólogos e encantadores; mesmo assim, nada fizeram nem quanto ao passado (sonho) muito menos quanto ao futuro.
3. A história do rei Nabucodonosor revela que só Deus conhece a história do mundo e seu futuro: Só Deus, mais ninguém, conhece os mistérios do futuro do mundo. Então, duvide das profecias dos Maias e de qualquer profecia extra bíblica.

II. OS MAIS SÁBIOS DO MUNDO NADA PODEM DIZER SOBRE O FUTURO PORQUE O CONHECIMENTO DO FUTURO PERTENCE SÓ A DEUS – Daniel 2:20-25

1. Ninguém, por mais sábio que seja, pode saber o que acontecerá no futuro: Todos os sábios foram, não só convocados por Nabucodonosor, mas por ele foram ameaçados à morte; mesmo assim, nada, absolutamente nada, puderam revelar daquilo que o rei lhes pedira.
2. Ninguém, por mais religioso que seja, pode desvendar os mistérios que envolvem o futuro: Daniel reconheceu sua limitação, embora fosse muito religioso e respeitado como um dos mais sábios. Ele dependeu de Deus para saber os mistérios sobre o sonho do rei. Com relação ao fim do mundo, será que Deus daria informação aos maias e não aos cristãos?
3. Ninguém, a não ser Deus, conhece o futuro e revela aos Seus profetas: Daniel clamou a Deus sabendo que Ele é a fonte de toda profecia. Conquanto, qualquer definição sobre o futuro que não dependa da revelação divina é questionável por ser fruto da engenhosa especulação da limitada mente humana.

III. OS SERES HUMANOS PODEM CONHECER O FUTURO POR MEIO DA REVELAÇÃO DE DEUS EM SUA PALAVRA, FORA DISSO É SÓ ESPECULAÇÃO – Daniel 2:26-47

1. Qualquer coisa fora do que Deus revelou é mera fantasia: Deus revelou a Daniel com base no sonho do rei as sucessivas potências que governariam o mundo antes que o reino divino fosse estabelecido para sempre. Qualquer coisa diferente disso não merece crédito!
2. Qualquer um que crê no que não está na Bíblia está fadado ao desespero e a ignorância: A Bíblia é a única fonte segura para saber o que acontecerá no futuro; nela está o plano maravilhoso de Deus detalhado para o futuro da humanidade. Porém, quem se apega a outras fontes está fadado ao desespero e à ignorância.
3. Qualquer coisa que esteja fora da revelação de Deus é incerta:Deus tem a primeira e a última palavra no que diz respeito ao futuro, e Deus não escreveu o destino do mundo nos astros e nem nas estrelas. Fora da Bíblia há somente especulações e fantasias que causam sensacionalismo e, por fim, a incredulidade!

CONCLUSÃO:

1.  O conhecimento do futuro não está entesourado em algum astro ou mesmo em um milhão deles: As ideias da Nova Era, as muitas adivinhações modernas e até mesmo a astrologia (horóscopo) tem seu berço na Babilônia; e, foram completamente incapazes de revelar qualquer coisa do pedido do rei Nabucodonosor. Portanto, a profecia maia, que é fundamentada nestas ideologias, não é confiável!
2. O futuro só pode ser conhecido por um Ser que sabe sobre todos os elementos e fenômenos que existem em todo o Universo: Só Deus sabe tudo sobre tudo. É uma incoerência confiar em quem não é confiável e desconfiar de quem é confiável! Troque as profecias maias pelas profecias bíblicas para que substituas o medo pela esperança!
3. O futuro pode ser controlado por quem conhece o que está além do limite do presente: Deus tem um plano para o mundo, e tem poder e autoridade para executá-lo. Ele revelou esse plano, conheça-o estudando a Bíblia! 

APELO:

1. A teoria dos maias está baseada nos astros, não na revelação de Deus; então, elimine-a de tuas crenças!
2. A teoria dos maias não os ajudou nem a sobreviver, Deus é a fonte da vida e do saber, busque-O como fez Daniel.
3. A teoria dos maias causará incredulidade no mundo, estude a Bíblia e creia no que Deus revelou e tenha certeza do que acontecerá no futuro.

Pr. Heber Toth Armí
http://portal-biblico.blogspot.com.br/2012/11/as-profecias-maias-e-o-fim-do-mundo-na.html




P a l a v r a E f i c a z: MD-Tiago 3:2

Meditação Diária
Tropeçamos em muitas coisas 
Pastor Sérgio Fernandes

Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo. 
Tiago 3:2 - 

Em Tg 3.2, lemos o irmão Tiago afirmar que todos nós tropeçamos em muitas coisas. Viver a fé é desafiar os limites de uma vida medíocre para experimentar o poder do Cristo ressuscitado no dia a dia. É reconhecer que somos imperfeitos e que precisamos da graça de Nosso Salvador para viver a vida que Deus planejou!

Quem professa a fé em Jesus deve reconhecer sua fragilidade, mantendo-se na esfera da graça divina. Muita gente perdeu a fé porque julgou ser muito forte, mas sucumbiu diante da adversidade. Guarde isso no coração: Deus prefere um pecador arrependido do que um santo orgulhoso. É melhor estar fraco ao lado de Cristo do que forte longe dEle.

Podemos tropeçar sim, mas temos um Salvador que nos levanta! A Ele a glória para todo o sempre!

Experimente Jesus através da leitura e meditação diária da Palavra de Deus, desfrute de suas promessas e tenha uma vida  renovada e vitoriosa.

Projeto RPSP-Juízes 15


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 15
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/15
Texto de hoje do blog da Bíblia:

Enquanto o capítulo anterior expõe o fracasso de Sansão como homem de Deus, este capítulo destaca seu fracasso como líder. Seu confronto com os filisteus não foi motivado por um desejo de acabar com o domínio deles sobre os israelitas, mas por seu desejo egoísta de mostrar-lhes o quão forte ele era. Mesmo para os padrões da época, as ações de Sansão foram excessivas e injustificadas. Em contraste com os juízes anteriores que foram para a batalha em nome do Senhor, nem por uma vez Sansão invoca o nome de Deus, mesmo quando o Espírito de Deus o capacita a derrotar seus inimigos (15:14). Ele se gaba de sua vitória, sem dar crédito a Deus (15:16). Somente quando ele precisa da ajuda de Deus é que ele O invoca. E faz isso reclamando ao invés de implorar (15:18). Este comportamento aparentemente não o preocupa, porque o Senhor continua a abençoá-lo, apesar de sua rebelião. Mas enquanto a sua vida é poupada, sua missão de libertar o povo de Deus é prejudicada por sua atitude egoísta e imatura: "Fiz a eles apenas o que me fizeram" (15:11 NVI).

Ao invés de unir forças com Sansão para derrubar o jugo do domínio filisteu, os homens de Judá se acovardam diante da ameaça e lhes entregam Sansão, um dos seus, sem o menor escrúpulo (15:9-13). Sansão até mesmo receia que eles possam fazer-lhe mal e que ele tenha de matar seu próprio povo.

O libertador escolhido tem a força para matar mil homens, mas não tem força moral para merecer o respeito e a confiança de um israelita que seja. Guiado pelo seu próprio senso de justiça, ele não é diferente dos filisteus contra quem está lutando.

Muitos de nós vivemos como Sansão viveu. Recebemos o chamado para sermos líderes entre o povo de Deus. Fomos abençoados com as habilidades ou os meios para realizar grandes feitos para o Senhor. Mas de modo semelhante a Sansão nos tornamos autossuficientes, confiando em nossas próprias habilidades ou posição para realizar as obras de Deus. Em nosso sucesso, podemos não perceber o quanto queremos estar no controle em vez de permitir que Deus assuma a liderança.

Não se esqueça de orar hoje para que Jesus esteja no controle de sua vida e que o Espírito do Senhor venha poderosamente sobre você.
Justo E. Morales

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Projeto- RPSP- Juízes 14


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 14

Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/14
Texto de hoje do blog da Bíblia:

Este capítulo revela o caráter de Sansão e prepara o palco para o resto da narrativa de sua vida. Sansão é um homem controlado por impulsos, fisicamente forte, mas fraco de espírito. Seu desejo de casar com uma mulher filistéia vai contra a vontade de seus pais, a lei bíblica e seu status consagrado como um nazireu. Mas nenhuma dessas bênçãos importa a Sansão que está apenas interessado no que bem lhe agrada (14:3).

Desde o nascimento Deus havia estabelecido uma regra de vida para Sansão que lhe ensinaria  disciplina e autocontrole. Para um homem com a força física para rasgar uma fera com as próprias mãos (14:6), temperança e autocontrole eram lições que Sansão não podia se dar ao luxo de perder. Mais importante ainda, como um juiz e libertador de Israel, Sansão era o líder espiritual de seu povo. Enquanto cada homem estava fazendo o que era reto aos seus próprios olhos, Sansão deveria fazer o que era certo aos olhos de Deus e trazer Israel para o Senhor. Infelizmente, foi com os olhos ("Eu vi uma mulher"), que ele primeiro falhou em viver à altura da sua elevada vocação.

O Senhor realizou o seu propósito através de Sansão, apesar de seu caráter fraco. Por duas vezes, o Espírito do Senhor vem sobre ele com o poder de realizar feitos maravilhosos. Este confronto inicial entre Sansão e os filisteus prenuncia os acontecimentos através dos quais o Senhor proverá livramento para o seu povo. No entanto, a infeliz proximidade de Sansão com os filisteus acabou provando ser sua ruína.

Deus tem um propósito para nossas vidas. Sansão sabia para o que havia sido chamado, mas este conhecimento não influenciou suficientemente o modo como ele viveu a sua vida. 

Deus poderia ter realizado muito mais através de Sansão se ele tivesse escolhido render sua vontade a Deus! A mesma escolha está diante de nós, hoje: sermos escravos de nossas paixões ou permitirmos que Deus nos molde como vasos sagrados.

Permitamos ao Espírito Santo moldar-nos segundo o Seu querer.

Justo E. Moralis

domingo, 25 de novembro de 2012

Projeto RPSP-Juízes 13


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 13
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/13
Texto de hoje do blog da Bíblia:

Não houve nenhum juiz igual a Sansão, e seu chamado também foi incomum. Na verdade, seu chamado veio através de seus pais, antes de ser concebido. Outras mulheres estéreis da Bíblia foram abençoadas com um filho da promessa (Sara e Isaque, Ana e Samuel, Isabel e João), porém a mãe de Sansão foi a única estéril a receber uma visita pessoal do Anjo do Senhor. Deus enviou Seu Anjo ainda uma segunda vez, desta vez para fortalecer a fé do pai de Sansão, Manoá. 

Embora a esposa de Manoá lhe houvesse retransmitido a mensagem do Anjo completa e precisamente, Manoá ainda duvidava. Não se tratava aqui de acreditar ou não em sua esposa, mas como Gideão, em ter certeza de que ele estava preparado para a tarefa diante dele. Manoá esperava mais instruções do que as concedidas. Para ele certamente deveria haver mais coisas a saber para criar este menino do que a obediência às simples ordens de Deus. 

Manoá precisava de um sinal e o Senhor o deu de uma forma surpreendente (vs. 19-20), mostrando a ele que ali estivera um enviado do Céu e não um simples profeta, como ele supusera. Faltou a Manoá o discernimento espiritual para reconhecer a Deus quando Ele apareceu diante de si. Mas desde o começo ele sabia o suficiente para orar por orientação e o Senhor respondeu a sua oração.

É reconfortante saber que Deus está disposto a trabalhar conosco, mesmo quando duvidamos de Suas palavras. Quer nos sintamos inadequados ou simplesmente inseguros a respeito de Sua vontade, o Senhor encontrará uma meio de nos fornecer a tranquilidade e a orientação de que precisamos.
Justo E. Morales

Projeto RPSP-Juízes-12


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 12
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/12

Texto de hoje do blog da Bíblia:

Em vez de agradecer a Jefté por derrotar os opressores de Israel, os efraimitas ficaram com inveja do sucesso que Jefté obteve sem eles. Previamente, aprendemos que os efraimitas tinham um senso exagerado de auto-valorização (Jz. 8:1) e desta vez seu orgulho ferido os levou a um confronto desnecessário.

Jefté afirmou corretamente que a tribo de Efraim não tinha o direito de ficar chateada com ele, pois não o haviam ajudado quando pediu apoio em sua contenda anterior com os amonitas. Jefté apresentou uma defesa razoável e justa por suas ações. Mas ele não apelou para que Deus fosse juiz entre Gileade e Efraim como fez com os amonitas (v. 3).

Não sabemos qual foi a resposta dada por Efraim. Sabemos apenas que Jefté ajuntou o exército gileadita e foi à guerra contra Efraim.

Enquanto Gideão havia aplacado os efraimitas com palavras (Jz 8:2-3), Jefté escolheu punir seus irmãos israelitas por sua arrogância. Os efraimitas não foram apenas derrotados na batalha, eles foram abatidos aos milhares a sangue frio (vs. 5-6).

É tentador pensar que os efraimitas receberam o que mereciam. A questão, entretanto, não é o que mereciam, mas se era vontade de Deus que eles fossem punidos. Como Jefté, muitas vezes somos rápidos em condenar nossos irmãos quando eles nos prejudicam. Com facilidade deixamos Deus lidar com os "amonitas" em nossas vidas, porem queremos nós mesmos rapidamente acertar as contas com o nosso irmão ou irmã que nos ofendeu.

Quando seguidores de Cristo brigam, Satanás ganha. Quando permitimos que o orgulho governe nossos corações, não importa quão certo pensemos estar, somos um tropeço para o testemunho de Jesus. Nossa entrega pessoal diária do eu não só protege nossos corações do pecado, mas também nos impede de nos tornarmos uma arma que Satanás possa usar para atacar a nossos irmãos e irmãs.

Justo E. Morales

P a l a v r a E f i c a z: MD- Colossenses 1:13

O Reino das Trevas e o Reino da Luz

O qual [O Pai] nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor. Colossenses 1:13

Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.Efésios 5:8

Cada país moderno tem sua própria constituição, o texto fundamental que organiza a vida política. Na esfera espiritual há somente dois reinos: o das trevas e o da luz. E cada um deles também tem sua própria constituição, por assim dizer.

No reino das trevas, a constituição pode ser resumida assim: “Cada um é livre para fazer o que quiser”. Essa regra encontra eco no coração humano. É chamada de liberdade individual. Mas para onde conduz uma atitude assim? Olhe ao seu redor e verá que todo tipo de miséria, crimes, violência e egoísmo estão enraizados nessa base.

O reino da luz é o oposto, pois é onde Deus reina. Sua lei fundamental é: Jesus Cristo tem todo o poder e cada um tem de se submeter à vontade dEle, obedecendo em tudo. Essa lei entra em choque com a tendência natural do homem à desobediência e à independência.

Então surge a pergunta: Que constituição dirige a sua vida prática? A que reino você pertence? Como você vive de fato?

Experimente Jesus através da leitura e meditação diária da Palavra de Deus, desfrute de suas promessas e tenha uma vida  renovada e vitoriosa.

sábado, 24 de novembro de 2012

Projeto RPSP- Juízes 11


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 11

Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/10

Texto de hoje do blog da Bíblia:

Nossa primeira impressão de Jefté, o gileadita não é positiva. Ele é filho ilegítimo de uma prostituta, um proscrito com uma história familiar conturbada e o líder de uma gangue de "homens sem valor." No entanto, este indivíduo aparentemente indigno tornou-se juiz de Israel por seis anos (12:7), mas antes ele precisaria aprender algumas lições difíceis ao longo do caminho.

Ao contrário de juízes anteriores, não houve uma chamada divina de Jefté à liderança. Seu domínio sobre os gileaditas veio como resultado da negociação junto aos anciãos de Gileade (11:8-10). Apesar disso, no entanto, não há dúvida de que Deus está guiando os eventos nos bastidores. O Senhor capacita Jefté para lutar contra os inimigos de Israel (11:29) e entrega os amonitas em suas mãos (11:32). As livramentos do Senhor favorecem Israel (11:27), mas não favorecem Jefté.

História de Jefté poderia muito bem ter terminado aqui, sem o infeliz voto que ele fez. Mesmo estando claro que Deus o havia ajudado a combater os amonitas, Jefté sentiu que poderia barganhar com Deus da mesma maneira que ele fez com os anciãos de Gileade. Imediatamente nós nos chocamos com a total falta de entendimento do sistema de sacrifício por parte de Jefté. A Lei de Moisés claramente especificava que tipos de ofertas eram aceitáveis. Jefté não tinha permissão para sacrificar a quem primeiro saísse das portas de sua casa (11:31). No entanto, ele acredita que Deus pode ser subornado por holocaustos. Este voto desnecessário traria muita tristeza a Jefté e a sua filha única.

A narrativa não é clara sobre o que aconteceu com a filha de Jefté. O voto está redigido de tal forma a dar a impressão de que Jefté se referia a um sacrifício físico. Mas a Bíblia não diz que ela foi sacrificada. Em vez disso, nos é dito simplesmente que ela cumpriu a promessa de seu pai e não conheceu homem (11:39). Ela lamenta a sua virgindade ao longo da vida (11:37), e está obviamente preocupada que seu pai a sacrificasse. Desde que sacrifícios humanos foram condenado pela Torá (Dt 18:10), a filha de Jefté deveria viver a vida solitária de um nazireu (Nm 6).

A experiência de Jefté é uma lição bíblica sobre como devemos ser cuidadosos com o que dizemos. É também um aviso sobre negociar com Deus, como se o Todo-Poderoso fosse uma divindade pagã, que pode ser manipulado. Muitas vezes nos encontramos dizendo: "Senhor, se você fizer isso por mim, então eu vou ser um cristão melhor." Não há nada que o Senhor queira mais de nós do que a nossa entrega incondicional a Ele.

Deus anseia para regar as nossas vidas com bênçãos, mas devemos estar dispostos a submeter-nos à Sua vontade em vez de tentar manipulá-lo com a promessa de boas ações.

Justo Morales
Universidade Adventista do Sul

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Projeto RPSP - Juízes 10


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 1o
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/10
Texto de hoje do blog da Bíblia (http://revivedbyhisword.org/en/bible/jdg/10/):

Neste capítulo, vemos que os israelitas adoravam ídolos.Quando oprimidos por seus inimigos clamavam ao Senhor por ajuda (v. 15). Quando a opressão parava eles voltavam a adorar ídolos. 
É muito fácil julgar os israelitas e dizer: "Por que eles continuam fazendo isso se eles tinham exemplos repetidos da presença de Deus e da salvação?"

No entanto, nós mesmos fazemos isso. Quantas vezes Deus nos ajuda a sair de uma situação difícil e, após, voltamos diretamente aos mesmos vícios. Todos nós temos hábitos errados, ou ídolos, a quem recorremos em busca de conforto, descanso e da energia que precisamos para continuar nosso trabalho, ao invés de irmos a Deus.
O Senhor, porém, quer fazer muito mais do que isso por nós. Ele quer mudar nossas vidas.
Ele não está interessado em falso arrependimento, aquele em que nós vamos a Ele porque não queremos lidar com as conseqüências de nossas ações. O que Ele quer é nos dar novos corações e novas vidas, assim como as outras coisas das quais precisamos.

Deus tem oportunidades de crescimento espiritual e aventuras de fé esperando por nós logo à frente. Mas você não irá experimentar essas bênçãos enquanto não deixar para trás os ídolos de sua vida, mediante genuíno arrependimento. O que lhe impede de se entregar totalmente a Deus hoje?
Deus Se entristece muito por estar separado de você e ter que reter tudo o que Ele gostaria de fazer por você, quando Ele tem tanto mais para dar.
Confie em Deus e veja a Sua mão poderosa trabalhando em sua vida.

Brandy Kirstein
Universidade Adventista do Sul
Trad JAQ - Rev JDS

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Como cuidar bem de você mesmo


Como cuidar bem de você mesmo

1. Caminhe de 10 a 30 minutos todos os dias 
e sorria enquanto caminha. 

 2. Ore na intimidade com Deus pelo menos 
10 minutos por dia, em segredo, se for necessário. 

3. Escute boa música todos os dias. 
A música é um autêntico alimento para o espírito.

4. Ao se levantar de manhã, fale 
"Deus, meu Pai, Te agradeço por este novo dia". 

5. Viva com os 3 "E": 
Energia, Entusiasmo e Empatia. 

6. Participe de mais brincadeiras do que no ano passado. 

7. Sorria mais vezes do que o ano passado. 

8. Olhe para o céu pelo menos uma vez por dia 
e sinta a majestade do mundo que rodeia você. 

9. Sonhe mais, estando acordado. 

10. Coma mais alimentos que crescem nas árvores e nas plantas, 
e menos alimentos industrializados. 

11. Coma nozes e frutas silvestres. 
Tome chá verde, muita água e um cálice de vinho ao dia. 
Cuide de brindar sempre por alguma das muitas coisas belas que 
existem em sua vida e, se possível, faça em companhia de quem você ama. 

12. Faça rir pelo menos 3 pessoas por dia. 

13. Elimine a desordem de sua casa, seu carro e seu escritório. 
Deixe que uma nova energia flua em sua vida. 

14. Não gaste seu precioso tempo em fofocas, coisas do passado, pensamentos negativos ou coisas fora de seu controle. 
Melhor investir sua energia no positivo do presente. 

15. Tome nota: 
a vida é uma escola e você está aqui para aprender. 
Os problemas são lições passageiras, 
o que você aprende com eles é o que fica. 

16. Tome o café da manhã como um rei, 
almoce como um príncipe e jante como um mendigo. 

17. Sorria mais. 

18. Não deixe passar a oportunidade de abraçar quem você ama. 
Dê um abraço! 

19. A vida é muito curta para você desperdiçar o tempo odiando alguém. 

20. Não se leve tão a sério. Ninguém faz isto. 

21. Não precisa ganhar cada discussão. 
Aceite a perda e aprenda com o outro. 

 22. Fique em paz com o seu passado para não estragar o seu presente. 

23. Não compare sua vida com a dos outros. 
Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida. 

24. Ninguém está tomando conta da sua felicidade a não ser você mesmo. 

25. Lembre que você não tem o controle dos acontecimentos, 
mas sim do que você faz deles.

 26. Aprenda algo novo cada dia. 

27. O que os outros pensam de você não é de sua conta. 

28. Ajude sempre os outros. 
O que você semeia hoje, colherá amanhã. 

29. Não importa se a situação é boa ou ruim, ela mudará. 

30. O seu trabalho não cuidará de você quando você estiver doente. 
Seus amigos sim. Mantenha contato com seus amigos. 

31. Descarte qualquer coisa que não for útil, bonita ou divertida. 

32. A inveja é uma perda de tempo. 
Você já tem o que você precisa. 

33. O melhor está ainda por vir. 

34. Não importa como você se sente: levante, vista e participe. 

35. Ame sempre com todo o seu ser. 

36. Telefone para seus parentes frequentemente e mande emails dizendo: 
Oi, estou com saudades de vocês! 

37. Cada noite, antes de deitar, agradeça a Deus por mais um dia vivido. 

38. Lembre que você está muito abençoado para estar estressado. 

39. Desfrute da viagem da vida. 
Você só tem uma oportunidade, tire dela o maior proveito. 

40. Compartilhe estas idéias com quem voce gosta! 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Projeto RPSP- Juízes 9


Projeto Reavivados por Sua Palavra- Juízes 9
Leia ou ouça o capítulo de hoje: http://www.bibliaonline.com.br/acf/jz/9

Texto de hoje do blog da Bíblia (http://revivedbyhisword.org/en/bible/jdg/9/):

A história de Abimeleque, filho de Gideão, e seu irmão mais novo Jotão ilustra como Deus executa a justiça e, a seu tempo, nos defende daqueles que nos oprimem.

Abimeleque, com o apoio dos cidadãos de Siquém, provavelmente canaanitas, assassinou 68 irmãos que moravam em Ofra, cidade de Gideão, a fim de dominar sozinho sobre Israel (vs. 5 e 22).

Jotão, o único irmão sobrevivente, advertiu aos homens de Siquém das conseqüências de aceitar Abimeleque como rei, mas eles não ouviram. Depois de Abimeleque governar por três anos, o próprio Deus interveio e enviou um "espírito de aversão entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém" (v. 23). Abimeleque destruiu as próprias pessoas que o apoiaram e depois foi morto, sem glória e a seu pedido, por um apoiador.

Jotão deixou a vingança para Deus, que o honrou, lutando por ele, do modo como havia lutado por seu pai Gideão (v. 17).

Você possui um inimigo? Existe alguém que tem interferido naquilo que você acredita que Deus o chamou para fazer? Alguém prejudicou a sua família?

Embora seja difícil, fomos chamados pelo próprio Jesus a amar os nossos inimigos e orar por aqueles que nos perseguem. Somente conseguiremos agir desta maneira guiados pelo Espírito Santo. Permita que Deus seja o seu defensor hoje. Seus planos e caminhos são muito melhores do que os nossos. Ele sabe como promover a justiça, o arrependimento e a paz. Confie no Deus Todo Poderoso e Ele irá corrigir o que estiver errado e devolver o que foi tirado de você.

Brandy Kirstein

P a l a v r a E f i c a z: MD-Miquéias 6:8

Meditação Diária
O QUE DEUS PEDE DE VOCÊ 

“Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” Miquéias 6:8

Você já parou para pensar sobre o que Deus espera de você? Eu sei, sabia? E não estou falando de uma maneira geral. Falo para você que está lendo este comentário. Deus pede três coisas de você. Quer saber quais são?

Então anote aí: Miquéias 6:8. Na versão bíblica João Ferreira de Almeida diz: “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.” 

Reflita sobre esse verso. Deus declarou à humanidade, a mim e a você que Ele deseja que façamos três coisas importantes:

1º) Que pratiques a justiça. Como carecemos disso nos dias atuais, principalmente aqui no Brasil! E não pense que é só com os políticos. Aliás, você sabe por que as nossas representações políticas, em todos os níveis do nosso País é das mais corruptas do mundo? Será que o problema está com a política ou os políticos?

Precisamos admitir que o problema está conosco, pois somos corruptos por cultura. Quer ver só? Se não tiver ninguém olhando e nenhuma ameaça de multa por perto, quem respeita direitinho todas as leis de trânsito, como limite de velocidade, faixa de pedestre, etc.? Muitos países respeitam, mas nós, brasileiros, temos dificuldade com isso. A criança já cresce aprendendo a colar. Se “pisa na bola”, sabe que o professor pode dar um jeitinho. Se desobedecer a mãe, sabe que ela vai “fechar um olho”. Infelizmente, o mau exemplo começa em casa, com os pais cometendo o crime de usar tantos CDs e DVDs piratas e com os exemplos de tanta traição nas telenovelas brasileiras. Culturalmente, nos transformamos no povo que dá um jeitinho. E o que acontece quando um desses está acostumado a dar um jeitinho sobe para um cargo publico? Fará o que aprendeu: dar um jeitinho brasileiro sem ter a noção do que é praticar a justiça.

2º) Que ames a misericórdia. Mas vamos deixar de falar mal do Brasil e ter misericórdia de nós mesmos e do nosso País. Aprenda a perdoar, porque é através do perdão gratuito de Deus que você poderá entrar no Céu.

3º) Andes humildemente com o seu Deus. Como? Um dos jeitos é lendo a Bíblia diariamente. Você pode, também, acordar pensando em Deus, fazer o desjejum pensando nEle, ir para o trabalho conversando com Ele, passar o dia inteiro ao Seu lado, voltar para casa cansado, mas ligado a Ele em pensamento. Isso é andar com Deus.

A dica é: pratique a justiça, ame a misericórdia e ande com Deus.
Valdeci Júnior

Experimente Jesus através da leitura e meditação diária da Palavra de Deus, desfrute de suas promessas e tenha uma vida  renovada e vitoriosa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...