Receba mensagens em seu Email

quinta-feira, 31 de maio de 2012

A matemática da vida

Em nossa vida, como na matemática, devemos saber: somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade e dividir amor. 


SOMAR ALEGRIAS. Quem vive sozinho, longe dos outros, sem compartilhar alegrias, sem permutar experiências, diminui sua própria alegria e não alcança a felicidade, não atinge sua realização pessoal. Para ser sincero, fico penalizado vendo tanta gente que ainda não fez esta descoberta. Pessoas que se fecham sobre si mesmas, por medo ou egoísmo, palmilham caminhos errados. Quem teme perder sua alegria, repartindo-a com os outros, ainda não aprendeu a psicologia humana e desconhece o Evangelho.

DIMINUIR TRISTEZAS. A vida tem dessas compensações gratificantes. Quando conseguimos minorar a tristeza, nós é que saímos lucrando. Uma das mais profundas satisfações reservadas ao coração humano, é restituir o entusiasmo, a coragem e o otimismo aos irmãos de caminhada.

MULTIPLICAR FELICIDADE. Na família, no trabalho, na comunidade, em qualquer lugar onde plantamos felicidade, nós a multiplicamos. Felicidade partilhada é felicidade pessoal multiplicada. Ela nos atinge em ricochete!

DIVIDIR AMOR. Em matemática, quando dividimos um número pelo outro, o resultado final é sempre menor. Nas dimensões de amor humano, acontece exatamente o contrário. Dividir amor com os outros, é multiplicá-lo, é aumentá-lo. Todo aquele que divide seu amor com alguém, descobre em seguida ter multiplicado seu amor.

Somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade, dividir amor: é o mais lindo programa de vida que podemos abraçar. Nestas quatro tarefas está sintetizado o mandamento cristão.
O ser humano é comunicativo  por natureza. Não agüenta viver sozinho. O individualismo é o caminho mais certo para a infelicidade, para a solidão. Somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade e dividir amor é a  rota mais segura da alegria de viver. É o atalho mais rápido para o nosso próximo e para Cristo, que passou pela vida, fazendo o bem. São estes os misteriosos caminhos da vida.
( autoria desconhecida)

Palavra Eficaz-Salmos 88:12

Meditação Diária

LIVRE DO MEDO

Acaso, nas trevas se manifestam as Tuas maravilhas? E a Tua justiça, na terra do esquecimento? Sal. 88:12.

O medo e a insegurança estão presentes todos os dias na experiência humana. Você pode negá-los ou confundi-los com timidez e fragilidade; porém, o medo e a insegurança estão escondidos em algum canto da natureza humana e se manifestam, às vezes, em forma de agressividade e violência.

Quando uma criança não recebe amor e segurança, acaba fabricando fantasmas imaginários. Cresce pensando que todas as pessoas são uma ameaça e percebe o mundo da perspectiva do temor.

Ela não se torna um adulto feliz. Grita com os outros, agride, machuca e fere, tentando ser feliz. Pode ter formação universitária em “liderança”, “qualidade total”, ou “inteligência emocional”, mas seus temores inconscientes são maiores que seus conceitos conscientes, e acabam destruindo, num minuto, o que, às vezes, se construiu em vários anos.

O salmista pergunta: “Acaso, nas trevas se manifestam as Tuas maravilhas?” Não. Quando a alma está cheia de trevas, não é possível ser feliz. A vida é “terra do esquecimento”, terra da morte. Morrem os sonhos, a família, os planos futuros. Nós os matamos todos os dias com as nossas atitudes, irremediavelmente controladas pelo mundo inconsciente de feridas e chagas que alguém abriu quando éramos crianças.

Existe esperança de recuperação? Existe cura? Sim. O próprio salmista acrescenta no verso 13: “Mas eu, Senhor, clamo a Ti por socorro, e antemanhã já se antecipa diante de Ti a minha oração.” O salmista achou remédio para seus males em Jesus.

Clame ao Senhor. Chore diante dEle se for preciso. Ninguém o verá no oculto de sua câmara ou no silêncio do seu coração. Identifique suas feridas e, se não conseguir, peça ao Senhor que assim mesmo o cure delas. Mas seja livre. Para amar, para ser feliz e fazer felizes as pessoas que você ama. Livre para viver sem temor e vencer. Para ser humilde e aprender a pedir perdão. Para aceitar que nem sempre é vitorioso quem chega em primeiro lugar.

Pergunte hoje mais uma vez a Deus: “Acaso, nas trevas se manifestam as Tuas maravilhas? E a Tua justiça, na terra do esquecimento?” /Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Gênesis 45

Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Gênesis 45
Leia ou ouça o capítulo 45 de Gênesis clicando em: http://www.bibliaonline.com.br/aa/gn/45

Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 45
José não conseguiu mais conter a emoção. Após dias e meses escondendo a sua real identidade, ele precisava desabafar. Pedindo para todos os seus atendentes deixarem o aposento, ele revelou a seus irmãos quem ele era em meio à lágrimas e choro!

O irmão traido e vendido por trinta moedas de prata. O filho que o pai achava que estava morto. A última pessoa que eles esperavam encontrar na face da terra!

Seus irmãos, a princípio, ficaram petrificados de surpresa e medo. Mas foram tranquilizados. “Cheguem mais perto... Eu sou José, seu irmão, aquele que vocês venderam ao Egito! Agora, não se aflijam nem se recriminem por terem me vendido para cá, pois foi para salvar vidas que Deus me enviou adiante de vocês. (Gn 45:4, 5).

Note que José não negou o seu passado doloroso. Também não diminuiu a gravidade do ato realizado por seus irmãos, vendendo-o como escravo anos atrás. Mas o foco de suas palavras foi a poderosa atuação de Deus transformando o triste passado num glorioso presente.

Todos nós temos capítulos dolorosos em nossa existência. Passagens que deixaram cicatrizes e que não gostamos de lembrar. José nos mostra, por meio do seu próprio exemplo de vida, que com Deus podemos tirar algo bom de qualquer situação.

Em suas palavras José procurou ajudar a seus irmãos a não enveredarem pelo caminho da auto condenação. Esse seria o caminho natural a seguir. Afinal haviam falhado grandemente para com seu irmão carnal. Mas José, bondosamente os convidou a olharem para a situação por um outro prisma. Não pela ótica da falha humana, mas da providência de Deus. Esse é um incentivo muito valioso para nós também.

Talvez você sinta-se culpado por tolices e erros do passado e seja tentado de sentir-se vítima de sua própria maldade. Não faça isso! Jesus já lhe perdoou lá na cruz e lhe oferece Espírito Santo o qual lhe capacita a ser uma nova criatura.

Não se concentre no que deu errado. Concentre-se em Deus, que pode mudar qualquer circunstância para melhor. Independente do que tenha lhe acontecido você pode se tornar num agente de salvação e bênção para outras pessoas, como aconteceu com José. Levante-se e cumpra o papel abençoador na sociedade para o qual as circunstâncias da vida lhe prepararam./Jobson Santos/

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Palavra Eficaz- Provérbios 3:19


Meditação Diária
A SABEDORIA CRIADORA

O Senhor com sabedoria fundou a Terra, com inteligência estabeleceu os Céus. Prov. 3:19.

Não adianta querer entender a vida e seus complicados meandros. Quanto mais a ciência avança e faz novas descobertas, mais a criatura fica confusa. A ciência acaba de descobrir que, se você pudesse contar as células de seu corpo, veria que a maior parte delas são micróbios.

Eles pululam por todo o corpo, nos olhos, na boca, no nariz, nos ouvidos e no cabelo. O jornalista do Washington Post, Joel Achemback, os descreve como “criaturas microscópicas que, ao serem amplificadas, se assemelham a terríveis monstros de um filme de terror”. Esses microorganismos abundam especialmente nos intestinos, onde podem ser achados aos bilhões.

Como é possível viver assim? Mas vivemos e somos considerados pela própria ciência como criaturas sadias. Isto prova que jamais seremos capazes de entender os mistérios dos Céus e da Terra.

Outro dia, uma escritora holandesa que conheci no aeroporto de Atlanta, ao saber que era um escritor evangélico, me fez uma pergunta: “Que base de informação você tem, além da Bíblia, para afirmar que Deus existe?” A minha resposta foi: “Que base teria eu para afirmar que Ele não existe?”

Deus não precisa provar que existe. Podemos vê-Lo através de toda a Sua obra de criação, complicada e misteriosa, como este assunto dos micróbios em nosso corpo. Quem não acredita em Deus, sim, precisa provar que por trás de toda esta maravilha não existe um Deus Criador!

Aceitar que “com sabedoria o Senhor fundou a Terra”, é imprescindível para uma vida sadia e equilibrada. Ter a Deus gera segurança, porque a criatura sozinha se sente instintivamente confusa, perdida e sem sentido. Assemelha-se a um barco sem controle em alto-mar. É incapaz de compreender a si mesma e vagueia buscando um sentido para a existência.

Antes de iniciar hoje as suas atividades diárias, volte os olhos para esse Deus Criador. Se bilhões de micróbios não são capazes de destruir o seu corpo, como você acha que o vírus do pecado poderá destruir a sua alma? Não se esqueça de que “o Senhor com sabedoria fundou a Terra, com inteligência estabeleceu os Céus”./Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Gênesis 44

Reavivados por Sua Palavra- 

Leitura Diária- Gênesis 44
Leia ou ouça o capítulo 44 de Gênesis clicando em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/44

Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 44
Para José o mais importante era descobrir como estava o caráter dos seus irmãos. Tinham eles se tornado mais unidos ou desunidos nos últimos anos? Protegiam uns aos outros ou cada um cuidava dos seus próprios interesses? A fim de obter essa informação José montou um plano. Deu ordens ao administrador de sua casa colocar  o seu copo de prata na boca do saco de alimentos adquiridos por Benjamim.

José despediu os filhos de Israel em paz e eles partiram felizes para a sua terra. Quando estavam a uma certa distância, disse ao seu administrador: "Vá atrás daqueles homens e, quando os alcançar, diga-lhes: Por que retribuíram o bem com o mal?" (Gn 44:4).

Os irmãos afirmaram inocência e disseram que se algum roubo fosse encontrado entre eles, a pessoa infratora podia ser morta. O administrador afirmou que a pessoa seria apenas levada como escravo. Após atenta investigação a taça de prata de José foi encontrada no saco de alimento de Benjamim. Este foi trazido a José como escravo e os demais irmãos foram liberados. Entretanto os irmãos retornaram junto com ele. Não o deixaram sozinho.

Judá mui respeitosamente pediu a palavra e explanou ao governador o quanto o rapaz era amado pelo idoso pai e a dor que o alcançaria se o rapaz não voltasse. Além disso explicou que pessoalmente se comprometera pelo retorno do irmão caçula. Pediu por misericórdia que lhe fosse permitido ficar como escravo no lugar de Benjamim.

As palavras de Judá demonstravam que ele estava sinceramente preocupado pelo bem estar do seu irmão e também do seu pai. "Como poderei eu voltar a meu pai sem levar o jovem comigo? Não! Não me deixe ver o mal que sobreviria a meu pai" (Gn 44:33).

José descobriu que os irmãos haviam mudado para melhor. Eles não abandoraram o irmão caçula. Eles não ser preocuparam apenas com o sustento dos seus filhos e servos independentemente de como o pai deles se sentiria.

O exemplo de Judá é um convite para avaliarmos como temos nos relacionado em família. Estamos tratando os pais com terna consideração? Estamos protegendo os irmãos mais novos e zelando pelo bem estar deles?

José fez uma investigação quanto ao caráter dos seus irmãos e ficou satisfeito com o que descobriu. Quando comparecermos perante o governador do universo que nós também possamos ser achados aprovados./Jobson Santos/

terça-feira, 29 de maio de 2012

"Ninguém pode Tirar de Você..."



Ninguém pode tirar de você:
...A graça de se sentir querido.
...A esperança de realizar seus sonhos.
...A liberdade de mudar de ideia.
...A humildade de se saber imperfeito.
...A vitória de ter resistido a uma tentação.
...A honestidade de assumir as suas limitações.
...A disposição de tentar mais uma vez.
...A vontade de enfrentar desafios.
...A capacidade de pedir ajuda.
...A sensação de dever bem cumprido.
...A certeza de que a vida sempre vale à pena.
...A coragem de ser simplesmente você.”
"Se num dia de tristeza você tiver  que escolher entre o mundo e o amor, escolha o amor, e com ele  conquiste o mundo!"
Assim diz o Senhor:
"Sobretudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida!"(Provérbios 4-23)

“Por que?”


Por que tristezas? A Vida é bela!
Por que desistir? A Vida é uma continuação!
Por que lágrimas? A Vida é um sorriso!
Por que amarguras? A Vida é uma canção!
Por que o ódio? A Vida foi feita para Amar!
Por que intrigas? A Vida é Paz!
Por que blasfemar? A Vida foi feita para Orar!
Por que mentir? A Vida é uma verdade!
Por que sentir-se pobre? A Vida é uma riqueza.
Por que temer? A Vida é feita de Fé!
Por que fracassos? A Vida é uma grande Vitória!
Por que ofender-se? A Vida é Perdão!
Por que ser infeliz? A Vida é uma grande Felicidade!
Por que problemas? A Vida é uma grande solução!
Por que trevas? A Vida já é Luz...
(Desconheço a autoria)

Palavra Eficaz- Provérbios 12:19


Meditação Diária
ESCOLHA A VERDADE

O lábio veraz permanece para sempre, mas a língua mentirosa, apenas um momento. Prov. 12:19.

A dona de casa entrou no açougue e pediu um frango de dois quilos. O açougueiro tirou o último frango que lhe restava, e disse: “Este é o último frango. Mas, infelizmente, só pesa um quilo e novecentos gramas. Acho que cem gramas não faz muita diferença, faz?”

“Que pena!”, respondeu a dona de casa, “quero preparar uma receita especial e o frango tem que pesar exatamente dois quilos. Terei que ir a outro açougue.” “Não, não”, interrompeu o açougueiro. “Agora lembrei; tenho mais um frango na outra geladeira, espere só um minuto.” Ele levou o frango para dentro e retornou com o mesmo frango. Colocou-o na balança e, com esperteza, disse: “Aqui está, exatamente dois quilos.”

“Obrigada!”, disse a senhora, “estou tão agradecida ao senhor que decidi levar os dois frangos!”

A mentira não vai longe. Dá a impressão de que resolve o problema, mas é como um “band-aid” colocado sobre a ferida purulenta. Mais cedo ou mais tarde, a verdade se revela como um furacão que arrasa tudo o que a mentira constrói.

Existem mentiras que inventamos para os outros e mentiras que fabricamos para nós mesmos. Ambas são irmãs siamesas. Acabamos acreditando em nossas próprias mentiras. Somos vítimas de nossas palavras. Ninguém coloca a faca em nossas costas. Somos nós que a cravamos no próprio peito.
A boca fala o que o coração vive. A palavra expressa o que a mente pensa. Se a mentira é como a teia de aranha que vai enrolando a pobre vítima até sufocá-la, então a mente e o coração do mentiroso são uma teia de confusão, onde a penumbra reina. Ele não sabe se é dia ou noite, se vai ou se vem, se vive ou morre.

Quando o ser humano abre o coração a Jesus, o Salvador ilumina os rincões mais escuros da alma. Chega a transparência, a vida desabrocha, brilha o coração e os olhos se incendeiam com a luz da autenticidade.

Não fuja de Jesus . Fugir dEle é fugir da verdade e perder-se na escuridão e nas trevas da mentira. Faça de hoje um dia de reencontro com Jesus, com a verdade e com a justiça. Comece a iluminar em casa, na escola, no trabalho ou por onde for, porque “o lábio veraz permanece para sempre, mas a língua mentirosa, apenas um momento”./Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Gênesis 43


 Reavivados por Sua Palavra- 


 Leitura Diária- Gênesis 43
Introdução
Agora, se você começar a ler não vai querer parar mais. Não sei o que vai acontecer com você, mas quando leio esta história eu navego pela emoção. Depois de tanto sofrimento, José vive o seu grande momento com os seus irmãos. Ao invés de um coração desejoso de vingança, encontramos uma alma generosa e perdoadora. José é um homem de caráter é um tipo de Cristo, ele representa tudo que deveríamos ser como cristãos. Leia, medite e viaje por esta emocionante história de amor, fé, coragem e sabedoria. /Pr. Manassés Queiroz/

Leia ou ouça o capítulo 43 de Gênesis clicando em:http://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/43

Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 43

A seca continuava a trazer fome aos moradores da Palestina. Por diversas vezes os filhos de Israel pediram para irem comprar comida no Egito, mas o idoso pai se recusava a deixar Benjamim partir. Os grãos trazidos do Egito estavam quase acabando e a situação era preocupante.

Então Judá, o quarto filho, aproximou-se do pai e disse: “Deixa o jovem ir comigo e partiremos imediatamente, a fim de que tu, nós e nossas crianças sobrevivamos e não venhamos a morrer. Eu me comprometo pessoalmente pela segurança dele; podes me considerar responsável por ele. Se eu não o trouxer de volta e não o colocar bem aqui na tua presença, serei culpado diante de ti pelo resto da minha vida."

Devemos nos acustumar a ser pessoas de ação. Diante de uma necessidade, façamos como Judá, não esperemos que outros nos digam o que fazer, mas façamos o que precisa ser feito. Ele assumiu a responsabilidade por trazer o rapaz de volta e o pai concordou em deixar Benjamim ir.

Como presente para ao governador do Egito Israel pediu que seus filhos levassem alguns dos melhores produtos da terra: “um pouco de bálsamo, um pouco de mel, algumas especiarias e mirra, algumas nozes de pistache e amêndoas” (Gn 43:11). Presentes raros a fim de agradar aquele que lhes poderia fazer tanto bem.

Hoje em dia obtemos esses produtos com uma facilidade imensa e a preços reduzidos. Acabamos não dando o devido valor a finas iguarias a que temos acesso. Acostumemo-nos a apreciar e valorizar os saborosos e nutritivos alimentos com os quais Deus nos presenteia.

Após uma viagem de aproximadamente vinte dias os dez irmãos chegaram ao Egito. José os convidou para a sua casa, libertou a Simeão e deu ordem aos servos para que preparassem um jantar para eles. Ao contemplar a Benjamim, filho de sua mãe,  a emoção tomou conta dele. “Profundamente emocionado por causa de seu irmão, José apressou-se em sair à procura de um lugar para chorar, e entrando em seu quarto, chorou” (Gn 43:30).

Os ternos sentimentos de José para com seu irmão caçula eram uma amostra do que ele estaria disposto a fazer por seus demais irmãos. Habituemo-nos a querer bem aos que nos rodeiam. O carinho que nutrimos pelos familiares nos capacita a amar também as demais pessoas. Afinal, somos todos irmãos, filhos de um mesmo Deus./Jobson Santos/

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Luxúria

Fuja da luxúria!


1 – A luxúria sempre se opõe à vontade de Deus. “Para que, no tempo que lhe resta, não viva mais para satisfazer os maus desejos humanos, mas sim para fazer a vontade de Deus” (I Pedro 4:2).

2 – A luxúria no coração é adultério. “Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la , já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:28).

3 – A luxúria sempre destrói a paz em nossa alma. “Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma” (I Pedro 2:11).

4 – A luxúria guerreia contra o nosso espírito. “Pois a carne deseja  o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam” (Gálatas 5:17).

5 – A luxúria no coração prepara uma armadilha para nossa alma. “A justiça dos justos os livra, mas o desejo dos infiéis os aprisiona” (Provérbios 11:6).

Textos bíblicos na Nova Versão Internacional

Palavra Eficaz- Salmo 49:17


Meditação Diária
NADA LEVAREMOS

Pois, em morrendo, nada levará consigo, a sua glória não o acompanhará. Sal. 49:17.

No dia em que escrevo esta meditação, estou em Poza Rica, México. Acabo de tomar conhecimento da morte do príncipe Ranier, de Mônaco. Mônaco é um pequeno país, com apenas dois quilômetros quadrados de território. O príncipe Ranier, ao longo dos seus 56 anos de governo, conseguiu transformar esse pedaço de terra num país charmoso, freqüentado pelas maiores personalidades do mundo. Hoje, Mônaco é uma das capitais mundiais do jogo e um dos paraísos fiscais que atrai grandes fortunas. Evidentemente, o príncipe era um dos homens mais ricos do planeta.

Mas o texto de hoje afirma que “em morrendo, nada levará consigo, a sua glória não o acompanhará”. Nesta vida, você pode acumular riquezas. Mas, na hora da morte, isso não lhe serve de nada.

Sabedoria é aprender a depositar a confiança e a expectativa em valores eternos. Lamentavelmente, vivemos num mundo pragmático, onde se acredita só naquilo que se pode ver e tocar. Essa filosofia materialista da vida provoca dor, porque tudo o que você toca, inclusive a própria vida, escapa de você como areia entre os dedos.

Não existe nada de errado com a riqueza, fama, poder ou cultura. Tudo tem o seu lugar na experiência humana. Mas, para ter sentido de permanência, tudo isso precisa ser construído sobre bases duradouras que o tempo não é capaz de acabar. Essas bases não são materiais. Não adianta querer vê-las, nem tocá-las. É necessário aceitá-las pela fé.

Você está se sentindo triste, insatisfeito e vazio, hoje? Tenta descobrir a causa para isso e não consegue porque, aparentemente, não existe nenhum motivo para sentir-se assim? Você está bem na vida profissional, familiar, social e financeira e, no entanto, acaba de passar a noite com a sensação de que algo está errado?

Tire os olhos daquilo que é transitório e visível. Busque a Jesus e os valores eternos. Comece com coisas simples, como dizer: “Eu te amo” às pessoas queridas que estão próximas de você. A morte, um dia, pode levar essas pessoas. Mas nada tirará de você as lembranças dos momentos felizes que viveram juntos, “pois, em morrendo, nada levará consigo, a sua glória não o acompanhará”./Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.


Gênesis 42


Reavivados por Sua Palavra- 
Leitura Diária- Gênesis 42
Leia ou ouça o capítulo 42 de Gênesis clicando em: 




Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 42
Diante da seca e escassez de comida que assolou a terra de Canaã, Jacó enviou dez filhos ao Egito para comprarem alimento. O mais novo, Benjamim, ficou para trás. O pai temia que algo de ruim pudesse acontecer ao rapaz e por isso não o deixou partir com os demais.

Quando chegaram ao Egito quem os recebeu foi José, a pessoa responsável pelo comércio de todo o grão estocado no país. José os reconheceu, mas eles não o reconheceram. Assim que eles chegaram se inclinaram até o chão em sinal de respeito. O sonho de muitos anos atrás estava se cumprindo diante dos olhos de todos.

José achou por bem não revelar sua identidade aos irmãos sem primeiro conhecer um pouco mais acerca deles. Acusou-os de serem espias e os colocou na prisão por três dias. Durante esse tempo José ouviu da boca dos irmãos a confissão de culpa em relação ao tratamento que lhe deram quando o venderam como escravo. Eles disseram uns aos outros: “Certamente estamos sendo punidos pelo que fizemos a nosso irmão. Vimos como ele estava angustiado, quando nos implorava por sua vida, mas não lhe demos ouvidos; por isso nos sobreveio essa angústia” (Gn 42:21).

Lembrar aqueles momentos dolorosos foi demais para José. Ele se retirou e começou a chorar. Percebera que os irmãos não estavam de todo endurecidos. Apesar de suas falhas, ainda se mantinham unidos e se culpavam pelo êrro cometido.

Após este momento de forte emoção José retorna para eles e lhes dá a sentença. Um deles ficará preso, Simeão, até que tragam a sua presença o irmão mais novo, como prova de que não vieram espiar a terra. Dessa forma José disciplina os irmãos pelo mal que lhe haviam feito e também põe em prática um plano para rever a seu irmão Benjamim.

Aquilo que os irmãos receberam como castigo na verdade era uma oportunidade de crescimento para eles. De que forma reagiriam aquela situação? Tornar-se-iam mais unidos ou mais desunidos?

Que tipos de provações você está experimentando hoje? Não as receba como castigo, mas como oportunidades de crescimento. As provações da vida, quando bem compreendidas, são ferramentas de Deus para burilar o nosso caráter a e nos preparar para morar com Ele um dia./Jobson Santos/

domingo, 27 de maio de 2012

Não Olhe

5 coisas para as quais você nunca deve olhar


1 – Não olhe para nada que a (o) impeça de obedecer a Deus. “E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor entrar na vida com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no fogo do inferno” (Mateus 18:9).

2 – Não olhe para coisas inúteis. “Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste” (Salmo 119:37).

3 – Não olhe para as atrações do mundo. “Pois tudo o que há no mundo – a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens – não provém do Pai, mas do mundo” (I João 2:16).

4 – Não olhe para o lado escuro da vida. “Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas” (Lucas 11:34).

5 – Não desvie o olhar do caminho de Deus para você. “Olhe sempre para frente, mantenha o olhar fixo no que está diante de você” (Provérbios 4:25).

Textos bíblicos na Nova Versão Internacional

Promessas para hoje: Promessa I Crônicas 4:10


"Oh! Que me abençoes muitíssimo e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição!" 1 Crônicas 4:10

"Jabes foi o mais ilustre de seus irmãos, foi abençoado, teve seu pedido respondido. Ele simplesmente orou.

Duas coisas que devemos praticar com fé: Orar e pedir.

Há várias formas de oração, aquela que adora, aquela que agradece, aquela que pede... Focamos na terceira; todos os dias precisamos de algo, então porque não pedir? 

Quando fazemos a vontade de Deus é como se depositássemos na poupança celestial e a qualquer momento podemos sacar.

Vamos então ser ousados como Jabes e pedir as bênçãos que nos pertence, quebremos todas as maldições, iniciemos uma nova História, com Deus no controle.

Se pedirmos Ele dá, se batermos a porta se abrirá, lembremos que todo o que pede recebe." /por Marciliane Eugenia Silva/

Oração: Senhor dá-me sabedoria e inteligência. Dá-me ousadia e simplicidade. Dá-me o Fruto do Espírito e revesti-me com a armadura de Deus. És Santo e bom, justo e fiel. Como criança não tenho medo de pedir, pois, como um pai presente, o Senhor sempre me atende. Obrigada por me abençoar, por abrir os meus caminhos, por estar sempre comigo, por me ajudar a fugir do mal, me livrando da aflição, por seu filho Jesus e pelo Espírito Santo.

Palavra Eficaz-Provérbios 3:9


Meditação Diária
HONRA AO SENHOR

Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda. Prov. 3:9.

Prosperidade financeira não é apenas o resultado da habilidade humana para os negócios. Biblicamente, é um dom divino.

Honrar ao Senhor com os bens é reconhecer que Deus é dono de tudo, e que a criatura é apenas administradora daquilo que recebeu do Criador. Esse fato é apresentado por Salomão como o segredo de uma vida próspera.

O texto de hoje está no capítulo três, que tem como tema central a sabedoria que Deus oferece gratuitamente aos que a buscam. Viver com sabedoria é reconhecer que Deus é o Criador e o ser humano, a criatura. Esse reconhecimento não é apenas teórico e intelectual, é prático e experimental. Sair da teoria e entrar na realidade da vida prática é: “Honrar a Deus com os bens”. O resultado disso é a prosperidade financeira.

Mas não tem gente milionária que não reconhece a Deus? É verdade. Uma pessoa pode ser rica, mas não próspera. Riqueza tem que ver com patrimônio e saldo bancário. Prosperidade tem que ver com felicidade. Riqueza tem que ver com satisfação egoísta dos apetites, e prosperidade tem que ver com realização.

De que vale o saldo bancário quando a família está destruída? Que significado tem o patrimônio quando o filho vive escravo das drogas? O dinheiro pode comprar sonho, saúde, beleza ou sabedoria? Com dinheiro, você pode comprar um bom colchão, remédios, cosméticos ou livros. Mas a vida é feita só das coisas que se podem comprar?

Deus promete prosperidade. Não você servindo ao dinheiro e escravo do seu patrimônio. Mas utilizando o dinheiro para honrar a Deus e para tornar mais felizes as pessoas, começando com a sua família.

Cada novo dia deve ser um dia de renovação. Renovar-se é pensar, analisar e mudar de rumo, se for necessário. Renovar-se é viver. Mudar é característica de pessoas sábias, e a sabedoria é um dom que vem de Deus.

Por isso, hoje, encare os desafios da vida e repita o conselho inspirado de Salomão: “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda.”Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Gênesis 41



 Reavivados por Sua Palavra- 

 Leitura Diária- Gênesis 41
Introdução
 José já havia passado por muitas situações difíceis e em cada uma delas ele decidira dar o melhor de si, por amor ao seu Deus. Agora, na prisão, procurava ser amigo, atencioso, cortes e amorável com todos. Sua conduta lhe permitiu ganhar a confiança de todos, inclusive de um copeiro que, pouco tempo depois, seria fundamental para dar início ao grande plano de Deus – Ele havia agendado uma reviravolta na vida de José. Chegou o momento, Deus intervém diretamente e opera algo extraordinário, de resultados abrangentes, que trariam benefícios para honrar ao Seu servo, ao Seu povo e a humanidade de então. Leia o texto e veja como Deus pensa grande e tem um momento perfeito para honrar a fidelidade dos seus servos persistentes. /Pr. Manassés Queiroz/

Leia ou ouça o capítulo 41 de Gênesis clicando em:http://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/41

Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 41
José estava na prisão, mas sua mente não estava lá. Seus pensamentos se concentravam no bem que ele podia fazer por si mesmo e pelos outros. Cada dia era um dia de aprendizado e serviço.

Se quisermos dar uma grande contribuição ao mundo precisamos lançar alicerces fortes para o futuro. José fez isso. Desenvolveu habilidades de relacionamento, etiqueta, planejamento e execução que o tornavam útil em muitas posições na vida. E então a sua oportunidade chegou.

Faraó teve dois sonhos. Ninguém conseguia interpretá-los, mas o copeiro contou ao Faraó que havia um rapaz Hebreu que tinha a habilidade de interpretar sonhos. Então José foi chamado.

É interessante notar que José se barbeou e trocou as roupas para estar na presença de Faraó. Isso nos mostra que é importante prestar atenção no que se espera de nós em termos de vestuário e atitude em diferentes lugares. A postura de José, sua maneira de falar e convicção de sua explanação a respeito do sonho fez com que Faraó confiasse nele e gostasse dele.

Uma grande tarefa estava pela frente. Sete anos de fartura seriam seguidos por sete anos de escassez. Havia a necessidade de uma clara visão e uma enorme capacidade administrativa a fim de fazer frente a esse desafio nacional. José era o homem preparado para aquele momento e Faraó reconheceu isso. O convidou para ser o administrador do país, o segundo em importância no reino.

José não somente obteve a sua liberdade e um lugar de importância, mas Faraó também lhe presenteou com uma esposa, Asenate, filha de uma importante família de sacerdotes. Os sacerdotes gozavam de isenção de impostos e exerciam muita influência na vida política do país. Asenate deu a José dois filhos, Manassés e Efraim. Assim José foi consolado por suas tribulações passadas.

Através da liderança de José o Egito preparou-se para enfrentar a crise da escassez de alimentos. Ele acumulou uma quantidade imensa de grãos que possibilitou salvar a vida de milhares de pessoas.

Você também pode realizar algo grande em sua vida. Talvez não seja no campo da liderança ou da administração, mas nas áreas em que Deus lhe concedeu dons. Aproveitando as oportunidades de cada dia você construirá um futuro brilhante e dará a sua melhor contribuição ao mundo./Jobson Santos/


sábado, 26 de maio de 2012

Reflexão



"Se alguém lhe fechar a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.  Lembre-se da sabedoria da água:  a água nunca discute com seus  obstáculos, mas os contorna." 




Palavra Eficaz-Provérbios 12:25

Meditação Diária
ANSIEDADE OU PRECAUÇÃO

A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra. Prov. 12:25.

Os nativos da tribo campa me ensinaram lições de vida prática. Certo dia, esqueci a mochila no barco. Fiquei desesperado, tentando descobrir a maneira de recuperar meus pertences. “Não há nada que possamos fazer agora”, disse o chefe da aldeia. “Amanhã, o barco retornará e o condutor trará a sua mochila de volta.”

“E se ele não trouxer?”, perguntei ansioso. “Nesse caso”, respondeu o sábio cacique, “guarde suas forças para resolver o problema amanhã.”

Você sabe muito bem que a ansiedade não resolve nada, só causa sofrimento. Mas se você for tão humano quanto eu, a sua tendência é passar horas analisando um problema cuja única solução é o tempo. 

Lamentavelmente, o tempo não é feito apenas de segundos e minutos, mas também de horas, e às vezes meses e anos.

Que solução há em pensar durante a noite que seu ente querido estaria vivo se não tivesse viajado? Qual é o benefício de desesperar-se por um amor que chegou ao fim? Para que mergulhar na areia movediça das lamentações por um negócio que já faliu?

No texto de hoje, Salomão aconselha que, diante de casos que não têm solução humana, a melhor saída é falar palavras de otimismo.

“Eu lhe disse.” “Eu já sabia.” “Agora você entende?” “Quantas vezes lhe falei?” e outras expressões como essas não são, com certeza, “a boa palavra” que o texto menciona.

Você está enfrentando hoje algum drama? Tem a ver com o seu casamento, com a situação de um ente querido, com os negócios ou o emprego? Depois de colocar o problema nas mãos de Deus, peça que Ele o ajude a ver a diferença entre lutar para superar a dificuldade ou preocupar-se inutilmente com algo que, pelo menos hoje, não tem solução.

Se seu problema não pode ser solucionado hoje, durma confiando nas promessas de Deus. E, como disse o velho cacique, guarde suas forças para solucionar o problema quando o momento oportuno chegar.

Hoje é um novo dia. Olhe o brilho do sol. Não há sol onde você está? Olhe a luz do dia. Sabe por que ela existe? Porque, por trás da tormenta, o sol continua brilhando. Espere um pouco e a tormenta passará. Não se esqueça: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra./”Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja a transformação que Ele pode operar em sua vida.

Gênesis 40


Reavivados por Sua Palavra- 
Leitura Diária- Gênesis 40
Leia ou ouça o capítulo 40 de Gênesis clicando em: http://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/40

Comentários do Pastor Jobson Santos- Gênesis 40
José foi falsamente acusado de tentativa de estupro e lançado na prisão do capitão da guarda do Egito. Aquela não era uma prisão comum. Era reservada para presos políticos e componentes do alto escalão que cometiam algum deslize ou estavam sob investigação.

Na prisão ele rapidamente foi reconhecido por sua integridade e habilidades administrativas e convidado pelo carcereiro para tomar conta dos demais presos. Ele administrava a compra dos alimentos, o preparo das refeições, a manutenção das instalações, mas principalmente promovia o bem estar dos internos.

Entre os detentos havia intelectuais, soldados e estadistas que haviam caído em desgraça perante os seus superiores. José houvia muitas histórias e aprendia bastante acerca da natureza humana e dos bastidores do poder no alto escalão do governo.

O copeiro e o padeiro do rei também foram presos. A desconfiança é de que poderiam estar envolvidos numa trama para prejudicar ao Faraó. Perceptivo às necessidades das pessoas, José reparou numa manhã que eles estavam abatidos. A razão, segundo eles, é que ninguém sabia interpretar os sonhos que cada um teve na noite anterior.

Note como José respondeu a eles. “Não são de Deus as interpretações? Contem-me os sonhos” (Gn 40:8). Ou seja, ele deixou claro que a sua habilidade para interpretar sonhos vinha de Deus. E exatamente conforme a interpretação dada por José, três dias depois, o copeiro foi restituido e o padeiro foi enforcado.

O cumprimento exato da interpretação dada aos sonhos fez com que José fosse ainda mais valorizado por parte do carcereiro e dos demais presos. Ele tinha muitas qualidades. Era inteligente, talentoso, lider, tinha um senso acurado de justiça e valorizava a santidade. Era um servo de Deus amado e respeitado pelos que o conheciam de perto.

Mesmo que o copeiro tenha se esquecido de falar ao Faraó a respeito de José, ele continuava a desempenhar os seus deveres fielmente. No momento certo, a sua hora iria chegar.

Talvez, como José, você esteja dando o seu melhor e ainda não tenha sido reconhecido pelo seu potencial. Não se desanime. Continue a cumprir fielmente os seus deveres com integridade, tato e eficácia. Lembre-se que o sucesso não é um destino, mas uma caminhada diária em que Deus é o seu melhor parceiro.
/Jobson Santos/

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Palavra Eficaz-Salmos 50:7


Meditação Diária
SOU TEU DEUS
Escuta, povo Meu, e Eu falarei; ó Israel, e Eu testemunharei contra ti. Eu sou Deus, o teu Deus. Sal. 50:7.

Existem muitas vozes. Todos pretendem ter a sua verdade. Não é politicamente correto achar que há uma só verdade. O relativismo deu origem ao pluralismo. Todos querem ser ouvidos. Do ponto de vista bíblico, as pessoas precisam ser escutadas e respeitadas.

Deus deu a cada um o direito de escolher o seu caminho. Nem o próprio Criador obriga a criatura a aceitar algo que ela não quer.

Ao povo de Israel, Deus disse: “... te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.” Deut. 30:19.

No salmo de hoje, Deus pede para ser ouvido. O ser humano parece disposto a ouvir qualquer voz, menos a de Deus. Cria suas próprias teorias, estabelece seus critérios, define seus valores, determina o que é moral ou imoral. 

Mergulha nas suas filosofias existencialistas, no seu raciocínio humanista e, fazendo uso da liberdade que Deus lhe deu, nega inclusive o seu Criador.

Mas Deus pede: “Escuta, povo Meu.” Sal. 50:7. Por que Deus deseja ser ouvido? Por que chama a atenção das pessoas? “Eu sou Deus, o teu Deus”, disse Ele. Ele precisa da obediência dos Seus filhos para continuar sendo Deus? Nutre-se da atitude servil de Suas criaturas? Claro que não. Ele chama a atenção dos filhos porque deseja vê-los feliz. Ele conhece o fim desde o princípio. Sabe, melhor do que ninguém, o que é certo e o que é errado. Conhece o caminho que conduz à vida ou à morte. Ele é Deus.

O ser humano cria uma infinidade de pequenos deuses: idéias, filosofias, objetos. Prefere ouvir esses deuses fabricados. Ao fazê-lo, segue suas próprias inclinações. Mas Deus lembra: “Eu sou Deus, o teu Deus”. Você pode dizer: “Sim, Senhor, eu O aceito”, ou pode também continuar andando nos seus caminhos e escolhendo as suas veredas.

De que tamanho é o seu Deus? Isso vai determinar a sua atitude diante dos problemas da vida. Um Deus pequeno pode funcionar quando tudo vai bem. 

Mas quando a tormenta chegar, que “energia” é capaz de livrá-lo da angústia? Por isso, hoje, ouça o Senhor dizendo: “Escuta, povo Meu, e Eu falarei… Eu sou Deus, o teu Deus.”/Escrito por Alejandro Bullón/

Experimente estar com Jesus através da oração e da leitura da Bíblia a cada amanhecer e veja que Ele pode solucionar  todos os seus problemas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...